Médio do Benfica na lista do Torino; Mourinho explica o motivo das más épocas do Newcastle; Miguel Oliveira consegue 3.ª vitória do Ano; Hamilton iguala Senna; Rafa Valls também deixa a Lampre

À semelhança de Djuricic é um dos casos mais estranhos nas águias. O italiano tem qualidade, mas continua sem ter uma verdadeira oportunidade e com o actual cenário - Samaris indiscutível, Almeida a ganhar espaço, Fejsa como alternativa e Talisca e Pizzi a contarem para o papel de «8» - as hipóteses de se afirmar esta época parecem reduzidas. E sendo certo que com o mercado que tem em Itália a sua colocação não constitui um problema, o clube da Luz precisa de pensar o que pretende para o ex-Milan, para não correr o risco de o jogador estagnar, ainda para mais quando nos juniores/B estão 2 elementos muito talentosos, Pedro Rodrigues e Renato Sanches, que a curto prazo vão também querer entrar nas contas de Rui Vitória.

Ainda estamos no final de Setembro mas já se fazem projecções sobre o que pode acontecer no mercado de Interno. No Benfica um dos elementos que pode sair é Cristante, o médio ainda não foi utilizado por Rui Vitória e em Itália dão conta do interesse do Torino no seu concurso. O internacional sub-20 italiano no Verão também foi associado a algumas equipas da Série A, mas acabou por permanecer na Luz. Curiosamente, o Torino pretende igualmente para Janeiro o sérvio Luka Jovic, avançado do Estrela Vermelha que tem sido associado ao Benfica.

Concorda? - José Mourinho continua sem vencer no St James Park e no final do empate (a 2) entre o Chelsea e o Newcastle explicou o motivo pelo qual os Magpies, apesar de terem sempre bons elencos, não ganharem nada. "Talvez uma das razões pelas quais o Newcastle ao longo dos anos termina sempre em más posições é devido a esta mentalidade. Eles escolhem algumas partidas para suar sangue e em outros jogos simplesmente não jogam.  É uma atitude típica de uma equipa que não ganha nada, embora pense que o Newcastle mereceu um ponto hoje pela forma como lutou", disse o treinador português.

Em dia de campeonato do Mundo, que este ano tem ainda mais potenciais vencedores (em 2014 Gerrans era o claro favorito), Rui Costa, depois de Nélson Oliveira, fica agora sem o elemento que mais o podia ajudar nas montanhas - Mais uma mexida no ciclismo. O espanhol Rafael Valls deixou a Lampre-Merida e assinou por duas épocas pela Lotto-Soudal. Valls, de 28 anos, esteve em grande esta época com uma vitória no Tour de Omã, 8.º lugar no Paris-Nice e na Volta a Catalunha e um 11.º no Critérium du Dauphiné.

O britânico chegou à 41.ª vitória na carreira, as mesmas de Senna, e apenas menos 1 que Vettel e 10 que Prost (Schumacher, com 91, lidera de maneira confortável) - Lewis Hamilton conquistou o GP do Japão e aumentou a vantagem no campeonato de F1. O britânico passou Rosberg, que tinha conseguido a pole, logo na saída, e controlou a corrida. Rosberg e Vettel completaram o pódio. Na geral, quando faltam 125 pontos para disputar, Hamilton tem agora 277 pontos, contra os 229 de Rosberg e 218 de Vettel.

Terceira vitória esta época - Miguel Oliveira venceu o Grande Prémio de Aragão em Moto3. O piloto português, numa prova marcada pelas quedas, deu espectáculo e ficou à frente de Jorge Navarro e Romano Fenati. Já Danny Kent, líder do Mundial, foi um dos vários pilotos que caiu. Oliveira é agora 3.º no Mundial a 20 pontos do 2.º, quando faltam 4 provas por disputar.

Etiquetas: , , ,