«Foi um grande erro ter ido para o Barcelona... havia uma guerra entre holandeses e catalães»; Bayern continua o passeio; Lewandowski imparável; Volland também dá espectáculo; Landa oficializado pela Sky

O polaco marcou 7 golos em 2 jogos e já leva 10 na Bundesliga. Guardiola, ao contrário do que tem feito nos últimos encontros, desta vez não deixou o autor da proeza da temporada no banco de suplentes e o avançado foi decisivo para a conquista da sétima vitória em sete jogos. 

Quem pára o Bayern? São 7 em 7 para a turma de Guardiola, que obteve mais um triunfo fácil na Bundesliga. Os bávaros venceram em Mainz por 3-0, com Lewandowski a dar continuidade à boa fase e a bisar, chegando aos 100 golos na liga alemã. Coman, que tem vindo a aproveitar as oportunidades concedidas pelo técnico espanhol, fez o outro golo. Pelo mesmo resultado, o Bayer Leverkusen somou 3 pontos em Bremen. Os golos foram marcados por Mehmedi, Brandt e Kampl, num jogo em que Chicharito foi suplente utilizado. O Wolfsburgo ainda se ressente da perda de De Bruyne e não foi além de um empate em casa perante o Hannover (1-1). O inevitável Bas Dost colocou os Lobos na frente, mas o japonês Kiyotake igualou para os forasteiros. Em Estugarda, a equipa da casa parece preparar-se para ter mais um ano com a corda ao pescoço. O emblema patrocinado pela Mercedes encontrou um Gladbach em crescendo depois da saída de Favre e foi derrotado por 3-1. Raffael, com um golo e uma assistência, foi a figura do encontro. Nota final para o Hoffenheim, que, depois do empate com o Dortmund, conseguiu a primeira vitória no campeonato. Volland, que bisou e ainda fez uma assistência, foi o grande responsável pelo triunfo em Augsburgo (1-3), frente a uma equipa que dificilmente repetirá o sucesso do ano transacto.

Fez uma grande dupla com Vieira no Arsenal e selecção francesa, tendo sido decisivo no Mundial'98 - Declarações fortes de Emmanuel Petit à BBC. O antigo médio gaulês que se destacou no Arsenal antes de ter representado o Barcelona em 2000-01, demonstrou-se arrependido por ter assinado pelos blaugrana, acrescentando que o viveu na Catalunha roçou o racismo. «Devia ter ido para o Manchester United e jogar em Old Trafford com Roy Keane, Paul Scholes, Ryan Giggs, David Beckham e companhia. Foi um erro da minha parte», afirmou o francês. «Cheguei num mau momento, havia uma guerra no balneário entre holandeses e catalães, e o treinador (Serra Ferrer) não tinha carisma para se impor. A política e o nacionalismo que se respiravam no balneário foram de mais para mim, queria apenas jogar futebol», explicou Petit, acrescentando: «Quando cheguei ao Barça as pessoas diziam-me: não tentes aprender castelhano, tens de falar catalão. E eu dizia: Estou em Espanha, não? E eles respondiam: Não. Estás na Catalunha. Fartei-me desse tipo de coisas. Entendo que se sintam identificados com isso, mas para mim está muito perto do racismo. Fartei-me! Estamos a falar de futebol, não de política ou religião. Pedi para sair, cometi um grande erro».

6.º reforço para 2016 depois de Alex Peters, Gianni Moscon, Michal Golas, Danny van Poppel e Benat Intxausti - Já estava a ser falado desde o Tour mas agora é oficial. A Sky confirmou a contratação de Mikel Landa, ciclista espanhol que esta época terminou o Giro na 3.ª posição. Resta saber que papel vai ter Landa, que em 2015 brilhou na Astana, na equipa britânica, se de apoio a Froome ou de líder em provas como a Vuelta e Giro.

Etiquetas: , ,