Adebayor é um jogador livre; Fabinho dá vitória a Jardim; Miguel Oliveira faz 2º e sobe de categoria

Não vai ter dificuldades em arranjar um novo clube (o Aston Villa e o West Ham são os principais interessados), mas parece claro que teve uma carreira aquém do esperado devido a questões extra-futebol, sobretudo problemas familiares. O salário elevado que aufere deverá fazer com que o togolês, melhor jogador africano em 2008, continue no campeonato inglês, onde bem aproveitado ainda poderá fazer a diferença. Resta saber quais as razões para o Tottenham ter rescindido com o jogador poucos dias depois de fechar o mercado em vez de o ter vendido. 

Emmanuel Adebayor é agora um jogador livre, depois de ter chegado a acordo com o Tottenham para a rescisão do contrato. O jogador de 31 anos chegou ao clube em 2012, mas não entrava nas contas de Pochettino para a nova temporada e deve continuar a carreira noutro clube da Premier League.

O Mónaco nem contra a equipa mais fraca do campeonato consegue mostrar um futebol positivo - A equipa de Jardim venceu no terreno do GFC Ajaccio por 1-0, com um golo de penalty de Fabinho (jogou no meio campo), e somou a segunda vitória no campeonato. Os monegascos não fizeram uma exibição bem conseguida e podiam ter sofrido o empate, mas os 3 pontos seguiram mesmo com o conjunto de Cavaleiro, Bernardo Silva (ambos titulares), Coentrão (saiu do banco para a estreia) e Moutinho, ausente por lesão. 

Chegar ao Moto GP é um sonho agora mais próximo - Depois de quatro temporadas em Moto3, Miguel Oliveira vai assinar pela Leopard Racing e assim subir de categoria para Moto2. O piloto de 20 anos reconhece que é um grande passo na carreira, mas diz que vai ser preciso "estar bem preparado e apurar a condução, porque já vi muitos pilotos entrarem nesta classe a lutarem para se adaptar demasiado rápido". Entretanto, o jovem fez 2º lugar no GP de São Marino (lutou pela vitória até ao final), sendo agora 4º na classificação geral. 

Etiquetas: , ,