"Dos miúdos com quem trabalhei no Benfica e no Sporting, foi em Gelson que mais talento senti"; Islândia faz história; Itália volta a cumprir os serviços mínimos; Bélgica quase no Euro

Confirma-se que o "Di María de Alcochete" é bastante do agrado de JJ. Um elemento que deu um salto qualitativo enorme na passagem de Juvenil para Júnior (chegou a ser considerado o melhor jogador do Torneio internacional de La Manga) e que, para além de ter beneficiado do enquadramento na equipa B, surgiu em grande plano no mundial sub20 deste ano. Certo é que Gelson parece um jogador em vias de extinção no nosso país, tal é a irreverência no drible, velocidade e comprometimento nas tarefas defensivas (chegou a jogar a lateral na equipa de João de Deus), mas que, embora as declarações animadoras de Jesus, parece estar ainda atrás de elementos como Bernardo Silva ou André Gomes. 

Em entrevista ao Jornal Record, publicada na edição de hoje, Jorge Jesus teceu rasgados elogios a Gelson Martins, dizendo que o jovem o "surpreendeu", sendo "um jogador com uma qualidade muito acima da média", acrescentando que "dos miúdos com quem trabalhei no Benfica e no Sporting, foi nele que mais talento senti". O técnico dos Leões voltou a frisar que saiu dos Encarnados porque o clube não o quis e que todas as polémicas que têm surgido nas últimas semanas (como o não pagamento do último mês de contrato por parte do Benfica ou a questão dos SMS) foram criadas pelo clube da Luz, para "estabilizar". Em relação ao clube de Alvalade, JJ elogiou o grupo à sua disposição - "nunca apanhei um grupo que aprendesse tão bem", explicou que Ciani foi uma opção de recurso face ao falhanço da contratação de Douglas e à lesão de Ewerton, o qual considera, tal como William, que serão os grandes reforços da equipa, quando recuperarem das respectivas lesões. 

Grande feito para a Islândia, um país de cerca de 300 mil habitantes que chega ao primeiro Europeu da sua história. Itália voltou a fazer uma exibição triste, ao passo que Hazard deu a vitória à Bélgica em cima do final, deixando a sua selecção a um pequeno passo de França - Histórico! A Islândia atingiu pela primeira vez a fase final de um campeonato da Europa, ao empatar a zero com o Cazaquistão em casa. O país do fogo e do gelo fez uma excelente fase de qualificação e atinge assim um feito inédito. No grupo H, a Itália está na liderança depois de nova vitória por números escassos (marcou apenas 11 golos nos 8 jogos disputados), tendo batido a Bulgária por 1-0 (golo de grande penalidade de De Rossi, que foi depois expulso). Já no grupo B, a Bélgica deu um passo de gigante rumo ao apuramento, ao bater uma irrequieta equipa de Chipre por 1-0 (golo de Hazard aos 86'), enquanto a Bósnia reduziu para 2 pontos a diferença para Israel na luta pelo terceiro lugar, tendo derrotado Andorra por 3-0 (marcaram Bicakcic, Dzeko e Lulic).

Etiquetas: , ,