«Disse palavras menos aceitáveis sobre este clube para equilibrar as forças»; Dortmund deixa Bayern isolado; Estoril não passa no Eng. Carlos Salema; Vasily Kiryenka campeão do mundo de contrarrelógio

O ex-Braga não vai ter vida fácil em Guimarães, está longe de ser um nome consensual e isso vai funcionar como uma pressão extra ao seu trabalho. No entanto, não de pode ignorar de que, independentemente das preferências de todos os intervenientes no futebol, ter uma postura profissional e de defesa total do clube ao qual estão ligados leva a que possam ser ditas coisas que provavelmente não seriam ditas noutro contexto. 

Sérgio Conceição justificou as palavras "menos aceitáveis" que utilizou para se referir ao Vitória de Guimarães enquanto treinador do Sporting de Braga. "Sou muito profissional, exigente e rigoroso, cometo erros todos os dias mas tento ao máximo não cometê-los duas vezes. Queria ganhar no clube em que estava no ano passado, defendi-o até à morte, mas hoje é o Vitória que me importa», disse na conferência de imprensa de apresentação no novo clube. O ex-técnico do rival não teve problemas em admitir que não foi totalmente correcto na maneira de se referir ao emblema da Cidade Berço. "Utilizei algumas frases e palavras menos bonitas ou menos aceitáveis para com os adeptos e até com o Vitória, era uma maneira de equilibrar as forças porque sabia da força dos adeptos deste clube", explicou.

Dortmund não ganha pela primeira vez; Gladbach respira depois da saída de Favre; Hannover é o principal candidato à descida - Acabou a caminhada perfeita do Dortmund. O Hoffenheim foi a primeira equipa a conseguir travar os comandados de Tuchel, arrancando um empate (1-1) que permite ao Bayern isolar-se no comando da Bundesliga. Os homens da casa saíram na frente, com um golo de Rudy, mas o inevitável Aubameyang (está feito um goleador) igualou na segunda metade. A partir daqui o Dortmund teve oportunidades suficientes para fazer a reviravolta, mas teve pela frente um Baumann inspirado. Nos outros jogos, destaque para o primeiro triunfo do B.Mönchengladbach. A ex-equipa de Favre chegou aos 4-0 em 20 minutos (Raffael fez hat-trick de assistências), mas na segunda parte o Augsburgo ainda reduziu para 4-2 com dois penalties de Verhaegh. O Schalke (2-0 ao Frankfurt, com golos de Matip e Sané) e o Leverkusen (1-0 ao Mainz, estreia de Chicharito nos golos) também sorriram nesta jornada a meio da semana. Já o Hannover assume-se cada vez mais como o maior candidato à descida. Até começou a vencer o Estugarda, mas acabou por permitir o primeiro triunfo do conjunto de Zorniger (3-1). Werner, com um golo e uma assistência, foi a figura do jogo.

Oriental protagoniza a surpresa desta eliminatória; Paços afasta União da Madeira - O Estoril está fora da Taça da Liga, depois de ter perdido no Eng. Carlos Salema por 3-2. Os canarinhos saíram na frente, mas permitiram que o Oriental chegasse ao 3-1 e, apesar do golo de Bonatini, não conseguiram chegar à igualdade. No único jogo entre equipas da primeira liga, Fábio Martins, com um golo já perto do fim, deu a passagem ao Paços no terreno do União da Madeira. O Portimonense (1-2 em Penafiel), o Leixões (2-1 ao Académico de Viseu) e o Famalicão (2-1 em Oliveira de Azeméis) também seguiram em frente. 

Tony Martin (apenas 7.º) desiludiu; Rohan Dennis teve de trocar de bicicleta e ficou fora da luta - O veterano Vasil Kiryienka é o novo campeão do Mundo de contrarrelógio. Depois do 4.º lugar em 2014 o bielorrusso, de 34 anos, com uma média de 50,89 km superiorizou-se à concorrência e arrecadou o ouro nos Mundiais de Richmond, nos EUA. Adriano Malori (prata), com mais 9 segundos, e Jerome Coppel (principal surpresa) completaram o pódio. Castroviejo foi 4.º, Dumoulin 5.º, Dennis 6.º e Tony Martin apenas 7.º. Já Nélson Oliveira piorou em relação a 2014 (tinha sido 7.º) e ficou no 13.º lugar.

Etiquetas: , , ,