Defesa português de 17 anos continua em destaque na Série A; Paulo Sousa no 2.º lugar; Juventus volta a deslizar; 1-0 chega ao Inter; Improvável Flamini resolve dérbi; Martial volta a marcar; Liverpool evita escândalo nos penaltis; Vencedor da Liga Europa continua em último; Nice de Ricardo dá 6 ao Bordéus

Pedro Pereira, defesa português de apenas 17 anos, foi titular pelo 2.º jogo consecutivo, e mais uma vez com uma exibição competente, rigoroso a defender e sem se inibir de dar o apoio ao ataque; Terceira vitória consecutiva do Inter por 1-0 (4.ª em 5 jogos); Paulo Sousa em grande; Juventus não arranca.

Inter soma 15 pontos em 5 jogos. Os milaneses receberam em casa o Verona e com um golo de Felipe Melo (excelente cabeceamento a um canto de Alex Telles) seguraram o 1.º lugar na Série A. Quem também vive bons momentos por estes dias é a Fiorentina de Paulo Sousa, que voltou a vencer (2-0 ao Bologna) e está no 2.º lugar do Calcio a apenas 3 pontos do líder. Apesar do domínio, os golos só surgiram na 2.ª parte, com Kuba (já rende) a passe de Vecino e Kalinic, que rendeu o desinspirado Babacar, assistido por Marcos Alonso, a darem os 3 pontos ao treinador português. Já a Juventus continua o seu péssimo registo - apenas no 13.º lugar. Num encontro onde teoricamente até podia golear, não foi além de um empate a uma bola frente ao Frosinone. Zaza aos 50’ ainda deu vantagem à turma de Allegri, mas o balde de água fria surgiu aos 90+1’ quando Blanchard fez o empate. A Vecchia Signora não merecia este desfecho (para se ter uma ideia fez 36 remates contra 9), mas a verdade é que, apesar do jogo endiabrado de Cuadrado (encaixou que nem uma luva), a equipa esteve desastrada na finalização. Nos restantes jogos, a Lazio voltou às vitórias com um 2-0 sobre o Génova, com golos de Djordjevic e Felipe Anderson (que brilhou e fez o seu primeiro jogo decente nesta época); O Sassuolo derrotou, na Sicília, o Palermo por uma bola a zero (golo de Floccari); Tal como o Chievo, que com um tento de Castro, que também venceu pela margem mínima o Torino. Já o Carpi-Nápoles terminou empatado a 0, apesar de os napolitanos terem podido ganhar confortavelmente. No jogo "grande" da jornada, a Sampdoria bateu a Roma, por 2-1, um resultado algo injusto. Os Romanos estiveram quase sempre por cima, com mais ocasiões e a assumir o jogo durante grande parte do encontro, tendo sido traídos por um auto-golo de Manolas já perto do final do encontro. Ainda assim, mérito para Zenga (que parecia ter uma época complicada pelo desastre na Liga Europa) e para a grande exibição de Éder (o autor do 1.º golo) e Barreto, que se fartou de recuperar bolas. Do lado da Roma, Pjanic tentou por várias vezes (fartou-se de rematar), Dzeko podia ter feito mais (grande exibição do guarda-redes adversário, Viviano), mas a melhor unidade foi Salah que, para além do golo, foi sempre dos mais inconformados a tentar penetrar no bloco do adversário. Como nota final, destaque para a continuidade que Pedro Pereira está a ter (lateral direito de apenas 17 anos oriundo do Benfica) e para o consumar de mais uma exibição competente, aproveitando as ausências de De Silvestri e Cassani.

Rodgers, numa fase em que Klopp e Ancelotti estão a ser fortemente apontados aos Reds, escapou por pouco - Era um daqueles escândalos para ficar na história da Taça da Liga Inglesa. O Liverpool, apesar de jogar em casa, só conseguiu eliminar o Carlisle United, do 4.º escalão de Inglaterra, nos penaltis. Ings colocou os anfitriões na frente, mas Asamoah empatou 10 minutos depois e o resultado não se alterou nos 120 minutos. Nos penaltis o Liverpool desperdiçou 2 mas o guardião Adam Bogdan salvou Rodgers com 3 grandes defesas. Nos outros jogos, o principal destaque desta III eliminatória da Taça da Liga vai para a vitória do Arsenal no terreno do rival Tottenham, por 2-1, com o improvável Flamini a bisar. O Chelsea, com Falcao a titular (mas em branco), goleou, fora o Walsall, por 4-1 (golos de Ramires, Rémy, Kenedy e Pedro). O Southampton, com Cédric e Fonte no 11, deu 6 ao MK Dons, enquanto que o Man Utd, com golos de Rooney, Pereira e mais um de Martial, eliminou o Ipswich.

Eméry ainda tem margem? - O Sevilha não deixa o último lugar da La Liga. O Vencedor da Liga Europa perdeu no terreno do Las Palmas, por 2-0, e continua com apenas 2 pontos em 5 jogos. Nota para as más exibições de Llorente e Immobile, já Alcaraz (imperial na defesa e autor do golo que "matou a partida), Wakaso (fortissimo na recuperação) mas principalmente Sérgio Araujo, avançado argentino de 23 anos, com duas assistências e muita qualidade técnica, estiveram em destaques pelos insulares; Nos outros jogos da noite, destaque para o Málaga, que perdeu, em casa (0-1), com o Villarreal, e continua também só com 2 pontos, já o submarino amarelo está com 13 pontos, os mesmos dos líderes Real e Celta.

Lyon deu titularidade a avançado de 19 anos, Verdes no 2.º lugar; Nice em grande - Um auto-golo de Ayasse, aos 13 minutos, foi suficiente para o Saint-Étienne não vacilar e vencer por uma bola a zero no terreno do Troyes, mantendo-se na perseguição ao PSG (apenas 1 ponto). Quem também venceu nesta jornada foi o Lyon, que derrotou o Bastia por 2-0 (Kalulu, jovem de 19 anos, marcou um golaço... Tolisso fechou as contas). Já o Rennes, agora 3.º, empatou a 1 com o Ajaccio. Nos outros jogos, o Lorient, com Guerreiro a entrar aos 63’, venceu na receção ao Caen por duas bolas a zero (marcaram Moukandjo e Waris) e o duelo entre o Toulouse (Braithwaite) e o Marselha (Batshuayi) acabou empatado a 1. Por fim, na grande goleada da jornada, o Nice de Ricardo Pereira (jogou os 90) e Wallyson (entrou aos 74’) vergou o Bordéus (que já empatou com o PSG) por incríveis 6-1. Germain, Le Bihan, um auto-golo de Pallois, um bis de Ben Arfa e Mendy fizeram os golos da equipa da casa, de nada valendo o tento de Plasil que ainda chegou a colocar a equipa de Sagnol em vantagem logo aos 6 minutos. Destaque ainda para Seri, que tem estado em destaque, tendo feito mesmo uma assistência no encontro desta noite.

Etiquetas: , , ,