29 de Março de 2013

Sporting falha presença na final do NextGen Series, depois de derrota frente ao Aston Villa; Jovens leões foram melhores durante os 90 minutos, mas cometeram demasiados erros no prolongamento

Aston Villa 3-1 Sporting (Burke 54´g.p., Grealish 91´e Carruthers 105´; Stojanovic 68´)

O Sporting caiu nas meias finais da NextGen Series, depois de ser derrotado pelo Aston Villa. No 3º encontro entre as duas equipas (1 vitória para cada lado), os "villans" levaram a melhor no prolongamento, momento onde a defensiva dos leões cometeu muitos erros. Durante os 90 minutos, os leões foram melhores, tiveram boas oportunidades para chegar ao golo, mas o azar (bola à trave), as boas intervenções de Watkins, o desperdício do ataque leonino e um golo mal invalidado a Palhinha levaram o jogo para prolongamento.

Na primeira parte tivemos um jogo atabalhoado, com algum nervosismo de parte a parte a resultar em muitos erros. O Sporting entrou mais forte, a tentar recuperar a bola em zonas adiantadas, mas com o passar do tempo o Aston Villa conseguiu equilibrar. As únicas oportunidades para marcar pertenceram aos leões, que não foram eficazes. No segundo tempo, mais do mesmo. Os jovens leões quase marcaram no reinício, num tiro de Medeiros (defesa de Watkins), mas na resposta, o Aston Villa chegou ao 1-0. Fokobo comete uma infantilidade (perde a bola na área e faz grande penalidade), que foi aproveitada por Burke. O golo do Villa fez crescer o Sporting. Pouco tempo depois, Palhinha fez mesmo o empate, que viria a ser mal anulado, por fora-de-jogo inexistente. Aos 59 minutos, Medeiros leva a bola à trave, num remate espectacular, e seria o suplente Stojanovic a fazer a igualdade, 10 minutos depois. Novamente Medeiros em acção, ao cobrar um livre para o centro da área, onde apareceu o sérvio a cabecear para o 1-1. Até final dos 90 minutos, destaque ainda para um remate perigoso de Esgaio e para um tiro de Fokobo perto do poste. A paragem de jogo fez bem ao Aston Villa, que entrou logo com o 2-1. Desatenção na defensiva leonina, com Grealish completamente sozinho ao 2º poste, para fazer o golo. Os leões tentaram chegar novamente ao golo, mas foi o Villa a sair com perigo para o contra-ataque. Mesmo em cima do intervalo do prolongamento, Ruben Semedo faz um mau passe na sua defensiva, a bola sobra para o ataque do Villa, com Carruthers a rematar sem hipóteses para Meira. Manafa ainda obrigou Watkins a grande intervenção, mas o resultado não mais se alteraria até final.

No plano individual, destaque para a exibição de Ricardo Esgaio (bastante rápido, criou inúmeros desequilíbrios, faltando apenas o golo), Iuri Medeiros (cresceu na 2ª parte e utilizou da melhor maneira o seu excelente pé esquerdo), Tobias Figueiredo (foi o patrão da defensiva leonina), Palhinha (muita agressividade e boa presença no meio campo), Fokobo (cometeu alguns erros, mesmo até na construção de jogo, mas a sua qualidade a recuperar bolas foi importante), Farley Rosa (rapidez e criatividade) e Stojanovic (trouxe o golo leonino e mais uma forte presença no meio campo). Diego Rubio lutou muito, é certo, mas teve pouca bola e agressividade, Riquicho e Mica tiveram grandes dificuldades na defesa e foram caindo de produção ao longo do jogo, e Ruben Semedo falhou no prolongamento (depois de bons 90 minutos).

Na outra meia final, o Chelsea venceu o Arsenal por 4-3 após prolongamento. Num jogo com muitos erros defensivos, a maior qualidade individual dos "Blues" levou a melhor sobre o colectivo dos "Gunners" (Gnabry é a grande estrela, Akpom também se destacou), que pareceu mais equilibrado. Em relação ao Chelsea, apresenta um elenco muito frágil defensivamente, principalmente a nível individual. No meio campo o patrão é Lewis Baker, o melhor em campo na meia final, um jogador com muito pulmão e qualidade na organização de jogo. No sector ofensivo o potencial aumenta bastante, com elementos como Boga (apenas 16 anos, um craque), Alex Kiwomya, Loftus-Cheek ou o pequenino Feruz, melhor marcador da competição, que têm uma enorme capacidade de decidir sozinhos. 

31 comentários:

  1. Sporting perde por culpa própria (falhas na finalização e falhas muito graves nos golos ingleses).

    O organismo que dirige esta competição não teve o mínimo respeito pelas equipas. Vi os 2 jogos de hoje e os relvados estavam uma vergonha. Relvados assim não permitem jogar futebol, mas sim rugby.
    O Sporting não soube jogar neste relvado, pois a técnica e velocidade dos seus jogadores ficou prejudicada.

    Mas ganha quem marca e, sendo assim, o Villa mereceu.

    Bom torneio para o Sporting, elevando ainda mais a sua marca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Villa mereceu?
      Não fizeram nada de nada e ganharam o jogo graças ao Sporting.
      penalti mal marcado visto que o jogador deles fez falta antes mas o arbitro deixou andar e 2 golos com falhas incríveis do Sporting.

      Eliminar
    2. Os 2 relvados? o relvados eram o mesmo, o sporting jogou onde o chelsea havia jogado minutos antes, um relvado que nem se pode chamar realmente relvado, contudo e sim o sporting pecou na finalização e a nivel defensivo o jogo teve uma clara dualidade de criterios que em nada ajudaram o jogo. O penalti ainda que possa ter sido correcto parte de uma falta anterior sobre o proprio fokobo, o golo do palhinha mal anulado, expulsoes dos 2 treinadores o que deixou a equipa sem uma referencia no banco e notou-se uma clara desorientação na fase final do jogo. o Sporting não perdeu por causa do arbitro, perdeu por culpa propria, mas que o arbitro deixou a sua marca no jogo deixou, infelizmente

      Eliminar
  2. O Sporting tinha claramente melhor equipa que o Aston Villa, especialmente a nivel tecnico, mas a equipa nao soube materializar em golo as oportunidades que teve durante os 90 minutos e depois acabou por acusar o cansaço fisico no prolongamento, algo que eu ja previa porque as equipas inglesas tem mais intensidade e capacidade para aguentar este tipo de esforços extra.

    Ainda assim, o Sporting acaba por ir mais longe do que na epoca passada, voltando a deixar uma excelente imagem da sua Academia, ja que os olheiros que viram a partida devem ter apreciado mais a equipa leonina do que propriamente a inglesa.

    A nivel individual, penso que existem diversos elementos desta equipa que podem ser importantes num futuro proximo do Sporting.

    Esgaio, Rubio e Fokobo ja sao conhecidos da equipa principal, pelo que dispensam apresentaçoes. O chileno esteve algo apagado, mas o portugues espalhou velocidade e capacidade de trabalho pelo relvado italiano, enquanto que o camarones encheu o campo durante os 90 minutos, tendo, no entanto, voltado a cometer uma grande penalidade infantil, tal como em Coimbra.

    Por outro lado, a estrela da equipa, o "comentador" Carlos Mane nao pode dar o seu contributo, pelo que emergiram outras figuras no ataque leonino. Iuri Medeiros foi um desses elementos e teve diversas oportunidades para marcar, voltando a demonstrar o seu excelente pe esquerdo.

    Os laterais cumprem, mas nao me parecem ter nivel para uma equipa principal do Sporting, enquanto que os centrais sao bastante interessantes e prevejo um grande futuro para eles. Tobias, capitao neste jogo, e visto como o futuro patrao da defesa leonina, enquanto que o Ruben Semedo foi caracterizado pelo Mane como o "futuro David Luiz", algo que pode ser excessivo, mas a sua velocidade e potencia fisica podem fazer dele um excelente central.

    O guarda-redes parece-me seguro e tem capacidade para continuar a evoluir e um medio centro com grande capacidade fisica, Palhinha, ja chamado pelo Jesualdo Ferreira para treinar com os A e considerado a nova perola sportinguista.

    O mais apagado acabou por ser o Farley Rosa, um 10 com qualidade tecnica e rapido, mas que salvo algumas arrancadas, acabou por passar ao lado da partida.

    Do banco saltaram Manafa (meu conterraneo), Stojanovic (grande capacidade fisica e destaque por ter marcado o golo) e Wallyson, um elemento com um excelente pe esquerdo e que veio dar qualidade ao jogo ofensivo do Sporting.

    Em suma, o Sporting tem aqui uma excelente geraçao para aproveitar nos seniores no futuro, a juntar a outros elementos como Bruma, Zezinho, Dier, Ilori, Joao Mario ou Etock.

    ResponderEliminar
  3. O sporting foi melhor, mas o villa foi mais equipa, e aproveitou os erros do sporting, principal ideia a reter existem vários jogadores do sporting com futuro mas ainda muito verdes Tobias, Ruben, fokobo, palhinha, medeiros.

    Fokobo pode ser um craque mas ainda tem de aprender muito aquele penaltie foi mesmo anjinho.

    O lateral direito é claramente o elemneto mais fraco desta equipa com erros compremetedores durante todo o jogo ter raça não chega.

    Ganhou a equipa que potenciou os seus atributos (capacidade de choque e coesão defensiva) e escondeu melhor as suas falhas (em termos de qualidade e técnica)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sérgio Franco29/03/2013, 23:43:00

      O Aston Villa foi tudo menos equipa... E não concordo consigo quando diz que 'capacidade de choque', então sempre que disputavam fisicamente uma bola iam logo ao chão e consequente falta, portanto, não concordo com essa parte.

      Eliminar
    2. Villa jogou em equipa, voçê diz isso porque eles são claramente inferiores ao sporting nao um degrau mas sim dois ou três, por isso se calhar não se nota tao bem são uma equipa fraca que soube aproveitar os erros do adversário jogou num bloco baixo e aproveitou as fraquesas dos laterais do sporting que era por acaso onde tinham os melhores jogadores, quanto á capacidade de choque não digo que era superior ou inferior á equipa do sporting só digo que era uma arma que potenciaram, se vir bem as jogadas de perigo do aston foi quase tudo futebol directo ou centros sem muito nexo que devido á má colocação da defesa davam lançes de perigo. Outra coisa que gostaria de frisar é que se deve treinar mal em alvalade e digo isto sendo sportinguista, é óbvio que em alguns jogadores falta trabalho de ginásio e que depois nos seniores vai fazer falta, dito isto jogadores como medeiros, ruben e até semedo precisam de trabalhar esta vertente entre outros para não acontecer como bruma e ilori que sao casos que precisam de engrossar claramente. Outra situação que me enerva imenso e eu joguei vários anos futebol e ensinaram-me isto desde os 13 anos é que quando existe um livre a barreira anda sempre dois, tres cm é a diferença entre um golo ou não os jogadores do sporting não fazem isso hoje até tentaram fazer em alguns casos mas muito verdinhos, mas se repararem a equipa sénior não avança e temos nós um professor lol.

      PS:Aqui ao menos vê-se que os cantos foram trabalhados

      Eliminar
  4. Relvado vergonhoso, quase nem dava para correr.

    Perdemos mas deu para ver a quantidade de talento naquele plantel

    ResponderEliminar
  5. O Diego Rubio ainda é júnior?

    Tiago

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Junior de segundo ano, para o ano será o seu primeiro ano de sénior.

      Eliminar
    2. Nascido em 1993. Sénior de 1º ano, tal como Esgaio.

      Eliminar
    3. Estranho, sou de Março de 93 e sou senior de 1 ano,o Rubio é de Maio de 93 tal como o Esgaio.

      Tiago

      Eliminar
    4. Pensei q so Juniores podiam jogar

      Tiago

      Eliminar
    5. Podiam ser inscritos penso que até 3 jogadores nascidos em 93...

      Eliminar
    6. Isto não é uma competição de juniores, é uma competição sub-19! Ou seja, Rubio, Esgaio têm 19 anos podem jogar..

      Eliminar
  6. Vi o jogo. Há um golo mal anulado por fora de jogo ao numero 8 do Sporting. Quem diz que o Villa mereceu a vitória não viu o mesmo jogo que eu.

    Ricardo

    ResponderEliminar
  7. Stanislas Wawrinka29/03/2013, 23:17:00

    Que sirva de lição para as carreiras de todos estes jogadores: "Quem não marca sofre!"

    Péssimo relvado mas finalização leonina igualmente má, impressionante como em tantos anos de formação não tenha saído nenhum ponta de lança da nossa cantera...

    É uma pena mas o futebol é isto mesmo.

    ResponderEliminar
  8. Já tinha visto o jogo com o Liverpool e também aí fiquei impressionado com a maturidade do jogo praticado pelo sporting. Cometem vários erros - são muito jovens, é natural - mas demonstram um futebol quase profissional. O resultado não foi o que se esperava, mas o desempenho nesta competição foi bastante bom. Fico muito satisfeito pelo bom trabalho que se tem feito na academia, fico com muitas expectativas em relação a todos estes jovens.
    Fiquei impressionado com o iuri medeiros - é mais um extremo que o sporting está a formar.
    uma palavra tambem para o novo comentador desportivo Carlos Mané (fez falta na frente de ataque).

    ResponderEliminar
  9. Sérgio Franco29/03/2013, 23:59:00

    O João Palhinha é muito bom jogador. Não esquecer que veio do Sacavenense e ainda não tem aquela pedalada dos meninos da Academia. Para quem diz que o Sporting não tem um bom scouting, aqui está.

    O Sporting claramente merecia ganhar o jogo mas, o futebol é assim e prefiro que estes meninos percam agora e aprendam a lição para mais tarde não voltarem a cometer os mesmos erros.

    E aquela arrancada do Esgaio aos noventa minutos? Minha nossa, como é que ele não é o nosso lateral direito titular na equipa principal???

    Outra nota, há uns anos que vejo alguns jogos na Eurosport e os comentadores são os mesmos (Nuno Santos e Olivier Bonamici) e, prefiro mil e uma vezes esta dupla, mesmo o Sr Olivier falando daquela maneira do que aqueles incompetentes de jornalistas da Sic e Tvi...

    Já agora, esta competição foi o projecto para o ano haver uma Champions de juniores com a chancela da FIFA e, vão logo para um país em que as pessoas vão menos aos estádios pela falta de qualidade destes. Até faria muito mais sentido esta competição ter tido lugar no Médio Oriente ou num país com estádios de futebol decentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava mesmo à procura de algum comentário que referisse isso mesmo, onde foram realizados os jogos? Porque não ser por sorteio e os jogos serem em casa de uma das equipas em vez da parvoíce de levar as equipas a jogar em terrenos que foram utilizados 240 minutos quase ininterruptamente?

      Muito pouco profissional para miúdos que quase o são

      Eliminar
    2. Pouco profissional é a next generation ser por convite...

      Eliminar
    3. e haver 4 equipas inglesas enquanto portuguesas só lá está o sporting, ou é mesmo por ter sido o sporting a ser convidado que reclamas?

      Numa primeira fase, as competições europeias tb foram assim, ou não? Agora demorarem 3 anos a perceber o que queriam desta competição, só mesmo na cabeça do mesquinho Platini

      Eliminar
  10. Este competição vale pela "experiência profissional" e pela aprendizagem, não pela vitória final (apesar de ser um bom reconhecimento). Penso que o Sporting fez uma boa campanha, espero que continue a participar (tem feito sempre boa figura) e que tenha os contratos bem acautelados com estes jovens para que esta competição não crie problemas em termos de transferências.

    ResponderEliminar
  11. O Sporting tem alguns bons jogadores, mas outros (não pelo jogo de hoje, mas por um conjunto de jogos que já vi) não vão ser suficientemente bons para os seniores. O Riquicho é mau demais, batido com demasiada facilidade, não mete o corpo bem posicionado para evitar cruzamentos e quase marca o oponente no balneário. Micha Pinto é um peso pesado na linha e também é batido com facilidade (mas é o menos mau dos laterais). O Semedo é um central que se deve contar com erros dignos de "bambis" em quase todos os jogos, é um central que tem demasiado a bola no pé em zonas de terreno proibidas e depois dá muitas fifias, já o ano passado em alvalade contra o Wolfsburgo fez um jogo mau e valeu na altura o Ilori ou o Tobias (era um destes, não me lembro). O Fokobo ganhou bolas muito importantes e teve uma disponibilidade fisica fantástica, mas cometeu muitos erros inadmissiveis. O Medeiros o terreno não estava muito bom para o seu estilo de jogo, mas é um jogador muito dependente do pé esquerdo e isso pode travar entre ele ser um bom jogador e um muito bom jogador. Rubio foi um avançado que disse quase sempre "ausente". Tobias, Palhinha, Stojanovic e Esgaio foram os melhores jogadores da parte do Sporting. Para terminar o Sporting mereceu ganhar, paga a factura de erros demasiado infantis e quanto a mim o Abel tem a sua quota parte de culpa, pois houve um exagero de bolas longas para o ataque, em que o Aston Villa beneficiou e muito pois têm jogadores mais altos e com mais fisico.

    ResponderEliminar
  12. Bom jogo, resultado injusto.
    A melhor equipa, o Sporting, conseguiu fazer o impensável, perder com um adversário inferior. Que sirva de lição a estes miúdos.
    Individualmente, Esgaio foi de longe o melhor em campo.
    Semedo muito mal.
    Rubio uma nulidade.
    Medeiros perdulário.
    Olhando pelo lado positivo, esta eliminação permite dar invisibilidade a jogadores com contratos curtos.

    SL!

    ResponderEliminar
  13. Uma só ideia:

    Com uma gestão equilibrada do Dr. Bruno de Carvalho e com uma gestão profissional do futebol do clube, temos o futuro mais que garantido. Parabéns à nossa equipa, pois honraram o nome do Sporting Clube de Portugal. Pese os erros mais que comuns nestas idades, foi lindo ver a equipa abraçada no intervalo do prolongamento, cerrando os dentes com vontade de empatar. Foi pena, pois logo no 1º minuto dessa segunda parte, tivemos uma clara ocasião que nos daria o 2-3. Os " miúdos" fartaram-se de lutar até ao último minuto. Assim dá gosto ver o Sporting. Uma Santa Páscoa para os gestores deste blog e para todos os que lerem este post.

    ResponderEliminar
  14. Só gostava de saber porque é que estes rapazes tiveram que jogar terça feira com o nacional, quando tinham uma meia final de uma competição europeia para jogar 3 dias depois. O calendário de juniores é assim tão preenchido para não haver espaço para adiar um jogo para outra altura? É esta a federação que temos.
    Vou falar de cor, mas tenho dúvidas que as equipas inglesas tenham jogado algum jogo durante esta semana, como fez o Sporting.

    ResponderEliminar
  15. Os craques:
    Ricardo Esgaio tem potencial para ser um grd jogador. É velocissimo, utiliza processos simples(no passe e no remate), bom tacticamente e agressivo. Encheu-me as medidas.
    Iuri Medeiros tecnicamente é mesmo mto bom. Se ganhar mais resistência ao choque tem grd potencial.
    Tobias Figueiredo tem uma maturidade competitiva mto superior à sua idade(é o patrão da defesa), é rápido, bom de cabeça e para mim para o ano devia estar na equipa principal em permanência e continuar a rodar na equipa B.

    A outro nível:
    Rubio teve grdes pormenores técnicos mas foi um jogo ingrato pq fisicamente os centrais eram mto superiores. É um avançado, mas ñ é um matador.
    Palhinha ñ compromete com a bola nos pés, tem excelente jogo de cabeça. Só tem 17 anos!
    Semedo esteve mto bem durante os 90 mtos devido à sua capacidade fisica. Dp deu o estoiro e comprometeu. Mas avaliação é positiva.
    Fokobo, tem uma capacidade fisica brutal e graças a isso ganha mtas bolas, mas tem de trabalhar mto o aspecto psicologico. Dp do penalty cometido o seu jogo alterou completamente, foi asneira atras de asneira.

    Avaliação negativa só mesmo para Riquicho. Esteve mal em todos os momentos do jogo.

    Notas finais:
    faltou um matador a está equipa q durante 90 mtos esteve sempre por cima do adversário.
    A arbitragem foi vergonhosa pq transformou uma falta ofensiva em penalty, anulou um golo limpo assim como vários foras de jogo.
    O "relvado" era uma vergonha para um competição q se quer de grd nivel para sub-19, já com o Tottenham foi a mesma coisa. Assim fica difícil equipas mais técnicas conseguirem esplanar o seu jogo e beneficia mto equipas banais mas mto físicas.

    ResponderEliminar
  16. destasques:

    positivos --> esguaio, medeiros, T.Figueiredo, Focobo, Palhinha

    negativos --> riquicho, mica pinto, rubio, ruben semedo

    ResponderEliminar
  17. Zé da Mouraria30/03/2013, 16:49:00

    Se esta prova é para sub-19, o Fokobo deve ter sido registado aos 4 ou 5 anos!

    ResponderEliminar
  18. O Pjanovic joga muito. Esperava que o Sporting fosse à final e que vencesse mesmo a competição mas pronto, venceram os ingleses.

    Daniel Alves

    ResponderEliminar

Depois do 25 de Abril de 1974, Portugal "descobriu" a liberdade de expressão, portanto expressem-se à vontade! No entanto, os comentários a insultar, serão apagados pelo lápis azul!!

COMENTÁRIOS DE ANÓNIMOS, OFENSIVOS OU INCENDIÁRIOS SERÃO AUTOMATICAMENTE REJEITADOS

 
Site Meter