30 de Novembro de 2011

Yannick Djaló - De acordo com a Antena 1, o Nice chegou a um entendimento com o Aston Villa para a cedência do extremo/avançado português. Ainda não se sabe se o jogador de 25 anos vai por empréstimo dos franceses ou a título definitivo para a Premier League. Na liga inglesa, acreditamos que o jogador formado no Sporting poderá demonstrar o seu potencial, pois é um futebol que beneficia as suas características. Um trio de ataque com Bent (o tal que custou 22 milhões ao Aston Villa), Abgonlahor e  Djaló promete.

Brasil - Foi divulgada a lista dos 20 jogadores mais valiosos a actuar no Brasileirão, onde constam nomes ainda em ascensão, como Neymar, Óscar e Lucas (para já, 2 deles nos "Craques do Futuro" do VM), ou mais conceituados, como Ronaldinho Gaúcho e Luís Fabiano. Destaque para Danilo, contratado pelo Porto e que é uma das maiores promessas da canarinha, e para o facto do Benfica ser representado por 2 ex-jogadores: Diego Souza e Elkeson (há quem não saiba, mas os encarnados tiveram uma percentagem do passe do médio do Botafogo). Por último, é de salientar a presença de Thiago Neves, jogador que prometeu muito, sem no entanto se conseguir afirmar definitivamente. Valores reais? Exagerados? Ou apenas mais uma prova de que os principais jogadores do Brasileirão não são "acessíveis" para os "grandes" de Portugal?

Mercado - Benfica interessado em Carlos Zambrano, juntamente com Inter de Milão e Sevilha. O peruano, que está emprestado pelo Schalke ao St.Pauli, poderá sair por uma verba a rondar os 3 milhões de euros; Saviola apontado ao Galatasaray; Luisão na mira do Grêmio de Porto Alegre.

Liga Europa - A grande surpresa da jornada até ao momento foi a derrota do Tottenham em casa, frente ao PAOK (1-2), que coloca a equipa londrina numa posição muito complicada. Os gregos têm 11 pontos e já estão apurados, o Rubin Kazan tem 10 e os Spurs 7, sendo que basta um empate ao emblema russo na deslocação a Salónica para assegurar a passagem. Em caso de derrota do Rubin, o Tottenham terá que golear para ainda sonhar com o apuramento. Nos restantes encontros, destaque para a vitória do Atlético de Madrid no terreno do Celtic (0-1, Arda Turan) e para a espectacular reviravolta do Brugge no terreno do Maribor. Os belgas estiveram a perder por 3-0, mas nos últimos 15 minutos conseguiram marcar por 4 ocasiões e completar a cambalhota no marcador. Apurados dos grupos que se disputaram no dia de hoje: PAOK, Braga, Atlético de Madrid, St.Liege, Hannover, PSV, Legia e Metalist. Tottenham fora da Liga Europa é a prova de que o VM é péssimo em previsões (era apontado por nós como o principal favorito, seguido do Sporting). É certo que Redknapp desvalorizou a prova e jogou sempre com a equipa suplente, contudo os Spurs tinham a obrigação de pelo menos hoje ter feito muito melhor, apesar do encontro ficar marcado pela decisão do árbitro em invalidar um golo ao Tottenham por solidariedade (um jogador do Paok ficou lesionado em cima da linha de baliza, a jogada continuou, depois de alguns passes Defoe marcou com alguma falta de fair-play, mas o árbitro optou por invalidar o lance).

Porto - A SAD portista apresentou hoje as contas relativas ao primeiro trimestre da época desportiva (entre Julho e Setembro), que representam um lucro de 6,1 milhões de euros, resultado que reflecte a venda de Falcão para o Atlético de Madrid. Face ao ano anterior, o activo total cresceu 36, 3 milhões de euros, atingindo o total de 261, 6 milhões de euros.

Manchester United - O clube inglês foi hoje eliminado da Carling Cup, ao perder em Old Trafford com o Crystal Palace por 1-2. Com muitas alterações na equipa (Smalling, Fábio e Rafael da Silva, Valencia, Park, Berbatov e Macheda foram titulares, por isso a derrota não é desculpável), os Red Devils não conseguiram superar o 12º classificado do Championship, caindo após prolongamento. O primeiro golo do encontro surgiu já na segunda parte, num espectacular remate de Darren Ambrose. Macheda, de penalti, restabeleceria a igualdade, mas no tempo extra Glenn Murray confirmaria a surpresa. Já por várias vezes referimos que o plantel às ordens de Ferguson tem poucas soluções (alguns jogadores roçam o banal, no encontro de hoje Evans foi o pior em campo novamente, à semelhança do que tem acontecido sempre que é aposta). Sem Rooney, Nani, Vidic ou Evra, os únicos elementos acima da média, torna-se complicado formar uma equipa que lute pelos objectivos propostos. Apesar da Carling Cup não ser um deles, o emblema de Manchester ainda não confirmou o apuramento na Champions e está a 5 pontos do rival citadino.

Numa competição onde o seu treinador fez nome ao chegar à final da mesma o ano passado, o Sporting parte para o jogo com o Zurique na condição de já apurado. Aquando do jogo anterior, os leões provaram porque são a equipa mais forte do grupo, derrotando os suiços por 2-0, então com golos de Insúa e Wolfswinkel. À atenção defensiva de Domingos devem ficar as três bolas aos ferros que os helvéticos dispararam. Com um percurso ascendente na Liga Zon-Sagres, o S.C. Portugal segue invicto em casa, na Liga Europa, há seis jogos, sendo que a última desfeita foi causada pelos nórdicos do Brondby em 2011/2011. Do outro lado, uma equipa que já não conhece o sabor da vitória há seis partidas, sendo que a sua última vitória em provas uefeiras aconteceu na terceira ronda de qualificação para a Liga dos Campeões, diante do Standard de Liége. Este jogo marca também o reencontro com Jorge Teixeira, um central formado na Academia e que estranhamente não é olhado como solução por clubes de gama média/alta da nossa liga. Será o jogo ideal para o treinador leonino dar descanso a alguns jogadores mais castigados fisicamente (Patrício não foi chamado), já que as ambições, tanto de uma equipa como outra, já não passam do que até aqui já foi definido. Devido às muitas lesões (Rinaudo, Rodríguez, Matias, Carrillo, Jeffrén, Izmailov), Domingos convocou os júniores João Mário, Chaby e João Carlos (pode os conhecer melhor aqui). Prognósticos? Qual será o 11 de Domingos (indicamos a nossa preferência na imagem)? Conseguirá o Sporting assegurar já amanhã o 1º lugar? Como é que se explica esta onda de lesões no clube leonino? É certo que vários dos reforços (como o VM referiu na altura) eram opções de risco devido ao seu passado clínico, contudo outros elementos como Carrillo não apresentam esse histórico e mesmo assim tem denotado algumas fragilidades físicas. Noutro âmbito, Domingos confirmou o que o VM refere há 2 anos, ou seja que Carriço (a única posição onde poderá render na nossa opinião) pode vir a ser uma opção eficiente a médio defensivo. Neste capítulo, quem sabe se Arias (que não está inscrito na Liga Europa) não será igualmente uma boa solução.

A.Borges

Sp. Braga 1-0 Birmingham (H. Viana 51')

O Braga venceu hoje o Birmingham, da Championship inglesa (equivalente à Liga Orangina portuguesa) e garante assim o apuramento à fase seguinte da prova, ficando a decisão sobre o primeiro lugar adiado para a última jornada, quando os minhotos se deslocarem à Belgica para defrontar o Club Brugge, já que ambas as equipas têm 10 pontos.

Quanto ao jogo, o Braga tem razões para sorrir pois a vitória foi tudo menos fácil. A entrada dos ingleses no jogo foi fortíssima, com várias situações de perigo na área bracarense, e Quim foi mesmo a grande figura ao impedir por várias vezes o golo contrário - inclusivé defendeu um penalti marcado por Zigic, mantendo o marcador num nulo que era enganador. Apenas perto dos 20 minutos os portugueses equilibraram a partida, aos poucos foram-se controlando a bola e instalando-se no meio campo contrário, mas o intervalo chegava sem que a turma de Jardim tivesse feito algo para justificar algum golo. Na segunda parte o Braga entra mais aguerrido, com maior mobilidade dos elementos de ataque e maior posse de bola, no entanto apenas consegue marcar num lance fortuito, com o guarda-redes Myhill a ser traído por um ressalto na sequência de um remate de Hugo Viana que nem ia à baliza. O Birmingham lançou dois avançados como esforço final para tentar chegar ao golo, mas a entrada de Douglão (mais centímetros na área) e uma grande exibição de Paulo Vinícius impediram o empate. Perto do final, as melhores oportunidades pertenceram mesmo aos portugueses, em contra-ataque, mas nem Lima, nem Hugo Viana ou Mérida conseguiram ampliar a vantagem.

Destaques

Braga - A equipa portuguesa esteve longe de realizar uma boa exibição, e contínua a mostrar-se muito inconstante. Frente ao Benfica e Sporting os gverreiros deixaram boas indicações, mas frente ao Porto e no jogo desta noite o futebol apresentado deixou muito a desejar. Acaba por beneficiar de alguma sorte (que diga-se de justiça - não a têm tido noutros jogos) e com uma boa exibição de Quim e um golo fortuito de Hugo Viana asseguram a passagem à próxima fase num grupo que teoricamente era acessível para o clube.

Leonardo Jardim - Tem sido algo contestado pelos adeptos e pressionado pela comunicação social. Bem ou mal, o futebol praticado pelos finalistas vencidos da última edição da prova está por vezes muito longe de ser o que era nas épocas passadas. Pode considerar-se que são muitos jogadores novos, as lesões são muitas, os castigos vêm em má altura, mas por outro lado Jardim vem jogando com o mesmo onze base desde o início da época, e não há evolução naqueles que são os principais problemas do Braga: construção no último terço de terreno e finalização. Por outro lado, tem o mérito de ter uma defesa quase toda ela nova e mesmo assim, revela-se competente.

Quim - O veterano português compensou hoje a equipa pela má saída dos postes que permitiu um golo a Hulk, no último fim de semana, e hoje entre defesas de bom nível, um penalti defendido e saídas a cruzamentos seguras, o guarda-redes acaba por ser o melhor homem da partida.

Hugo Viana - Faz toda a diferença no meio-campo, e quando começa a ter bola e a jogá-la, a equipa começa automaticamente a crescer em campo. Marcou o golo que lhe vinha fugindo nos últimos tempos e tem alguns bons pormenores, peque embora pela sua pouca velocidade.

Paulo Vinícius/Ewerton - Hoje as exibições dos dois centrais não foram do mesmo nível. Enquanto Ewerton fez um jogo com algumas falhas individuais fruto da sua juventude e alguma inexperiência nos grandes palcos (uma das falhas originou o penalti), o seu parceiro brasileiro demonstrou mais uma vez que é uma das melhores contratações do Braga da época, e que a sua posição é no centro, com vários cortes tanto de cabeça como pelo chão, e bom na antecipação e marcação.

Birmingham - Os ingleses apagaram a má exibição da primeira volta, em sua casa, e obrigaram o Braga a suar. Chris Burke e Beausejour causaram muitas dificuldades aos flancos da equipa portuguesa e Zigic, avançado muito forte no jogo aéreo, foi uma dor de cabeça constante. A equipa sai do Axa com um sabor amargo na boca, ficando à espera da última jornada para saber se é eliminado ou não da competição, tendo obrigatoriamente que vencer o Maribor e esperar pelo resultado entre minhotos e os belgas do Club Brugge.

Depois de surpreender Portugal com algumas declarações polémicas nas últimas semanas, o "Pantera Negra" deixou ontem os brasileiros estupefactos, à margem da Feira Soccer Fest em São Paulo, ao afirmar que Messi é neste momento o melhor jogador do Mundo. "Neste momento o melhor jogador do mundo chama-se Messi. É um jogador que merece, que eu conheço bem e sei das qualidades", considerou. O 2º melhor marcou de sempre da selecção portuguesa não se ficou por aqui e apontou baterias para Pelé. Ao qual rotula como um jogador violento e que na sua opinião nem sequer é o melhor futebolista brasileiro da história. “Fiquei triste com Pelé, porque não esperava que batesse até no rosto dos defesas portugueses [em jogo do Mundialito, que em 1964 juntou Brasil, Portugal, Argentina e Inglaterra]. Vocês não se lembram das maldades dele, não é? Para levar vantagem, Pelé era muito violento às vezes", referiu. Afirmando que Garrincha esse sim, foi o melhor futebolista brasileiro. “E ainda digo o seguinte: houve um brasileiro melhor do que Pelé. Era Garrincha. Tinha a perna torta, assim (indicando com o braço), e outra esticada normal. Como podia fazer aquilo tudo com essas dificuldades? Era um paralítico! E como jogou à bola... Muito melhor do que todos nós. Mas como Garrincha era do povo, gostava de outra bebida que não era exatamente a água, ficou marginalizado”, afirmou.

Noutro âmbito, de acordo com o DN, atletas profissionais de andebol, basquetebol e hóquei em patins, modalidades em que os dragões são campeões nacionais em título, passam por dificuldades financeiras. «O alerta surge de dentro do FC Porto: "Há salários em atraso em todas as modalidades desde o início da temporada..." Sem quererem revelar a sua identidade, os jogadores dizem que no clube há «quem não tenha recebido um tostão desde que a época começou». VM - Este cenário dos salários em atraso é humilhante para o Porto e condenável. É inadmissível que um trabalhador não receba o seu ordenado. Como é que se explica que uma instituição que fez tantas receitas em vendas de jogadores e nas provas internacionais chegue a este estado? Neste momento de crise que exemplo é este dado pelo Porto? Depois do atraso nos pagamentos das transferências de Defour e Mangala, o Porto volta a demonstrar (o Visão de Mercado esperou 17h para lançar a noticia e até ao momento a mesma ainda não foi desmentida) com esta situação que está a passar por um período financeiro complicado? Até que ponto a equipa de futebol não está a ser igualmente afectada por salários em atraso? Será este o motivo para que constantemente os jogadores (como aconteceu com Rolando, Guarín, Alvaro, Falcao, Fernando, etc) do Porto chamem a comunicação social e envergonhem os azuis e brancos ao afirmarem que querem deixar o Dragão?

Dono e senhor da baliza do Lyon e das redes da selecção francesa, não deixa de ser surpreende que estamos a falar de um guardião com apenas 24 anos (irá celebrar 25 anos no próximo dia 26 de Dezembro), tal é a maturidade que apresenta nas suas exibições e os anos que leva ao mais alto nível. O seu nome é constantemente associado a grandes equipas do Velho Continente, contudo mantém-se indiscutível entres os postes do Stade de Gerland, depois de ter crescido no Nice, e posteriormente se ter transferido para o Lyon a troco de 8,5M€ em 2008. Muito eficiente em tudo o que faz, apesar de fisicamente não impressionar (188cm; 78Kg), é um autêntico “homem de borracha” tal não é a sua agilidade e flexibilidade. Se levarmos em linha de conta a sua qualidade, idade e margem de progressão, estamos perante um guardião que vai certamente estar sempre entre os melhores do Mundo nos próximos 12/13 anos.

A. Mesquita

Ranking até ao momento (carregue nos jogadores para aceder ao post respectivo):
6º - Handanovic
7º - Buffon
8º - Joe Hart
9º - Júlio César
10º - Reina
11º - Akinfeev
12º - Stekelenburg
13º - Mandanda
14º - Muslera
15º - Brad Friedel

Visão de Mercado adicionou uma nova abordagem aos jogadores da Liga ZON-Sagres (curiosamente no mês passado, Capel (ler aqui) foi a nossa escolha e a mesma coincidiu com a nomeação do Sindicato de Jogadores), nomeando todos os meses os 10 melhores jogadores desse mês e os 10 melhores jovens (tudo isto, com os critérios próprios do VM). As partidas seleccionadas para elaborar os tops foram as das jornadas 10 e 11, bem como o jogo da Taça de Portugal e a jornada da Taça da Liga.

Na opinião do VM, Baba foi o elemento em maior destaque no mês de Novembro. O jogador do Marítimo contribui de maneira decisiva para as 3 vitórias e um empate do conjunto madeirense neste período. Marcou no empate frente ao Nacional, marcou o único golo diante do Juventude de Évora para a Taça, marcou frente ao União da Madeira para a Taça da Liga, e bisou na 9ª jornada no duelo com a Académica. Ao todo foram 5 golos em 4 jogos, e a confirmação de que é claramente um jogador "mais" no Marítimo e na nossa Liga.

Top - 10:
1 – Baba (MAR)
2 – Toscano (VGUI)
3 – Edgar (VGUI)
4 – Zhang (BMAR)
5 – Luís Carlos (GVIC)
6 – Roberto Sousa (MAR)
7 – Javi Garcia (SLB)
8 – Garay (SLB)
9 – Hugo Vieira (GVIC)
10 – Rui Patrício (SCP)

Qual o Top10 do mês de Novembro? Pedimos que tenham apenas em conta os 4 jogos e não o valor individual dos atletas. A título de exemplo, em Novembro, o Porto empatou em Olhão, perdeu 3-0 com a Académica e venceu o Braga. É Baba (como o VM referiu há 2 meses e meio (ler aqui) o principal favorito ao prémio de melhor marcador da Liga? Ou a sua saída em Janeiro é uma certeza?

Depois de ter sido associado a equipas como o Villarreal, Milan, Tottenham, PSG e Schalke 04, João Pereira é hoje apontado pela "Candena Ser" ao Barcelona. Poderá o lateral do Sporting reforçar os catalães (clube que procura um defesa que possa fazer alguma rotatividade com Dani Alves)? Por onde passa o futuro do defesa que tem uma cláusula (não oficial pois nunca foi confirmada pelo clube leonino) de rescisão de 7 milhões de euros? Considerando a cotação do titular da selecção nacional (em termos de mercado é sempre um factor decisivo para a inflação dos jogadores) deveriam os leões vender um dos seus capitães já em Janeiro (e assim ter capital para investir nas lacunas do seu plantel: central e médio defensivo) ou depois do Euro?

Ainda no âmbito do Sporting, segundo o jornal Record, Ricardinho (o melhor jogador do Mundo de Futsal) está próximo de chegar a um acordo total com os leões. O craque português que representa o CSKA por empréstimo do Nagoya Oceans, de acordo com este diário tenciona deixar a Rússia para regressar a Portugal, sendo que o seu objectivo principal é disputar a UEFA Futsal Cup (recordamos que o clube leonino vai disputar a final four em Abril contra o Barcelona, Marca e Dinamo). Teremos o ala novamente a ser orientado por Orlando Duarte? Ou o seu contrato com o CSKA e depois com o Nagoya, a juntar aos 25 mil euros que aufere por mês (ou seja mais do que muitos elementos comandados por Domingos), e a cláusula que dá ao Benfica o direito de preferência pelo jogador, faz desta notícia um absurdo? 

29 de Novembro de 2011

Carling Cup - Já se disputaram três partidas dos quartos-de-final da Taça da Liga Inglesa com os seguintes resultados: Chelsea 0-2 Liverpool (M. Rodriguez 58´ e Martin Kelly 63´); Arsenal 0-1 Manchester City (Aguero 83´); Cardiff City 2-0 Blackburn Rovers (Kenny Miller 19´e A. Gerrard 50´) - A situação de Villas-Boas ao comando dos londrinos complicou-se e de que maneira com mais um desaire (o 5º em 9 jogos) e consequente eliminação da Taça da Liga. Os próximos 3 jogos serão decisivos: Newcastle (fora), Valencia (casa) e Manchester City (casa). No Emirates, o Arsenal foi superior ao City, dispôs das melhores ocasiões de golo, mas foi Aguero quem decidiu a partida. Um rápido contra-ataque de Dzeko, que culminou num toque de Adam Johnson para a finalização certeira do argentino. Destaque para o facto de Liverpool e Manchester City terem actuado esta noite, depois de terem jogado no último Domingo. O 3º classificado do Championship (Cardiff City) eliminou o lanterna-vermelha da Premier League (Blackburn Rovers), situação que deverá resultar na demissão de Steve Kean. Até quando irá durar o reinado de AVB ao serviço dos Blues? Como se explica mais uma derrota, mesmo diante uma equipa que actuou no Domingo (se o Benfica, Porto ou Sporting tivessem de passar pelo mesmo que o Liverpool e City, ou seja ter apenas 1 dia de descanso, "andavam a chorar" durante um mês)? Caso venha a sair do Chelsea é o pior negócio (custou 15 milhões) da história da Premier League? Ou com o excelente plantel que tem à sua disposição ainda pode dar a volta a esta situação?

La Liga - O Barcelona voltou às vitórias na recepção ao Rayo Vallecano, numa partida antecipada da 17ª jornada. Os catalães golearam por 4-0, contudo, o Rayo deixou uma excelente réplica, principalmente na primeira meia hora. Alexis Sanchez (28´e 40´), David Villa (42´) e Messi (49´) marcaram para o Barça. Valdés continua insuperável em casa (8 jogos e 0 golos sofridos), enquanto que os catalães demonstram duas faces na Liga Espanhola: em casa, 34 golos em 8 jogos (4.25 golos por jogo) e fora, 8 golos em 6 jogos (1.33 golos por jogo). Messi marcou 15 golos no Camp Nou e apenas 1 fora de portas. Deveria a federação espanhola penalizar Pique (excelente jogada para o 3º golo a provar o porquê de ter figurado no Top15 dos melhores do Mundo para o VM) por o central ter forçado o amarelo e assim "limpar" para o duelo frente ao Real Madrid? 

Serie A - Nápoles e Juventus acertaram o calendário, numa partida de grande nível (este ano o Calcio está ao rubro no topo da tabela, com excelentes espectáculos) e que terminou num 3-3. Os napolitanos estiveram a vencer por 2-0 e 3-1, contudo, permitiram a reacção da vecchia signora. Hamsik (23´) e Pandev (41´e 68´) marcaram para a equipa da casa, enquanto que Matri (48´), Estigarribia (72´) e Pepe (80´) marcaram para o líder da Serie A, que continua invicto.

Mercado Capdevila é hoje novamente associado ao Barcelona; Já Emre, o médio de 31 anos que está em final de contrato no Fenerbahçe é apontado ao Benfica. VM - Noticia na nossa opinião sem fundamento, devido à idade do jogador, ao que ele pretende auferir (3 milhões por ano) e por já não ser o jogador que encantou na viragem do século.


Fernando Gomes - O actual lider da Liga de Clubes e candidato à Presidência da FPF quer ver mais jogadores portugueses no principal campeonato, referindo que está em estudo uma proposta para colocar pelo menos 50% de jogadores portugueses na ficha de jogo. Esta medida será aplicada numa primeira fase nas equipas B, podendo, depois, ser alargada à Liga ZON-Sagres. Uma medida positiva e que conta com o apoio do VM (ver aqui outras soluções), ainda que peca por ser escassa (nas equipas B, o valor poderia mesmo subir até aos 75% - 13 jogadores em 18).

Benfica - Foi aprovado pelos accionistas da SAD encarnada o relatório de gestão e contas referente à temporada 2010/11, com um resultado negativo de 7.8 milhões de euros. Domingos Soares Oliveira referiu que estes valores se devem a uma temporada negativa do ponto de vista desportivo e que os encarnados estão a cumprir com os requisitos exigidos pela UEFA (fair-play financeiro). O Benfica, pela primeira vez, ultrapassou os 120 milhões de euros em receitas, contudo, o passivo aumentou ligeiramente (395 milhões de euros de passivo, contra 410 milhões de activo). Sobre o mercado de transferências, o administrador-executivo referiu que no Conselho de Administração, neste momento, ninguém está a pensar em quaisquer movimentações (entradas e saídas). Não deixa de ser curioso que o Benfica tenha um prejuízo num ano semelhante ao do Sporting em 3 meses. Contudo, parece lógico que este terá sido um defeso com uns contornos diferentes dos habituais (a necessária revolução) para os lados de Alvalade. No que diz respeito ao mercado, esta insistência do Benfica em afirmar que não vão haver mexidas, é para levar a sério?

De acordo com o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD do Sporting registou um prejuízo de 7,644 milhões de euros nos primeiros três meses da época em curso (entre 1 de Julho e 30 de Setembro). O resultado contrasta com o valor positivo de 10,577 milhões em idêntico período na época anterior. No que diz respeito ao passivo total o mesmo aumentou para 197,645 milhões de euros neste último trimestre, mais de 31 milhões se tivermos em conta idêntico período da época passada. A SAD do Sporting mantém-se com capitais próprios negativos (falência técnica), apresentando um activo (160 ME) inferior ao passivo (197 ME). Do lado das receitas, o Sporting melhorou quase todas as rubricas, desde os direitos televisivos, à bilheteira, passando pela quotização.

O relatório e contas especifica ainda as percentagens dos passes dos jogadores que pertencem actualmente ao Sporting. A saber:
Nome do Jogador                        Fim de contrato                              % do Passe Detida
Alberto Rodríguez                               /2015 /                                                        70%
Anderson Polga                                 / 2012 /                                                        100%
André Carrillo                                    /2016 /                                                         30%
André Martins                                  /2014 /                                                           40%
André Santos                                  /2014 /                                                            30%
Bruno Pereirinha                              /2013 /                                                          100%
Daniel Carriço                                  /2013 /                                                          100%
Diego Capel                                    /2016 /                                                           80%
Diego Rubio                                    /2016 /                                                            65%
Elias Trindade                                   /2016 /                                                           50%
Emiliano Insua                                 /2016 /                                                             85%
Evaldo Fabiano                              /2014 /                                                              90%
Fabian Rinaudo                                /2015 /                                                          35%
Jeffren Suarez                                   /2016 /                                                           75%
João Pereira                                    /2014 /                                                             80%
Marat Izmailov                               /2015 /                                                             100%
Marcelo Boeck                              /2016 /                                                              65%
Matias Fernandez                           /2013 /                                                              75%
Oguchi Onyew                               /2014 /                                                              80%
Ricky Wolfswinkel                         /2016 /                                                            35%
Rui Patrício                                   /2013 /                                                               80%
Santiago Arias                                /2016 /                                                            100%
Stjn Schaars                                  /2014 /                                                             100%
Tiago Ferreira                             /2012 /                                                               100%
Valeri Bojinov                              /2016 /                                                              100%
Adrien Silva                                 /2013/                                                               100%
Amiro Baldé                                /2013/                                                               100%
Atila Turan                                   /2016/                                                               90%
Cedric Soares                             /2013/                                                                70%
Celsinho                                       /2012/                                                             100%
Diogo Rosado                              /2012/                                                              95%
Diogo Salomão                            /2014/                                                              20%
Edson Sitoé (Mexer)                   /2014/                                                               40%
Eric Dier                                      /2014/                                                               50%
Jaime Valdes                                /2013/                                                              100%
José Lopes (Zezinho)                    /2016/                                                               35% 
Juary Soares                                 /2013/                                                               50%
Leandro Grimi                               /2013/                                                               70%
Luis Ribeiro                                    /2014/                                                             50%
Marco Torsiglieri                            /2014/                                                              50%
Nuno Reis                                      /2013/                                                               100%
Pedro Mendes                                /2013/                                                              100%
Renato Neto                                   /2014/                                                               40% 
Sinama Pongolle                            /2013/                                                               100%
Vitor Golas                                     /2014/                                                              100%
William Carvalho                            /2014/                                                               60%
William Owuso                               /2014/                                                               60%
Wilson Eduardo                             /2012/                                                                 35%

VM - O Sporting neste momento detém 20% do passe de Salomão, 30% de Carrillo, Zezinho e André Santos, 35% de Rinaudo, Wilson Eduardo (cujo contrato segundo este comunicado termina no final da época) e Wolfswinkel, 40% de Renato Neto e André Martins, 50% de Elias e Eric Dier. Para uns um mal necessário para que o clube leonino pudesse ter uma equipa competitiva (ou seja, a opinão do Visão de Mercado já que o clube leonino obrigatoriamente tinha de fazer uma revolução e "injectar" uma qualidade diferente), para outros a convicção que nos próximos anos os leões dificilmente irão realizar um encaixe significativo com a venda de jogadores (pois a grande % dos mesmos já não pertence ao clube leonino).

Chegados a Dezembro e cumprido um terço de campeonato nas seis principais ligas europeias, o VM achou, mais interessante que pertinente, elaborar a lista e fazer uma breve análise aos melhores marcadores dessas provas. Importa assinalar que o grau de dificuldade numa e noutra liga é sempre diferente, recolhendo muitas vezes uma enorme fatia de importância nessa liderança toda a máquina que se tem por detrás do sucesso. Adiante:

Giroud (Montpellier) - Ligue 1: - com 11 golos marcados, Giroud é o melhor marcador da prova máxima gaulesa de futebol. Noticia-se, em Inglaterra, que o Newcastle estará fortemente interessado nele (6 milhões de euros foi o valor oferecido). Olivier Giraud disputa uma liga muito competitiva, propensa ao aparecimento de novas figuras, tanto individuais como colectivas, como é o caso do avançado de 25 anos. Numa equipa com história em França, mas que no começo de época tinha objectivos mais humildes, será interessante continuar a seguir um avançado que trazia bons números do seu anterior clube, o Tours.
Ronaldo (Real Madrid) - La Liga:  não espanta estar nesta lista, e certamente que no fim cruzará a meta numa das duas primeiras posições na corrida à Bota de Ouro. O português e Messi são a sombra um do outro, nunca descolando um do outro. Ronaldo joga numa equipa que lhe dá todas as condições, mas que ao contrário do astro argentino, não joga exclusivamente para ele. O Real Madrid não foi construído à volta de Ronaldo. Foi Ronaldo que se impôs como a trave-mestra da arquitectura merengue, e só veio potenciar uma equipa que já de si era quase perfeita em intensidade. Ao contrário da Pulga, que tem um Barcelona que se expandiu como equipa à medida que a influência do argentino crescia de dia para dia. 16 golos para Ronaldo.
 Van Persie (Arsenal) - Premier League: a caminho da Apoteose. Uma das muitas que aconteceram no decorrer dos anos no Arsenal e que culmina sempre no endeusamento final dos seus melhores executantes. Com 13 golos, foi brilhante a forma como assumiu o papel de escudeiro de Wenger quando ele mais precisou, e duplamente brilhante ao ter saído da sombra e reclamado um lugar que gritava por ele: o de astro. Agora os números ajudam, e ele merece. tornou-se capitão e um exemplo para os restantes jogadores de um clube que, hoje, não tem condições para fazer frente a outras equipas de topo em Inglaterra.
 Mário Gomez (Bayern de Munique)- Bundesliga: o verdadeiro bombardeiro germânico. Um portento, numa equipa que já de si é um vendaval ofensivo, Gomez é letal a retirar o último sopro de vida que ainda possa existir no peito dos adversários. Leva 13 golos, mas poderia ter uma cifra mais generosa face a toda a qualidade de um ponta-de-lança que o VM já rotulou como o protótipo da espécie.
Baba (Marítimo) - Liga Zon-Sagres: poderá ficar por aqui (fala-se numa saída rumo ao celtic), mas a marca que o senegalês deixará no campeonato é apenas a ponta de um iceberg que é esta carreira do Marítimo na liga. Dotado em todos os aspectos de jogo, tanto físicos como técnicos, Babá é por esta altura o maior anotador de golos de uma liga (com 9 golos) que há muito não se via tão competitiva, facto que só engrandece a liderança do avançado do Senegal. 
Germán Denis (Atalanta) - Série A: joga numa equipa de aspirações limitadas, que faz da Série A e B um elevador constante, tal é a volatilidade com que deambula por entre as duas principais divisões italianas. Aos 30 anos, poderá ainda fazer uma época de sonho que o catapulte para uma oportunidade que não soube aproveitar quando esteve ao serviço do Nápoles e, depois, na Udinese, que por hoje o tem emprestado ao Atalanta, onde tem tido o mérito de estar a proporcionar uma caminhada menos sinuosa à equipa transalpina que em anteriores campanhas. 10 golos para o argentino.

Qual a principal surpresa? Serão estes os líderes da tabela dos melhores marcadores nos respectivos campeonatos no final da temporada? Quais os principais favoritos a vencer o título de melhor marcador nas respectivas Ligas? E no que diz respeito à Bota de Ouro, quem será o vencedor no final da temporada?

A.Borges


Ao quinto jogo no grupo E da Liga Europa, o S.C. Braga pode carimbar dois documentos: o do certificado de passagem à próxima fase, diante do Birmingham, e o da marca dos 100 golos em provas uefeiras. Recentemente eliminado da Taça de Portugal, e derrotado no campeonato, a carreira Liga Europa pode ser o balão de ar quente que permitirá aos arsenalistas subir um degrau e riscar um dos objectivos assumidos para esta época. Com boas recordações do jogo com os ingleses na primeira-mão, onde Hélder Barbosa bisou e Lima picou o ponto, o S.C. Braga poderá orgulhar-se de ter sido, esta temporada, a única equipa a bater os azuis de St. Andrews em casa. O histórico recente de confrontos com conjuntos ingleses também poderá colocar um semblante confiante em Leonardo Jardim: bateu o Arsenal por 2-0, o Portsmouth por três, e derrotou o Liverpool por 1-0. Apesar do optimismo que possivelmente reina no AXA, é de registar que a única derrota dos minhotos, nos últimos nove jogos europeus, foi também contra um adversário do qual não se antevia uma forte oposição, o Brugge. Esta é uma prova em que o S.C. Braga reúne um razoável favoritismo nas mais populares casas de apostas, pelo que não se espera menos que a vitória e, se possível, entrar para a história com a sempre bonita marca dos 100 golos marcados na Europa. Prognósticos? Qual será o 11 de Jardim (indicamos a nossa preferência na imagem)?

PS - Pedimos aos leitores que ainda não o fizeram, para se inscreverem no nosso Fantasy da Liga Europa (ver os códigos aqui).

A. Borges

Noutro âmbito, de acordo com o "El Periódico de Aragón", Jorge Mendes quer fazer mais um favor ao Zaragoza (o poder do empresário português no conjunto onde milita Postiga e Micael, no Besiktas e no Atlético (ou "patético" para alguns) de Madrid é no mínimo estranho) e pretende colocar Sidnei, central que está no Besiktas por empréstimo do Benfica no clube espanhol. Conseguirá o central que tem características físicas e técnicas muito interessantes, não é por acaso que no seu 1º ano de Benfica garantiu logo a titularidade e empurrou David Luiz para lateral esquerdo, ainda se impor no futebol europeu? Poderá regressar e ser figura nos encarnados (recordamos que custou 5 milhões por 50% do passe, sendo que a outra metade pertence à Gestifute)? Ou apesar de ter apenas 22 anos, o seu trajecto fora dos relvados vai condicionar a sua carreira? 

Na sequência dos alegados insultos de Pinto da Costa a Valdemar Duarte e as consequentes agressões ao jornalista da TVI (voltamos a referir que a noticia é exclusiva da TVI/MaisFutebol), supostamente motivados pela falta de imparcialidade do relatador em questão. Este é o momento para interrogar os nossos leitores sobre o papel de alguns intervenientes (mais indirectamente mas com um papel fundamental) no contexto desportivo em Portugal, ou seja, dos meios de comunicação, seus jornalistas e comentadores. Nesse sentido o VM aproveita esta oportunidade para interrogar os visitantes sobre qual o meio de comunicação mais isento e competente em Portugal, qual é o melhor relatador, o melhor comentador (durante os encontros), o melhor comentador (fase rescaldo), e o melhor e pior paineleiro da TV.

O parecer do Visão de Mercado (algo que já salientamos há um ano e meio):
Meio de comunicação mais isento e competente: A nível de isenção seria o VM (e sim sabemos que quando referimos que o Braga merecia mais frente ao Sporting para a Taça éramos anti-Sporting, na última jornada quando mencionamos que o resultado do derby foi injusto já somos anti-Benfica, e mesmo a época passada quando dissemos que o Porto venceu 3-0 o Paços de Ferreira de maneira injusta ou até ontem por termos publicado uma noticia do Pinto da Costa que até era como estava no post da autoria da TVI, já somos anti-Porto), mas no conjunto: isenção e competência, o jornal O JOGO é o Nº 1.
Menos isento e competente: RTP1, A Bola, DN, CM, Record, TSF, SIC, MaisFutebol, Sport Tv, RR ou JN?
Melhor relatador: Era o Pedro Sousa, agora como assumiu funções no Sporting, na nossa opinião o José Nunes. Pior relatador: José Augusto Marques.
Melhor comentador (durante as partidas): Pedro Henriques. Apesar dos seus conhecimentos em termos de jogadores não serem muito profundos, a verdade é que é o único a apontar soluções, não se inibe em relação a criticar o elemento X ou Y e demonstra sempre uma boa imparcialidade. O Rosado da SIC também é aceitável.
Pior comentador: Diamantino e Manuel Queiroz (este devido à sua falta de isenção, João Querido Manha também parece pouco isento, mas ao menos tem conhecimento e para quem gosta de estatísticas, o que até nem é o nosso caso, denota sempre uma boa preparação nesse sentido).
Melhor comentador (antevisão ou rescaldo): Carlos Daniel. Directo, objectivo, conhecedor, sucinto e prático. A melhor pessoa a falar de futebol em Portugal neste momento. JVP não entusiasma como fazia nos relvados e os seus conhecimentos são algo escassos.
Melhor Paineleiro: Miguel Guedes/Fernando Seara. Esta resposta não parece do VM pois é a capacidade de definir o melhor que nos distingue dos outros, mas neste capítulo é difícil identificar o melhor. Pois Miguel Guedes consegue defender o seu clube com educação, sem desrespeitar os outros e principalmente denota uma boa preparação. E Seara é claramente o paineleiro com mais conhecimentos.
Pior Paineleiro: Rui Oliveira e Costa.

PS Imagem retirada do Correio da Manhã, o único jornal que hoje noticiou na sua capa os alegados insultos de Pinto da Costa a Valdemar Duarte.

Apesar da maioria das pessoas estar a apreciar o momento actual de empolgamento com a competitividade que hoje se vive na Liga Zon-Sagres, não podemos deixar de perspectivar e sugerir o que poderá acontecer daqui para a frente. Deitando o olho ao calendário futebolístico, e depois de já ter vencido o Sporting, receber em casa F.C.Porto e S.C.Braga na segunda volta, é passível de ser afirmado que o S.L.Benfica está numa posição favorável para derrotar a concorrência ao som do apito final do campeonato. Analisando os muitos 'Ás' que Jorge Jesus tem no baralho de cartas valiosas que é o seu plantel, ao qual agora se pode somar a derradeira barreira que Jorge Jesus teimava em não transpor: a da maturidade ao mais alto nível, onde o crescimento mental está provado numa prova como a Liga dos Campeões. Parece claro, que a turma encarnada reúne agora um ascendente em relação aos rivais. Mas nem tudo são rosas. Ou melhor, por vezes os desempenhos internamente de encarnado vivo tem muito pouco: pese todo o brilho europeu, entre-portas o S.L.Benfica apresenta alguma debilidade, nomeadamente em vencer jogos que se anteviam com grau teórico de facilidade maior. Eliminou a Naval num jogo sem história (além da naval), foi dominado no empate em Braga, venceu a Olhanense pela margem mínima e saiu vitorioso de Aveiro muito por culpa da desastrosa exibição do guarda-redes do Beira-Mar, Rui Rego. O futebol não entusiasma, mas a realidade é que - não esquecendo o calendário favorável daqui em diante - lideram juntamente com o F.C.Porto, sendo também a única equipa invicta na Europa. A face do jogo benfiquista actual, é a face do que o seu treinador projectou para si mesmo este ano: um Benfica menos brilhante, mas brioso, cauteloso e muito pragmático.

PS-  O Visão de Mercado até o cenário mudar, devido a ser o actual campeão, ter vencido a Liga a época passada com uma vantagem considerável, à excepção de Falcao ter o mesmo plantel da última temporada, o melhor jogador do campeonato, a que acrescentou alguns jogadores e o maior orçamento da história do futebol português, na teoria continua a considerar o Porto o principal candidato ao título. Uma afirmação contrária seria estúpida da nossa parte, até em Espanha apesar da vantagem Mourinho afirma que o Barça, por ser campeão é favorito. Contudo, na prática, o actual momento encarnado e o seu calendário faz do Benfica um concorrente com outras condições para conquistar a Liga. Pelo meio aparece o Sporting, que apresenta um futebol com uma qualidade superior aos rivais, que demonstra ter equipa para vencer o campeonato, mas cujos 7 pontos perdidos nas 3 primeiras jornadas, podem ser decisivos no final.

A. Borges


Aos 27 anos brilha na Udinese e é o melhor guarda-redes a actuar no Cálcio. Só as intransigências do clube italiano impede que os “tubarões” do futebol europeu avancem para a sua aquisição, já que estamos a falar de um jogador extremamente completo e, tendo em conta a sua posição e idade, ainda com muitos e bons anos de futebol pela frente. Com as suas intervenções levou a Eslovénia ao Mundial 2010 e esta época ainda só sofreu 6 golos na Série A (guardião menos batido). Capaz de defesas do outro mundo, muito seguro e com o seu 1m94 um autêntico muro à frente da linha de golo, é igualmente especialista em grandes-penalidades, sendo que na temporada passada igualou o recorde de mais penaltys defendidos durante uma temporada (6 no total). Pode parecer estranho para os menos atentos, mas na verdade o esloveno é um dos melhores jogadores da actualidade na sua posição, e não admira que quando o Milan e Arsenal manifestaram interesse no guardião o presidente da Udinese tenha afirmado que só saía por 100 milhões de euros.

A. Mesquita

28 de Novembro de 2011

Benfica vs Sporting - O bate-boca entre os dirigentes continua. Depois do episódio da "jaula", a que se seguiu o confronto dentro das 4 linhas e o incêndio no final da partida (o CM noticia que o Sporting poderá ter de pagar 500 mil euros, ou seja quase um Schaars, pelo prejuízo), os 2 grandes rivais de Lisboa parecem querer continuar a alimentar esta "novela" e nas últimas 48h várias foram as picadias. Começou com Paulo Pereira Cristóvão a afirmar que os adeptos leoninos estiveram perante situações pré-históricas no estádio da Luz, desde haver 3 pessoas por lugar, a uma falta de acesso aos WC e bares, até ao facto de muitas pessoas com bilhete terem entrado 40 minutos depois do jogo começar. João Gabriel respondeu ao dirigente leonino e afirmou que o Sporting até devolveu 46 bilhetes (algo que o Benfica demonstrou hoje ao divulgar um fax proveniente dos leões) e apelidou as declarações de PPC de baixo nível. Este bate-boca subiu na hierarquia e Luís Filipe Vieira ameaçou rever as "relações" com os leões.  Por sua vez, em resposta Godinho Lopes introduziu um dado novo nesta polémica entre os 2 clubes, e  acusou Luís Filipe Vieira de estar envolvido num incidente grave no final do dérbi, junto ao balneário "leonino", que vai motivar uma participação à Liga. "Temos a gravação de tudo o que se passou, que envolve o presidente do Benfica, e gostaríamos de ter também as filmagens. Houve incidentes muito graves frente ao balneário, logo a seguir ao jogo, e vamos fazer uma participação à Liga", disse o presidente leonino. O Benfica desvalorizou a denúncia e até desafiou Godinho Lopes a tornar pública a suposta gravação feita sobre os incidentes. Quando irá acabar esta polémica? Quais podem ser as consequências? Quem sai beneficiado?

Mercado - Hulk volta a ser associado ao PSG (clube de Paris tem 75 milhões para investir em 2 jogadores, entre os quais o Incrível, Hamsik, Lucas do São Paulo e Cavani); Blackburn, Tottenham e Everton de olho em Aimar (o argentino está em final de contrato e é igualmente pretendido por equipas argentinas como o Independiente); Gaitán seguido por Barcelona e Arsenal; Rúben Amorim pretende sair do Benfica e é cobiçado por Marselha, Panathinaikos, equipas da Premier League e da Série A; Corluka deverá ser vendido ao Aston Villa, e Tottenham continua a insistir em João Pereira.

Javi Garcia - O empresário do médio revelou à Antena 1 que o espanhol gostaria de jogar por Portugal caso não seja convocado à selecção principal de Espanha. Este cenário, poderá acontecer em 2014 quando o jogador do Benfica requerer a dupla nacionalidade.

Liga Zon-Sagres - A jornada 11 fechou com um Vit. Guimarães 3 Setúbal 0 (bis de Toscano e penalti de Edgar). Com este triunfo os vimaranenses sobem ao 8º lugar. Noutro âmbito, Luís Miguel foi demitido no Paços de Ferreira,  e protagoniza assim a sétima "chicotada psicológica" na I Liga esta temporada.

Manchester City - O clube inglês, que conta actualmente com 63 jogadores profissionais, pretende vender entre 20 a 25 nos 2 próximos defesos (já em Janeiro e depois no Verão), a fim de reduzir a folha salarial. Carlos Tévez, Emmanuel Adebayor, Roque Santa Cruz, Wayne Bridge, Nedum Onuoha e Weiss, são alguns dos nomes da lista. 

Futebol Internacional - João Alves foi demitido do comando técnico do Servette, sendo substituído no cargo pelo compatriota João Carlos Pereira;  Werder Bremen quer Taiwo (está na lista de dispensas do Milan); Olivier Giroud, o avançado que se tem evidenciado em França ao serviço do Montpellier é alvo de cobiça do Nápoles e Newcastle.

Desde que devidamente fundamentadas e estruturadas, nas próximas horas iremos na caixa de comentários deste post, esclarecer todas as dúvidas/observações dos nossos leitores, que nos sejam colocadas. Podem igualmente aproveitar para dar sugestões e apontar algumas críticas numa perspectiva de melhorarmos o nosso projecto.
- Vamos dar prioridade aos leitores com conta gmail e que são seguidores do VM (neste momento só temos 592 membros);
- Pedimos que elaborem apenas uma dúvida/observação e que não repitam as questões dos outros visitantes;

A Real Sociedad procura, pouco-a-pouco, regressar ao espaço que era seu no futebol espanhol, depois de uns anos 70 de bom nível e uns espectaculares anos 80, onde dividiu o domínio do futebol na vizinha Espanha com Athletic Bilbao, Real Madrid e Barcelona.

Tal como o vizinho e grande rival At. Bilbao, o conjunto basco aposta principalmente na juventude e na cantera de San Sebastian para chegar aos seus objectivos - na partida deste fim-de-semana frente ao Bétis actuou com 9 jogadores formados nas suas escolas. Num plantel onde sobressai a qualidade dos jovens Carlos Vela e Griezmann, a segurança do chileno C. Bravo na baliza e a experiência de Llorente e Aramburu, o elemento que mais tem dado nas vistas é o jovem Iñigo Martínez. Nascido em 1991, o nº26 fez a sua estreia no plantel principal da Real Sociedad em Agosto de 2011, frente ao Sp. Gijon. O jovem já fez a sua estreia nos sub-21 espanhóis, sendo titular na defensiva da Rojita, na fase de qualificação para o Euro 2013. Contudo, o que mais se destaca neste primeiros 3 meses ao mais alto nível, não são os cortes decisivos, a estampa física (que não a tem) ou a qualidade técnica do jogador. Iñigo Martínez já protagonizou 3 dos momentos mais espectaculares do ano, no futebol espanhol.

Tudo começou no dia 1 de Setembro, quando a selecção de sub-21 da Espanha deslocou-se à Geórgia para mais um festival de futebol. Isco (2 golos), Rodrigo (3 golos) e Canales já tinham marcado para a Espanha, quando o defesa basco entrou em acção. Aos 52 minutos, o guarda-redes da Geórgia deu um forte pontapé para as costas da defensiva espanhola e, Martinez, deu um toque de calcanhar que a fez sobrevoar De Gea. Sem querer ou não, o facto é que marcou um dos melhores auto-golos da história (ver aqui). No dia 2 de Outubro, um dos derbys mais emocionantes do futebol europeu, colocou em confronto no Anoeta Real Sociedad e At. Bilbao. Llorente tinha dado vantagem ao Athletic, contudo, à passagem do minuto 60 e vendo o adiantamento do guarda-redes rival, Martínez disparou um míssil do seu meio campo e marcou um dos golos do ano (ver aqui). Contudo, quem voltou a sorrir foi Llorente, oferecendo a vitória ao rival de Bilbao (1-2). Já no dia 27 de Novembro, a visita da Real Sociedad a Sevilha foi mais saborosa, pois os bascos derrotaram o Bétis por 3-2. O momento da partida ficou reservado para o minuto 91, quando Iñigo Martínez, imagine-se, voltou a tentar a sorte do meio campo... e foi feliz! O resultado estava num desolador 2-2, pois a Real Sociedad esteve a vencer por 2-0, contudo, o defesa basco viu novamente o guarda-redes adversário adiantado e rematou com grande pontaria (ver aqui).

Com um excelente pé esquerdo, o defesa central da Real Sociedad já está sob os radares do Real Madrid e Barcelona. Teremos Martínez como uma nova referência da formação espanhola num futuro próximo? O facto do conjunto basco entrar em campo com 9 jogadores das suas escolas é a prova de que este é o caminho a seguir (é possível ser competitivo e se bater numa das melhores Ligas do Mundo apostando fortemente na formação)? Será possível ao Athletic e à Real Sociedad voltarem a dominar o futebol espanhol como acontecia nos anos 80?

No âmbito da eleição promovida no site oficial do Sporting sobre o 'melhor 11 de sempre', o Visão de Mercado decidiu confrontar os seus leitores sobre este tema em relação aos ditos 3 "grandes", reduzindo a eleição aos últimos 18 anos (devido à juventude dos nossos visitantes e por no nosso entender ser mais justo nomear quem os leitores realmente viram jogar), ou seja, contam apenas os jogadores que actuaram no Benfica, FC Porto e Sporting desde a época 1993/1994 (inclusive). Aqui ficam as 10 opções para o centro da defesa do Sporting, na qual os nossos leitores terão que seleccionar 2:

Marco Aurélio - 1994/95 até 1998/99 (134 jogos no campeonato e 3 golos)
Naybet - 1994/95 até 1995/96 (54 jogos e 5 golos)
Stan Valckx - 1993/94 até 1994/95 (36 jogos e 2 golos*)
André Cruz - 1999/2000 até 2001/02 (77 jogos e 9 golos)
Phil Babb - 2000/01 até 2001/02 (36 jogos)
Beto - 1996/97 até 2005/06 (242 jogos e 21 golos)
Anderson Polga - 2003/04 até ? (207 jogos)
Quiroga - 1998/99 até 1999/2000 e 2001/02 até 2003/04 (73 jogos e 2 golos)
Enakarhire - 2004/05 (19 jogos)
Onyewu - 2011/12 até ? (6 jogos e 1 golo)

Quais os melhores defesas centrais do Sporting dos últimos 18 anos? Gostaríamos que os leitores justificassem a opção, e mencionassem igualmente se o critério de escolha foi: os títulos, os encontros que disputou por este clube, a sua qualidade ou o que atingiu depois de passar por este "grande". Comentários com jogadores fora desta escala temporal (últimos 18 anos) ou com aquele discurso infantil habitual do porquê que nomearam este e deixaram aquele de fora (são 5 opções por posição, se as outras 4 não agradam, ignorem), não vão ser aceites. Quando o post chegar aos 500 comentários (temos uma média de 26 mil visitas por dia, como tal, é um número perfeitamente alcançável desde que todos colaborem), divulgamos o resultado.

* Stan Valckx estreou-se no Sporting na temporada 1992/93, tendo realizado 33 jogos (4 golos).

PS - Os visitantes podem escolher um jogador fora destes 10 (desde que seja um elemento que tenha figurado nesta equipa nos últimos 18 anos). Por outro lado, além de nomearmos aqueles que são os 5 melhores jogadores por posição, no final (quando cada post tiver os ditos 500 comentários) iremos não só anunciar o escolhido pelos leitores como referir qual é na nossa opinião o melhor.

Segundo a TVI, a situação inclusive foi revelada no programa «Maisfutebol Jornada», Pinto da Costa, insultou um jornalista da TVI no final do jogo entre o F.C. Porto e o Sp. Braga, no Dragão. Tudo sucedeu numa zona do Estádio do Dragão vedada ao público. De acordo com testemunhas, o jornalista Valdemar Duarte, que narrou a partida em directo, foi confrontado por Pinto da Costa depois de descer da tribuna de imprensa. Nessa altura, o presidente do portista, rodeado por elementos do clube, insultou o jornalista. Um pouco depois, uma das pessoas que acompanhavam Pinto da Costa agrediu Valdemar Duarte. VM -  Recordamos que Valdemar Duarte é apenas o habitual "relatador", por norma quem faz os comentários nos jogos a norte, como aconteceu ontem, é o Manuel Queiroz (o tal que ficou indignado com a expulsão de James frente ao Feirense) e a sul o João Querido Manha. Mais um episódio triste deste nosso futebol português. Como se explica tais actos? Que motivos levam as pessoas a insultar e a agredir os jornalistas que apenas estão a fazer o seu trabalho? E consequências de tudo isto? O que parece óbvio, e nós sentimos isso no VM (como tivemos a oportunidade de mencionar ontem), é que hoje em dia, tudo o que seja uma opinião contrária (no nosso caso é sempre isenta e imparcial, dos outros não sabemos) é logo motivo de ódio e revolta.


Considerado por 4 vezes o melhor guarda-redes do Mundo, por 8 vezes o melhor da Série A, e em 02-03 o melhor jogador da Liga dos Campeões (até ao momento foi o único guardião a vencer este troféu), entre tantos outros títulos individuais e colectivos, poucas são as palavras para descrever um atleta que aos 17 fez a estreia na Série A pelo Parma frente ao Milan, que aos 18 anos já era titular indiscutível no clube italiano, que se estreou na selecção AA de Itália aos 19 e que desde os 20 passou a ser dono e senhor da baliza transalpina. O internacional italiano será lembrado muitos e longos anos. Apesar de ser um guarda-redes excepcional - um dos 3 melhores do Mundo nos últimos 20 anos na opinião do VM - as constantes lesões impedem-no de estar ao mais alto nível na actualidade. Contudo, quando está bem fisicamente vale vitórias, vale pontos, quer à “sua” Juventus, quer à selecção italiana. É o guardião mais caro da história do futebol mundial, tendo custado à “Vecchia Signora” mais de 30 milhões €. Trocou o Parma pelo emblema de Turim em 2001 e marcou uma era na sua posição, tanto no futebol italiano, como no futebol europeu e internacional. "Gigi" Buffon é considerado um dos melhores de sempre na sua posição e, tendo em conta as suas qualidades e todo o seu percurso enquanto desportista, assim o merece.  Para o Visão de Mercado, Buffon foi o último super-guardião do futebol Mundial (Casillas, Neuer, entre outros, são bons mas não merecem a categoria de "super"), aqueles que pela sua presença intimida os adversários, condicionam os seus remates e a sua finalização, contudo, como estamos a falar na actualidade (nos últimos 2 anos jogou pouco e como tal, seria injusto estar noutra posição) somos forçados a "dar-lhe" apenas um 7º lugar nesta hierarquia dos melhores guarda-redes do Mundo. 

A. Mesquita

27 de Novembro de 2011

Sissoko - Promete agitar o mercado como agita as partidas. Já ninguém fica indiferente ao talento do jovem extremo, e a imprensa francesa volta hoje, a associar o jogador da Académica a clubes como o Benfica, Sporting, Braga, Porto, Marselha e Real Madrid. Alguns jornais adiantam mesmo que a Briosa já rejeitou uma proposta de 1M€ por parte do Braga. Qual o valor de mercado de Sissoko? Por onde passa o seu futuro? Poderá reforçar um dos "grandes" já em Janeiro?

Liga ZON-Sagres - O Gil Vicente subiu à 6ª posição da Liga Portuguesa, depois de bater a U. Leiria por 2-1. Hugo Vieira bisou, enquanto que Luis Leal reduziu para os leirienses. Em igualdade com os minhotos está o Olhanense, depois de empatar 1-1 na Mata Real. Luis Miguel ficou numa situação limite, com o último lugar na tabela e muitos assobios no final da partida. No primeiro jogo disputado no Marcolino de Castro, o Feirense somou três importantes pontos (saíu do último lugar), depois de bater o Rio Ave por 2-0 (Diogo Rosado e Hélder Castro).

Premier League - Na partida mais importante da jornada, o Liverpool recebeu e empatou 1-1 com o Manchester City. Kompany ainda deu vantagem aos citizens (31´), contudo, Lescott, na própria baliza, empatou para o Liverpool aos 33´. Destaque para uma exibição monumental de Joe Hart na baliza do City. Na outra partida do dia, Swansea e Aston Villa empataram 0-0.

Liga Orangina - O equilíbrio é como sempre a nota dominante. Na passada quinta-feira, o lider Atlético foi surpreendido em casa pelo Moreirense (2-3), enquanto que esta tarde, o Penafiel caiu do 2º para o 8º lugar, depois de perder em casa com o Portimonense (0-3). Santa Clara (2-1 em Freamunde), Moreirense, Leixões (3-1 na Vila das Aves), Estoril (1-0 na Trofa), Naval (1-0 em Belém) e Oliveirense (2-0 ao Sp. Covilhã) estão na perseguição aos alcantarenses. Num jogo entre equipas "aflitas", U. Madeira e Arouca empataram 2-2.

La Liga - Depois de um arranque com 4 vitórias consecutivas, o Bétis continua em queda livre na tabela (1 empate e 8 derrotas). Desta vez, a equipa andaluza perdeu frente à Real Sociedad por 3-2. O Levante regressou às vitórias e logo com uma goleada (4-0 ao Sp. Gijon), enquanto que o Granada foi a Bilbao derrotar o Athletic por 1-0.

Serie A - Mesmo com uma partida a menos, a Juventus continua na liderança da Liga Italiana, depois de vencer por 1-0 na difícil deslocação a Roma (Lazio). Pepe foi o autor do golo, aos 34 minutos. Udinese (2-0 à AS Roma) e AC Milan (4-0 ao Chievo) continuam na perseguição, enquanto que o Inter voltou a ser feliz (1-0 em Siena, com um golo de Castaignos aos 90 minutos). Palermo (2-0 à Fiorentina) e Catania (1-0 em Lecce) continuam a realizar uma prova interessante. Destaques?

Bundesliga - O lider à partida para a 14ª jornada, Bayern Munique, foi surpreendido em Mainz, perdeu por 3-2 e deixou-se ultrapassar pela dupla de Borussias. O Dortmund recebeu e bateu o grande rival Schalke 04 por 2-0, enquanto que o Moechengladbach foi a Colónia bater a equipa local por 3-0. O Werder Bremen derrotou o Estugarda por 2-0 e subiu ao 4º lugar. No fundo da tabela, destaque para a vitória do lanterna-vermelha, o Augsburg, sobre o Wolfsburg (2-0). A ausência de Schweinsteiger explica este mau momento interno do Bayern?

Ligue 1 - O Montpellier subiu à liderança isolada da Liga Francesa, depois de derrotar o Sochaux por 3-1 (hat-trick de Giroud) e beneficiar da derrota do PSG em Marselha (3-0). O Olympique voltou às vitórias e logo frente ao grande rival, contudo, apenas estão no 9º lugar do campeonato. Lille (2-0 ao Brest), Rennes (3-2 ao Evian) e O. Lyon (3-0 em Auxerre, com dois golos de Lisandro) seguem na perseguição a Montpellier e PSG, enquanto que Toulouse (2-0 ao Valenciennes), Lorient (1-0 ao Nice) e St-Etienne (3-1 ao Ajaccio) estão na espreita pelos lugares europeus. Estará o PSG a ceder?

Brasileirão - Quando se preparava a festa do Timão (1-0 no terreno do Figueirense com golo de Liedson), Bernardo (Vasco) tratou de adiar o "lançamento de foguetes", com um golo no último minuto. O Vasco da Gama "sobreviveu" no duelo estadual frente ao Fluminense (2-1, com Fred a marcar para o tricolor e Alecsandro a marcar o 1º do Vasco) e continua na esperança de chegar ao título, contudo, ao Corinthians, basta um empate na última jornada, frente ao Palmeira, para festejar a conquista do cepto brasileiro. Na luta pela manutenção, Ceará e Cruzeiro empataram 2-2 e adiaram tudo para a última jornada. O Cruzeiro parte em vantagem, tendo 1 e 2 pts de diferença para Ceará e Atlético Paranaense. Vasco ou Corinthians, quem irá vencer o Brasileirão 2011?

Gary Speed - O seleccionador do País de Gales foi encontrado morto em sua casa, tratando-se alegadamente de um caso de suicídio. Nascido em 1969, o internacional galês (85 jogos) estreou-se pelo Leeds United em 1988, tendo efectuado 840 jogos entre Leeds, Everton, Newcastle, Bolton e Sheffield United, onde terminou a carreira em 2010.

O relógio suíço voltou a calibrar e, em Londres, Roger Federer conquistou o 6º ATP World Tour Finals da sua carreira. Depois de passar incólume na fase de grupos com 3 vitórias frente Tsonga (6-2, 2-6 e 6-4), Fish (6-1, 3-6 e 6-3) e Nadal (6-3 e 6-0), o suíço bateu David Ferrer na meia final (7-5 e 6-3) e voltou a bater Tsonga na final (6-3, 6-7, 6-3). Mais do que um título conquistado, a vitória de Roger Federer surge na sequência de dois torneios bem sucedidos em Basileia (ATP 500) e Paris (Masters 1000), onde voltou a mostrar porque muitos o consideram o melhor tenista da história. Roger Federer elevou para 70 o número de torneios ATP conquistados (está a apenas 7 de John McEnroe), tudo isto em apenas 100 finais. Com 993 encontros disputados (807 vitórias) e depois de um ano de 2011 onde falhou a conquista de um Grand Slam pela 1ª vez desde 2002, Federer prepara-se para entrar em 2012 da melhor maneira. Quem sabe se não regressará ao topo do ranking ATP? Este final de temporada de Federer demonstra que os rivais (Nadal e Djokovic) devem contar com o suíço em 2012? Teremos de novo o melhor do Mundo no nº1 do Ranking? Conseguirá Federer bater os torneios conquistados por McEnroe numa 1ª fase e depois Jimmy Connors?

FC Porto 3-2 Sp. Braga (Hulk 36' e 78' e Kléber 82'; Lima 89' g.p. e 90+1')

Resultado com golos a mais e futebol a menos, e que provou que este Porto é Hulk. Os azuis e brancos foram superiores, justificaram a vitória, continuam na liderança da Liga e Vítor Pereira continua a respirar. Por sua vez, o Braga que até ao 1º golo portista, estava por cima na partida, ficou muito aquém do que realizou em Alvalade e com esta derrota praticamente diz "adeus" à possibilidade de ficar nos 2 primeiros lugares do campeonato.

No que diz respeito ao encontro, acabou por ser pobre, sem emoção e com pouca intensidade. Os lances de destaque foram quase nulos sendo que na 1ª parte à excepção do golo de Hulk (de cabeça) apenas uma oportunidade do Incrível e um "falhanço" de Paulo César "sacudiram" a partida. O tento portista e a maior capacidade do meio campo azul e branco anularam o Braga por completo, e a 2ª parte foi desenrolando sem grandes motivos de interesse, até que o Hulk com um belo golo de fora da área, respondeu a um ligeiro ascendente do Braga com a entrada de Hélder Barbosa, e praticamente "matou" a partida. Pouco depois Kléber faz o 3-0 fruto do trabalho do Incrível, e o jogo parecia resolvido. Em cima do minuto 90 Lima no espaço de 2 minutos fez 2 golos, o Porto ainda tremeu, mas o jogo estava no fim.  

Destaques

Meio Campo - Em jogos pobres e com pouca intensidade por norma é nesta zona que tudo se decide, e nesse capítulo o trio do Porto foi claramente mais forte que o rival bracarense. Fernando engoliu Mérida, Defour e Moutinho estiveram em bom nível e com a sua mobilidade e velocidade foram claramente melhores que os lentos Viana (o português à excepção dos últimos 5m, onde começou aparecer na partida, esteve irreconhecível no capítulo do passe e visão de jogo, e acabou por ser dos piores elementos do Braga) e Djamal.

Porto - Os adeptos querem a cabeça de Vítor Pereira (ou queriam, porque isto no futebol ir do 8 ao 80 e do 80 ao 8 é coisa de segundos), e ele responde com a liderança na Liga. Apesar do 3-0 e depois do 3-2, a verdade é que os azuis e brancos não realizaram uma boa exibição. Uns podem apelidar de q.b. , mas faltou intensidade, velocidade, qualidade em termos das movimentações e é notório que os erros defensivos ainda são demasiado evidentes. Por outro lado parece claro que Hulk sozinho faz tudo no Porto, se é certo que o Incrível é jogador dos azuis e brancos e apenas faz o que lhe compete (não é por acaso que fez parte da lista do VM dos melhores do Mundo), também é visível que o elenco portista é o brasileiro e pouco mais.

Braga - No espaço de uma semana o conjunto minhoto foi eliminado na Taça de Portugal e praticamente disse adeus à possibilidade de chegar ao título e inclusive ao 2º lugar (que dá acesso directo à LC). É certo que Jardim pode culpar as quase 10 ausências e dizer que em Alvalade faltou sorte, mas hoje foi evidente que houve pouca atitude, depois do 1-0 existiu mesmo algum "baixar de braços" e em termos técnicos o treinador madeirense demorou demasiado tempo a perceber que Paulo César pouco acrescentava e que a presença de Djamal (depois de ter entrado Souza no Porto) em campo não fazia sentido.

Hulk - Melhor jogador em campo. Dois golos, um invulgar de cabeça e outro na sequência de um belo remate de fora da área, e uma assistência, num encontro em que o Incrível até começou com o pé esquerdo (neste caso direito) com várias decisões erradas e precipitadas (curiosamente até estava a ser assobiado pelos seus adeptos).

Ewerton/Salino - Duas exibições positivas na turma bracarense. O central esteve seguro e demonstrou qualidade no capítulo do desarme, já o lateral adaptado correspondeu bem defensivamente e ainda foi dos poucos elementos minhotos a procurar aparecer e dar movimentações e linhas de passe na zona ofensiva.

James/Alvaro - O colombiano está longe do que já demonstrou no passado. Sem confiança, sem velocidade, sem chama, apesar da assistência para o 1-0, pouco ou nada desequilibrou; Por sua vez, e no sentido oposto aparece o uruguaio, que volta a demonstrar a capacidade física do passado e com isso a dar uma maior profundidade no seu flanco. Na 1ª parte até ao 1-0 estava a ser o melhor elemento do Porto.

Quim - Algumas defesas de bom nível, mas muitas culpas no 1º golo portista.

Paulo César/Alan - O 1º está completamente irreconhecível, muito lento, pouco intenso, muito longe do que produziu no passado. Já Alan hoje nunca conseguiu ser o elemento mais e desequilibrador que costuma ser.

Lima - Bisou, na 1ª parte foi o jogador mais interventivo do Braga, mas raramente teve apoio dos médios. Destaque para a bela assistência para Paulo César, que o brasileiro acabou por falhar.