30 de Setembro de 2011

Jorge Jesus -  O treinador do Benfica referiu hoje que sempre disse que o Sporting era muito mais forte; que Javi está em dúvida para o confronto frente ao Paços e que os encarnados devem ter a mesma atenção a Michel que tiveram com Rooney. Qual será o 11 de Jesus (indicamos a nossa preferência na imagem)? Como se explica que Capdevila tenha ficado novamente fora da lista de convocados?

Porto - Álvaro Pereira renovou contrato até 2016. A anterior ligação ao clube terminava no Verão de 2015, pelo que as partes acordaram acrescentar um ano ao contrato, com respectiva melhoria salarial, mas mantendo a cláusula de 30 milhões. VM - Um cenário já habitual no Porto perante jogadores que estão algo contrariados. Boa política? Será suficiente para que "El Palito" volte a estar com a cabeça em Portugal?

Benfica - A SAD encarnada anunciou, em comunicado enviado à CMVM, a alienação a título definitivo de percentagem dos direitos sobre Gaitán, Jara, Nolito, Bruno César e Garay ao Benfica Stars Fund. VM - É uma política cada vez mais utilizada pelos "grandes", mas ao contrário de outros, ao que parece o Benfica sabe negociar, o principal exemplo disso é Nolito, que chegou à Luz a custo zero, e agora já rendeu 1,3 milhões por apenas 20% do passe. Total: 6.135.000
Nicolas Gaitán (15%) - 2.025.000 euros
Franco Jara (10%) - 600.000 euros
Manuel Durán (Nolito) (20%) 1.300.000 euros
Bruno César (15%) - 1.035.000 euros
Ezequiel Garay (10%) 1.175.000 euros 

Portugal - O treinador nacional dos sub-21, Rui Jorge, divulgou esta sexta-feira a lista de convocados para os jogos com a Polónia e com a Rússia. VM - Uma convocatória absurda, um pouco à imagem da elaborada por Paulo Bento, só o facto de deixar João Silva de fora, diz tudo sobre a pouca normalidade que tem sido estas listas dos nossos seleccionadores. Roderick e Nuno Reis que tem sido titulares nos seus clubes ficaram igualmente de fora, pois Rui Jorge preferiu alguns suplentes. Guarda-redes: Cristiano Figueiredo, Luis Ribeiro e Mika; Defesas: Cédric Soares, Ivo Pinto, João Pereira, Mário Rui, Pedro Mendes, Rúben e Vitor Bastos; Médios: Ludovic, André Almeida, André Martins, David Simão, Diogo Amado, Josué, Pelé e Lassana Camará; Avançados: Abel Camará, Diogo Viana, Nélson Oliveira, Rui Fonte e Wilson Eduardo 

Vit. Setúbal 2-1 Rio Ave - Os vilacondenses somaram (de maneira injusta) a quinta derrota em sete jogos disputados e perderam na deslocação a Setúbal. Yazalde ainda inaugurou o marcador, mas João Silva e Hugo Leal deram a volta a favor dos Sadinos. 

Ciclismo - Manuel Cardoso saiu da RadioShack e assinou pela Caja Rural, equipa do escalão Continental que vai disputar a Vuelta e já tinha contratado Hernani Broco e André Cardoso; Já Tiago Machado e Nélson Oliveira vão continuar na RadioShack-Nissan-Trek (equipa que vai ter como líderes os irmãos Schleck e que é a fusão entre a RadioShack e a Leopard).

Concluída que está a 6ª jornada da Liga ZON-Sagres, aqui fica o nosso top-10 das apostas:

1 - Mister Madeira/SC Makakinha - 31 pts
2 - Wilson F./Ponte de Sôr FC - 28 pts
3 - Colunazul/Colunazul - 26 pts
4 - Mix Team/mix9000 - 25 pts
5 - Ric/Badofe FC - 24 pts
6 - jpm/Matrecos Mecânicos - 23 pts
6 - SPORTING/SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - 23 pts
8 - Rearviewmirror/Averdadedaliga - 21 pts
9 - SM73/Buccaneers - 20 pts
9 - Riscas/Riefs team - 20 pts
9 - Ricardo Almeida/PS Coiso - 20 pts

A equipa "SC Makakinha" foi a única a ultrapassar a barreira dos 30 pontos, numa jornada pouco profícua "chapa 10" (resultado certo, com goleador). O Mister Madeira acertou em cheio num resultado, com marcador de golo (10 pts), acertou ainda em mais três resultados (15 pts) e em três tendências (6 pts). Destaque ainda para as equipas "RF10" e "Averdadedaliga", as únicas a acertarem no resultado do FC Porto-Benfica e Sporting-Vit. Setúbal, respectivamente. No Sp. Braga-Nacional, houve bastantes resultados acertados, mas... sem o marcador de golos...

Classificação geral:
1 - diogobenfas/sai da frente guedes 116
2 - Colunazul/Colunazul 115
2 - SM73/Buccaneers 115
4 - Mix Team/mix9000 110
4 - Simão Caramelo/FC Deixa-te Andar 110
6 - Luis1Azevedo/Los Muchachos 109
7 - duarte16/Juízo Final FC 108
8 - uNre4L/Citeh 106
8 - Branco/SL Branco 106
10 - Só Golos/CF Marialvas 104

A equipa "sai da frente guedes" subiu ao 1º lugar, numa classificação geral que continua bastante equilibrada. Destaque ainda para a entrada da equipa "mix9000" no top-10.

Depois de consagrarmos o Triatlo, com a grande vitória de João Silva em Yokohama, o último fim-de-semana ficou marcado igualmente por um grande feito, numa modalidade semelhante. Sérgio Silva foi o mais rápido no Campeonato do Mundo de Duatlo, disputado na cidade espanhola de Gijon. O Duatlo (10 km de corrida, 40 km de ciclismo e 5 km de corrida novamente) não é uma modalidade olímpica, contudo, tal como o Triatlo, tem vindo a ganhar praticantes em Portugal. Sérgio Silva já tinha sido campeão do Mundo de sub-23 em 2006, tendo conquistado ainda dois 3ºs lugares em Mundiais anteriores. De acordo com o mesmo, tratou-se de “uma vitória inesperada”, mas que consagra uma aposta pessoal e uma forte dedicação, tendo em conta o fraco (ou inexistente) apoio do seu país. Uma vitória ainda mais saborosa, pois o atleta português ficou à frente da forte dupla espanhola (por escassos segundos), numa prova disputada em solo espanhol.

A crise económica poderá explicar a inexistência de apoios para atletas que dão tudo e obtém resultados ou o facto de Portugal ser um país com apenas uma mono-cultura desportiva também impede esse investimento?


Desde que devidamente fundamentadas e estruturadas, nas próximas horas iremos na caixa de comentários deste post, esclarecer todas as dúvidas/observações dos nossos leitores, que nos sejam colocadas.

- Vamos dar prioridade aos leitores com conta gmail e que são seguidores do VM (neste momento só temos 528 membros);
- Pedimos que elaborem apenas uma dúvida/observação e que não repitam as questões dos outros visitantes;

Numa votação realizada pelos treinadores da competição e pelos adeptos registados no site da Liga (www.ligaportugal.pt), Hulk, foi eleito o Melhor Jogador do Mês de Agosto/Setembro da I Liga. O avançado do Porto recebeu 18,3 por cento dos votos, batendo James (15,1) e Nico Gaitán (13,3). VM - Uma atribuição que faz pouco sentido, pois o Incrível no mês de Setembro falhou o jogo frente ao Feirense, não esteve bem diante do Benfica e no embate com o Setúbal jogou apenas os últimos 20 minutos. Quem vota está a pensar na qualidade dos jogadores ou não viu os jogos? Elementos como Elias, Hélder Barbosa, Éder, Babá, Adrien, Wilson Eduardo, Cláudio e Wolfswinkel a juntar aos citados James e Gaitán, foram na nossa opinião os 10 melhores do último mês e todos estiveram num nível superior a Hulk. Qual o melhor jogador do último mês? O respectivo Top3 (e porque não o Top10)?

Paulo Bento anunciou os eleitos para os decisivos jogos de qualificação para o Euro-2012, frente à Islândia (7 de Outubro, no Dragão) e Dinamarca (dia 11, em Copenhaga). VM - Sugerimos Paulo Bento para seleccionador, reconhecemos que tem feito um excelente trabalho (apesar das exibições pouco conseguidas ninguém pode ignorar os seus resultados), e que foi um dia feliz para os portugueses (principalmente para o VM) quando Queiroz deixou a selecção, mas o que o ex-treinador do Sporting tem feito ao nível das suas convocatórias é uma autêntica falta de respeito pelos profissionais que são titulares nos seus clubes e estão num bom momento. Convocar Eduardo (ainda não fez 1 minuto esta época) e deixar Quim de fora (quando é o guardião menos batido da Liga), convocar Ricardo Costa que junta à sua banalidade como defesa o facto de estar a recuperar de lesão e ser suplente no Valencia e deixar Tonel, Manuel da Costa ou Nuno Reis de fora é ridículo, convocar Amorim (que é suplente no Benfica) e deixar Manuel Fernandes que tem estado em foco no Besiktas é incompreensível. Por outro lado, a chamada de Beto e Sereno acabam por ser lógicas, não só porque são titulares nos seus clubes (na última semana indicamos os mesmos em 2 posts sobre a nossa selecção) mas igualmente porque Paulo Bento por norma valoriza jogadores que estão emprestados pelo Porto a outros clubes (como aconteceu com Ventura e Castro). As ausências de Varela e André Santos e a chamada de Quaresma e Nuno Gomes não podem ser colocadas em causa, mas deixar jogadores como Bosingwa, Hélder Barbosa, e um 3º avançado centro de fora não se percebe, ainda para mais quando foram chamados 6 médios com características muito semelhantes.

Lista de convocados
Guarda-redes: Eduardo, Beto e Rui Patrício 
Defesas: Bruno Alves, Eliseu, Sereno, João Pereira, Ricardo Costa, Rolando e Sílvio 
Médios: Carlos Martins, João Moutinho, Miguel Veloso, Paulo Machado, Raul Meireles, Rúben Amorim e Rúben Micael 
Avançados: Cristiano Ronaldo, Danny, Hélder Postiga, Nani, Nuno Gomes e Ricardo Quaresma

Convocatória justa? Quais as principais surpresas e as principais ausências? Apesar do bom trabalho que tem feito na selecção, não devia Bento ter mais respeito pelos profissionais que são titulares nos seus clubes? Qual será o 11 do seleccionador para os 2 confrontos? 

O último fim-de-semana coroou Mark Cavendish como Campeão do Mundo de Ciclismo de Estrada, colocando um ponto final numa temporada espectacular do ciclista britânico. Nascido em 1985 na Isle of Man, o ciclista da HTC-Highroad venceu 14 etapas em 2011, incluindo 2 etapas no Giro (mais uma, contando com o contra-relógio colectivo) e 5 etapas no Tour (está a apenas 14 vitórias de igualar o recorde de Eddy Merckx). Cavendish venceu também, pela 1ª vez, a camisola verde do Tour, a que consagra o ciclista mais regular nas chegadas de etapas. Para terminar mais uma temporada de bom nível, o ciclista britânico, bem como os seus colegas de selecção, apostaram tudo nos Mundiais de Copenhaga e o “Manx Missile” não desiludiu.

Será Cavendish o melhor sprinter da história? Melhor que Cipollini? Apesar de se saber que nunca irá ganhar uma grande volta, será o melhor ciclista da actualidade? Ou será Philippe Gilbert? Quem foi o melhor ciclista de 2011? Tal como em 2010, onde Cancellara foi a grande figura, o melhor ciclista de 2011 poderá ser um que não ganhou uma grande volta?


FC Porto - O Standard Liège acusou os dragões de não terem pago parte das transferências de Defour e Mangala. O clube belga foi bastante duro: "Não obstante a transferência dos jogadores terem ocorrido em meados de Agosto, não obstante várias solicitações, o clube que ostenta o título de vencedor da Liga Europa e de campeão português não respeitou as suas obrigações financeiras." Do lado portista, uma fonte refere que o atraso no pagamento ao St. Liège deve-se ao atraso do At. Madrid em pagar Falcao.

Sp. Braga - António Salvador, depois do jogo para a Liga Europa, revelou dar o seu apoio à lista encabeçada por Fernando Gomes, tendo em vista as eleições na FPF.

Liga Europa
- Grupo A: Rubin Kazan 2-2 PAOK (Natcho 52´e Dyadyun 66´; Athanasiadis 23´e Fotakis 81´); Tottenham 3-1 Shamrock Rovers (Pavlyuncheko 60´, Defoe 61´e Giovani dos Santos 65´; Rice 51´). Grupo B: Vorskla Poltava 1-2 Hannover (Kurylov 50´; Abdellaoue 32´e Pander 44´); Standard Liège 3-0 FC Copenhaga (Seijas 57´, Felipe 72´ e Kanu 79´). Grupo C: Légia Varsóvia 3-2 Hapoel Tel Aviv (Ljuboja 67´, Komorowski 72´g.p. e Radovic 89´; Tamuz 34´e Al Lala 79´) ; Rapid Bucareste 1-3 PSV Eindhoven (Alexa 28´; Bouma 43´, Toivonen 89´e Matavz 90´). Grupo D: Vaslui 2-2 Zurique (Wesley 62´g.p. e Mike 77´; Alphonse 32´e 79´). Grupo E: Maccabi Tel Aviv 1-1 Din. Kiev (Mikha 44´; Ideye 9´); Stoke City 2-1 Besiktas (P. Crouch 15´e Walters 78´g.p.; Hilbert 14´). Grupo F: At. Bilbao 2-0 PSG (Gabilondo 19´e Susaeta 45´+1); Red Bull Salzburg 3-0 Slovan Bratislava (Leonardo 60´, G. Zarate 76´ e Svento 90´). Grupo G: Metalist 1-1 AZ Alkmaar (Tailson 76´; Altidore 26´); Malmo FF 1-2 Austria Viena (Ranégie 82´; Barazite 17´e A. Grunwald 36´). Grupo H: Maribor 1-2 Birmingham City (Volas 29´; Burke 64´e Elliott 79´). Grupo I: Celtic 1-1 Udinese (Sung-Yueng 3´g.p.; Adbi 88´g.p.); Rennes 1-1 At. Madrid (Montaño 55´; Juanfran 86´). Grupo J: Schalke 04 3-1 Maccabi Haifa (Fuchs 8´e 66´e Jurado 82´; Vered 35´); AEK Larnaca 1-1 Steaua Bucareste (Mrdakovic 59´; Costea 65´). Grupo K: Twente 4-1 Wisla Cracóvia (De Jong 32´, Janko 45´+1 e 57´e Janssen 80´; Biton 9´); Odense 0-2 Fulham (Andy Johnson 36´e 88´). Grupo L: Lokomotiv Moscovo 0-2 Anderlecht (Suarez 11´e Mbokani 72´); AEK Atenas 1-2 Sturm Graz (Standfest 50´a.g.; Burgstaller 87´e M. Haas 90´+2).

Saragoça - Actualmente na Lazio, Matuzalém, continua a ser motivo de disputa entre Saragoça e Shakhtar Donetsk. A FIFA veio dar razão ao clube ucraniano e os espanhóis poderão perder 6 pontos na Liga Espanhola e pagar uma multa de 14 milhões de euros.

Brasil-Argentina - Numa partida disputada em Belém, a "canarinha" derrotou a "albiceleste" por 2-0 e conquistou a 1ª edição do super-clássico. Lucas e Neymar marcaram os golos da partida, aos 54´e 75´, respectivamente.

Hóquei em Patins - Portugal alcançou a presença nas meias finais do Mundial de Hóquei em Patins, depois de bater a França por 6-3. Reinaldo Ventura (2), Ricardo Barreiros (2), Vitor Hugo e Caio marcaram para a selecção nacional, que fica à espera do Argentina-Chile.

Fantasy Europa League - Jornada negativa para muitos concorrentes. Top-3: André Gonçalves (SOBRADO FC - 115 pts), Hugo Pereira (Reggae Boyz - 113 pts) e Visão de Mercado (112 pts).

29 de Setembro de 2011

Sporting 2-1 Lazio (Wolfswinkel 21' e Insúa 45+2'; Klose 40')

Mesmo a jogar toda a 2ª parte com 10 (Insúa foi expulso de maneira infantil), sem os 3 melhores jogadores (Elias, Jéffren e Izmailov), os leões sofreram (o clube italiano falhou 3 golos feitos) mas levaram de vencida a Lazio e deram um passo importante rumo aos 16 avos de final da Liga Europa. Com este triunfo, o Sporting soma agora 6 pontos no Grupo D, e caso vença o Vaslui (2º classificado com apenas 2 pontos) assegura praticamente a passagem à próxima fase (uma competição que o VM volta a referir que os leões juntamente com o Tottenham são os principais favoritos).

No que diz respeito à partida, foi uma 1ª parte positiva dos leões a chegar ao 1-0 com um golo artístico de Wolfswinkel. A Lazio sem o justificar chegou ao empate, mas no último minuto Insúa com um míssil fora da área voltou a colocar justiça no marcador. No 2º tempo, o argentino é expulso logo a começar e a Lazio assume o jogo e cria pelo menos 3 oportunidades claras de golo (Konko à barra, Sculli na esquerda e Rocchi de cabeça a passe de Cissé falharam). Os leões na 2ª parte apenas se limitaram a defender, o próprio Domingos assumiu isso com as substituições que fez, mas com algum esforço e espírito de sacrifício conseguiu resistir e aguentar o resultado. 

Destaques

Sporting - Somou o 5º triunfo consecutivo, 11 contra 11 foi superior à Lazio, e isto sem os 3 melhores jogadores: Jéffren, Izmailov e Elias. Apesar de ter voltado a sofrer um golo de bola parada (a estatura da equipa e a pouca organização será um eterno problema dos leões) a principal nota foi mesmo o desgaste que o elenco de Domingos foi submetido, e o que isso poderá provocar já daqui a 68 horas em Guimarães.

Polga/Onyewu - O brasileiro pelo chão, e principalmente o Capitão América no jogo aéreo, estiveram a um bom nível. 

Rinaudo - Melhor elemento em campo. O argentino continua com uma intensidade diferente dos companheiros e ainda junta a isso uma capacidade ao nível da recuperação de bola e estender o jogo (com o seu transporte de bola principalmente em situações de "aflição") notável. 

Cissé - Entrou ao intervalo, mas ainda conseguiu ser o melhor elemento da Lazio. Foi sempre uma dor de cabeça para a defesa leonina e ainda fez uma excelente assistência para Rocchi. 

Lazio - Hernanes não está num bom momento e com isso o clube italiano perde qualidade e capacidade em encontrar soluções no ataque. Klose marcou praticamente na única vez que tocou na bola, Cissé entrou bem, mas mesmo contra 10 os italianos acabaram por demonstrar que estão numa má fase. 

Wolfswinkel - Um golo de belo efeito, e principalmente uma exibição (na 2ª parte) cheia de esforço e sacrifício. O holandês soma agora 6 golos nos últimos 5 jogos. 

João Pereira/Insúa - O português sofreu muito com a entrada de Sculli e permitiu as melhores oportunidades da Lazio, já o argentino apesar do excelente golo demonstrou alguma infantilidade na maneira como foi expulso. 

Carrillo/Matias - Exibição individualista (pouca positiva) em termos ofensivos e defensivos do peruano; por sua vez o chileno acabou por ser importante ao ganhar algumas faltas, mas precisa de mais ritmo competitivo. 

Braga 1 - 2 Club Brugge (H. Barbosa 53'; Akpala 71' e Donk 90')

O Braga defrontou os belgas do Club Brugge, e apesar de dominar grande parte do encontro e desperdiçar bastantes ocasiões de golo consentidas pela frágil defesa adversária, acabou por se deixar empatar de forma algo caricata, e sofreu um golo nos descontos de bola parada, quando tentava recuperar o golo que daria a vantagem.

Na primeira parte com os visitantes a pressionar alto, o Braga conseguia com facilidade arranjar espaços no meio campo contrário para criar lances de perigo, quase sempre através do flanco direito por Alan. Hélder Barbosa, Lima e o próprio Alan não conseguiam marcar, e até Vleminckx, avançado adversário, salvou um golo perto da linha de baliza.

Os belgas criaram a sua primeira situação de golo no início do segundo tempo, com um cruzamento / remate de Vásquez muito perigoso. Poucos minutos depois, mais uma assistência de Baiano esta época, pelo lado direito, a encontrar Hélder Barbosa solto na área, que marcou de cabeça. No entanto, e depois de falhar mais um golo feito (por Mossoró), o Braga sofre golo. Akpala beneficia de um desentendimento entre Paulo Vinícius e Quim (e um empurrãozinho ao defesa brasileiro) para empatar. Os portugueses com a entrada de Nuno Gomes e Carlão perderam o controlo do meio campo e consequentemente algum fulgor ofensivo, enquanto que os belgas iam gerindo a bola. Já perto do final, lance de bola parada em que Donk salta mais alto na área e bate Quim pela segunda vez.

Destaques

Braga -
Hoje o clube pode queixar-se de si próprio pela derrota, dadas as oportunidades de golo desperdiçadas, e que ao mais alto nível podem trazer consequências sérias. A pontinha de sorte também não esteve lá, quando sofre golo, logo após Jardim retirar Mossoró, elemento de ataque, e colocar Salino, médio de contenção. As mexidas seguintes foram necessárias mas retiraram o equilíbrio necessário do meio campo português para conseguir voltar a marcar. No entanto, o Braga apresenta mais e melhores recursos que os belgas, pelo que se viu hoje

Alan - O melhor elemento em campo na primeira parte, levou a equipa para a frente, fez vários cruzamentos com perigo, tentou atacar pelo meio, rematou e falhou lances de golo. Fez lembrar o Alan das épocas passadas. Contudo na segunda parte foi desaparecendo.

Mossoró - Até estava bem no capítulo do transporte de bola na primeira parte, mas acusou a sua baixa forma nos muitos passes falhados e nos desperdícios em frente à baliza.

P. Vinícius - Sólido na defesa em quase todo o encontro, foi tentando a sorte nas bolas paradas na frente. Acusou o golo em que esteve envolvido, e logo teve um corte falhado de forma desastrosa e uma má marcação no golo de Donk.

Djamal - Muito forte na ocupação de espaços e recuperação de bolas, o médio é no entanto o mais limitado tecnicamente neste onze do Braga. Não sabe definir lances ofensivos, e a nível de passe deixa algo a desejar.

Club Brugge - Beneficiou de um lance pouco comum para chegar ao empate, injusto pelas ocasiões de golo até então, e quando estava a jogar para manter o empate, conseguiu levar os três pontos para a Bélgica. A eficácia é um factor importante no futebol. Destaques para o extremo Rafaelov, com boa visão de jogo e técnica apurada, o médio Vásquez, bom no transporte de bola, e Akpala, que é possante e móvel, e deu trabalho à defesa do Braga.

9º - Fàbregas 

Foi “príncipe” em Londres, onde comandou o Arsenal durante várias temporadas apesar da sua juventude, e mesmo na Premier League onde desde a fase menos boa de Gerrard era indiscutivelmente o melhor médio da competição. A classe com que adorna cada lance deixa qualquer um deliciado, se juntarmos a isso a sua visão de jogo, a qualidade de passe, as suas movimentações, o transporte de bola (o melhor do Mundo nesse momento do jogo quando joga a 8) e até mesmo a sua finalização (há duas épocas fez 20 golos pelo Arsenal a que juntou 19 assistências, e esta época já leva 4 golos pelo Barcelona), estamos perante um médio que é titular em qualquer equipa Mundial (e que falta faz a Mourinho um médio como Fàbregas). O futebol de Cesc faz lembrar uma sinfonia perfeita onde desempenha o papel de maestro. Habituado à pressão e à responsabilidade desde cedo, o médio catalão (já internacional A por 60 vezes apesar de ter apenas 24 anos) apenas se pode queixar da falta de sorte por ter aparecido num momento em que o Mundo tem a oportunidade de assistir à classe de Xavi e Iniesta, pois não fosse isso e o ex-Arsenal teria certamente um protagonismo ainda maior no futebol Mundial (a idade e os títulos que pode alcançar pelo Barça podem ajudar a que isso aconteça). 

PS - Jogadores como Van Persie (tem qualidade para ser Top15, mas as lesões tem impossibilitado que se afirme de vez), David Villa (é certamente um Top20 e é injusto não estar nesta lista, mas a verdade é que perdeu um pouco do protagonismo com a sua passagem para o Barcelona), Falcao (na nossa opinião é inferior a Villa e do mesmo nível que Cavani e Suarez, e se o espanhol e os 2 uruguaios não vão fazer parte das nossas eleições, não fazia sentido nomearmos o colombiano) e Pedro Rodríguez (pouco valorizado a nível Mundial, algo que não se percebe, mas a verdade é que é titular no Barcelona, marcou 45 golos nos últimos 2 anos, e é sempre decisivo nos jogos importantes) não vão figurar neste Top15.

A. Mesquita

Apesar dos 3 jogos consecutivos sem vencer, e da intranquilidade evidente entre os portistas, nesta fase ninguém tenha dúvidas que o Porto ainda é o principal candidato ao título (não por ter um plantel muito superior aos rivais, mas por ter Hulk e ser o actual campeão) e que vai passar à próxima fase da Liga dos Campeões (o empate do Apoel na Ucrânia deu uma preciosa ajuda). Contudo, é notório que o mundo do futebol, principalmente os adeptos azuis e brancos denotam alguma preocupação por este momento e já encontraram um responsável pela má fase vivida no Dragão: Vítor Pereira. Mas será o treinador do Porto o principal culpado? Na nossa opinião não. É certo que cometeu erros primários, principalmente ao nível das substituições nos últimos jogos, mas certamente que o técnico ex-Santa Clara, não tem culpa de Fucile ter constantes paragens cerebrais, que Hélton volta e meia cometa falhas graves (talvez seja por isso que o Porto todos os anos contrata um guarda-redes), que Moutinho sem a enorme qualidade de Guarín ao lado e um excelente recuperador de bolas atrás como Fernando demonstre que é um jogador banal sem capacidade para assumir o jogo e muito fraco no transporte de bola, e que Varela apresente um estado de forma miserável. Sendo assim, quais os principais culpados? Certamente a dupla Pinto da Costa-Antero Henrique, pois é claro que não contavam com a saída de Villas-Boas e confiaram demasiado no factor sorte para o substituir, não contavam igualmente com a saída de Falcao e apesar de terem tentado 4 ou 5 avançados não conseguiram colmatar essa lacuna nos últimos dias de defeso, e principalmente cometeram 2 erros infantis (algo que não se compreende, ainda para mais quando falamos do dirigente mais titulado do Mundo): não deixar sair alguns jogadores como Alvaro Pereira, que está num momento muito fraco, cometendo erros gritantes a defender e a demonstrar a sua falta de técnica no ataque - esta situação de ficar com jogadores contrariados já tinha acontecido há duas épocas com Meireles e Bruno Alves, e na altura o Porto ficou em 3º - e inscrever apenas 1 avançado centro na Liga dos Campeões: Kléber - algo que roça o absurdo, não só porque Walter é um jogador de muita qualidade, como agora com a lesão do ex-Marítimo os azuis e brancos arriscam-se a jogar os próximos encontros com James ou Hulk como avançados centros. Até que ponto a partida frente à Académica (historicamente o Porto dentro e fora do campo dá-se bem com os estudantes) é decisiva para Vítor Pereira? Estará o Porto a pagar nesta fase alguns erros que cometeu no defeso, isto apesar de ter o maior orçamento da sua história: Danilo só em Janeiro (que falta faz para substituir Fucile);  não contratar um outro avançado; excesso de confiança em relação à permanência de AVB e Falcao; e  não permitir a saída de alguns activos que ficaram contrariados?

Cumpriu-se na Nova Zelândia a terceira ronda da fase de grupos do campeonato do mundo de rugby e as grandes potências começam já a apontar baterias para as partidas dos quartos-de-final da competição, pois as classificações finais da primeira fase começam a ficar muito perto da definição total, pelo menos no que toca ao primeiro classificado do grupo. Quanto ao segundo bilhete para a fase final, nos grupos B, C e D, os terceiros e quartos classificados estão todos com 10 pontos, como tal portas em aberto à passagem para a próxima fase da competição e o sonho vivo mas bastante complicado para algumas das nações.

No grupo A jogou-se a partida mais esperada da jornada entre All Blacks e Gauleses, cifrando-se o resultado final em 37-17 favorável aos maori. Os anfitriões da competição que lutam esperançadamente pela conquista do ceptro mundial que foge desde a primeira edição, aproveitaram o espaço concedido pela defensiva azul e obtiveram uma vitória bastante segura. No Eden Park em Auckland, os All Blacks dominaram em todos os sectores do terreno e venceram com ensaios de Thomson, Israel Dagg, Cory Jane(2) e S.B.Williams, Carter terminou com três transformações e um pontapé de ressalto, já os franceses marcaram por Maxime Mermoz, François Tinh.Duc com os restantes 7 pontos a saírem dos pés de Dimitri Yachvili. A Nova Zelândia lidera o grupo  com o pleno de vitórias e irá defrontar o 2º classificado do grupo B, que será Argentina ou Escócia, visto que a Inglaterra presumivelmente já não deverá deixar fugir o primeiro lugar. Nas outras partidas Tonga venceu o Japão por 31-18 e conseguiu assim a primeira vitória na competição. Dias mais tarde o Japão despediu-se do sudoeste do Oceano Pacífico com o primeiro empate da competição, frente ao Canadá, com o marcador a fechar nos vinte e três para cada lado.
Quanto às contas relativas ao grupo B, um grande ensaio de Lucas Amorozino nos minutos finais do encontro deu à Argentina a vitória sobre a Escócia, por 13-12 que deixa assim os Pumas com um pé nos quartos. Assistiu-se no Wellinton regional stadium a um jogo complicado, com os escoceses a serem os grandes culpados pela derrota, devido às péssimas decisões que tomaram durante a partida que resultaram em vários turnovers. Do lado dos sul americanos destaque para Marcelo Bosh. Na outra partida do grupo D a Inglaterra venceu em Dunedin a Roménia por 67-3 com destaque para os hat-tricks de Mark Cueto e Chris Ashton. Os Romenos voltaram a entrar em campo para a sua última partida da competição onde perderam com a Geórgia por 25-9 e abandonam assim a competição só com derrotas. A selecção da Rosa é líder do grupo B isolada enquanto Escócia e Argentina lutam pelo segundo lugar.
No Grupo C a Austrália regressou às vitórias após a surpreendente derrota com a Irlanda e venceu os EUA por 67-5, com destaque para o facto do espectacular Adam Ashley-Cooper ter precisado apenas de sete minutos para fazer o hat-trick mais rápido de sempre. A Irlanda  venceu a Rússia por 62-12 e segue em grande, isolada no primeiro lugar, apenas com vitórias. A fechar, Italianos e americanos defrontaram-se com a vitória por 27-10  a sorrir para a seleção europeia que luta ainda por um lugar na próxima fase, já os EUA vão para casa e terminam assim a sua participação nesta edição do RWC.
No grupo D, A África do Sul esmagou a Namíbia por 87-0, naquele que foi o resultado mais pesado da prova até ao momento. Bryan Habana fez história e chegou aos 39 ensaios, número recorde em partidas do mundial. Noutra partida do grupo, Samoa venceu Fiji por 27-7 e mantém em aberto as perspectivas de acesso á fase seguinte. Já o País de Gales entrou em campo para fazer as despedidas da Namíbia mas não teve pena nenhuma dos africanos e venceu por 81-7 com destaque para o jovem Galês George North que se tornou no mais jovem jogador de sempre a marcar em Campeonatos do Mundo com 19 anos e 166 dias.
A próxima jornada define os jogos da próxima fase, onde se esperam encontros de um nível  verdadeiramente magnífico.

Francisco Paiva

O Sporting terá hoje o confronto mais exigente até ao momento nesta 'era Domingos', curiosamente um embate que antece a deslocação a Guimarães (a partida mais complicada para os leões até dia 27 de Novembro). Pela frente a Lazio, equipa que a época passada ficou em 5º lugar na Série A (empatada com a Udinese que perdeu o playoff da Liga dos Campeões frente ao Arsenal) e que esta temporada ambiciona não só chegar aos lugares de acesso à LC como inclusive ao título. Para isso, juntou à estrela Hernanes (médio brasileiro, que devido à sua qualidade técnica é a grande figura da equipa romana), aos centrais Diakité e André Dias (muito fortes fisicamente, e apesar dos problemas que tem evidenciado esta épocas de inequivoca qualidade), ao lateral esquerdo Radu (tem sido associado ao Barcelona, ainda não jogou devido a lesão, mas foi convocado), ao médio Ledesma (argentino naturalizado italiano de enorme categoria), os avançados e goleadores Miroslav Klose e Djibril Cissé. Em perspectiva um 1º teste à verdadeira qualidade deste elenco leonino, não só pela categoria e experiência dos jogadores da Lazio como pela astúcia que por norma caracteriza as equipas de Edy Reja, sendo certo que em caso de vitória os leões ficam praticamente qualificados para a próxima fase. Prognósticos? Qual será o 11 de Domingos (indicamos a nossa preferência na imagem, tendo em conta a lista de convocados)? Considerando os adversários dos leões até ao momento, até que ponto o 10º jogo oficial do Sporting nesta temporada, é o 1º verdadeiro teste à qualidade do plantel leonino?


PS - Pedimos aos leitores que ainda não o fizeram, para se inscreverem no nosso Fantasy da Liga Europa (ver os códigos aqui).

28 de Setembro de 2011

Liga dos Campeões – Grupo E: Valencia 1-1 Chelsea (Soldado 87´g.p.; Lampard 56´); Bayer Leverkusen 2-0 Genk (Bender 30´e Ballack 90´). Grupo F: Arsenal 2-1 Olympiakos (Alex Oxlade 8´e André Santos 20´; Fuster 27´); O. Marselha 3-0 B. Dortmund (A. Ayew 20´e 69´g.p. e Remy 62´). Grupo G: Shakhtar Donetsk 1-1 APOEL (Jadson 64´; Trickovski 61´). Grupo H: BATE Borisov 0-5 Barcelona (Valadzko 19´a.g., Pedro Rodriguez 22´, Messi 38´e 56´e D. Villa 90´); AC Milan 2-0 Viktoria Plzen (Ibrahimovic 53´g.p. e Cassano 66´). VM - André Villas-Boas empatou na difícil deslocação a Valencia, num grupo onde está tudo em aberto. Os próximos encontros entre Bayer e Valencia irão decidir muita coisa, o mesmo se passando com o Chelsea, frente ao adversário mais frágil do grupo, o Genk. Se o O. Marselha está em dificuldades na Ligue 1, o mesmo não se pode dizer na Liga dos Campeões. Os franceses derrotaram o campeão alemão por 3-0, somando os 6 pontos em 2 jogos. O Arsenal venceu pela 1ª vez na prova e segue na 2ª posição. O VM previa que o grupo do FC Porto seria bastante equilibrado, mas apenas entre as 3 equipas com maior renome europeu, contudo, o APOEL Nicósia quer intrometer-se entre os favoritos e segue na liderança do grupo G. Barcelona e AC Milan confirmaram o seu favoritismo e não terão dificuldades em apurar-se para os oitavos-de-final. Lionel Messi, com os seus 2 golos, igualou Lazlo Kubala no 2º lugar da lista de goleadores do Barcelona (o craque argentino está a apenas 41 golos de César Rodriguez).

FC Porto – Kléber lesionou-se durante a partida frente ao Zenit e irá falhar o próximo compromisso dos dragões, bem como adiar a sua estreia pela “canarinha”. O avançado brasileiro sofreu uma contusão na clavícula. Quem irá actuar no centro do ataque frente à Académica?

Benfica – O brasileiro Dedé voltou a ser associado ao Benfica pela imprensa brasileira. De acordo com a mesma fonte, o jogador poderá custar 7 milhões de euros, estando na mira também de Fiorentina, PSG, AS Roma e Valencia.

Anzhi – De acordo com a imprensa russa, o milionário clube do Cáucaso poderá convidar Roberto Carlos para acumular o cargo de treinador com o de jogador. Gadzhi Gadzhiev foi afastado, após uma série de maus resultados.

FIFA – O organismo internacional de futebol está a investigar o fundo irlandês “Quality Football Ireland” (que detém parte de passes de jogadores, com os casos de Elias e Van Wolfswinkel), tendo em conta a participação do empresário Jorge Mendes no mesmo. Está em causa um alegado conflito de interesses, pois o dono da Gestifute gere a carreira de bastantes jogadores e os “supostos” fundos tendem em valorizar tais jogadores. Finalmente alguma acção por parte de quem manda no futebol, pois este ano ficou marcado por muitos negócios pouco claros.

Kobe Bryant – O astro dos Lakers está bastante próximo de assinar pelo Virtus Bolonha, equipa da Serie A e a 2ª com mais títulos em Itália (Ginobili chegou a ganhar a Euroliga com o Virtus em 2001). O facto do norte-americano ter passado parte da infância em Itália, poderá ter pesado na sua decisão.

Fantasy Champions League - Os três primeiros na geral são: Miguel Silva (Caldas Sport Clube - 146 pts), Thomas Lima (FC. Porto - 134 pts) e Rui Gaião (Sport Viana Benfica - 132 pts).

Zenit 3-1 Porto (Shirokov 20´e 63´, Danny 71´; James 10´)

Um Porto irreconhecível (podia inclusive ter sido goleado pelo Zenit tantas foram as oportunidades claras de golo falhadas pelos russos) saiu da Rússia com zero pontos e uma exibição deprimente (os azuis e brancos praticamente só fizeram um ataque em 90´). Apesar desta derrota, neste grupo perigoso (como o VM sempre mencionou), o conjunto de Vítor Pereira terá apenas de garantir 6 pontos frente ao Apoel de modo a não condicionar a sua passagem à próxima fase. Danny (seria titular em qualquer grande de Portugal) e o trio de médios russos composto por Denisov, Shirokov e Zyryanov ("abafaram" por completo a equipa portista, então com a passagem de Fernando para lateral, Moutinho voltou a demonstrar o jogador normal que é) foram determinantes para a exibição brilhante da turma de São Petersburgo (valeu ao Porto a displicência de Kerzhakov).

No que diz respeito ao encontro, começou praticamente com o golo de James, pouco depois Shirokov empata aproveitando um erro de Helton. Já perto do intervalo, Fucile é expulso de maneira infantil, e com isso, o Zenit que já dominava o encontro partiu para uma 2ª parte onde criou uma dezena de oportunidades de golo e sufocou por completo o Porto. Os golos foram aparecendo com naturalidade, quase sempre aproveitando os rasgos de Danny e as bolas nas costas da defensiva portista. Em suma, uma vitória do Zenit que até peca por escassa perante um dos piores Porto de sempre na Liga dos Campeões.

Destaques

Alvaro Pereira - Voltou a demonstrar (já tinha acontecido o mesmo frente ao Benfica) que está mal física e psicologicamente. Foi uma nulidade a defender e tecnicamente não consegue disfarçar as suas limitações.

Danny - Melhor jogador em campo. Marcou um golo, desequilibrou, esticou o jogo, e encheu o terreno de jogo com a sua técnica.

Vítor Pereira - Apesar da saída por lesão de Kléber e da expulsão de Fucile, voltou a cometer erros gritantes. Tirar James (quando é um dos jogadores do Porto em melhor momento), colocar Fernando a lateral (e perder assim a capacidade de recuperação da bola no meio campo) e não meter Defour mais cedo (quando Moutinho nada conseguia fazer) é algo que faz pouco sentido. O treinador portista fica ligado a uma das piores exibições da história do Porto.

FC Porto - Terceiro jogo seguido sem vencer, falta de alternativa no banco a Kléber (por acaso até saiu lesionado) e erros demasiado infantis para uma equipa que nos habituou a apresentar grande postura na Europa do futebol. Os dragões apresentaram-se sem ideias (valeu o rasgo de Hulk no único golo), sem meio campo e sem pernas para os musculados russos. Caso o Porto não vença em Coimbra, as coisas poderão ficar mal para o lado de Vítor Pereira.

Zenit - Não fosse o deslize no Chipre e os russos estavam em posição favorável no grupo G da Liga dos Campeões. Hoje voltaram a demonstrar a mesma qualidade futebolística que apresentaram no ano em que conquistaram a Taça UEFA, com um meio campo bastante forte, um ataque móvel e grande rapidez nas saídas para o ataque. Danny soube ocupar bem os espaços na frente de ataque, sair com a bola controlada e servir os seus colegas, enquanto que Zyryanov e Denisov controlaram o meio campo. Shirokov foi o homem golo (nunca tinha marcado para as competições europeias) e Kerzhakov mostrou porque falhou no Sevilha (grande desacerto na finalização).

Helton - Falhou no 1º golo do Zenit e pouco pode fazer para travar a ofensiva russa.

Fucile - O lateral uruguaio foi uma unidade a menos no jogo portista, tal foi a forma displicente como se "auto-expulsou". Uma partida para não esquecer!

J. Moutinho/Belluschi - A dupla portista foi completamente "abafada" perante o meio campo russo. Pouca criatividade, muitos passes errados e grande incapacidade em servir James, Kleber e Hulk.

Hulk/James - O colombiano marcou o golo do Porto, contudo, nunca apareceu na partida, nem conseguiu um dos seus habituais rasgos. Já o brasileiro teve grande mérito no golo de James, lutou bastante, mas perante a defensiva russa e a inoperância total dos dragões, de nada valeram os esforços.

Agora que já ganhou um estatuto no futebol europeu, o Braga parte para o confronto frente ao Club Brugge com claro e justificado favoritismo. A juntar ao factor casa, a turma de Jardim soma uma superioridade clara ao nível dos seus jogadores e da própria experiência da equipa, contudo, a teoria não ganha jogos e os gverreiros devem ter as necessárias cautelas diante do actual líder do campeonato belga. Jogadores como o médio defensivo Odjidja-Ofoe, os médios Lior Refaelov (craque israelita), Dirar (o marroquino é uma das referências do conjunto belga) e Víctor Vázquez (médio ofensivo ex-Barcelona , o defesa Carl Hoefkens e os avançados Akpala e Vleminckx devem ser observados com particular cuidado. Em caso de vitória, a turma minhota dá um passo importante e até mesmo decisivo (logo à 2ª jornada) para chegar com naturalidade à próxima fase. Prognósticos? Qual será o 11 de Leonardo Jardim (indicamos a nossa preferência, consoante os convocados, na imagem)?

Portugal prepara-se para enfrentar o duplo compromisso, frente a Islândia, dia 7 de Outubro, e Dinamarca, dia 11, sem um dos avançados habitualmente convocado. Hugo Almeida está fora do baralho por lesão. Se considerarmos que Bento não conta com Liedson, proscrito logo após o último Mundial, onde aproveitou para regressar ao seu país natal, não sendo mais chamado ou sequer equacionado pelo seleccionador. Resta Nuno Gomes, que não apresenta números satisfatórios desde o seu regresso a Portugal e ao Benfica, mas de reconhecida qualidade e que normalmente deixa a sua marca em provas maiores. Com Hélder Postiga como único indiscutível, que avançado (s) fará sentido chamar para estes dois jogos que restam da fase de qualificação? A hipótese mais credível será Nuno Gomes (Liedson deveria ser o escolhido), mas o VM crê ser curto não chamar uma terceira opção (pelo menos isso terá de ser obrigatório no Euro 2012), pelo que seria interessante observar jogadores como Edér, da Académica, pela franca evolução que o seu jogo denota, bem como pela veia goleadora que vem revelando neste início de temporada, Orlando Sá do Fulham, que está a conseguir minutos na Premier League e inclusive foi titular nos últimos jogos, e Rabiola, que tem sido protagonista no Feirense. 

Outra das problemáticas com que debaterá o treinador de Portugal (mais a longo prazo), será a questão do quarto central. Ricardo Carvalho, com um castigo de um ano aplicado, dificilmente voltará a uma selecção liderada por um timoneiro sobejamente reconhecido por ser fã de uma liderança que não poupa comportamentos menos condignos. Não será uma questão alarmante, até pela qualidade dos restantes três centrais normalmente chamados aos trabalhos da selecção (Alves, Pepe, Rolando), mas seria proveitoso, futuramente falando, que uma quarta opção surgisse no horizonte. Nesse sentido (e equacionando apenas jogadores com menos de 30 anos), Manuel da Costa do Lokomotiv, Nuno Reis (titular indiscutível no Cercle), Sereno do Colonia e Roderick Miranda (que está a ter minutos no Servette) parecem ser as únicas soluções.

Em suma, duas posições duas preocupações, uma a curto prazo outra a longo prazo, o que parece certo é que sem uma aposta no jogador nacional dificilmente no futuro (Nélson Oliveira para o ataque seria uma excelente opção, mas sem minutos não poderá evoluir) poderemos resolver estas situações. Podiamos juntar aos jogadores referidos, elementos como Tonel, Neto, Jorge Teixeira e João Silva mas a verdade é que tanto a central como na posição de avançado o cenário é desolador.

A.Borges

10º - Zlatan Ibrahimović

O sueco é um jogador especial. As suas características físicas e técnicas fazem dele um dos avançados mais mortíferos actuar no futebol europeu. Apesar da sua estrutura (192cm; 85Kg), é um jogador móvel, que procura os espaços, joga bem com os dois pés, com uma técnica muito apurada e que não se esconde atrás dos centrais. Faz golos com uma facilidade tremenda, fazendo uso do seu jogo aéreo ou do seu potente pontapé. Temperamental, 'Ibracadabra' é um génio com a bola nos pés e muitas vezes incompreendido pelos adeptos. Rei e senhor no futebol italiano, deixou a sua marca por todos os clubes onde passou (estrela no Ajax, Juventus e Inter), inclusivamente no Barcelona onde apesar das dificuldades de adaptação ao estilo de jogo "blaugrana" e a Guardiola, marcou nos 4 primeiros jogos do campeonato e saiu de Espanha com 21 golos em apenas uma época.

A. Mesquita

PS - O facto de considerarmos Ibrahimović o melhor jogador da Série A, automaticamente exclui do nosso Top 15 (não consideramos nenhum elemento italiano) jogadores como Cavani (é um dos melhores avançados da actualidade, mas na nossa opinião menos influente que o sueco), Sneijder (à semelhança de toda a equipa do Inter não está num bom momento), Pastore (actualmente a brilhar no PSG, a verdade é que na nossa opinião está no mesmo patamar que Alexis Sanchéz que também não estará na nossa lista), Pato (muito potencial, titular na selecção brasileira, mas devido a constantes lesões ainda não fez uma época a Top e no último ano jogou pouco), Samuel Eto'o (na nossa opinião o melhor jogador africano de todos os tempos e o melhor do Inter a época passada, mas neste momento não merece estar no Top) e Jovetic (potencial para chegar ao Top25, mas não jogou a época passada devido a lesão).

27 de Setembro de 2011

Liga dos Campeões - Grupo A: Nápoles 2-0 Villarreal (Hamsik 14´e Cavani 17´g.p.); Bayern Munique 2-0 Manchester City (M. Gómez 38´e 45´+1). Grupo B: CSKA Moscovo 2-3 Inter Milão (Dzagoev 45´+3 e Vagner Love 77´; Lucio 6´; Pazzini 23´e Zárate 78´); Trabzonspor 1-1 Lille (Colman 75´g.p.; M. Sow 31´). Grupo D: Real Madrid 3-0 Ajax (C. Ronaldo 25´, Kaká 41´e Benzema 49´); Ol. Lyon 2-0 Din. Zagreb (Gomis 23´e Koné 42´). VM - Bayern Munique e Nápoles saíram vencedores da 2ª jornada, enquanto que Villarreal e Manchester City têm que somar o máximo de pontos no duplo confronto entre si, para sonhar com os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. O Inter de Milão recuperou do desaire da 1ª jornada frente ao Trabzonspor e alcançou uma vitória sofrida no difícil terreno do CSKA. A equipa turca continua na liderança do grupo, depois do empate frente ao Lille. Real Madrid e Ol. Lyon confirmaram o favoritismo, estando ambos com boas perspectivas de seguir em frente.

Liga dos Campeões II - Com a desistência da RTP na corrida por mais 3 temporadas da Liga dos Campeões, a TVI e Pais do Amaral chegaram-se à frente, na luta pela principal prova de clubes a nível europeu. Uma medida acertada em termos financeiros, mas com os amantes do futebol a serem os principais perdedores, pois caso a TVI ganhe, iremos ter resumos de jogos às 2 da manhã e comentários a jogos, no mínimo, fracos. 

Carlos Tévez - Roberto Mancini, afirmou esta terça-feira à SkySports, após a derrota frente ao Bayern Munique, que o avançado argentino negou-se a entrar em campo na segunda parte e como tal, nunca mais irá jogar pelo Man City.


Benfica - O empresário Joe Berardo afirmou hoje que tentou contratar Pinto da Costa para os encarnados por 500 mil contos, como forma de "lixar" o FC Porto. O contrato teria duração de 5 anos. "Se se compram passes de jogadores, de treinadores, porque é que não se há-de fazer o mesmo com presidentes?".

Nacional - Andres Madrid é o novo reforço dos madeirenses, com contrato até final da temporada. O jogador foi inscrito esta terça-feira na Liga, facto só possível devido à situação de desempregado em que o argentino se encontrava. Bom reforço para o Nacional?

U. Leiria - João Bartolomeu fez um duro ataque a Pedro Caixinha, 1º treinador da União nesta temporada. O presidente do clube leiriense não gostou das críticas do ex-treinador e retorquiu de forma agressiva, chamando-o de mentiroso, falso e ingrato e referindo que de "olheiro", pouco percebe (Caixinha é olheiro do Celtic).

Hóquei em Patins - Portugal confirmou o favoritismo perante a frágil selecção dos EUA (com um GR muito "pesado") e venceu por 18-1. No outro jogo do grupo, Moçambique fez história e bateu Angola por 4-3, assegurando presença dos quartos-de-final. Brasil-Moçambique e Portugal-França, são os jogos já conhecidos da 2ª fase do Mundial.

Fantasy Champions League - Terminou o 1º dia da 2º jornada, com os concorrentes Jaime Amores (Chama Imensa - 109 pts), André Carmo (FC Caplc - 108 pts), João Caeiro (i0team - 106 pts), Miguel Silva (Caldas Sport Clube - 105 pts) e Inácio Duarte (FC Alhões - 104 pts) nas 5 primeiras posições.

Oţelul Galaţi 0-1 Benfica (Bruno César 40')

O Benfica subiu ao 1º lugar do Grupo C (em igualdade pontual com o Basileia) depois de um triunfo sem contestação na Roménia.

Um golo de Bruno César (após um grande passe de Gaitán) decidiu um encontro fraco, de domínio total do conjunto encarnado (embora sem grandes oportunidades de golo), perante um adversário muito limitado que à excepção de um remate com perigo já no último minuto da partida, mesmo a jogar em casa (apesar de emprestada) apenas se preocupou em defender.

Destaques

Benfica - Com o empate do Man Utd, ao contrário do que foi dito pelos comentadores da RTP, o clube da Luz não só aumenta as suas possibilidades de passar, como o poderá fazer em 1º lugar do grupo. A exibição de hoje foi fraca, para alguns q.b., mas a verdade é que é a 1ª vitória fora dos encarnados na Liga dos Campeões desde 2007. 

Emerson - Exibição segura do lateral esquerdo encarnado, competente na defesa, tentou dar profundidade ao flanco (embora com o espaço que teve podia ter dado outra qualidade a nível ofensivo) e protagonizou uma das boas prestações do Benfica. 

Bruno César - O melhor elemento em campo. Desbloqueou o jogo com o seu golo, juntando a isso os 2 remates mais perigosos do Benfica. 

Gaitán -  Continua a espalhar técnica e capacidade para desequilibar. Hoje foi novamente decisivo ao fazer a 2ª assistência nesta edição da Liga dos Campeões. 

Cardozo - O elemento mais apagado dos encarnados.

Oţelul Galaţi - Equipa muito limitada para estar presente numa competição como a Liga dos Campeões. Sem criatividade, sem presença na frente, e com os sectores demasiado recuados, pouco ou nada fez (mesmo a jogar em casa) para alcançar a vitória.

Manchester United 3-3 Basileia (Welbeck 16´e 17 e A. Young 90´; F. Frei 58´e A. Frei 60´e 76´g.p.) - No outro encontro do grupo C, o United sofreu para arrancar um ponto na recepção ao campeão suiço, isto depois de ter estado em vantagem por 2-0. A reacção do Basileia na 2ª parte foi forte, com a dupla Frei a marcar por 3 vezes. A equipa suíça ficou perto de fazer história, contudo, Ashley Young, empatou sobre os 90 minutos.

De regresso à Rússia, de onde guarda recentes boas recordações, o F.C. Porto terá pela frente a melhor equipa russa da actualidade. Na liderança do campeonato, o Zenit goleou antes deste confronto que, por força das circunstâncias, não marcará o reencontro entre Bruno Alves e o seu anterior clube. Depois de ter pela frente o último vencedor da Taça UEFA, o Shakhtar, o F.C. Porto depara-se agora com o seu penúltimo vencedor, que daí para cá tem reforçado o seu estatuto de equipa de Liga dos Campeões. Primeiro com Advocaat, agora com Spalletti, italiano que tem potenciado e dado o melhor rumo aos petroeuros que enchem os cofres daquele clube russo. Apesar dos nomes sonantes na defesa, como o transalpino Criscito e o russo Anyukov na lateral, é do meio-campo para a frente que o Zenit se mostra intimidante. Zyryanov, Danny, Lazovic e Kerzhakov são nomes feitos no futebol, sendo que o português é mesmo o jogador mais, tendo sido já eleito o melhor a actuar na Rússia, onde ganha uma dimensão que na selecção não consegue apresentar. Apesar de se poder considerar o F.C. Porto como favorito para este encontro, não será espantoso que o conjunto de Vítor Pereira saia do Petrovski com razões para reflectir. Prognósticos? Qual será o 11 de Vítor Pereira (indicamos o nosso palpite na imagem)? Em caso de vitória, o Porto garante a passagem à próxima fase?

A.Borges

PS - Pedimos aos leitores que ainda não o fizeram, para se inscreverem no nosso Fantasy da Liga dos Campeões (ver os códigos aqui).

A jornada 6 ficou marcada pelo clássico entre Porto e Benfica, pelas boas exibições de Académica e Sporting, mas é o equilibrio na tabela com os 6 primeiros separados por apenas 3 pontos que impressiona e merece ser destacado. No que diz respeito aos destaques individuais, Hugo Vieira (Gil Vicente), Adrien (Académica e a nossa escolha), Wilson Eduardo (Olhanense), Danilo Dias (Marítimo), Paulo Vinícius (Braga) e Wolfswinkel e Elias (ambos do Sporting), estiveram na opinião do Visão de Mercado a um nível superior à concorrência. Contudo, isto no futebol não há 7 melhores, e a capacidade de definição do melhor faz parte deste fenómeno, sendo que nesse sentido interrogamos os nossos leitores sobre qual o melhor jogador da jornada, o melhor 11, maior falhanço e o golo da semana (Wilson Eduardo é a nossa opção).

O Sporting anunciou a suspensão do contrato de Luís Aguiar até ao final da temporada. "Devido a problemas pessoais do jogador, relacionados com a gravidez da mulher, a Sporting Clube de Portugal – Futebol SAD entendeu que o Uruguai, onde o jogador irá jogar a partir de Janeiro de 2012, é o local ideal para sua recuperação futebolística". VM - Com contrato até 2015, foi o único dos 16 reforços leoninos que criticamos (pois nunca nos pareceu que pudesse acrescentar algo ao elenco leonino), sendo certo que também terá sido o único com o "dedo" de Domingos. Ora, passado 2 meses (ainda nem estamos em Outubro) toda esta situação, mais parece um episódio muito caricato (os problemas pessoais relacionados com a gravidez da esposa, nunca podem interferir com os objectivos e interesses da entidade empregadora) e sem estar devidamente explicado, ainda para mais quando o jogador (que já estava lesionado quando assinou pelos leões) parecia caminhar para a recuperação (o facto de ter clube a partir de Janeiro, implica que está bem fisicamente). A justificação dada pelo Sporting é credível (ou gravidez da mulher e recuperação futebolística são assuntos totalmente diferentes)? E depois de Junho de 2012 irá Luís Aguiar actuar pelos leões até 2015? Considerando que Domingos dispõe de 26 jogadores (não contamos com Ilori), fica agora com 25, Elias não pode actuar na Liga Europa, e vários jogadores como Izmailov, Jéffren e Matias tem apresentado problemas físicos, deverá a turma de Alvalade contratar mais um médio no mercado de Inverno (apostar em A. Martins ou repescar Adrien Silva ou Renato Neto, como ficou acordado com o Cercle, ao contrário do que aconteceu com N. Reis)? Quais as melhores soluções de mercado?

As recentes declarações de Pinto da Costa, vieram apenas adensar a nuvem cinzenta que se parece criar no reino do Dragão. Os primeiros sinais de pluviosidade foram dados pelo mesmo, quando nas referidas declarações, e após todos conhecerem o cunho pessoal que o presidente portista coloca na escolha do timoneiro azul e branco, Pinto da Costa manifesta estar satisfeito com os resultados apresentados por Vítor Pereira. No fundo, foram palavras que, ao fim e ao cabo, sofriam uma bifurcação na sua interpretação: a leitura lógica seria a de apoio ao seu treinador; a segunda, bem, a segunda certamente que deixou mensagens subliminares, pois não haveria a necessidade de aparecer em auxílio da Vítor Pereira se não sentisse que este ainda é olhado com alguma desconfiança e apreensão por muitos adeptos portistas.

Que não se duvide das capacidades de campo de Vítor Pereira (é claro que a nível de preparação dos encontros, ninguém pode apontar nada ao técnico portista, aliás já era ele que fazia esse papel a época passada). O problema é mesmo o seu discurso (ou falta dele...antes, durante e depois dos encontros quer para o interior quer para o exterior) e inércia em contrariar os acontecimentos. Nos últimos 2 jogos as suas decisões resultaram em disparates incompreensíveis, nomeadamente ao nível da leitura e momentos de jogo. No jogo com o Feirense teve a insensatez de "atribuir" as culpas do empate à fraca primeira parte dos dragões, parecendo esquecer-se que o papel de motivador passa muito pela mensagem que o treinador incute aos seus jogadores. Pior que isso, foram as péssimas decisões técnicas que tomou quando era urgente alterar algo no plano de jogo, limitando-se a trocar peça por peça, não acrescentando nada de novo ao jogo. A colocação de James a ponta-de-lança (quando tinha Walter no banco), foi a maior das suas aberrações. O jogo com o Benfica apenas confirmou o que se tinha verificado no jogo anterior: depois do intervalo os jogadores entraram apáticos e (mais uma vez), Vítor Pereira pareceu não conseguir responder ao desafio táctico lançado por Jorge Jesus. Numa atitude de desespero, lançou Walter às feras, uma decisão que mais pareceu falta de personalidade do treinador (para calar bocas), do que uma enorme convicção no que estava a fazer.

É certo que falta Falcao, e que alguns jogadores parecem estar longe da melhor forma física (outro dado incompreensível numa equipa que se quer de Top), mas o maior orçamento de sempre do Porto e 95% do plantel que a época passada venceu tudo, deveria ser suficiente para apresentar outro futebol. Apesar do resultado de sexta-feira não alterar nada (VP já conquistou a Supertaça e lidera o campeonato e a Liga dos Campeões), fica a imagem de um F.C. Porto mais pobre. Não em campo, muito menos ao nível de plantel, mas no banco.

A.Borges

A Liga Zon-Sagres conseguiu atrair nos últimos anos várias jovens promessas (um fenómeno que vai acontecer com mais frequência, pois os empresários querem "usar" o campeonato português para que os seus activos ganhem experiência de futebol europeu, competitividade e intensidade antes de dar o "salto"...por norma quando o processo é inverso, ou seja, quando o jovem craque chega logo a uma equipa de montra por problemas de adaptação, etc, em 80% dos casos acabam por falhar e até mesmo se perder para o futebol), sendo que este ano não foi diferente com a entrada de Iturbe, Rubio e Carrillo. Se juntarmos os três sul-americanos, a elementos como James, Nélson Oliveira, Rodrigo, Zé Luís (Braga) a verdade é que o leque de jogadores com menos de 21 anos com potencial para explodir esta época e no futuro se afirmar no futebol Mundial é enorme. Também Rivera, Kelvin, Atsu, Sissoko e Arias são jogadores a ter em atenção. Toda esta futurologia deixa de fazer sentido, se estes talentosos elementos não tiveram oportunidade (minutos) para demonstrar o seu valor.

26 de Setembro de 2011

Babá - O avançado do Marítimo de 23 anos e 1m85, melhor marcador da I Liga, é associado pela imprensa francesa a equipas como o Benfica, Bordéus, Metalist Donetsk, Celtic e Getafe. Ao que parece o senegalês poderá sair da Madeira por 5 milhões de euros.

Académica 4-0 Feirense -  A Briosa recuperou o 5º lugar da Liga (o Sporting desceu para 6º) e colocou-se a dois pontos do trio de líderes, ao receber e golear o Feirense com golos de Abdoulaye, Danilo e um bis de Adrien Silva.

van Wolfswinkel - Aad de Mos, treinador que lançou o holandês no futebol profissional, ao MaisFutebol comparou hoje o avançado do Sporting a Marco van Basten.“É um jogador muito habilidoso. Remata bem com os dois pés, sabe posicionar-se bem e também cabeceia bem. Não se importa de ter um defesa forte encostado a ele, pois movimenta-se bem nas costas. Tem um estilo parecido ao de Van Basten, jogador que também lancei (1982 no Ajax)”, afirmou o técnico de 64 anos. VM - Van Basten foi na nossa opinião o melhor avançado de todos os tempos, como tal, não acreditamos que o holandês do Sporting chegue a essa perfeição. Como referimos, pela maneira como aparece na zona de finalização, pelas suas movimentações, e finalização parece mais um jogador na linha de Huntelaar.

U. Leiria - Manuel Cajuda é o novo treinador do clube leiriense. O técnico entra para o lugar de Vítor Pontes (orientou a equipa durante 19 dias), que tinha entrado para o lugar de Pedro Caixinha. Mais um episódio peculiar e aberrante deste futebol português. Curiosamente os 3 pontos que o Leiria apresenta na tabela foram ganhos na transição entre Caixinha e Pontes.

Hóquei em Patins - Depois da vitória sobre Angola por 6-2 (encontro marcado pela pancadaria entre os jogadores), Portugal derrotou hoje, Moçambique (7-3) e assegurou a presença nos quartos-de-final. 

Porto - A imprensa italiana volta a insistir em 2 rumores do último defeso, e Guarin é novamente associado ao Inter e Otamendi à Roma.

Desde que devidamente fundamentadas e estruturadas, nas próximas horas iremos na caixa de comentários deste post, esclarecer todas as dúvidas/observações dos nossos leitores, que nos sejam colocadas.

- Vamos dar prioridade aos leitores com conta gmail e que são seguidores do VM (neste momento só temos 528 membros);
- Pedimos que elaborem apenas uma dúvida/observação e que não repitam as questões dos outros visitantes;
- Não vamos responder a perguntas relacionadas com arbitragens, pois é um assunto que não dominamos e hoje, já abrimos uma excepção em relação a esse tópico.

Assim como muitos clubes do Leste futebolístico, o Oţelul Galaţi é uma equipa que vive entre o céu e o inferno. E, assim como em muitos desses clubes, é o seu presidente que decide as estadias num e notro sítio. Campeão pela primeira vez a temporada passada, o Otelul é um clube romeno que actualmente vive uma situação de grande indefinição, muito devido ao comportamento e excentricidades do presidente que, justiça lhe seja feita, tem que lidar com uma imprensa que, na Roménia, cria heróis e monstros. O Otelul é um conjunto que, por não ter grandes estrelas, vive fundamentalmente do que pode fazer como colectivo, muito à semelhança desta "nova Liga dos Campeões" de Michel Platini, onde formações sem estaleca para esta prova jogam de 15 em 15 dias com os grandes do futebol. Com os resultados que se conhecem. Pese as principais figuras serem o presidente e o treinador, o ex-internacional romeno Dorinel Munteanu, há alguns jogadores que se demarcam em qualidade dos demais: Antal, Pena, Paraschiv, Rapa e Neagu são os mais perigosos de um Otelul que, apesar de ser claramente candidato a bombo da festa, não pode ser menosprezado por Jesus e restante contingente, amanhã, na Roménia. Prognósticos? Qual será o 11 de Jesus (indicamos a nossa preferência na imagem)? Conseguirá o Benfica voltar às vitórias fora nas competições europeias (a última foi em Fevereiro, e na Liga dos Campeões a época passada perdeu os 3 encontros)?

A.Borges

PS - Pedimos aos leitores que ainda não o fizeram, para se inscreverem no nosso Fantasy da Liga dos Campeões (ver os códigos aqui). A competição está ao rubro, sendo que o Pedro Moutinho, o Wilson Freitas, o José Rui Ferreira, o Bruno Sousa e o Luís Alves ocupam os 5 primeiros lugares.

O fim-de-semana internacional não apresentou surpresas de maior, mas os triunfos de equipas como o Inter, AC Milan, Arsenal, Borussia Dortmund e Roma, são um bom sinal no que diz respeito ao enriquecimento e competitividade nos respectivos campeonatos. Vários jogadores estiveram em especial destaque como os casos de Pastore (PSG), Messi (Barcelona), Ramires (Chelsea), Dries Mertens (fantástico médio belga do PSV), Bastian Schweinsteiger (Bayern), Van Persie (Arsenal), Dennis Oliech (Auxerre) e Bafetimbi  Gomis (Lyon). Contudo, isto no futebol não há 8 melhores, e a capacidade de definição do melhor faz parte deste fenómeno, sendo que nesse sentido interrogamos os nossos leitores sobre qual o melhor jogador da jornada? O melhor golo? E o melhor 11?

Na sequência da vitória do Sporting frente ao Vit. Setúbal alguns leitores (com a infantilidade e ódio habitual em relação ao nosso projecto) interrogaram o Visão de Mercado por termos referido à 3ª jornada (ler aqui , muitos só leram o título) que os leões com a derrota diante do Marítimo tinham condicionado a sua candidatura ao título - estar em 5º lugar neste momento na nossa opinião ainda não é sinónimo de ser campeão, como tal, continuamos sem perceber este tipo de "bocas" e comentários de indivíduos que vivem imbuídos num espírito de constantes teorias da conspiração.

A verdade é que depois desse mesmo post, Domingos mudou radicalmente a sua estratégia e deu razão ao Visão de Mercado (deixou de colocar 9 jogadores do plantel que ficou quase a 40 pontos do Porto, principalmente Djaló, Postiga, Carriço, Polga e Evaldo) dando a titularidade a elementos que foram sempre valorizados pelo VM (Onyewu, Rodriguez, Insúa, Elias, Capel, Wolfswinkel) - resultado, 4 jogos 4 vitórias e a prova que tal como o Visão de Mercado sempre mencionou, que este Sporting tem um plantel de grande nível, sendo mesmo um forte candidato à conquista da Liga Europa. A verdade é que com o regresso de Jéffren, Matias, a juntar a uma melhor condição física de Izmailov e Bojinov os leões na nossa opinião podem ser ainda mais fortes do que aquilo que apresentaram frente ao Setúbal, apesar de nem tudo ser um mar de rosas, já que a turma de Alvalade no processo defensivo denota ainda gritantes lacunas. Contudo, e como sempre salientamos, Domingos o seu fraco e desconhecedor (demonstrou que não conhecia vários dos reforços e errou ao apostar em jogadores de fraca qualidade como Carriço) timoneiro com os 7 pontos que perdeu no princípio da época frente a adversários muito inferiores condicionou e de que maneira as aspirações do clube leonino em chegar ao título.

11º - Tévez

Carlos Tévez é um jogador enigmático, mas que todos os treinadores do Mundo gostariam de ter no seu plantel (não temos dúvidas que a 100% física e psicologicamente seria titular em todas as equipas do futebol Mundial). Irreverente e temperamental, o argentino de 27 anos tem pautado a sua carreira por escolhas peculiares. Acertadas ou não, já conquistou dezenas de títulos e, hoje em dia, é um jogador de top. O seu jogo vive em torno de uma mescla de emoções, da sua raça e entrega em cada partida. Não vira a cara à luta, não teme qualquer adversário e corre durante 90 minutos disputando cada lance como se fosse o último da sua carreira. Rápido a executar, move-se bem na frente de ataque, e embora não seja um goleador nato (foi o melhor marcador da última Premier League), é sinónimo de golos para a sua equipa.

A. Mesquita

PS - É certo que o 'Apache' não começou bem a temporada, mas não podemos ignorar tudo o que fez desde Janeiro de 2011. Jogadores sul-americanos como Higuaín (esteve muito tempo lesionado e pouco actuou este ano), Neymar (terá primeiro de provar o seu valor no futebol europeu), Mascherano (já foi um dos melhores trincos do Mundo e hoje é um defesa excelente, mas não seria justo nomear o argentino neste Top), e Luís Suárez (daqui a um ano poderá figurar entre os melhores, mas nesta fase, e apesar do que fez na Copa América, onde foi o melhor jogador e marcador, na nossa opinião não é superior a Tévez) não vão figurar no nosso Top15.

É uma das posições mais importantes do futebol actual, não só pelo desaparecimento do 10 clássico, como pelo equilíbrio que o tradicional 6 (5 se for na Argentina) dá à sua equipa. Uns preferem o tradicional trinco (Javi e Fernando), outros os pivot defensivos (Busquets), uns os médios defensivos de construção (Pirlo ou Veloso) e por último há igualmente os que optam por médios com excelente recepção orientada (Rinaudo ou Pedro Mendes). A verdade é que a nossa Liga oferece diferentes médios defensivos, mas apesar da qualidade de Custódio, Djamal, Pape Sow, Souza, Fernando Alexandre, Nuno Coelho, Adoua, entre outros, parece claro que Fernando, Javi e Rinaudo se distinguem dos demais. Contudo, isto no futebol não há 3 melhores, e a capacidade de definição do melhor faz parte deste fenómeno, sendo que nesse sentido interrogamos os nossos leitores (quando chegar aos 750 comentários devidamente fundamentados colocamos o eleito e a nossa preferência) sobre qual o melhor médio defensivo a actuar em Portugal: Fernando, Rinaudo ou Javi?

25 de Setembro de 2011

Liga ZON-Sagres - O Marítimo recebeu e venceu o Guimarães por 2-1, com 2 golos de Danilo e está apenas a 1 ponto dos líderes do campeonato. Já o Olhanense subiu ao 6º lugar da classificação, depois de bater a União de Leiria por 2-1. Wilson Eduardo e Dady marcaram para os algarvios, enquanto que Diego Gaúcho reduziu perto do final. Em Paços de Ferreira, os locais somaram nova derrota, desta vez, frente ao Gil Vicente. Melgarejo ainda deu vantagem aos castores, contudo, Laionel e Claudio (marcou pela 4ª jornada consecutiva) deram a volta ao marcador. Beira-Mar e Rio Ave não saíram do 0-0.

Premier League - O Manchester United empatou no terreno do Stoke City (1-1), com novo golo de Nani e foi apanhado no topo da Liga Inglesa pelo rival City, que marcou pelos "suplentes" Milner e Balotelli (2-0 ao Everton). O Chelsea derrotou o Swansea por 4-1, com destaque para os dois golos de Ramires e a expulsão de Fernando Torres. Arsenal (3-0 ao Bolton) e Tottenham (2-1 ao Wigan) venceram, enquanto que o Newcastle continua a realizar uma excelente campanha (3-1 ao Blackburn).

La Liga - Cristiano Ronaldo e Messi continuam no seu duelo à parte pelo troféu Pichichi, assinando cada um 3 golos nas suas partidas. O Real Madrid começou a perder logo aos 15 segundos, perante o Rayo Vallecano, mas conseguiu terminar a partida com um score de 6-2. Já o Barcelona não teve contemplações perante o At. Madrid e venceu por 5-0. Sevilha (1-0 ao Valencia) e Levante (3-1 ao Espanyol) continuam colados ao Barcelona, na perseguição ao Bétis. O At. Bilbao empatou 1-1 frente ao Villarreal e continua sem vencer na Liga Espanhola.

Bundesliga - O Bayern de Munique continua em excelente forma na Liga Alemã, derrotando o Bayer Leverkusen por 3-0. Os bávaros, nos primeiros 7 jogos, têm 6 vitórias, uma derrota e um score de 21-1! Borussia Moechengladbach (1-0 ao Nuremberga) e Werder Bremen (2-1 ao Hertha) são os mais directos perseguidores do Bayern. Wolfsburgo (1-0 ao Kaiserslautern), Bor. Dortmund (2-1 em Mainz) e Schalke 04 (4-2 ao Friburgo) também ganharam, enquanto que o Hamburgo somou a 1ª vitória no campeonato (2-1 em Estugarda).

Ligue 1 - PSG (3-0 ao Montpellier), Ol. Lyon (3-1 ao Bordéus) e Toulouse (1-0 ao Nancy) continuam na liderança da Liga Francesa. O Auxerre bateu por 4-1 um irreconhecível Sochaux, enquanto que o Caen foi o outro vencedor da jornada, ao ganhar fora de portas ao Evian (4-2). O Ol. Marselha continua a desiludir, depois de ceder mais um empate, desta vez, no terreno do Valenciennes (1-1).

Serie A - Udinese (0-0 em Cagliari) e Juventus (1-1 em Catania) empataram as suas partidas, contudo, permaneceram na liderança da Liga Italiana. Destaque para as primeiras vitórias de Siena (3-0 ao Lecce), Inter (3-1 em Bolonha) e AC Milan (1-0 ao Cesena) e para o espectacular campeonato da Atalanta (2-1 ao Novara), que poderia estar isolado no topo da Serie A, não fosse ter começado a Liga com menos 6 pontos.

Futsal - Sporting e Benfica empataram hoje a 4 no grande encontro da 3.ª jornada do Nacional da 1.ª Divisão. Os leões estiveram quase sempre na frente, mas num duelo quase entre uma equipa e Joel Queirós (fez hat-trick), no final nenhum clube sorriu. O Operário é o novo líder.

Balanço deste fim-de-semana desportivo? Quais as principais surpresas? E os grandes destaques?

Benfica - De Espanha chega a notícia de que o Sevilha está interessado nos serviços de Cardozo, avançado do Benfica. Os andaluzes estão à procura de um substituto para o veterano Kanouté, sendo que o paraguaio agrada aos responsáveis do Sevilha. Qual o valor de mercado de Cardozo? Poderá vingar na Liga Espanhola?



Hóquei Patins – Começou no dia de ontem, o 40º campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, prova a disputar na cidade de San Juan, na Argentina. A campeã do Mundo, Espanha, entrou na prova a golear o Chile, por 8-1, no Grupo A, composto também por Suíça e Holanda. Grupo B: Argentina, Itália, Alemanha e África do Sul; Grupo C: Portugal, Angola, Moçambique e EUA; Grupo D: França, Brasil, Inglaterra e Colômbia. Portugal parte com naturais ambições para tentar vencer o Mundial, algo que não acontece há 8 anos (há 18 anos no estrangeiro). A selecção espanhola, a grande favorita a vencer a competição, poderá igualar os 15 campeonatos do Mundo conquistados por Portugal.

Ciclismo - O britânico Mark Cavendish sagrou-se campeão do Mundo de ciclismo de Estrada, depois de bater ao sprint a forte concorrência em Copenhaga. O ciclista mais rápido do pelotão mundial bateu por escassa margem o seu colega da equipa, o australiano Matthew Goss, enquanto que André Greipel (ALE) ficou com a 3ª posição, após o visionamento do photo-finish (Cancellara ficou na 4ª posição). Cavendish tornou-se no 1º britânico a conquistar a prova, depois de Tom Simpson ter vencido em 1965. Destaque positivo para a selecção nacional, com Rui Costa a terminar em 15º, Manuel Cardoso em 16º, André Cardoso em 41º, Filipe Cardoso em 58º e Ricardo Mestre em 59º, todos com o mesmo tempo do vencedor. Nelson Oliveira chegou na 122ª posição, a 8´54´´ de Cavendish. Curioso o facto de ciclistas da HTC-Highroad (equipa que vai terminar a sua participação no ciclismo) terem vencido a prova de contra-relógio (Tony Martin) e de estrada (1º e 2º lugares).

Fórmula 1 - Sebastian Vettel venceu o GP disputado no circuito citadino de Singapura e ficou a apenas 1 ponto de se sagrar bicampeão do Mundo de F1. O 2º lugar de Jenson Button impediu o alemão de festejar já hoje, num campeonato que não deverá fugir a Vettel. Mark Webber terminou no 3º lugar, enquanto que Alonso foi 4º. Classificação geral: Vettel – 309 pts; Button – 185 pts; Alonso – 184 pts; Webber – 182 pts; Hamilton – 168 pts.