28 de fevereiro de 2011

Liga Zon-Sagres - Naval 1º de Maio e Sp. Braga empataram 0-0, no jogo que fechou a 21ª jornada da Liga Portuguesa. Mozer somou a 5ª partida consecutiva sem derrotas (1 vitoria e 4 empates), aproximando-se do Vit. Setúbal (está a apenas 4 pontos), enquanto que os minhotos perderam a hipótese de subir ao 6º lugar.

Serie A - O AC Milan derrotou o rival Nápoles por 3-0 e repôs a diferença para o Inter (2º) em 5 pontos. Os milaneses marcaram os golos na 2ª parte, por intermédio de Ibrahimovic (49´gp), Kevin Boateng (77´) e A. Pato (79´).

Premier League - Stoke City e WBA empataram 1-1, com Carlos Vela a marcar o golo do empate perto do final, pela 2ª jornada consecutiva. Delap deu vantagem ao Stoke (53´), mas o mexicano empataria aos 87´.

La Liga - No derby andaluz, o Málaga derrotou o Almeria por 3-1 e entregou a lanterna vermelha ao seu adversário. Os visitantes abriram o marcador logo aos 8´(Feghouli), contudo, Maresca (52´), Rondon (78´) e Juamni (90´) deram a volta ao resultado. O Almeria terminou a partida com 9 jogadores.

Benfica - Rui Costa desdramatizou os incidentes do último Benfica-Marítimo referindo que houve muita emoção em ambos os lados: "Houve um golo anulado perto do fim e um golo marcado no último minuto. É natural que houvesse muita emoção de parte a parte, Não se passou nada de especial." Infelizmente para o futebol português, foi mais um incidente de importância relevante, será que os responsáveis vão ser punidos?

FC Porto - Pinto da Costa mostrou mais uma vez ironia ao referir-se aos incidentes do final da partida entre Benfica e Marítimo: "A mim só me merece comentário qualquer confusão que seja novidade. No túnel da Luz seja o que for que aconteça não é novidade. Agora também já deixaram o túnel...é cá fora porque no túnel deve haver câmaras e as câmaras que filmam os acontecimentos cá fora são mais fáceis de controlar do que as que estão lá dentro." Terá resposta do lado da Luz, em mais um episódio FC Porto-Benfica?

Sporting - Godinho Lopes apresentou esta segunda-feira a sua candidatura a Presidente do clube leonino, garantindo que com ele o Sporting vai voltar a ser campeão nacional. A lista da candidatura do engenheiro apresenta nomes como Rogério Alves (mesa da Assembleia Geral), PP Cristóvão (infraestruturas), José Nobre Guedes (finanças), bem como Luis Duque e Carlos Freitas para dirigirem o futebol. Será Godinho Lopes o melhor candidato para os leões? Ou será esta uma candidatura da continuidade?

Sporting II - Entretanto, Abrantes Mendes anunciou que também se vai candidatar a Presidente do Sporting. O antigo Presidente da Assembleia Geral referiu não se rever em nenhuma outra candidatura: "Faço-o por um imperativo de consciência porque não posso continuar a assistir impávido à situação a que o clube chegou e porque não me revejo nas outras candidaturas."

José Mourinho - O treinador do Real voltou a queixar-se do calendário complicado, mas desta vez levou uma resposta de Gregorio Manzano, treinador do Sevilha: "Fizemos quatro jogos em nove dias e se em algum momento nos faltarem as forças, esperamos que a massa associativa nos ajude. O resto (em relação às queixas de Mourinho) não nos interessa."


A melhor Liga do Mundo está de regresso, depois do All-Star e do encerramento do período de trocas. Destaque principal para os texanos Houston Rockets (4-0) e Phoenix Suns (3-0), que estão a dar tudo para tentar chegar aos 8 primeiros. A duas equipas fizeram uma semana perfeita, contudo, enquanto que os Rockets ainda apresentam saldo negativo (30-31), já a equipa do Arizona, apresenta um número de derrotas inferior aos dos seus 2 adversários da frente, tendo apenas menos jogos (e vitórias) realizados.

San Antonio Spurs (3-0), Dallas Mavericks (3-0) e LA Lakers (4-0)
, com maior ou menos dificuldade venceram todos os seus jogos, partindo como principais candidatos ao título no Oeste. Em relação à luta pelos playoffs, a semana foi bastante negativa para Thunder (1-3), Blazers (1-2) e Jazz (1-2), enquanto que Hornets (2-1), Nuggets (2-1) e Grizzlies (2-2) andaram entre o melhor e o pior. Neste momentos temos 8 franchises em luta por apenas 5 vagas e qualquer derrota poderá fazer toda a diferença no final. Warriors (0-3), LA Clippers (0-4), Kings (1-3) e Wolves (1-3) estão apenas a cumprir calendário, apesar da equipa de Golden State estar a apenas 6 vitórias dos 50%.

Na Conferência de Este, neste momento, quem se apresenta em melhor forma são os Philadelphia 76´ers que finalmente conseguiram ultrapassar a barreira dos 50%. Os Sixers (3-0) venceram 13 das últimas 17 partidas, aproximando-se perigosamente dos renovados NY Knicks. No topo da classificação segue o trio do costume, com os Celtics à cabeça. A equipa de Boston (2-1) tem grande concorrência por parte dos Heat (2-2) e dos Bulls (2-1), estando as 3 equipas separadas apenas por duas vitórias. Mais abaixo estão os Magic (2-1) e os Hawks (2-2), que parecem estar a preparar novo confronto nos playoffs, pois os 4º e 5º lugares estão quase garantidos. Os Knicks, com nova cara, venceram duas partidas (Milwaukee e Miami), contudo cederam surpreendentemente em Cleveland, colocando-se muitas dúvidas em relação ao que poderão fazer nos playoffs. Com os Sixers bem posicionados para alcançar uma vaga nos playoffs resta apenas a luta pelo 8º lugar (atenção que tudo poderá mudar numa semana!).

Indiana Pacers (2-2) e Charlotte Bobcats (2-1)
estão a dar tudo por tudo, seguindo bem colados na classificação (apenas uma derrota de diferença). Milwaukee Bucks (1-2) e Detroit Pistons (1-3), com uma semana negativa perderam o comboio do 8º lugar, tendo que melhorar muito nos próximos dias para tentar nova aproximação. New Jersey Nets (0-2), Toronto Raptors (1-3), Washington Wizards (0-4) e Cleveland Cavaliers (1-3) dificilmente chegarão mais acima, restando evitar humilhações e procurar as melhores soluções tendo em vista já o próximo ano.

O Visão de Mercado apresenta os melhores 5 da semana em cada conferência (na nossa opinião):

Este

PG – Derrick Rose (CHI) – Mais uma semana de bom nível de D-Rose – 25,0 ppj; 6,7 apj e 3,3 rpj
SG – Dwyane Wade (MIA) – Flash Wade continua on-fire, mesmo depois da lesão sofrida no All-Star – 27,5 ppj; 7,0 rpj; 5,0 apj e 2,3 rbpj
SF – LeBron James (MIA) – A concorrência no Este aumentou, contudo, LeBron continua a somar números interessantes – 28,0 ppj; 8,6 rpj e 5,0 apj
PF – Amare Stoudemire (NYK) – Com novos rostos na equipa, The STAT continua a reinar em NY – 22,0 ppj; 8,7 rpj; 3,3 apj e 2,0 bpj
C – Dwight Howard (ORL) – DH-12 continua a somar números de MVP, com muitos pontos, ressaltos, roubos de bola e blocos – 30,3 ppj; 14,0 rpj; 3,3 bpj e 2,0 rbpj

Oeste

PG – Chris Paul (NOH) – Semana pouco conseguida dos PG´s do Oeste, com CP3 a superar a concorrência – 14,0 ppj; 10,0 apj; 4,3 rpj e 2,0 rbpj
SG – Kevin Martin (HOU) – O “scorer” dos Rockets teve uma semana bastante inspirada, ultrapassando por 3 vezes os 30 pontos – 27,3 ppj; 4,8 rpj e 2,3 apj
SF – Kevin Durant (OKC) – O extremo dos Thunder terá a vida facilitada aqui na equipa da semana, pois a concorrência (“Melo”) fugiu para Este – 23,8 ppj; 9,3 rpj e 2,5 apj
PF – Kevin Love (MIN) – “Show me some Love” é a frase mais repetida nos jogos dos Wolves! O PF de Minnesota entrou para a história da NBA com a maior série de duplo-duplos consecutivos (46)! – 20,8 ppj; 16,3 rpj e 3,5 apj
C – Al Jefferson (UTA) – Os Jazz estão em má forma, contudo, Big Al somou números muito interessantes esta semana – 26,7 ppj; 8,7 rpj e 2,3 bpj

MVP Este e da semana: Dwight Howard
MVP Oeste: Kevin Martin
Equipa da semana: Houston Rockets

Melhores exibições individuais desde o início da temporada:
1 – LeBron James (MIA @ ORL) – 51 pts (17-25 FG´s), 11 reb, 8 ast, 1 stl e 1 blk
2 – Kevin Durant (OKC @ MIN) – 47 pts (15-28 FG´s), 18 reb, 2 ast, 2 stl e 2 blk
3 – Blake Griffin (LAC vs IND) – 47 pts (19-24 FG´s), 14 reb, 3 ast e 1 blk

PS - As estatísticas referem-se apenas aos últimos 7 dias.

Façam as vossas escolhas! Quais as grandes surpresas (equipas/jogadores) pela negativa e positiva nesta semana?

Na próxima quarta-feira, dia 2 de Março, Benfica e Sporting disputam no Estádio da Luz o acesso à final da Taça da Liga. Depois de no último derbi termos colocado em disputa os prováveis onzes de cada lado, desta vez decidimos inovar. O Visão de Mercado quer saber qual foi o melhor jogador dos últimos 20 anos em cada posição, confrontando os melhores de cada lado do campo num dos clássicos mais intensos do nosso futebol. No lado direito do meio campo/ataque temos dois ex-internacionais portugueses que deixaram marca nos clubes onde actuaram. Vítor Paneira jogou 7 temporadas na Luz (entre 1988 e 1995), sendo campeão nacional por 3 vezes. Dono de uma excelente técnica, o extremo português utilizava invariavelmente a linha de fundo para realizar os seus milimetricos cruzamentos. Foi um dos símbolos encarnados no início da década de 90. Luis Figo ficou na história como um dos melhores extremos do futebol mundial, tendo começado a dar os primeiros passos como profissional em Alvalade. No início dos anos 90 encantou as plateias nacionais com todo o seu virtuosismo. Apenas conquistou uma Taça de Portugal (1995) ao serviço dos leões, precisamente no seu último jogo de verde e branco. 

Melhor Extremo Direito?

Vítor Paneira (SLB) ou Luis Figo (SCP)

Manuel Fernandes - A sua saída do Vit. Setúbal está presa por detalhes. Visão de Mercado - O ano passado fez muito com pouco, este ano fez pouco com muito. Ou seja, com um plantel feito pelo Carlos Azenha, claramente de 2ª divisão conseguiu a manutenção, e esta temporada com reforços de peso (Pitbull, Valdomiro, Jailson, Miguelito, Neca, Diego, Hugo Leal, Zé Pedro) está numa situação algo perigosa na tabela. Recordo que grande parte destes nomes já tem um certo nome no futebol português e principalmente salários altíssimos para o antepenúltimo classificado da Liga.

Leonardo Jardim - O técnico que supostamente está comprometido com o Porto e que na próxima época irá orientar o Braga apresentou a demissão do cargo de treinador do Beira-Mar. A Direcção aveirense tentou demovê-lo mas a decisão já é oficial. Quem será o próximo treinador do Beira-Mar? O que terá motivado Leonardo Jardim a tomar esta decisão ainda a alguns meses do final do campeonato? Será o madeirense um bom substituto de Domingos no Braga (treinador que a época passada levou a turma bracarense ao 2º lugar, mas que esta temporada está a provar ser um técnico normal do nível de Paulo Sérgio e Manuel Machado, sendo que nenhum dos 3 tem qualidades para treinar um grande)?

Villas-Boas - De acordo com a La Gazzetta dello Sport, a Juventus deverá despedir o ex-treinador do Porto, Luigi del Neri no final da época e o clube do Norte de Itália colocou o actual técnico azul e branco na sua lista para o substituir. No entanto, as prioridades da Vechia Signora são Spalletti ou Capello.

Óscares - Numa cerimónia decepcionante, com apresentadores (particularmente o James Franco)  muito fracos, poucas ou nenhumas foram as surpresas, com os principais favoritos a vencerem as respectivas categorias. 'O Discurso do Rei' e a 'Origem' conquistaram o mesmo número de óscares - quatro, contudo o filme de Tom Hooper (realizador do espectacular The Damned United, talvez o melhor filme sobre futebol de sempre e que devia ser quase obrigatório para os leitores do VM, principalmente aqueles com menos de 20 anos e ainda com pouca cultura futebolística...é que antes de Mourinho houve o enorme Brian Clough) venceu as categorias mais cotadas. 'Indomável' e principalmente 'A Rede Social' acabaram por ser os grandes derrotados da noite. Nota particular da minha parte para Christian Bale que na sua 1ª nomeação venceu o seu 1º Óscar, faço votos para que seja o primeiro de muitos, e para Melissa Leo que soltou um "fucking" no seu discurso de agradecimento, acabando por protagonizar o momento alto da noite. Premiados: Melhor Filme: 'O Discurso do Rei'; Melhor Realizador: 'O Discurso do Rei' (Tom Hooper); Melhor Actor: 'O Discurso do Rei' (Colin Firth'); Melhor Actriz: 'Cisne Negro' (Natalie Portman); Melhor Actor Secundário; 'The Fighter - O Último Round' (Christian Bale); Melhor Actriz Secundária: 'The Fighter - O Último Round' (Melissa Leo); Melhor Argumento Original: 'O Discurso do Rei'; Melhor Argumento Adaptado: 'A Rede Social'; Melhor Filme de Animação: 'Toy Story 3'; Melhor Filme em Língua Estrangeira: 'Haeven' (Dinamarca); Melhor Fotografia: 'A Origem'; Melhor Banda Sonora: 'A Rede Social'; Melhor Canção Original: 'Toy Story 3' (com 'We Belong Together', de Randy Newman); Melhor Som: 'A Origem'; Melhores Efeitos Sonoros: 'A Origem'; Melhor Montagem: 'A Rede Social'; Melhor Direcção Artística: 'Alice no País das Maravilhas'; Melhor Maquilhagem: 'O Lobisomem'; Melhor Guarda-Roupa: 'Alice no País das Maravilhas'; Melhor Documentário: 'Inside Job - A Verdade da Crise'

Nota introdutória: o Visão de Mercado distancia-se de questões clubísticas nas análises que faz a realidades do futebol nacional e, por isso, é importante deixar bem claro que as situações aqui descriminadas apenas se remetem a factos observados por qualquer espectador do jogo em causa, sendo a análise ao mesmo sempre feita na qualidade de mero adepto de futebol.

O jogo de ontem, do Benfica, trouxe à superfície uma imagem que já esta época tinha subido à tona: o desrespeito e descontrolo excessivo emocional (e físico) do treinador do Benfica no final de um jogo no Estádio da Luz. Imbuído de uma ambição reforçada pelo crescente fervor da nação benfiquista na perseguição ao líder do campeonato - que é plenamente justificado pelo aumento da qualidade das exibições da equipa - o que se passou ontem no final do Benfica - Marítimo é mais uma fotografia a juntar ao álbum "comportamentos impróprios de Jorge Jesus" no epílogo dos jogos da águia em terreno próprio.
As imagens, mostram-nos, novamente, o treinador do Benfica a invadir o centro do relvado em direcção aos jogadores adversários, supostamente com o intuito de lhes pedir explicações mas, com um extra, que não pode passar incólume (embora já tenha acontecido em situações anteriores): Jorge Jesus faz uso da força para esgrimir argumentos com os atletas do emblema madeirense, sendo observável o uso de empurrões e ânimos exaltados para o efeito. Declarações recolhidas posteriormente tentam justificar o sucedido com a "adrenalina e emoção" próprias do fim de uma partida em que o Benfica necessitava desesperadamente dos três pontos para manter a esperança na revalidação do título. Mais: tenta usar o juízo que fez de um lance no anoitecer da contenda (golo anulado ao Benfica, por suposta obstrução de Cardozo a Marcelo), para mostrar que os seus actos irreflectidos e nada condizentes que com a posição que ocupa, são normais.

Esta prepotência e maneira de agir e reagir a todas as adversidades durante os jogos, no final das partidas e nos próprios túneis por parte de Rui Costa e Jorge Jesus - como se fossem os donos do futebol português e com a certeza que são imunes a qualquer tipo de sanção - está a começar a criar contornos de um certo desrespeito por todos os outros clubes da I Liga.

Não será necessário relembrar o episódio passado diante do Nacional (e a falta de punição do mesmo) e, não querendo espicaçar almas benfiquistas mais susceptíveis, é alarmante ver a arrogância e a falta de humildade de Jesus nestas alturas: o mea culpa nunca surge. Será diferente desta vez? Não nos parece. O que se irá suceder, é muito simples: fecha-se os olhos, o cães ladram e continuarão a fazê-lo, e a caravana passa incólume. 

Infelizmente para o futebol português, Jorge Jesus desde que entrou no Benfica parece ter carta branca para bater em jogadores de equipas adversárias, insultar árbitros, gozar com treinadores adversários, pressionar fiscais de linha, entrar dentro do campo, reagir a todas as situações de forma veemente...sem que nada lhe aconteça. Um privilégio, que o próprio Rui Costa usufrui. Em suma, uma panóplia de situações e atitudes que em nada dignificam o seu excelente trabalho ao serviço do clube encarnado especialmente ao nível técnico, mas igualmente em todas as competentes tácticas, físicas e psicológicas do jogo, algo que desde Sven-Goran Eriksson (ou seja há 20 anos) não se via para os lados da Luz com esta qualidade. 

António B.

Na próxima quarta-feira, dia 2 de Março, Benfica e Sporting, disputam no Estádio da Luz o acesso à final da Taça da Liga. Depois de no último dérbi termos colocado em disputa os prováveis onzes de cada lado, desta vez decidimos inovar. O Visão de Mercado quer saber qual foi o melhor jogador dos últimos 20 anos em cada posição, confrontando os melhores de cada lado do campo num dos clássicos mais intensos do nosso futebol. No meio campo temos dois jogadores de escolas bastantes distintas, mas que deixaram a sua marca em Portugal. Jonas Thern, eterno capitão da Suécia, chegou aos encarnados para jogar a temporada 89-90 e por cá ficou até ao Verão de 1992. Fez parte do grupo de nórdicos que fez furor na Luz, tendo sido campeão em 1991 e actuado na última final da Liga dos Campeões que o clube encarnado esteve presente. Foi um dos jogadores tacticamente mais evoluídos que já passou por Portugal, com um sentido posicional notável e tanto jogava a trinco como a 8. Por sua vez, Aldo Duscher chegou a Alvalade com apenas 19 anos, tendo completado duas temporadas de leão ao peito. Em Espanha recuou para trinco, mas no clube leonino sempre foi um 8 e às vezes um 10. Apesar da sua juventude, o internacional argentino teve um grande impacto no meio campo leonino e ganhou logo estatuto de indiscutível. Tinha um enorme pulmão, boa técnica, era excelente no 1º momento de construção de jogo e enchia o campo com a sua raça. Foi campeão em 2000.

Melhor Médio?

Jonas Thern (SLB) ou Aldo Duscher (SCP)

Mercado Internacional - Aston Villa recusou proposta de 23 milhões de euros do Man Utd por Ashley Young; Rolando volta a ser apontado à Juventus; Coentrão cada vez mais cobiçado pelo Bayern Munique; Besiktas está interessado em Ricardo Costa do Valencia; Real, Barcelona e Man Utd “piscam olho” a Hamsik do Nápoles; O Anzhi (actual clube de Roberto Carlos) quer Gattuso em Junho; 

Taça da Liga Inglesa - O Birmingham City conquistou este domingo a Carling Cup, ao derrotar na final o Arsenal por 2-1 em Wembley. Zigic à passagem do minuto 28 colocou os blues de Birmingham na frente do marcador, contudo Robin van Persie iria voltar a estabelecer a igualdade pouco tempo depois. Na segunda parte a turma de Londres tomou conta do jogo, mas Obafemi Martins resolveu a questão com um tento caricato em cima do minuto 90, prolongando assim o jejum de títulos dos londrinos. O Birmingham City conquistou um troféu 48 anos depois. 

Serie A - Goleada histórica da Udinese em Palermo por 7-0, com Di Natale a fazer um hat-trick, enquanto que a estrela da tarde foi Sanchez, autor de um póker. O Inter venceu na deslocação ao terreno da Sampdoria por 2-0, golos de Sneidjer e Eto'o e poderá assim beneficiar do confronto entre os dois primeiros classificados na segunda-feira. A Fiorentina continua a desiludir e não foi além de um empate a uma bola no terreno do último classificado Bari. Empate foi também o resultado registado no embate entre Roma e Parma. Já a Lazio e a Juventus perderam em Cagliari e com o Bolonha em casa, respectivamente, com Dias e Marco di Vaio (bisou) a serem os autores dos golos. 

Premier League - O Manchester City cedeu um empate caseiro diante do Fulham a uma bola, com Balotelli e Duff a serem os autores dos golos. A equipa de Manchester viu assim o rival da cidade a ficar a 10 pontos, com menos um jogo, estando praticamente arredada do título. O West Ham alcançou uma vitória importante sobre o Liverpool por 3-1, deixando o último lugar da tabela classificativa, com Parker, Demba Ba e Carlton Cole a serem os autores dos golos. Nos restantes jogos da jornada Wolves, Aston Villa e Everton alcançaram vitórias caseiras diante de Blackpool, Blackburn e Sunderland respectivamente. Já o Newcastle e o Bolton empataram a um golo e continuam na luta por um lugar europeu. 

Liga Zon-Sagres - O Portimonense voltou às vitórias, 5 meses depois, sendo o primeiro triunfo desde que Carlos Azenha assumiu o comando técnico. O feito foi alcançado em Aveiro perante o Beira-Mar, com Ricardo Pessoa a ser o autor do golo na conversão de uma grande penalidade. Já o Rio Ave alcançou o terceiro triunfo consecutivo, desta feita por 1-0 diante do Leiria, com João Tomás a marcar o 13º golo no campeonato. 

Liga Orangina - O Feirense bateu o Trofense por 1-0, com golo de Roberto, e aproximou-se dos lugares de subida. Já a equipa da Trofa viu-se ultrapassada pelo Oliveirense, que alcançou o topo da tabela classificativa, ao bater o Leixões em casa, com Ronaldo a garantir os três pontos. Gil Vicente e Desportivo das Aves protagonizaram o melhor jogo da jornada, com o triunfo a sorrir à equipa de Barcelos por 4-2. O Belenenses não foi além de um empate a zero em casa diante do Fátima e continua próximo da linha de água. 

Modalidades - O Benfica garantiu a presença nos quartos de final da Taça Challenge de andebol, ao alcançar novo triunfo diante dos ucranianos HC Motor-ZNTU-ZAS por 30-23; A selecção nacional de râguebi registou a primeira derrota no Torneio Europeu das Nações, ao perder em casa com a Geórgia por 12-13; Ana Hormigo conquistou a medalha de ouro na etapa polaca da Taça do Mundo de judo na categoria de -48kg;

27 de fevereiro de 2011

Nacional 1-0 Sporting (Mateus 19´)

Saiu Paulo Sérgio, continuou o mau futebol e o vazio de ideias. Nos últimos 7 jogos os leões somam 3 derrotas e 4 empates. O Nacional mesmo em inferioridade numérica durante 30 minutos conseguiu segurar o triunfo e fica apenas a 4 pontos do clube leonino na tabela classificativa.

No que diz respeito ao jogo, na 1ª parte o que o nevoeiro deixou ver foi um Nacional um pouco melhor na partida e dois lances capitais. O golo de Mateus depois de uma falha de marcação de Carriço num 1º momento e de Evaldo num 2º e o penalti falhado por Postiga, que na altura daria o empate. No 2º tempo com o jogo equilibrado, aos 62´ João Aurélio é justamente expulso e os leões começam a dominar o encontro. Em superioridade numérica a turma de Alvalade criou várias oportunidades, principalmente por intermédio de Postiga e Vukcevic que além de acertarem no poste, obrigaram Bracalli a excelentes intervenções, mas por falta de sorte ou pontaria, a verdade é que nunca conseguiram chegar ao golo. Por sua vez, mesmo com 10 o Nacional respondeu e Mateus por duas vezes importunou Rui Patricio, evitando na altura o guardião leonino que os madeirenses "matassem" o jogo. Em suma, um resultado injusto para a turma de Alvalade pelas inúmeras oportunidades que criou, talvez um empate até fosse escasso perante tanto caudal ofensivo dos leões, contudo, premeia a turma madeirense que foi claramente melhor enquanto estiveram 11 contra 11 em campo. 

Destaques

Sporting - Foi o 1º jogo sem Paulo Sérgio, contudo os problemas do costume continuam. Pouca agressividade no meio campo, velocidade e capacidade de desiquilíbrio escassa na alas, uma defesa ao nível das mais fracas do campeonato e eficácia nula na frente. Com o pior plantel da sua história será complicado aos leões conseguirem superar esta inércia do fraquinho. E recordando o nosso post sobre "A inesperada luta pelo 3º lugar", o Sporting neste momento soma 33 pontos, contra 32 de Paços e Guimarães, 29 de Nacional e 27 de Braga que amanhã joga contra a Naval. 

Bracalli - A melhor unidade em campo, defendeu um penalti e nos últimos 15´ foi decisivo com algumas defesas de nível elevado. Um guardião normal mas que quando engata e em dia sim é complicado de bater.

Diego Barcelos - Não fosse a importância capital do guardião madeirense e teria sido o ala brasileiro o grande destaque da partida. Fez "gato sapato" de Evaldo e Carriço, foi decisivo no golo e sempre um elemento de grande preponderância ofensiva.

Matias Fernandez - Mais um jogo conseguido do médio chileno, claramente a melhor unidade dos leões e pela 1ª vez desde que está no Sporting parece estar a conseguir alguma continuidade exibicional.

Mateus - Perante uma defensiva tão fraca o angolano criou muitos estragos. Marcou o golo (talvez irregular), com a sua velocidade foi sempre um perigo à solta e podia ter mesmo dado o golpe final quando apareceu na frente de Patrício.

Postiga - Vários remates com perigo, um penalti falhado e um jogo de luta que inclusive poderá ter consequências na próxima partida tal era o desgaste físico que denotou. Este ano completa 29 anos, é um jogador de luta e de uma técnica muito acima da média, contudo a sua carreira não será recordada por muitos. A um avançado pedem-se golos, mas a sua ineficácia nunca lhe permitiu dar esse salto qualitativo.

Evaldo/Carriço - Duas exibições muito pobres de dois jogadores muito limitados. Foram facilmente ultrapassados na defesa e o lateral ofensivamente voltou a demonstrar a pouca técnica que tem e não conseguiu dar continuidade a nenhum lance.

Rui Patricio - Uma defesa de grande nível a evitar o que na altura seria o 2º golo do Nacional.

Vukcevic/Djaló - O primeiro rematou ao poste e antes já o tinha feito com algum perigo num remate de cabeça ao lado. O segundo criou algumas situações nos instantes finais. Contudo, ambos estiveram pouco em jogo até ao minuto 60 e o jogo do Sporting ressentiu-se disso.

Benfica 2-1 Marítimo (Salvio 82´e Fábio Coentrão 90´+4 ; Djalma 77´)

Fábio Coentrão ofereceu ao Benfica um triunfo tardio que mantém acesa a luta pelo título. O Marítimo mostrou boa organização e competência nas bolas paradas, enquanto que os encarnados mostraram grande cansaço, depois de Jorge Jesus não ter rodado a equipa nos últimos jogos.

O ritmo imposto pelo Benfica foi bastante mais lento que o normal, bem como a pressão a meio campo, foi menos intensa. Contudo, o desperdício frente a Marcelo (e a excelente exibição do mesmo), também iam deixando marcas na Luz. Os insulares procuraram os espaços por trás dos centrais encarnados, com Baba bastante perdulário na hora decisiva. Ao intervalo, o resultado ajustava-se perante um jogo pouco emotivo.

Na segunda parte, os encarnados entraram decididos a mudar o rumo dos acontecimentos, no entanto, encontraram em Marcelo um adversário à altura. O brasileiro fez excelentes intervenções, que foram adiando o golo do Benfica. O Marítimo também procurava a baliza de Roberto, sempre com Djalma e Baba em evidência, contudo, seria através de uma bola de parada que os madeirenses chegariam ao golo. Djalma antecipou-se à defensiva encarnada e fez o momentâneo 0-1. A resposta do Benfica não se fez esperar, com Coentrão a assistir Salvio para o golo do empate. Nos minutos finais, o próprio Coentrão faria o 2-1 final, com um remate colocado de pé direito, que evitou o adeus encarnado ao título.

Destaques:

Fábio Coentrão - Fez um 1ª parte muito fraca, sendo facilmente batido por Djalma, contudo, foi o jogador mais decisivo da partida ao realizar uma assistência e a marcar o golo decisivo aos 94 minutos.

Salvio - O melhor elemento do meio campo encarnado, apesar de ter estado muito abaixo do que já fez este ano. Marcou o 1º golo encarnado e tentou criar os desequilibrios pelo seu lado.

Gaitán/Aimar/Cardozo/Saviola - Os 4 sul-americanos estiveram bastante apagados, talvez cansados pelo desgaste de jogar de 3 em 3 dias. Criaram alguns lances de perigo, mas a finalização revelou-se desastrosa.

Jardel - Estreou-se a titular para a Liga, no entanto, foi facilmente batido por Baba em velocidade. Uma exibição algo fraca, que poderia ter comprometido, não fosse a ineficácia do senegalês.

Jorge Jesus - O Benfica acabou por ser feliz na parte final do encontro, contudo, a fraca gestão que Jesus está a fazer com o plantel encarnado podia-se ter revelado desastrosa. Jesus praticamente joga com os mesmos 9 jogadores, sempre a um ritmo elevado, e isso traz as naturais consequências físicas. Na recepção ao Marítimo isso foi notório, sendo que o dilema seguinte será em saber em que jogo é que o treinador encarnado irá rodar a equipa - Sporting, Sp. Braga ou PSG.

Marcelo - O guarda-redes brasileiro realizou uma exibição de grande nível, com diversas paradas de grau de dificuldade elevado.

Djalma - O angolado mostrou a irreverência habitual e, durante a 1ª parte fez a vida negra a Coentrão, com as suas arrancadas. Na segunda parte, marcou o golo madeirense e quase levou os 3 pontos para a Madeira.

Já terminou a 1ª mão dos Oitavos-de-Final da Competição Visão de Mercado/Liga dos Campeões. Numa primeira eliminatória marcada pela falta de golos, apenas o Micas United e o Freamunde´s Squad conseguiram marcar golos, partindo em vantagem para a 2ª mão. Destacar pela negativa a ausência de 3 concorrentes, que não nos enviaram os seus onzes - FC Neu-Ulm, Sufiland FC e FC_NFM (muita atenção para a próxima ronda!!!)

Jogos dos oitavos-de-final, 1ª mão:
Açorianos 0-1 Micas United (Douglas Costa)
JC Aljezurense 0-0 SC Makakinha
FC Neu-Ulm 0-0 Sufiland FC (falta de comparência)
FC_NFM 0-1 FC Lebowski (Soldado)
FC Xeio de Fome 0-0 Zebiristen
Freamunde´s Squad 1-1 Patifes FC (Jadson; Arshavin)
Lisbon Lions 0-0 Catorze
Galácticos 0-0 Visão de Mercado

Jogos dos oitavos-de-final, 2ª mão:
Micas United - Açorianos
SC Makakinha - JC Aljezurense
Sufiland FC - FC Neu-Ulm
FC Lebowski - FC_NFM
Zebiristen - FC Xeio de Fome
Patifes FC - Freamunde´s Squad
Catorze - Lisbon Lions
Visão de Mercado - Galácticos

As equipas que jogam em casa na próxima ronda, terão que enviar os seus onzes até dia 6 de Março (domingo), às 20 horas. Depois, os concorrentes que jogam fora, terão entre a noite de domingo e as 19.30 horas de dia 8 (terça-feira), para enviar os seus onzes. Boa sorte!

Terminou a 41ª ronda do passatempo, "Jogador Mistério". Parabéns a todos os participantes!
Filipe Faria - 5 pontos
Nuno Raimundo - 4 pontos
Miguel Gonçalves - 3 pontos
Ivo Cangalhas - 2 pontos
Adriano Silva - 1 ponto
Classificação total (II Fase):
1º Nuno Raimundo - 41 pontos
2º Miguel Gonçalves - 40 pontos
3º Filipe Faria - 26 pontos
4º Paulo Guimarães - 25 pontos
5º José Duarte - 13 pontos
5º Jesus Martins - 13 pontos
5º Fernando Gonçalves - 13 pontos
8º Adriano Silva - 12 pontos
9º Roberto Leal - 10 pontos
10º José Oliveira - 9 pontos
11º André Cordeiro - 7 pontos
12º Nuno Guimarães - 5 pontos
12º Pedro Carneiro - 5 pontos
12º Fernando Alves - 5 pontos
15º João Fialho - 4 pontos
15º Ricardo Lourenço - 4 pontos
17º Carlos Alves - 2 pontos
17º Miguel Teles - 2 pontos
17º Ivo Cangalhas - 2 pontos
20º Tomás Cunha - 1 ponto
O jogador mistério é Ricardo Vaz Tê.
Avançado português de 24 anos e 1m88 está livre depois de ter rescindido pelo Panionios, clube grego onde esteve durante 6 meses depois de vários anos na Premier League. Internacional esperança por Portugal, na nossa opinião sem potencial para um grande mas com qualidade para jogar num clube do meio da tabela da nossa Liga, esteve esta semana a treinar à experiência no Hibernian e deverá mesmo assinar pelo modesto clube escocês. Um flop ou um jogador que com mais oportunidades poderia se afirmar na selecção? Porque razão os nossos clubes continuam a fazer apostas em mercados regionais e distritas de outros países e não dão uma oportunidade a Vaz Tê? Ou o salário do ex-Bolton é incompatível com a realidade das nossas equipas do meio da tabela?

Vamos prosseguir à próxima ronda do passatempo "Jogador Mistério".

Algumas pistas:
- Menos de 25 anos e menos de 1m85;
- Internacional A e não é avançado;
- Esta época participou nas competições europeias e mede mais de 175cm;
- Não é guarda-redes e é Europeu;
- Foi convocado para o último jogo da sua selecção e o seu clube está no top10 no campeonato;
- Joga em Itália;

Os cinco primeiros a enviar um e-mail para visaododesporto@gmail.com com nome (primeiro e último), idade, clube e nacionalidade do jogador em questão ganham de cinco a um ponto, consoante a ordem que enviaram, ou seja o mais rápido recebe 5 pontos e o 5º mais rápido recebe 1 ponto. Se possível indique um username quando enviar o palpite. Cada leitor terá direito a 3 tentativas.

De três em três dias (não há dia nem hora definida) é colocada a fotografia de um jogador, como o resultado da ronda anterior. De modo a facilitarmos a "vida" dos leitores sempre que um dos posts chegue aos 42 comentários ou então que um post com mais de um dia chegue aos 23, iremos neste post desbloquear algumas pistas sobre o alvo em questão. Como tal, é fundamental que todos os participantes tenham sempre uma atenção especial à actualização que este post poderá ter no passar dos dias.

Boa sorte!


Quase que foi uma eliminatória perfeita para Portugal nestes 16-avos de final da Liga Europa. Não fosse a eliminação tardia do Sporting e teria sido perfeito para o ranking de Portugal na UEFA. Como é sabido, Portugal está numa disputa acesa com Rússia e Ucrânia pelo 6º lugar no ranking de clubes, pois esse lugar confirma 2 equipas na Liga dos Campeões, mais 1 na pré-eliminatória de acesso à prova milionária (para a temporada 2012-2013). Com os primeiros jogos da fase a eliminar da Liga dos Campeões e os 16-avos de final da Liga Europa, já concluídos, Portugal conseguiu aumentar a sua vantagem para russos e ucranianos.

FC Porto, Benfica, Sporting e Sp. Braga conquistaram 4 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, ou seja, 10 pontos (a vitória apenas vale 2), que ao dividirem-se pelo números de equipas que entraram em prova na UEFA (5), deu um total de 2,000 pontos. CSKA, Zenit, Spartak e Rubin amealharam 3 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, ou seja, 9 pontos, que perfazem um total de 1,500 pontos, pois a Rússia colocou 6 equipas em prova. Shakhtar Donetsk (1 vitória) e Dínamo Kiev (2 vitórias) amealharam 1,000 pontos para o ranking, contudo, o Shakhtar ainda terá que receber a AS Roma para o jogo da 2ª mão. Apenas Sporting e Rubin Kazan já estão fora das competições europeias, o que vai adensar ainda mais o suspense em relação ao 6º lugar.

Somados os pontos dos últimos 5 anos, neste momento, a vantagem é toda de Portugal, com 44,596 pontos. A Rússia surge logo a seguir com 43,541 pontos (menos 1,055 pts), enquanto que a Ucrânia tem 42,550 pontos (menos 2,046 pts). Em 2010-2011, Portugal já somou 11,800 pontos, o melhor registo de sempre de clubes portugueses, enquanto que os clubes russos conquistaram 9,750 pontos e os ucranianos 8,750 pontos. Ganha também maior interesse o confronto entre o FC Porto e o CSKA Moscovo, pois em caso de vitória portista na eliminatória, será um importante golpe no ataque russo ao 6º lugar.

Quem contribuiu mais para o ranking? Somados os 5 anos, o FC Porto foi o clube português que mais contribuiu para a posição de Portugal, com 12,619 pontos (28,3%), enquanto que Benfica (10,936 pontos – 24,5%) e Sporting (10,243 pontos – 23,0%) estão bastante próximos entre si. O Sp. Braga é a 4ª força portuguesa, com 7,667 pontos (17,2%). Nacional (0,917 – 2,1%), Marítimo (0,800 – 1,8%), U. Leiria (0,500 – 1,1%), Paços de Ferreira (0,393 – 0,9%), Vit. Setúbal (0,310 – 0,7%) e Vit. Guimarães (0,214 – 0,5%). Em 2010-2011, FC Porto e Sp. Braga dividem o protagonismo, com Sporting e Benfica bastante próximos. A dupla do Norte amealhou 3,000 pontos cada, enquanto que os leões somaram 2,600 pontos e as águias 2,400 pontos. O Marítimo ofereceu a Portugal 0,800 pontos.

Na próxima quarta-feira, dia 2 de Março, Benfica e Sporting, disputam no Estádio da Luz o acesso à final da Taça da Liga. Depois de no último dérbi termos colocado em disputa os prováveis onzes de cada lado, desta vez decidimos inovar. O Visão de Mercado quer saber qual foi o melhor jogador dos últimos 20 anos em cada posição, confrontando os melhores de cada lado do campo num dos clássicos mais intensos do nosso futebol. No lado esquerdo da defesa, dois laterais baixinhos, mas bastante competentes. Leonardo Lourenço Bastos, nome completo do brasileiro Leo, que encantou na Luz entre 2005 e 2009. Completou 4 temporadas pelo Benfica, sendo um dos jogadores mais acarinhados pelo público da Luz. O lateral ex-internacional brasileiro dava bastante profundidade ao ataque e tinha um grande espírito de luta e entrega ao jogo. Rui Jorge, ex-internacional português e actual seleccionador dos Sub-21, chegou a Alvalade em 1998, completando 7 temporadas de leão ao peito. Apresenta um total de 7 campeonatos conquistados em Portugal (5 no FC Porto e 2 no Sporting). Não era muito influente nas manobras do Sporting, contudo apresentava uma grande competência em tudo o que fazia em campo. 

Melhor Defesa Esquerdo?

Leo (SLB) ou Rui Jorge (SCP)

Sporting - O candidato à presidência do clube Dias Ferreira afirma que já tem treinador, caso seja eleito. O técnico escolhido é estrangeiro, fala três línguas e nunca treinou em Portugal, contudo o antigo presidente da assembleia-geral dos verde e brancos garantiu que não seria Rafael Benitez, como vinha sendo apontado por alguma imprensa. Visão de Mercado - Ao que conseguimos apurar o nome é Luis Aragonés (campeão da Europa pela Espanha em 2008), sendo que Héctor Cuper (já esteve em duas finais da Champions) e Ranieri (treinou entre outros, o Chelsea, Valencia e Juventus) são igualmente hipóteses. Boas soluções para o Sporting?

Premier League - O Man Utd venceu esta tarde na deslocação ao terreno do Wigan por 4-0. Chicharito abriu o marcador na primeira parte após assistência de Nani, que voltou a ser um dos melhores em campo. Na segunda parte o mexicano voltou a facturar, com Rooney e Fábio a fazerem igualmente o gosto ao pé. O clube da cidade de Manchester ampliou assim a vantagem para 4 pontos em relação ao segundo classificado, Arsenal.

Bundesliga - O líder Dortmund deu novo passo rumo à conquista do título, ao bater em Munique o Bayern por 1-3. Barrios, Sahin e Hummels apontaram os golos dos forasteiros, com Luiz Gustavo a marcar o tento de honra da equipa da casa. O ainda campeão viu assim o Dortmund a ficar a 16 pontos de distância.

Liga Zon-Sagres - O Paços de Ferreira recebeu e venceu o Vitória de Setúbal por 2-0 com golos de Rondón e Filipe Anunciação. A turma da capital do móvel beneficiou da derrota caseira do Guimarães para subir ao quarto lugar. Por outro lado os sadinos podem ficar apenas dois pontos acima da linha de água, caso a Naval triunfe.

Andebol -  O Sporting foi eliminado da Taça Challenge, competição europeia que venceu o ano passado, ao ir perder à Grécia frente ao AEK.

La Liga -O Real Madrid foi empatar 0-0 ao terrenho do Corunha e está agora a 7 pontos do Barcelona. Nos últimos 15´, Ronaldo com uma bola no poste, Di Maria, Benzema e Adebayor podiam ter marcado, mas a sorte não queria nada com a turma de Mourinho. Por sua vez, o Barça mesmo sem Valdés, Dani Alves, Xavi e Puyol foi a Mallorca bater os locair por 3-0 com golos de Messi, Villa e Pedro. Está entregue a La Liga? Ou o Real ainda pode recuperar?

Liedson - O internacional português bisou na vitória do Corinthians por 4-0 frente ao Grémio Prudente. A turma de São Paulo chegou assim à liderança do Paulista. São já 7 golos do ex-Sporting em 5 partidas pelo Timão.

26 de fevereiro de 2011

Olhanense 0-3 Porto (Belluschi 67´, Falcao 69´ e 90´+2)
O Porto somou a 19ª vitória em 21 jogos ao bater a Olhanense e ficou mais perto do título. A turma de Olhão por sua vez registou a 1ª derrota no seu reduto esta temporada. 

Uma 1ª parte parte equilibrada, sem oportunidades claras mas sempre com um maior controlo do jogo por parte dos azuis e brancos. No 2º tempo, Falcao rematou ao poste, ainda viu Carlos Fernandes evitar um golo que parecia feito com um corte em cima da linha e numa fase em que o encontro estava equilibrado com ataques de parte a parte, Belluschi tirou da cartola um golo de belo efeito e inaugurou o marcador. Passado 2´ Falcao faz o 0-2 e "matou" o jogo. A Olhanense nunca mais conseguiu reagir (à excepção de um remate de Yontcha) e já nos descontos Falcao bisou na partida ao aproveitar uma recarga a um remate de Hulk. Em suma, um resultado com números exagerados pela boa exibição da Olhanense até ao minuto 65, mas que não merece discussão.

Destaques

Villas-Boas - O treinador do Porto ou o seu adjunto Vitor Pereira, às vezes fico com dúvidas de quem dirige tecnicamente os azuis e brancos, acabou por dar a volta ao encontro ao colocar em campo James e Fucile no 2º tempo, deixando Varela e Sapunaru no balneário ao intervalo. Principalmente o colombiano acabou por dar algo mais ao ataque portista, que na 1ª parte estava claramente sem ideias e sem soluções. 

Falcao - Um remate ao poste, dois golos e o mérito em libertar Hulk fizeram dele o melhor elemento da partida desta noite. 

Hulk -  Demasiado individualista e com pouco sentido colectivo, conseguiu incutir velocidade, teve mérito no 3º golo portista, mas prejudicou a sua boa exibição com a ganância em querer voltar aos golos. 

Belluschi - Não estava a ser o médio importante na construção e transporte de bola que tem sido esta época, mas foi dos seus pés que saiu o melhor momento do jogo, ao marcar um golo de grande qualidade. 

Olhanense - Boa atitude defensiva e sempre com inteligência nas transições ofensivas por intermédio de passes em profundidade ou pelas acções de Paulo Sérgio e Jorge Gonçalves, contudo, faltou mais atrevimento no último terço e outra presença na área portista. Somou a 1ª derrota em casa, contudo, uma nota positiva pelo excelente campeonato até ao momento. 

Fernando Alexandre - Foi o tampão da turma de Olhão à frente da defesa e conseguiu ser igualmente importante na 1ª fase de construção. Esteve praticamente em todo o lado. Mais um bom jogo (como tem sido habitual) do médio defensivo português. 

Rolando/Otamendi - Exibição segura daquela que parece ser definitivamente a dupla de centrais do Porto.

Amanhã, terá lugar a  83.ª edição dos Óscares. “O Discurso do Rei”, de Tom Hooper, e “Indomável”, dos irmãos Coen, partem à cabeça, respectivamente com doze e dez nomeações. A entrega do principal prémio do cinema americano acontece no teatro Kodak, em Los Angeles.

Principais categorias:

Melhor Filme: ‘O Cisne Negro’, ‘The Fighter’, ‘A Origem,’ ‘Os Miúdos Estão Bem’, ‘127 Horas’, ‘O Discurso do Rei’, ‘A Rede Social’, ‘Indomável’, ‘Toy Story 3’ e ‘Winter’s Bone’. 
Melhor Realizador: Darren Aronofsky (‘Cisne Negro’), Ethan e Joel Coen (‘Indomável’), David Fincher (‘A Rede Social’), Tom Hooper (‘O Discurso do Rei’) e David O. Russell (‘The Fighter’).
Melhor Actriz Principal: Annette Bening (‘Os Miúdos Estão Bem’), Nicole Kidman (‘Rabbit Hole’), Natalie Portman (‘O Cisne Negro’), Michelle Williams (‘Blue Valentine’) e Jennifer Lawrence (‘Winter’s Bone’).
Melhor Actor Principal: Javier Bardem (‘Biútiful’), Jeff Bridges (‘Indomável’), Jesse Eisenberg, (‘A Rede Social’), James Franco (‘127 Horas’) e Colin Firth (‘O Discurso do Rei’).
Melhor Actor Secundário: Christian Bale (‘The Fighter’), Jeremy Renner (‘A Cidade’), Mark Ruffalo (‘Os Miúdos Estão Bem’) e Geoffrey Rush (‘O Discurso do Rei’) e John Hawkes (‘Winter’s Bone’). 

Poderão ver os nomeados para as restantes categorias aqui!
PS - Não tive oportunidade de assistir ao ‘Biútiful’e ‘O Discurso do Rei’, como tal, o meu feedback está um pouco condicionado.

Ficam aqui os meus palpites/preferências, consoante aquilo que vi:
Melhor filme - ‘Indomável’
Melhor actor - James Franco (‘127 Horas’) - Acredito que Colin Firth vença, mas como não tive oportunidade de assistir ao Discurso do Rei, a minha preferência recai no apresentador dos Óscares deste ano. O filme acaba por ter pouco "sumo", mas Danny Boyle e Franco com a sua prestação souberam potenciar ao máximo esta história verídica.
Melhor actor secundário -  Christian Bale (‘The Fighter’) - A essência do filme é a sua prestação. Admito que é um dos meus actores predilectos desta nova geração e o seu desempenho foi estrondoso.
Melhor actriz - Natalie Portman (‘O Cisne Negro’) - Foi o filme mais "pesado" que assisti nos últimos tempos e apesar de não entrar para o rol das minhas preferências a prestação da actriz do V de Vingança e Star Wars é notável.
Melhor actriz secundária:  Hailee Steinfeld (‘Indomável’) - Uma prestação notável de uma jovem com apenas 14 anos.
Melhor realizador - Darren Aronofsky (‘Cisne Negro’)

Indiquem os vossos palpites ou as vossas preferências! 

O clube leonino está interessado em Eliseu. O extremo internacional português de 27 anos e 1m77 ao que parece é um objectivo dos leões e devido aos reforços que os milionários donos do Málaga tem em perspectiva poderá perder espaço no clube espanhol na próxima época e chegar assim a Alvalade. Depois de uma passagem pouco feliz pela Lazio mas sempre com bastante impacto na La Liga o ex-Belenenses poderá assim regressar à nossa Liga. Bom reforço para o Sporting? Independentemente das eleições estará Couceiro a planear já a próxima época leonina?

Na próxima quarta-feira, dia 2 de Março, Benfica e Sporting, disputam no Estádio da Luz o acesso à final da Taça da Liga. Depois de no último dérbi termos colocado em disputa os prováveis onzes de cada lado, desta vez decidimos inovar. O Visão de Mercado quer saber qual foi o melhor jogador dos últimos 20 anos em cada posição, confrontando os melhores de cada lado do campo num dos clássicos mais intensos do nosso futebol. No centro da defesa, lado direito, dois jogadores internacionais pelos seus países, mas com passagens distintas pelo nosso país. Luisão chegou ao Benfica em 2003 e, até ao momento, ainda permanece na defensiva encarnada. É o jogador estrangeiro com mais jogos pelo clube e um dos defesas mais goleadores da sua história. Teve um papel importante na conquista de dois campeonatos, quer através de golos, quer na qualidade que acrescenta ao sector mais recuado. Stan Valckx, ao contrário de Luisão, só esteve em Portugal dois anos e meio e, apesar de ter conquistado apenas 1 Taça de Portugal, espalhou classe pelos relvados portugueses. Chegou a Alvalade em 1992, com 29 anos, mostrando polivalência, pois tanto jogava no centro da defesa, como no meio campo defensivo. No Mundial 94, foi chamado à titularidade num dos melhores jogos daquele certame, que opôs o Brasil à sua Holanda.

Melhor Defesa Central (lado direito)?

Luisão (SLB) ou Stan Valckx (SCP)

O Sporting comunicou à CMVM que  Paulo Sérgio deixou de ser o treinador dos leões. O técnico é substituído por José Couceiro, actual director geral dos leões, até final da época. Por sua vez, José Lima, que estava a comandar os juniores leoninos, será o adjunto.

Visão de Mercado - 4-4-2, 4-3-3, 4-2-3-1, três médios de contenção, más decisões ao nível do banco, salvo algumas excepções do início de época um tremendo mau futebol, voz pacífica durante os jogos, e principalmente os péssimos resultados (a mais de 20 pontos do 1º, afastado da Taça por um pobre Setúbal e da Europa por um banal Rangers), será este o resumo da passagem de Paulo Sérgio pelos leões.

Independentemente da qualidade do plantel leonino (na nossa opinião o pior da sua história), seria certamente possível fazer mais do que 13 pontos em casa em 30 possíveis, apresentar outro futebol, e não ser afastado das já referidas Taças por adversários claramente inferiores. Em suma, um trajecto muito pobre de Paulo Sérgio ao serviço dos leões e claramente a prova que os 600 mil euros que Bettencourt e Costinha investiram na sua contratação fazem destes 2 dirigentes, os piores da história do clube leonino. No que diz respeito a Couceiro, já conta com alguma experiência depois de ter treinado o Porto, Lituânia, Setúbal, entre outros e não sendo uma opção a longo prazo, no imediato é a solução mais lógica, não deixando de ser estranho tudo o que se sucedeu desde a sua entrada no Sporting: JEB demitiu-se; Costinha foi "corrido" e Paulo Sérgio demitido. 

Qual será o valor da indemnização que o Sporting pagou a Paulo Sérgio? Recordamos que hoje o jornal O JOGO garantia que seriam 650 mil euros, o que a somar aos 600 mil que os leões pagaram pela sua aquisição, dá uma soma de 1 milhão e 250 mil euros. Terá sido o ex-Guimarães o pior treinador de sempre dos leões? Que balanço faz da sua passagem por Alvalade? Toda esta situação é mais uma prova que Bettencourt foi o pior presidente da história do clube leonino? E no que diz respeito a Couceiro, uma boa opção para o imediato? 

De acordo com o jornal Record, Leonardo Jardim actual treinador do Beira-Mar vai ser o técnico do Braga na próxima época, contudo, a mudança, de Aveiro para o Minho, apenas poderá ser concretizada porque o FC Porto terá permitido isso mesmo no direito de opção que já terá celebrado com o ainda técnico do Beira-Mar. Este diário revela ainda que com este compromisso, Jardim não pode firmar nenhum contrato sem o aval dos dragões, e mesmo assim, tal como irá suceder agora com a mudança para Braga, a ligação não poderá ser válida por mais do que um ano. Boa solução para o Braga? Em que época estará Jardim a treinar o Porto? E qual será o destino de Domingos?

25 de fevereiro de 2011

Nuno Gomes - O jogador do Benfica terá sido oferecido ao Palmeiras, clube que procura um avançado para reforçar o sector ofensivo da equipa. O facto do actual treinador Scolari ter orientado o jogador na selecção pode ser decisivo para o ingresso do jogador no clube brasileiro. Teremos o capitão encarnado no Brasileirão?

Pedro Mendes - O médio leonino estará ausente dos relvados seis semanas, devido a lesão. O jogador irá assim falhar o jogo com o Benfica na próxima semana. Baixa de peso?

Mercado Internacional - AEK está interessado em Kanouté e oferece 2 milhões de euros; Besiktas dá 15 milhões de euros por Marko Marin; O Hannover está a tentar garantir a contratação de Elmander a custo zero. O avançado do Bolton está em final de contrato.

Nani - A Juventus, Real Madrid e o Inter de Milão demonstraram interesse no internacional português, mas o Man Utd não parece estar disposto a vender aquele que é por esta altura o seu melhor jogador. Teremos mais um português na "armada lusa" de Madrid? No ranking dos melhores jogadores da actualidade em que lugar está Nani?

Sevilha - A equipa espanhola pretende revolucionar o seu plantel no próximo defeso. Os resultados não têm agradado aos dirigentes do clube da Andaluzia, e nomes como Palop, Escudé, Renato, Romaric e Lautaro Acosta, Luis Fabiano, Frédéric Kanouté e Didier Zokora encabeçam a lista de possíveis dispensas. Poderá algum destes jogadores vir a brilhar num grande português?

Liga Zon-Sagres – O Guimarães perdeu esta noite a oportunidade de ultrapassar provisoriamente o Sporting na tabela classificativa, ao perder em casa diante da Académica na estreia de Ulisses Morais no comando técnico da Briosa. Os estudantes adiantaram-se no marcador por intermédio de Éder ao minuto 57, e já depois dos 90´ Laionel fechou as contas do jogo ao apontar o 2-0 final.

Visão de Mercado - Nos últimos tempos o feedback dos leitores e a participação no blog teve algumas melhorias, contudo, admitimos que ainda estamos longe da meta que ambicionamos, mas agradecemos a todos aqueles que tem uma participação construtiva no VM. Por vezes um comentário construtivo (temos uma média de 11600 visitas por dia, mas apenas uma média de entre 11 a 12 comentários construtivos, e longe do mínimo de 40 comentários por post que pretendíamos e das 600 mil visitas mensais), faz toda a diferença. No que diz respeito à publicidade, temos tido somente uma média de 5 clicks diários na publicidade, mas esperamos que isso mude no futuro.

Na próxima quarta-feira, dia 2 de Março, Benfica e Sporting, disputam no Estádio da Luz o acesso à final da Taça da Liga. Depois de no último dérbi termos colocado em disputa os prováveis onzes de cada lado, desta vez decidimos inovar. O Visão de Mercado quer saber qual foi o melhor jogador dos últimos 20 anos em cada posição, confrontando os melhores de cada lado do campo num dos clássicos mais intensos do nosso futebol. No centro da defesa temos dois ex-internacionais brasileiros que trouxeram um toque de classe a ambos os conjuntos. Mozer teve duas passagens pelo Benfica com grande sucesso. Fazia uso da sua altura e dureza como ninguém, mas com um toque de classe digno dos melhores da época. Pelos encarnados ganhou 2 campeonatos e chegou a uma final europeia, falhando o Mundial 94 por lesão. André Cruz, tal como César Prates, chegou a Alvalade em Janeiro de 2000, sendo peça fundamental para a conquista do campeonato nesse ano. Destacou-se pela sua grande qualidade e por um pé esquerdo de excelência (marcava livres teleguiados). Saiu do Sporting em 2002, depois de mais um campeonato conquistado. 

Melhor Defesa Central (lado esquerdo)

Mozer (SLB) ou André Cruz (SCP)

Quando no principio da época se perspectivava quem seriam os melhores marcadores dos melhores campeonatos da Europa, os nomes mais falados eram os de Rooney, Olic, Klose, Cardozo, Falcao, Gignac, Hoarau, Rooney, Tevez, Drogba, Milito e Ronaldo. Contudo, o que tem em comum Messi, Cavani, Berbatov, Gómez, Hulk e Moussa Sow? Golos. Muitos golos. E principalmente a liderança dos marcadores nas principais ligas europeias até ao momento.

No inicio da temporada (à excepção de Messi) seria impensável apontar alguns destes nomes como candidatos ao troféu de melhor marcador, mas aproveitamento a confiança dos seus treinadores ou mera sorte, são eles os goleadores por essa Europa fora. Em Portugal, a brilhante campanha do FC Porto -sem derrotas, melhor ataque e defesa - deve-se em grande parte à forma com que Hulk se tem vindo a exibir. O brasileiro chegou a Portugal oriundo do Japão e muitos questionaram o seu verdadeiro valor. Depois de uma adaptação normal e evolução no seu jogo técnico e táctico, esta temporada o "Incrível" tem sido o melhor jogador dos azuis e brancos. Até ao momento, leva 19 golos...em outros tantos jogos! Com uma média de um golo por jogo, o troféu de melhor marcador dificilmente escapará ao número 12 portista, já que o segundo melhor da Liga Zon Sagres é João Tomás "apenas" com 12 golos apontados. Em Espanha a luta pelo título resume-se aos dois eternos rivais. Real Madrid e Barcelona disputarão até ao final da época pela conquista da Liga assim como dois dos seus jogadores ombrearam um contra o outro pela conquista do "pichichi". Messi e C.Ronaldo, os dois foras de série do futebol mundial, são os homens golos da liga vizinha, sendo que neste momento é o génio do Barça a levar vantagem: 25 golos em 21 jogos, é o registo fantástico do argentino que possuí uma média bem superior a um golo por jogo, tal como o português mas que por seu turno tem mais 3 jogos efectuados que o rival, estando nesta altura em segundo lugar.

Se em Portugal e Espanha os líderes da tabela dos melhores marcadores acabam por não surpreender, o mesmo não se pode dizer das outras ligas europeias. Na Bundesliga, a má campanha do Bayern de Munique não influencia o impressionante registo do"panzer" alemão Mário Gómez. O ponta de lança bávaro que a época passada até era suplente leva 18 tentos apontados em 21 partidas mas tem uma concorrência à altura: o igualmente improvável Papiss Cissé, senegalês do Friburgo. Em Itália, com uma Serie A disputada como não se via à muito, tem o líder dos artilheiros ao serviço do Nápoles: Edison Cavani. O uruguaio que se transferiu esta temporada do Palermo para o San Paolo tem sido o abono de família para turma napolitana contribuindo para a sua equipa com 20 golos em 26 jogos. Atrás de si, com uma média de 0,72 golos por jogo, surge o veterano Di Natale. Ao serviço da Udinese, o experiente avançado italiano leva 18 remates certeiros, prometendo uma luta renhida ao internacional uruguaio. Na Premier League os nomes de Rooney, Drogba ou F.Torres não surgem numa lista liderada pelo búlgaro Berbatov. O ponta de lança dos "red devils" está a fazer uma temporada de excelência, a melhor desde que chegou a Old Traford, levando 19 golos em 23 jogos. E também em Manchester que surge o seu principal opositor, o argentino "Carlitos" Tévez. No milionário City, o "Apache" tem sido o líder da equipa e também em golos se revela a sua importância: 18 em 24 partidas. Mas se os nomes de Berbatov, Gómez ou Cavani são uma surpresa para todos, o que dizer de Moussa Sow? O avançado do Lille, desconhecido por muitos até esta temporada, é o "bombardeiro" na Ligue 1. Esta temporada, o avançado senegalês já leva 16 tentos apontados, seguido de perto pelo luso-francês Kevin Gameiro com 15.

Surpreendentemente ou talvez não, são estes os jogadores que mais vezes fizeram balançar as redes adversárias na presente temporada, liderando as listas de melhores marcadores. Aproveitando as suas oportunidades e demonstrando o seu faro pelo golo, os seus adeptos só poderão estar deliciados com o contributo de cada um para as suas equipas, dando-lhes o estatuto de goleadores improváveis na presente temporada.

Qual o nome mais surpreendente desta lista? A que se deve a ausência de jogadores como Rooney, Gignac, Milito ou Drogba dos primeiros lugares? Quem apostaria em Moussa Sow ou Papis Cissé, e inclusive em Gomez que a época passada era suplente no colosso Bayern? Qual destes nomes ganhará a bota de ouro? E em Portugal, alguém perspectivava que Hulk liderasse desta maneira? Ou as apostas seriam Liedson, Cardozo e Falcao (que até ao momento por razões diferentes são uma desilusão)?

A.Mesquita

São 7 as equipas abaixo do Sporting, mas nenhuma deles está numa posição de completo desfavorecimento. Até porque a diferença pontual assim não o permite. Da terceira posição dos leões, até à décima do Beira-Mar, apenas distam 8 pontos que, por envolverem equipas que, de alguma forma, já garantiram a manutenção no nosso campeonato, farão um forcing para chegar a posições europeias e, quem sabe, almejar roubar o lugar do clube leonino, dono há muito tempo da terceira posição. Outro dos factores que pode jogar a favor de Leiria, Guimarães, Braga, Beira-Mar, Nacional, Olhanense e Paços de Ferreira, é o facto de todas elas estarem a realizar temporadas que, na maior parte delas, excedem as expectativas iniciais, não sendo um desprimor ver qualquer uma terminar à frente de uma equipa ressequida e sem sumo, por esta altura, como o Sporting. Não me entendam mal: sou a favor da manutenção da grandeza institucional de clubes históricos, como é o Sporting, mas também o sou no sentido inverso: apoio e alegro-me por ver o crescimento do Braga, da crescente onda de entusiamo sob os clubes madeirenses...o fervilhar renascido que se assiste no Algarve com o reaparecimento de um competitivo Olhanense que, até à data, está invicto em casa. Por estas e por outras, mas não fazendo futurologia ou abusando dos dados estatísticos, pode-se afirmar, com toda a convicção, que a luta pelo bronze está apenas no seu amanhecer. Mas, e há sempre italianos que o apreciam, lugar ao calendário: o Sporting ainda terá que se submeter a deslocações com grau de dificuldade elevada. Visitará Braga, Nacional, Porto e Guimarães. Apesar do conjunto leonino não fazer exibições tão sofridas fora como em casa, as previsões poderão apontar para que os verdes e brancos percam alguns pontos nestes estádios, deixando o terceiro lugar em risco.

O relógio de uma nova era do nosso futebol já corre há algum tempo e, cada vez mais, a desfavor do Sporting. A época passada a turma de Alvalade apenas nos últimos jogos garantiu o...4º lugar, esta temporada quando parecia ter pelo menos o 3º lugar assegurado nos últimos 3 encontros apenas conquistou 2 pontos e viu uma aproximação forte e sedenta de protagonismo de clubes como o Guimarães e Paços de Ferreira.

Quem ficará em 3º lugar no final da temporada? Beira-Mar, Leiria, Guimarães, Nacional, Paços, Braga e Olhanense conseguirão ultrapassar o Sporting? Estamos perante a queda do terceiro Golias do futebol português aos pés dos sem fim de David's da nossa liga, trazendo com isso uma inesperada luta titânica por um lugar que, à partida, seria por de direito de Porto, Benfica, ou Sporting? E no que diz respeito à turma bracarense, depois do 2º lugar na época passada esta temporada prova que foi apenas um acaso e dificilmente o futebol português terá uma 4ª equipa com capacidade para todos os anos ombrear com os da frente?

António B.

Na próxima quarta-feira, dia 2 de Março, Benfica e Sporting, disputam no Estádio da Luz o acesso à final da Taça da Liga. Depois de no último dérbi termos colocado em disputa os prováveis onzes de cada lado, desta vez decidimos inovar. O Visão de Mercado quer saber qual foi o melhor jogador dos últimos 20 anos em cada posição, confrontando os melhores de cada lado do campo num dos clássicos mais intensos do nosso futebol. No lado direito da defesa estão frente-a-frente dois jogadores que nos seus tempos áureos eram grandes velocistas e faziam todo o corredor com grande facilidade. Miguel começou a sua carreira profissional a extremo, no E. Amadora, de onde se transferiu em 2000 para o Benfica. Na temporada 2002-03 foi adaptado a lateral direito e daí nunca mais saíu, realizando três temporadas de grande nível pelos encarnados (campeão nacional em 2005) e um excelente Euro 2004. A sua principal qualidade era a facilidade com que fazia todo o flanco direito, tal como os laterais modernos. Em 2005 trocou o Benfica pelo Valência. César Prates começou cedo a dar nas vistas, tendo sido contratado pelo Real Madrid em 1996. Sem nunca se conseguir impôr em Espanha e depois de vários empréstimos no Brasil, o jogador chegou a Alvalade em Janeiro de 2000. Nesse meio ano, as suas exibições contagiaram os adeptos, tendo sido importante para a conquista do campeonato nacional. Durante as três temporadas e meia (entre 2000 e 2003) que jogou em Portugal, o lateral brasileiro conquistou duas Ligas, uma Taça de Portugal e duas Supertaças, mostrando sempre grande facilidade em subir pelo flanco direito, através das suas notáveis arrancadas.

Melhor Lateral Direito?

Miguel (SLB) ou César Prates (SCP)

De acordo com o jornal O JOGO, Paulo Futre, o homem escolhido por Dias Ferreira para liderar o futebol leonino, caso este vença as eleições, já pôs mãos à obra e falou com o empresário Jorge Mendes sobre a possibilidade de Quaresma (Besiktas) e Tiago (Atlético de Madrid) rumarem a Alvalade. Por sua vez, o jornal Record garante que o espanhol Rafa Benítez (ex-Inter) e já vencedor da Liga dos Campeões pelo Liverpool, é um dos alvos definidos por Paulo Futre para assumir o cargo de treinador do Sporting. Nomes para ganhar votos nesta fase onde os sócios leoninos estão a passar por um certo desespero? Ou soluções reais para o clube leonino? A verdade é que são dois jogadores e um treinador de grande qualidade.

Sporting - Paulo Sérgio, voltou a afastar o cenário de demissão, após mais um resultado desfavorável à frente do Sporting. O treinador leonino afirmou que o ambiente vivido à volta da equipa não ajuda em nada, mas rejeitou abandonar Alvalade: "Demitir-me? Já me fizeram essa pergunta dez mil vezes e já a respondi (...) Os jogadores, e não só, têm estado comigo. As pessoas sabem que a minha postura é digna e de muita responsabilidade. Sabem o empenho que coloco na profissão. Isso será uma decisão da SAD. Eu estou pronto para continuar a ajudar o Sporting." O que é que move Paulo Sérgio a não colocar o seu lugar à disposição, depois de uma temporada de fraco nível? E os adeptos leoninos, o que pensam desta situação? Terá Paulo Sérgio condições para continuar no comando técnico dos leões?

NBA - Os Boston Celtics foram os grandes animadores durante as últimas horas em que foi possível realizar negócios na NBA. A equipa do Massachusetts enviou Kendric Perkins e Nate Robinson para Oklahoma, recebendo Jeff Green e Nenad Krstic dos Thunder. Uma troca bastante positiva para os Celtics, só possível pela grande influência da equipa no seio da NBA, pois Green e Krstic, na actualidade, são claramente dois jogadores muito acima da dupla Perkins-Nate. No entanto, as duas equipas não se ficaram por aí. Os Celtics enviaram o lesionado Marquis Daniels para Sacramento em troca de dinheiro, enquanto que os Thunder trocaram Morris Peterson e DJ White (pouco ou nada utilizados), pelo poderoso e veterano poste dos Bobcats, Nazr Mohammed. Os LA Clippers enviaram Baron Davis para Cleveland, recebendo em troca Mo Williams e Jamario Moon. A pior equipa da NBA também reforçou o seu plantel com Semih Erden e Luke Harangody dos Celtics, por troca com uma futura pick. Na Costa Leste, Washington Wizards e Atlanta Hawks acordaram a troca de Kirk Hinrich e Hilton Armstrong (para Atlanta), com Mike Bibby, Jordan Crawford e Maurice Evans a fazerem o caminho inverso. Em Portland houve motivos para os fãs celebrarem, pois Gerald Wallace foi adquirido aos Bobcats em troca com Joel Przybilla e Dante Cunningham (mais duas picks da 1ª ronda de futuros Drafts). No Oeste, Phoenix Suns e Houston Rockets trocaram de PG, com Aaron Brooks a viajar até ao Arizona e Goran Dragic a fazer o caminho inverso. Rockets que também cederam Shane Battier aos Grizzlies, por troca com Hasheem Thabeet e uma pick da 1º ronda de um futuro Draft. Quem fez as melhores movimentações dos últimos dias?

24 de fevereiro de 2011

Estugarda 0-2 Benfica (Salvio 30´ e Cardozo 78´)

Ao 19º jogo na Alemanha, os encarnados finalmente venceram, "matando" um borrego bem recheado. Numa partida com uma primeira parte bastante competitiva, destaque especial para a exibição dos três guarda-redes, que evitaram muitos golos.

O jogo começou praticamente com a marca de Gaitán, que tentou um chapéu a Ziegler, mas o alemão realizou uma excelente intervenção e desvio para canto. A resposta do Estugarda não se fez esperar, com Okazaki e Trasch a colocarem Roberto à prova. Nos minutos seguintes, Coentrão num lado e Harnik do outro fizeram Ziegler e Roberto brilharem com duas excelentes intervenções. À passagem da meia hora, na sequência de um pontapé de canto, Salvio, sozinho à entrada da área, remata colocado e sem hipóteses para o guarda-redes alemão. Com o golo marcado, o Benfica tranquilizou o seu futebol e geriu melhor a partida.

Na segunda parte, o Benfica poderia ter acabado mais cedo com a eliminatória, mas primeiro Ziegler (saíu lesionado após um choque arrepiante com Gaitán e um colega de equipa) e depois o seu substituto, Ulreich foram evitando o 0-2. Do outro lado, o irrequieto Okazaki teve nos pés o empate, com um remate bem perto do poste e um cabeceamento superiormente defendido por Roberto. Aos 78´minutos, Cardozo, de livre directo acaba com a partida, numa excelente execução. Até final, mais oportunidades de golo de parte a parte, com os guarda-redes a levarem a melhor.

Destaques:

Roberto - O guarda-redes encarnado rubricou uma excelente exibição em Estugarda, com 3 estiradas de grande nível e bastante segurança entre os postes.

Fábio Coentrão - Esteve bastante concentrado na defensiva, perante Harnik e foi um apoio constante para Gaitán, no lado esquerdo encarnado. Podia ter marcado um golo, tendo voltado ao nível que os adeptos esperam dele.

Gaitán - O extremo argentino foi uma grande dor de cabeça para a defensiva alemã, arrancando muitas jogadas de perigo, fruto da sua técnica e alguns remates com selo de golo.

Salvio - Esteve mais discreto que Gaitán, contudo, marcou o 1º golo dos encarnados e aquele que permitiu dar maior tranquilidade ao Benfica.

Jara - Jogou no lugar de Saviola e hoje esteve à altura do seu colega argentino. Correu muito, deu bastante luta aos defesas do Estugarda e criou grandes desequilíbrios no adversário.

Airton - Entrou devido ao castigo de Javi Garcia e, apesar de uma ou outra distração, tapou bem os caminhos aos ataques alemães e secou Hajnal, o médio criativo do Estugarda.

Aimar/Cardozo - O argentino mostrou alguma qualidade de passe e grande esforço quando tinha que defender, enquanto que o paraguaio deixou a marca do costume.

Benfica - Os encarnados somaram a 16ª vitória consecutiva (e não 13ª como se ouvia na SIC) e venceram pela 1ª vez na Alemanha. Os jogadores do Benfica demonstraram grande tranquilidade na gestão do resultado, perante um adversário frágil, mas revelaram pouca eficácia na finalização.

Okazaki - Excelente contratação por parte do Estugarda, mostrando grande qualidade nas duas partidas frente ao Benfica.

Ziegler/Ulreich - Grandes exibições dos dois guarda-redes alemães, que evitaram a todo o custo que o Benfica saisse da Alemanha com uma goleada.

Estugarda - A equipa alemã está numa posição bastante fragilizada na Bundesliga, tendo demonstrado na partida de hoje a sua fraca qualidade defensiva. As ausências de jogadores importantes também não ajudaram, numa equipa que está longe daquela que se sagrou campeã em 2007.

Sp. de Braga 2 - 0 Lech Poznan (Alan 8', Lima 36')

O Sporting de Braga fez o que lhe competia e corrigiu o resultado obtido na Polónia, quando sofreu uma derrota por 1-0. Com uma exibição positiva, potenciada por uma entrada muito forte, a equipa conseguiu marcar cedo e chegou à vantagem na eliminatória ainda antes do intervalo. Pela terceira vez nos oitavos de final desta competição (contando com a extinta Taça UEFA), os minhotos irão encontrar mais um gigante inglês. Depois dos dois jogos desta época com o Arsenal, o Braga irá defrontar desta vez o Liverpool de Raul Meireles.

Alan abriu o marcador logo aos 8 minutos aproveitando uma defesa incompleta de Kotorowski após remate de Lima. Controlando o jogo e pressionando o adversário, o Braga chega aos 2-0 por Lima, após uma recuperação de bola no ataque e a passe de Hélder Barbosa. Na segunda parte o jogo arrefeceu, o Lech Poznan mesmo precisando do golo nunca conseguiu criar verdadeiro perigo e pouco apostava no ataque, enquanto o Braga ia tentando apostar em lances ofensivos rápidos, no entanto falhando demasiadamente o último passe e o remate. Já no final da partida, e reduzido a 10, os polacos acordaram e quase faziam gelar a pedreira, quando Rudnevs falha na cara de Artur e no pontapé de canto consequente Gancarczyk atira à barra da baliza arsenalista.

Destaques

Braga - Respondeu bem à recente série de resultados negativos e conseguiu vencer uma das sensações da Liga Europa pelos dois golos de que necessitava. A equipa portuguesa tinha claramente mais qualidade do que os polacos, e passa à fase seguinte sem surpresas. Domingos, apesar dos poucos jogadores disponíveis, conseguiu preparar bem a partida e obtém com esta qualificação mais um feito importante na carreira, sendo já também o treinador do Braga que mais jogos europeus fez à frente do clube.

Custódio - Hoje merece o destaque de melhor homem da partida, dada a qualidade, quer em termos defensivos, recuperando inúmeras bolas e destruindo muito do jogo do meio campo polaco, quer em termos ofensivos, contando com um elevado número de passes acertados e ainda uma ou outra incursão em lances de ataque. Não se notou a ausência do capitão Vandinho.

Lima - Mais uma vez decisivo para o Braga, fez o remate que originou o primeiro golo, marcou o segundo, e teve mais umas quantas boas ocasiões de marcar. Não se inibe de rematar, é dos elementos do plantel mais evoluídos tecnicamente e não sendo um verdadeiro ponta de lança, apoiou muito bem os colegas descaíndo para as linhas nos lances ofensivos.

Mossoró - Arrisco a dizer que hoje se viu a magia que o brasileiro nos habituou em épocas passadas, antes da lesão da última temporada. Óptimos pormenores técnicos, em forma, confiante, e com a sua já conhecida capacidade de organizar o ataque, é outro dos destaques de hoje.

Arboleda - O central Colômbiano foi claramente o melhor elemento do Lech Poznan. Com uma disponibilidade física impressionante e uma capacidade de marcação e desarme muito boas, Arboleda impediu que a vitória de hoje do Braga fosse por números mais elevados. 

Liga Europa - outros resultados de hoje:  
Villarreal-Nápoles, 2-1 (Nilmar, 42; Rossi, 45)(Hamsik, 17)
Ajax-Anderlecht, 2-0 (Sulejmani, 10 e 16)
D. Kiev-Besiktas, 4-0 (Vukojevic, 3; Yarmolenko, 54; Gusev, 63; Shevchenko, 73)
Manchester City-Aris Salónica, 3-0 (Dzeko, 7 e 11; Yaya Toure, 75)
Twente-Rubin Kazan, 2-2 (Janssen, 45; Douglas, 47)(Ansaldi, 22; Noboa, 24)
PSG-BATE Borisov, 0-0
Liverpool-Sparta Praga, 1-0 (Kuyt, 86)
Spartak Moscovo-Basileia, 1-1 (McGeady, 90+1)(Chipperfield, 15)
PSV Eindhoven-Lille, 3-1 (Dzsudzsák, 55; Lens, 67; Marcelo, 73)(Frau, 23)
Bayer Leverkusen-Metalist, 2-0 (Rolfes, 48; Ballack, 70)
Zenit-Young Boys, 3-1 (Lazovic, 41; Semak, 52; Shirokov, 76)(Jemal, 21)

Sporting 2-2 Rangers (Pedro Mendes 42´e Djaló 82´; Diouf 20´ e Edu 90´+2)

O Sporting teve o pássaro na mão, mas no último minuto o Rangers empatou a partida e devido à vantagem dos golos fora eliminou os leões da competição. A turma leonina foi superior, fez o suficiente para vencer o Rangers, mas na parte final por infelicidade ou por algum receio de Paulo Sérgio deixou fugir a penúltima competição em que depositava algumas esperanças em dar outra imagem a esta pobre época. Os escoceses vão agora defrontar o PSV.

No que diz respeito à partida, os leões entraram melhor, Djaló falhou duas boas oportunidades, mas no 1º ataque dos Rangers, Evaldo num 1º momento e Polga num 2º ficaram a marcar com os olhos e Diouf fez o 0-1. Já perto do intervalo, Mendes com um golo de belo efeito fez o empate, numa fase em que a turma leonina demonstrava algum nervosismo. No 2º tempo, o Sporting foi criando oportunidades, quase sempre devido às acções individuais de Djaló, e depois de João Pereira (duas vezes), o próprio Pedro Mendes terem desperdiçado, o próprio Djaló de cabeça fez o 2-1. Paulo Sérgio mexeu na equipa, tirou os 2 únicos jogadores que sabem fazer posse de Bola (Postiga e Matias) e fez entrar Nuno Coelho e André Santos. Djaló ainda ofereceu o 3-1 a Saleiro, mas o avançado leonino desperdiçou. Já nos descontos, com a defesa leonina encostada à sua baliza e a dormir o Rangers chegou ao empate. Em suma um resultado feliz para o Rangers que marcou 2 golos em apenas 3 ataques, e que penaliza a ineficácia leonina. 

Destaques

Paulo Sérgio - Ao fazer recuar a equipa com substituições defensivas acabou por perder o jogo. A saída de Matias e de Postiga, independentemente do cansaço que demonstravam acabou por tirar ao Sporting a posse de bola que podia ter esgotado os minutos até final. 

Djaló - O melhor elemento dos leões. Incutiu velocidade, desequilibrou, marcou e ainda ofereceu golos feitos a João Pereira e Saleiro, que acabaram por desperdiçar.

Pedro Mendes - A unidade mais esclarecida dos leões. Marcou um excelente golo, fez alguns passes de grande qualidade, mas acabou por sair por lesão e o Sporting sentiu a sua ausência.

Torsiglieri - Uma exibição sem erros. Limpou quase tudo quer pelo chão quer pelo jogo aéreo, sendo claramente o defesa leonino em maior destaque.

Postiga - Esforçado, conseguiu juntar à sua exibição uma assistência mas foi anulado pela defensiva escocesa.

Rangers - Walter Smith mesmo sabendo que tinha de marcar, começou com uma táctica de 5-4-e Diouf numa ilha. A equipa é muito limitada, claramente inferior a este Sporting e hoje acabou por ser feliz. Contudo, já o tinha sido em 2008 e chegaram à final.