30 de setembro de 2010

Sporting 5-0 Levski Sófia (D. Carriço 30´, Maniche 43´, D. Salomão 53´, H. Postiga 61´e M. Fernandez 79´)

Sem Liedson, o Sporting regressou às grandes noites europeias com uma goleada à moda antiga. Num jogo com 5 golos marcados, algo que os leões não conseguiam na Europa desde 2001 foi evidente que a jogar num 4-3-3 a equipa leonina consegue potenciar melhor as suas principais unidades, principalmente Postiga, Matias e Vukcevic, e mesmo perante um adversário modesto mas que não pareceu inferior a equipas como Nacional, P.Ferreira e Olhanense (clubes que o Sporting perdeu pontos esta época) a verdade é que a vitória de esta noite demonstrou uma equipa renovada, com um futebol atractivo e que sem Liedson é claramente mais forte.

No que diz respeito ao jogo, apesar de aos 30 segundos uma perda de bola infantil de Polga ter proporcionado ao Levski uma excelente oportunidade, acabou por ser um encontro de sentido único, com o Sporting a demonstrar um bom futebol e com uma goleada que até podia ter outros números.

Destaques

Postiga - A melhor unidade em campo, marcou um grande golo, assistiu os companheiros, e apesar de ser um avançado que nos últimos anos parece estar divorciado das balizas, a verdade é que a presença dele permite ao Sporting ter mais e melhor bola na zona ofensiva. Pois Postiga tem a capacidade de criar espaços, de segurar a bola, de esperar pelos apoios, consegue jogar em 4-3-3, e acaba por ser o único avançado leonino com estas características. 

João Pereira/Vukcevic - Fizeram uma grande dupla no lado direito do Sporting. O lateral não teve problemas na defesa e esteve acutilante nas acções ofensivas, enquanto que o montenegrino demonstra que está num bom momento, a provocar bastantes desequilíbrios e com interferência directa em alguns dos golos dos leões. 

Evaldo/Salomão - Não conseguiram estar ao nível do lado direito dos leões, o lateral claramente não apresenta a mesma qualidade nas movimentações ofensivas que J.Pereira tendo muitas dificuldades no 1 contra 1 e nos cruzamentos, enquanto que o extremo apesar do golo e de bons 20m na 2ª parte, andou um pouco aliado do jogo, especialmente na 1ª parte. 

Maniche/Matias - Com Zapater a jogar a pivot à frente da defesa e atrás dos dois médios, a verdade é que isso deu liberdade e permitiu a que Maniche e Matias explanassem melhor o seu futebol. Um trio que dominou o meio campo e que tornou as movimentações dos leões mais imprevisíveis, o que acabou por originar que Maniche e Matias tenham marcado golos em plena pequena área. 

Paulo Sérgio - O Visão de Mercado apesar das criticas que tem efectuado à política de contratações de Bettencourt e ao birrento Liedson até ao momento teve o cuidado de não colocar em causa o valor do treinador leonino. O jogo de hoje provou claramente que este Sporting sem a presença de Liedson e com uma táctica entre o 4-3-3 ou o 4-2-3-1 poderá ser claramente melhor, pois o levezinho além de ter perdido o faro pelos golos, tem uma presença ofensiva quase nula, pois não cria espaços, tem dificuldade no domínio da bola e é limitado tacticamente (não sabendo jogar no 4-3-3 ou no 4-2-3-1), por outro lado com a presença de Zapater a trinco o meio campo ganha outra agressividade e capacidade na recuperação da posse bola, e isso dá claramente outra liberdade a Maniche e principalmente Matias (que como dissemos é um dos jogadores tecnicamente mais evoluídos a jogar em Portugal) mas num 4-4-2 sem ser contra a Fiorentina nunca realizou uma exibição condizente com o seu valor. Agora a pergunta que se impõe é se Paulo Sérgio hoje jogou com o plano B e contra o Beira-Mar irá voltar ao seu plano A, ou seja um 4-4-2, com jogadores como André Santos, Djaló e Valdés, ou se pela primeira vez irá dar continuidade e afirmar um modelo de jogo neste Sporting tendo como base a táctica e equipa que jogou esta noite. Terá Paulo Sérgio a coragem de deixar o levezinho no banco ou bancada?

CSKA Sófia 0-1 FC Porto (Falcao 18´)

O FC Porto viajou até à Bulgária para continuar na senda das vitórias, tendo realizado uma prestação tranquila, mas sem praticar o futebol que todos os adeptos pretendem. Villas Boas deve ter dado ordens aos seus jogadores para não entrar em grandes correrias, num resultado que poderia ter sido diferente, caso a qualidade dos búlgaros fosse melhor.

Os azuis e brancos controlaram a partida e cedo começaram a criar perigo, com Rodriguez e Hulk nas faixas a darem trabalho à defensiva da casa. Na primeira grande oportunidade de golo, Falcao não perdoou. Hulk isolou o avançado colombiano, que com um pequeno toque desvio a bola do guarda-redes adversário. Até ao intervalo, só deu FC Porto, com Hulk e Falcao a rematarem várias vezes e Belluschi a testar os ferros da baliza do CSKA.

Na segunda parte, novamente os dragões no controlo do jogo, mas sem grande profundidade atacante, com excepção de dois lances logo a abrir. Na defensiva, surgiram as primeiras falhas, mas Michel e Sheridan falharam duas excelentes oportunidades para empatar a partida (principalmente o cabeceamento do brasileiro). Nos últimos 20 minutos, os azuis e brancos controlaram mais o esférico, impedindo os búlgaros de construir jogadas de perigo para Helton.

Destaques:

Falcao – Regressou às boas exibições, não só pelo golo marcado, mas pelo perigo que criou na defensiva do CSKA.

Hulk – Uma assistência para golo, mas uma exibição longe do habitual.

Otamendi - Boa partida do defesa argentino, perante um adversário que raramente deu trabalho aos azuis e brancos.

Maicon – Esteve ao nível do argentino, no entanto, cometeu uma grande falha que poderia ter dado em golo dos búlgaros.

Álvaro Pereira – Muito bem no apoio ao ataque, criando bastantes desequilíbrios na defensiva do CSKA, no entanto, na defesa esteve bastante permissivo, falhado na marcação a Michel e Sheridan em dois lances que poderiam ter dado golo ao adversário.

Souza – Boa exibição do médio brasileiro em substituição do habitual dono do meio campo, Fernando. Não complicou no miolo, jogou simples e certo no capitulo do passe.

Cristian Rodriguez – Entrou de início nos azuis e brancos, realizando uma boa partida. Esteve diversas vezes perto do golo e criou desequilibrios nas faixas.

AS NOVAS MEDIDAS DE AUSTERIDADE ANUNCIADAS PELO GOVERNO

- Redução de 5% na massa salarial da Função Pública, nos salários acima de 1500 euros.
- Redução da despesa com ajudas de custo e horas extraordinárias.
- Congelamento das progressões e das promoções na Função Pública.
- Congelamento das pensões durante o ano de 2011.
- Eliminação da possibilidade da acumulação de vencimentos públicos com pensões.
- Eliminação do aumento extraordinário do abono de família e a eliminação desta prestação para os escalões mais elevados.
- Redução em 20% das despesas com o Rendimento Social de Inserção.
- Redução das transferências do Estado para outros subsectores da Administração Pública, incluindo autarquias, regiões autónomas e fundos e serviços autónomos.
- Redução da despesa com indemnizações compensatórias e subsídios às empresas públicas.
-  Racionalização do sector empresarial do Estado, reduzindo o número de entidades e cargos dirigentes.
- Redução em 20% das despesas com a frota automóvel do Estado, em complemento de outras medidas de combate ao despesismo e redução da despesa corrente.
- Redução da despesa fiscal através da fixação de um tecto global progressivo para as deduções e benefícios fiscais, “de modo a reforçar a equidade na distribuição da despesa fiscal”.
- Aumento do IVA de 21% para 23%.
- Revisão e racionalização das tabelas do IVA.
- Actualização do sistema de taxas, multas e penalidades.
- Criação de um novo imposto sobre o sector financeiro.

Recordo que ainda no último mês de Maio entre outros aumentos de impostos o governo Sócrates aumentou o IVA de 20 para 21%, e agora passado apenas 4 meses apresentou novas subidas de impostos entre as quais a subida do IVA de 21 para 23%. Se continuarmos neste ritmo de medidas de austeridade de 4 em 4 meses, para onde caminhamos? Que culpa tem os portugueses de 15 anos de má governação, de termos um governo de incompetentes e corruptos, do esbanjamento de dinheiro público em empresas como as Águas de Portugal, EDP, etc, onde os respectivos administradores ganham chorudos ordenados e recebem brutas indemnizações quando são demitidos. Mas quando um País está governado por uma pessoa que tirou a sua licenciatura a um Domingo feriado em Agosto numa Universidade privada que por coincidência já fechou, penso que explica muita coisa. Para quem não teve a oportunidade de assistir, peço que vejam este vídeo, demonstrativo da bela imagem que o nosso primeiro-ministro deu na semana passada numa das mais conceituadas Universidades dos EUA. Ainda para os mais optimistas peço que percam uns dois minutos e leiam o trajecto deste individuo (aqui) e se sentem seguros quando os nossos destinos e o futuro económico e social de Portugal estão nas mãos de alguém com este passado.

Admito que a faixa etária dos leitores que seguem o blog seja relativamente jovem porventura entre os 15 e os 25 anos, contudo, especialmente para vocês mais jovens acreditem que o vosso futuro  com todas estas medidas que provocam  falências desesperadas e desesperantes, aumento da mendicidade, do endividamento, etc,  infelizmente não será risonho.

Liga dos Campeões - Resultados da 2ª jornada (quarta-feira) - Grupo A: Inter Milão-Werder Bremen, 4-0 (Eto'o 22', 27' e 81' e Sneijder 32') Tottenham-Twente, 4-1 (Van Der Vaart 47' e Pavlyuchenko g.p. 50' e 60' e Bale 85'; Chadli 56') Grupo B: Hapoel Telavive-Lyon, 1-3 (Enyeama g.p. 79'; Bastos g.p. 7' e 36' e  Pjanic 90'+4) Grupo C: Rangers-Bursaspor, 1-0 (Naismith 18') Valencia-Manchester United, 0-1 (Chicharito 85') Grupo D: Rubin Kazan-Barcelona, 1-1 (Noboa g.p. 30'; Villa g.p. 60') Panathinaikos-Copenhaga, 0-2 (N'Doye 28' e Vingaard 37')

Portugal -  O seleccionador nacional de sub-20 anunciou os convocados para o jogo de preparação para o Mundial 2011 com a França, agendado para 7 de Outubro, às 17h30 (hora portuguesa) no Estádio Municipal de Péronnas, em França. Lista de 18 convocados de Ilídio Vale - Académica: Paulo Grilo; Amarante: Cláudio Ramos; Beira-Mar: Sérgio Oliveira; Belenenses: Pelé; Benfica: Roderick; Cercle Brugge: Nuno Reis; Fátima: Mário Rui; Paços de Ferreira: Nélson Oliveira; Parma: Danilo; Sta. Clara: Alex e Baldé; Sochaux: Rafael Dias; Sp. Braga: Aníbal Capela; Sporting: Cédric; Tourizense: João Guerra e Ricardo Dias;U. Leiria: Rúben Brígido; Varzim: Salvador Agra. Recordo que Portugal vai estar presente no próximo Mundial sub-20 mas infelizmente desta lista apenas Nélson Oliveira e Nuno Reis são titulares em equipas de I divisão, o que não deixa de ser preocupante.

CSKA  Sofia vs Porto - Gjore Jovanovski, treinador do CSKA Sofia, deixou, esta quarta-feira, um grande elogio ao FC Porto, sobretudo no que diz respeito à capacidade "técnica" dos adversários desta quinta-feira, em jogo da 2ª Jornada do Grupo L da Liga Europa. "O FC Porto é a equipa mais técnica da Europa, a seguir ao Barcelona. Nem podemos falar sobre o seu momento de forma. Desde o início da época, nem empataram, só venceram. Não importa se o seu treinador vai mudar a equipa. Eles têm pelo menos 20 jogadores com grande classe", considerou o treinador macedónio. Concordam? Os jogadores a ter em conta do lado dos búlgaros são o pinheiro irlandês de 21 anos e 1,96 Sheridan, e  o extremo argentino Trecarichi. Do lado do Porto é crível que Sapunaru, Souza e C. Rodriguez sejam titulares. Prognósticos?

Sporting vs Levski - Na antevisão ao jogo Paulo Sérgio garantiu que Rui Patricio vai ser titular e que os leões pretendem manter o ritmo na Liga Europa. Por sua vez, o treinador búlgaro admitiu ter «respeito» pelo Sporting, mas alertou que a sua equipa vai a Alvalade com a intenção de pelo menos empatar. Mesmo com a titularidade de Patricio, jogadores como Polga, Abel, Torsiglieri e Maniche ao que tudo indica serão titulares. Do lado do Levski os jogadores a ter em atenção são o avançado francês Dembélé que esta época já marcou 17 golos, o médio brasileiro Joãozinho e os defesas holandeses com bastante experiência na I divisão holandesa Greene e Mulder. Prognósticos?

Cardozo - O ponta-de-lança, do Benfica, terá sofrido uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo. O futebolista teve de ser substituído durante a partida com o Schalke e Jorge Jesus não sabe se pode contar com ele na partida com o Sp. Braga. «O primeiro diagnóstico é de lesão no ligamento. O departamento médico vai analisar melhor em Portugal e neste momento não tenho conhecimento para dizer mais», explicou Jorge Jesus na flash-interview da SportTV.

Sporting - A Assembleia-Geral da SAD aprovou as nove propostas levadas a discussão esta quarta-feira, com destaque para a aprovação do resultado líquido negativo do último exercício, que ascendeu a 26,461 milhões de Euros, o 2º maior prejuízo de sempre da história da sociedade. A política de remunerações dos titulares dos órgãos sociais para o exercício que termina em junho de 2011 e a proposta para a eleição dos membros dos órgãos sociais para o mandato 2010/2014 também foram aprovadas por maioria significativa. "O que ficou deliberado é que José Eduardo Bettencourt ganhará 300 mil euros brutos por ano", disse Rogério Alves, no final da AG da SAD, que decorreu no auditório de Alvalade e foi marcada por uma manifestação de contestação aos actuais corpos gerentes com a presença de meia centena de adeptos.

Benfica - A equipa de basquetebol complicou, esta quarta-feira, o apuramento para a fase regular da Eurochallenge, ao empatar 105-105 na recepção aos ucranianos do BC Ferro-ZNUT, na 1ª Mão da fase de qualificação.

Capas dos jornais - Quais vão ser os principais destaques da edição de hoje dos 3 diários desportivos? Os nossos leitores têm a palavra!

29 de setembro de 2010

Schalke 04 2-0 Benfica (Farfán 73´e Huntelaar 85´)

O Benfica voltou a sair da Alemanha com um resultado negativo, algo normal, tendo em conta o historial, no entanto, os encarnados poderiam e deveriam ter feito mais.

No início do encontro, o Benfica surgiu com mais posse de bola e a exercer pressão alta, tal como Jorge Jesus queria, no entanto, os desequilíbrios provocados na defensiva alemã não deram em golo. Cardozo e Saviola falharam as melhores oportunidades dos encarnados, que foram diminuindo de ritmo ao longo dos primeiros 45 minutos. Os alemães, a pouco e pouco foram entrando na partida e acabaram melhor a primeira parte, com o melhor lance do encontro. Tabelinha entre Raul e Jurado, com o veterano a rematar ao poste e na recarga, Roberto a salvar o golo de Rakitic.

Na segunda parte, Jorge Jesus fez entrar Salvio para o lugar do apagado Gaitan e o Benfica voltou a entrar melhor na partida. O argentino criou alguns desequilíbrios na direita, no entanto, sem grande sobressalto para Neuer. Depois destes minutos iniciais de maior pressão encarnada, o jogo voltou a equilibrar e o Schalke começou a espreitar com mais perigo a baliza de Roberto. Depois de algumas tentativas, Farfán apareceu sozinho na área encarnada (cortesia de César Peixoto) e marcou o 1º golo da partida. A partir daí o Benfica nunca mais se voltou a equilibrar, tendo Huntelaar fechado o marcador, depois de uma boa jogada, após perda de bola infantil de David Luiz.

Destaques:

César Peixoto – Se na Liga ZON-Sagres ainda disfarça algumas fragilidades, ao mais alto nível não tem condições para ser titular. Muitas distracções, um erro fatal e poucas subidas ao ataque.

David Luiz – O central encarnado é capaz do melhor e do pior. Hoje esteve muito abaixo das suas capacidades, com várias desatenções e culpas no 2º golo alemão.

Gaitán/Salvio – Jogaram apenas 45 minutos, mas com excepção dos primeiros minutos da 2ª parte (Salvio), nenhum deles conseguiu criar os desequilíbrios necessários para o sucesso dos encarnados.

Saviola/Cardozo – Exibição muito abaixo da dupla de avançados do Benfica, com falhas na finalização e pouca participação no encontro.

Maxi Pereira - Ainda não está na forma que apresentou na temporada passada e hoje teve grandes dificuldades perante Rakitic. Falhou muitos passes e perdeu muitas bolas, não dando o devido apoio ao ataque.

Fábio Coentrão – Foi utilizado novamente a médio esquerdo, no entanto, pese embora a pouca qualidade do adversário, apenas conseguiu ganhar alguns pontapés de canto. Como o Visão de Mercado defende, o internacional português destaca-se mais pela profundidade que oferece ao lado esquerdo dos encarnados, se jogar na posição de defesa.

Luisão – Excelente jogo do capitão encarnado, sempre muito seguro na defesa, eficaz a limpar jogadas e muito forte nos lances aéreos.

Carlos Martins – Outra boa exibição nos encarnados, pois quando pegava na bola a meio campo, conseguia criar boas jogadas ofensivas. Ainda tentou alguns remates, mas a defensiva alemã esteve sempre na frente.

Roberto – Exibição segura do guarda-redes espanhol, mostrando que os piores dias já terão ficado para trás.

Jorge Jesus - Custa a perceber o porquê das contratações dos encarnados, pois quando o treinador encarnado utiliza o seu melhor defesa lateral no meio campo, é sinal que algo foi mal preparado neste Verão. César Peixoto poderá "safar-se" frente às equipas da Liga, no entanto, na Europa revela-se um verdadeiro erro de casting e com isso, o Benfica perde.

Neuer – O guarda-redes alemão não fez grandes defesas, mas mostrou uma grande segurança em todos os lances a que foi chamado a intervir. Com apenas 24 anos, é um jogador a ter em conta pelos grandes tubarões europeus.

Farfán – Aproveitando a passividade e a fraca qualidade de César Peixoto, o peruano foi o melhor elemento dos alemães, com um golo marcado e vários lances de perigo.


A FIFA lançou um sistema online que pretende fazer um controlo apertado sobre todas as transferências internacionais e torná-las mais transparentes. O Transfer Matchin System (TMS) passa a funcionar em todo o mundo a partir desta sexta-feira, 1 de Outubro. 

O sistema, que foi usado em fase experimental em alguns países nos últimos dois anos, quer ser um instrumento essencial para detectar, por exemplo, casos de lavagem de dinheiro. O funcionamento é simples. Os dois clubes envolvidos numa transferência têm que submeter no TMS a mesma informação, caso contrário a transferência será bloqueada e a Federação não pode emitir o certificado internacional do jogador. Fazem-no através de um formulário com mais de 30 pontos, que incluem a informação sobre o jogador, sobre o clube, sobre os pagamentos (incluindos a verba envolvida, as prestações e detalhes bancários ou os pagamentos por formação devidos a terceiros. A esta informação têm de ser anexadas cópias dos documentos do jogador e do contrato, sempre por via electrónica. 

"É um momento histórico para o futebol. O TMS é um sistema online relativamente simples, mas terá um impacto tremendo nas transferências internacionais. Graças a ele, as autoridades do futebol têm mais detalhes sobre cada transferência. O mais importante é que aumenta a transparência das transacções e ajuda-nos em questões como a luta contra a lavagem de dinheiro e a protecção das transferências de menores", comentou Joseph Blatter, presidente da FIFA, durante a apresentação do programa.

O TMS, anuncia ainda o organismo, vai aplicar-se a todas as federações filiadas na FIFA e a 3633 clubes. 

Visão de Mercado - Caso a implementação deste novo sistema seja consoante diz o senhor Blatter, estamos perante um processo revolucionário que permitirá sem dúvida tornar o mercado de transferências mais eficaz, rápido e limpo. As dúvidas dos adeptos do futebol em relação a muitos negócios irão ser desfeitas e deixará de haver suspeitas no que diz respeito aos valores e ao modo que envolveram as ditas transferências. Recordo que este defeso existiram processos pouco claros e que deram aso a muitos comentários, como o facto de Roberto estar a ser negociado para o Málaga por 4 milhões e passado uns dias ter sido adquirido pelo Benfica por 8,5 milhões, como as tranches que envolveram os negócios Evaldo e João Pereira, e como a aquisição de Walter por parte do Porto, que antes de chegar ao clube azul e branco tinha sido comprado uma semana antes por um grupo de empresários por 3 milhões de euros e acabou por ser adquirido por 6 milhões apenas por 75% do passe.

28 de setembro de 2010

Liga dos Campeões - Resultados da 2ª jornada (terça-feira) - Grupo E: - Roma-Cluj, 2-1  (Mexes 69', Borriello 71'; Rada 79') - Basileia-Bayern Munique, 1-2 (Frei 18'; Schweinsteiger g.p. 56', 89') Grupo F: - Spartak Moscovo-Zilina, 3-0 (Ari 34', 61', Ibson 89') - Chelsea-Marselha, 2-0  (Terry 7' Anelka g.p. 29') Grupo G: - Ajax-AC Milan, 1-1 (El Hamdaoui 23'; Ibrahimovic 37') - Auxerre-Real Madrid , 0-1 (Di María 82') Grupo H: - Partizan Belgrado-Arsenal, 1-3 (Cleo g.p. 33'; Arshavin 15', Chamakh 71', Squillaci 82')

 Hugo Almeida - O Hércules, actual oitavo classificado da La Liga, está a ponderar avançar com uma proposta pelo avançado em Janeiro, segunda a imprensa espanhola. Recordo que o jogador do Bremen termina contrato no final da época, e é na minha opinião o jogador português em melhor momento.

Futsal - O Sporting venceu, esta terça-feira, os eslovenos do Kobarid (2-1), em jogo da 2ª Jornada do Grupo 1 de apuramento para a Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup, na Eslováquia.


Schalke 04 vs Benfica - O Benfica desloca-se à Alemanha para tentar vencer em terreno germânico pela 1ª vez na sua história. Em 17 visitas à Alemanha, os encarnados empataram por 6 vezes (3 empates nas últimas visitas) e perderam por 11 vezes, sendo a primeira vez que defrontam o Schalke 04. O jogo é de vital importância, pois em caso de vitória encarnada, os alemães ficam já a 6 pontos do Benfica, com apenas 4 jogos pela frente. Jorge Jesus referiu que vai lançar Aimar no jogo (de início ou no banco) e traçou os Quartos-de-Final como meta realista para o Benfica. Do lado alemão, Félix Magath espera que os seus jogadores joguem no limite, pois será muito importante conquistar os 3 pontos em jogo. Prognósticos?    

Sporting - Em consequência dos maus resultados da equipa de futebol, um movimento denominado “Salvar Sporting” convocou uma manifestação para o dia de amanhã. O protesto está a ser divulgado em diversos fóruns na internet e está agendado para as 18h, junto ao hall VIP do Estádio José Alvalade, ou seja, à mesma hora que se realizará a assembleia-geral de accionistas da SAD verde e branca. Curiosamente, apesar do clube leonino desde o reinado de Bettencourt estar a atravessar o pior período da sua história, principalmente no último ano e meio, a verdade é que os adeptos leoninos parecem algo resignados com toda esta situação. Por exemplo em outras situações e com outros presidentes que venceram campeonatos e taças de Portugal como Dias da Cunha e Soares Franco a contestação perante resultados muito menos graves que os actuais foi totalmente diferente, existindo por parte dos adeptos (claques) manifestações mais ruidosas e constantes. Estarão os adeptos leoninos satisfeitos com o actual 8º lugar e com o 4º lugar a quase 30 pontos da época passada? Ou estarão os adeptos reféns do facto de terem votado em massa em Bettencourt, e por isso não se opõe a actual situação, acreditando que não é possível conseguir mais que um 4º lugar a 28 pontos do 1º, e os 30 milhões gastos em reforços desde a presidência de JEB não permite mais que o actual 8º lugar?

Felipe - Apesar do jogo menos conseguido de hoje, e o aproveitamento que os leitores Anti-Visão de Mercado fizeram da situação, volto a afirmar que caso o guardião esteja ao mesmo nível que demonstrou no Brasileirão nos últimos 5 anos é claramente o melhor guarda-redes a actuar em Portugal. E fazemos esta afirmação não pelos jogos que o brasileiro efectou pelo Braga mas sim pelas exibições que pudemos constatar ao longo dos anos no Corinthians, pois somos seguidores/telespectadores atentos do Brasileirão e não falamos por falar sem bases para tal.

Capas dos jornais - Quais vão ser os principais destaques da edição de amanhã dos 3 diários desportivos? Os nossos leitores têm a palavra!

Sp. Braga 0-3 Shakhtar Donetsk (Luiz Adriano 56´e 72´e Douglas Costa 90´g.p.)

Dois golos do brasileiro Luiz Adriano (mais um de Douglas) resolveram a partida no Minho, onde o Sp. Braga pode-se queixar dos falhanços quer no ataque, quer na defesa. Luiz Adriano foi fortemente sugerido pelo Visão de Mercado neste defeso para reforçar um dos grandes nacionais (ver aqui), pois encontrava-se na lista de dispensas dos ucranianos (ver aqui) devido ao excesso de avançados, e hoje acabou por ser decisivo. Sem dúvida nenhuma um avançado com um potencial tremendo e com as caracterísiticas ideias para o futebol português, pois apesar de não ser um pinheiro, consegue aliar uma grande força física a uma velocidade e poder de finalização assinalável.

Com uma primeira parte no geral, controlada, o Braga teve bastantes oportunidades para inaugurar o marcador. Pode queixar-se de si próprio, de falta de sorte, ou até os mais fanáticos, de algumas opções da equipa de arbitragem. A verdade é que na mais competitiva prova europeia, não marcar quando se tem oportunidades pode sair caro. Erros defensivos podem ser fatais. E à equipa portuguesa hoje, a factura saiu bem cara. Quando na segunda parte Domingos mexe no meio campo, sofre golo. Mexe novamente e sofre o segundo. Acabou por se perder a segurança e capacidade de batalha no meio campo, e aí surgiu alguma fragilidade defensiva - condicionada desde os 30 minutos por lesão de Rodríguez. O guarda redes Felipe também esteve incluido nesta fragilidade. Já não havia muito a fazer, embora as oportunidades continuassem a aparecer na baliza de Pyatov (grande exibição do guarda redes do Shakhtar). Até ao fim mais um golo, de pénalti, a tornar o resultado demasiado pesado para aquilo que se viu no Axa. O futebol é assim. A frieza e experiência dos ucranianos, vencedores da Liga Europa em 2009, ditou o resultado frente a um Braga que deu boas indicações, mas demasiado perdulário, demasiado inseguro em momentos chave, e que agora vê a sua participação na fase de grupos da Liga dos Campeões limitada à luta com o Partizan pelo 3º lugar, que dá acesso à Liga Europa, e leva já 9 golos sofridos sem nunca ter marcado.

Destaques

Leandro Salino - de longe o melhor elemento na primeira parte, muitos adeptos que seguiram o jogo certamente viram com espanto a sua saida aos 55 minutos. Esta saída condicionou a capacidade de pressão do Braga na zona de construção de jogo ucraniana, e tendo em conta que na resposta Mircea Lucescu lançou Jadson, elemento importante do Shakthar nesta mesma zona do terreno, percebemos a diferença no decorrer de jogo entre a primeira parte e a segunda. Resumindo, mais um grande jogo do pequeno centro-campista.

Matheus e Alan - criaram bastantes dificuldades à defensiva do Shakthar, e se não fosse um soberbo Pyatov, e algum, ou até muito azar, teriam facturado neste jogo.

Luis Aguiar - estava a realizar uma óptima partida, até que teve a tarefa inglória de fazer de patrão defensivo do meio campo bracarense. As saídas de Salino e Vandinho condicionaram o seu jogo, e desde este momento, Luis Aguiar desapareceu.

Sílvio - mais um bom jogo do lateral ex-Rio Ave, desta vez na lateral esquerda. Pela sua juventude e inexperiência nestes grandes jogos, podia-se pensar que iria vacilar. No entanto revelou, mais uma vez, ser dos jogadores mais serenos e constantes desta equipa, quer jogue num ou noutro lado.

Moisés - teve uma grande oportunidade para marcar aos 2 minutos, quando Rat cortou na linha. Acabou o jogo de maneira infeliz, com culpa em pelo menos um dos golos, a par com Paulão.

Felipe - muito mal no primeiro golo. Muita da consistência defensiva do Braga da época passada estava na segurança de Eduardo, e Felipe não tem estado à altura.

Luiz Adriano e Douglas Costa - os homens do jogo. Luiz Adriano é velocíssimo, criou várias dificuldades a Moisés, e revelou-se fatal nas duas oportunidades que teve para marcar, após duas assistências de Douglas Costa, outro brasileiro bastante perigoso.

Pyatov - grande exibição deste guarda redes, evitou por várias vezes o golo bracarense.

GR – Juan Catalayud (HER) – O guarda-redes do Hércules manteve a baliza inviolável, na recepção ao Sevilha, tendo papel importante na vitória dos homens de Alicante.

DC – Zat Knight (BOL) – O gigante defesa inglês marcou um golo ao Manchester United e esteve em bom nível do eixo da defensiva do Bolton, pois Rooney e Berbatov raramente apareceram.
DC – Godin (AMAD) – O defesa uruguaio teve papel importante no triunfo dos colchoneros frente ao Zaragoza, segurando a ofensiva final dos aragoneses, quando o Atletico já estava reduzido a 10 elementos.
DC – Burdisso (ROM) – Mais uma excelente exibição do argentino frente à sua antiga equipa, o Inter de Milão. Esteve intransponível, realizando várias intercepções de grande classe.

ME – Jerome Thomas (WBA) – O ala do West Bromwich fez gato-sapato de Sagna, tendo um papel decisivo na vitória do seu clube no Emirates Stadium. Marcou um golo e fez uma assistência na vitória por 3-2.
MC – Milos Krasic (JUV) – O médio internacional sérvio fez um hat-trick na recepção ao Cagliari, revelando ser a principal figura da Juventus 2010-11.
MC – Nasri (ARS) – Na ausência de Fabregas, é o francês que assume o papel de organizador de jogo da equipa, no entanto, os seus dois golos marcados frente ao WBA de nada serviram para o Arsenal.
MD – Nani (MUTD) – O jogador português fez mais uma excelente exibição pelos red devils, coroada com um golaço e uma assistência para o 2º golo.

AV – Trezeguet (HER) – O veterano avançado francês marcou os dois golos da vitória do Hércules frente ao Sevilha, mostrando que ainda não perdeu as qualidades que fizeram dele um dos avançados mais temíveis de França.
AV – Grafite (WOL) – O brasileiro marcou os dois golos da vitória do Wolfsburgo frente ao Friburgo e tem sido importante na recuperação da equipa, que soma 3 vitórias consecutivas, após outras tantas derrotas.
AV – Hugo Almeida (WER) – O internacional português também marcou dois golos neste fim-de-semana, ajudando o Werder Bremen a dar a volta ao Hamburgo (3-2).

Melhor Equipa da Semana - Mainz 05
Melhor Jogador – Milos Krasic (Juventus)
Momento da Semana – Empate do Real Madrid frente ao Levante
Melhor Golo – Taiwo (ver aqui) e Eliseu (ver aqui)

Gr - Diego (VSET) - O guarda-redes dos sadinos defendeu uma grande penalidade marcada por David Simão e ainda parou a recarga de Pizzi. Esteve sempre seguro ao longo dos 90 minutos, agarrando os três pontos para o Vitória.

DE - Álvaro Pereira (FCP) - O uruguaio está a mostrar grande qualidade neste arranque de Liga, funcionando como um autêntico extremo nas movimentações ofensivas do FC Porto.
DC - Otamendi (FCP) - O argentino estreou-se da melhor maneira na Liga, com um golo e uma exibição tranquila no eixo da defensiva azul e branca.
DC - Danielson (NAC) - O central do Nacional da Madeira marcou o golo do empate em Alvalade e rubricou uma exibição positiva, perante Liedson e companhia.
DD - Fucile (FCP) - André Villas-Boas tem rodado o lado direito da defesa azul e branca entre Fucile e Sapunaru, tendo o uruguaio realizado uma boa partida frente ao Olhanense.

ME - Fábio Coentrão (SLB) - O defesa/médio encarnado voltou a estar em bom nível na Madeira, marcando o golo da vitória do Benfica. Para além disso, criou bastantes desequilibrios pelo lado esquerdo do ataque, que Cardozo e Gaitan não conseguiram aproveitar.
MC - Luis Aguiar (BRA) - O uruguaio tem vindo a crescer ao longo dos jogos, tendo desempenhado o papel de organizador de jogo frente à Naval com grande qualidade.
MC - Diogo Melo (ACA) - O médio brasileiro pegou de estaca no 11 da Académica e tem sido uma das revelações do campeonato. Marcou um golaço a Nilson e mostrou mais uma vez força e visão de jogo no meio campo da briosa.
MD - Vukcevic (SCP) - Foi o melhor elemento dos leões, realizando um total de 17 cruzamentos para a área, muitos desequilibrios da defensiva insular e mais alguns remates perigosos.

AV - Sougou (ACA) - O extremo senegalês andou meio alheado da partida, no entanto, ainda foi a tempo de marcar o golo da jornada e assistir Laionel para o 3º golo dos estudantes.
AV - Hulk (FCP) - O avançado portista foi mais uma vez destaque pela positiva no Dragão, com influência directa no 1º golo do FC Porto e finalização com sucesso no 2º golo.

Melhor Jogador - Sougou
Melhor Equipa - Académica
Melhor Golo - Sougou (ver aqui)
Momento da semana - Derrota da Naval e consequente despedimento de Victor Zvunka, numa aposta bastante arriscada de Aprígio Santos para a temporada 2010-11.


Foi considerado pela FIFA como o maior clube de futebol do século XX, tem um museu com inúmeros troféus (31 campeonatos, 17 taças do Rei, 8 supertaças, 9 Ligas dos Campeões, 2 taças UEFA, 1 supertaça Europeia e 3 Intercontinentais), foi responsável por 4 das 5 contratações mais caras da história do futebol e é o clube que gera mais receitas a nível mundial. Os adeptos merengues são dos mais exigentes do futebol europeu e para além dos resultados e títulos, também é importante praticar futebol de qualidade e acima de tudo marcar golos.

Quando José Mourinho foi contratado para o banco do Real, muitos adeptos torceram o nariz, pois o português é visto na Europa do futebol como um treinador defensivo, que joga para o resultado e não para o futebol de ataque. Depois do sucesso como técnico do FC Porto, apenas na 1ª temporada em Londres conseguiu aliar os resultados ao futebol espectáculo, tendo depois descido de qualidade ao longo dos anos. Mesmo na temporada passada, apesar de ter conquistado os 3 troféus em disputa, ficou sempre a sensação de um futebol matreiro, em busca dos resultados, mas sem grande qualidade ofensiva.

O grande desafio de José Mourinho em Madrid será o de conquistar títulos ao mesmo tempo que pratica um futebol atractivo ao olhos do exigente público merengue. Algo que o português ainda não conseguiu nestes primeiros 5 jogos, onde inclusive recebeu algumas assobiadelas da bancada. Esta situação até nem é inédita em Madrid, pois Fábio Capello e Bernd Schuster conquistaram a Liga em 2006-07 e 2007-08 debaixo de grandes críticas ao fraco futebol apresentado.

Olhando um pouco para os últimos 20 anos do Real Madrid na Liga Espanhola, pode-se constatar que a entrada de José Mourinho nem foi tão negativa do ponto de vista pontual, pois os 11 pontos conquistados em 5 jogos são a 5ª melhor marca do Real (em igualdade com outras 5 temporadas). No entanto, do ponto de vista dos golos/futebol espectáculo, está muito longe de outras marcas. Por exemplo, na temporada passada, Pelegrini conseguiu 5 vitórias, com um score de 16-2, contra apenas o 6-1 de José Mourinho. Nos últimos 20 anos, só por duas vezes o Real Madrid conseguiu marcar menos golos que neste início de temporada (4 golos em 2004-05 e 5 golos em 1993-94). Em 11 das 20 temporadas, os merengues ultrapassaram sempre a marca dos 10 golos, tendo mais 4 temporadas, com um início de 9 golos marcados em 5 jogos. Do ponto de vista defensivo, aí sim, Mourinho ganha pontos, pois com apenas 1 golo sofrido, o português igualou a melhor marca, que foi conseguida em 1997-98.

Será que José Mourinho vai conquistar o exigente público do Real Madrid?

Ter apenas 6 golos marcados à 5ª jornada e, tendo em conta o potencial ofensivo dos merengues, não chega a ser um pouco rídiculo? Ainda para mais, quando no futebol português, em casos semelhantes, o Visão de Mercado e a imprensa têm criticado e realçado bastante esses números em relação a determinados clubes.

27 de setembro de 2010

Benfica - Pablo Aimar recuperou da lesão que o impediu de jogar na Madeira e foi convocado para a deslocação à Alemanha. Ruben Amorim ficou de fora, estando a treinar condicionado.

Sp. Braga - Shakhtar Donetsk - Os minhotos jogam cartada importante na Liga dos Campeões, com a recepção a um dos adversários directos na luta pelo apuramento. O factor casa não pode ser desperdiçado numa competição como esta, ainda por cima, com os ucranianos em vantagem pontual para com o Sp. Braga. Domingos Paciência já poderá contar com o central Rodriguez, enquanto que Élton e Hélder Barbosa também regressam à lista de convocados. Os bracarenses querem limpar a má imagem deixada em Londres, enquanto que do outro lado, Lucescu referiu que irá jogar ao ataque, pois só assim é que se ganham "campeonatos".

Sporting I - Liedson e Djaló desmentiram no site oficial dos leões que tivesse havido algum problema entre os dois no intervalo da partida frente ao Nacional. Má fé do jornal O JOGO, que lançou a noticia, ou lavagem cerebral à dupla leonina?

Sporting II - Costinha referiu ao jornal dos leões que quer mudar mentalidades em Alvalade, assentando no profissionalismo e honestidade de quem veste a camisola leonina, sempre com o pensamento de vitória em primeiro lugar. Sobre a campanha dos leões, Costinha afirmou que a equipa está em "processo de mudança" e que "os resultados não traduzem o valor da equipa."

Portugal - Segundo a LUSA, Agostinho Oliveira vai orientar os sub-23 numa partida frente à Irlanda do Norte, no dia 12 de Outubro. Será que os "tachos" vão continuar na Federação?

Liga ZON-Sagres - No fecho da jornada 6, o Vit. Setúbal quebrou a invencibilidade do Paços de Ferreira, com um golo caricato de Cláudio Pitbull (que acabaria expulso na 2ª parte).

Capas dos jornais - Quais vão ser os principais destaques da edição de amanhã dos 3 diários desportivos? Os nossos leitores têm a palavra!

Com uma jornada disputada na Fase de Grupos das duas principais competições de clubes da UEFA, está na altura de fazer um balanço às contas do Ranking de Clubes da UEFA.

Neste momento Portugal está na 6ª posição (ver aqui), a melhor que poderemos aspirar nestes próximos anos (é impossível competir frente a Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França). O objectivo será guardar essa posição até final da temporada, como forma de garantir 3 equipas na Liga dos Campeões (duas directas) e 3 equipas na Liga Europa, para a temporada 2012-13.
Os principais adversários estão identificados: Rússia e Ucrânia! Tal como Portugal ainda têm 4 equipas cada em prova, no entanto, os dois países de Leste começaram com 6, contra apenas 5 de Portugal. Isto significa que cada ponto que Portugal ganhar em prova, valerá 0.200 para o Ranking, enquanto que para os nossos adversários directos valerá apenas 0.166.

Portugal, no conjunto das últimas 4 temporadas, mais esta em vigor, amealhou 37.996 pontos, tendo uma pequena vantagem sobre a Rússia (37.374) e Ucrânia (37.050). As equipas nacionais recuperaram terreno nesta temporada com os 5.200 pontos conquistados, contra apenas 3.583 da Rússia e 3.250 da Ucrânia, no entanto, o futuro será uma incógnita.

Os russos contam com o Spartak Moscovo e Rubin Kazan na Liga dos Campeões e CSKA Moscovo e Zenit na Liga Europa. Trata-se de uma grande ameaça, pois ambas as equipas da Liga Europa poderão chegar longe, enquanto que Spartak e Rubin poderão aceder para essa mesma competição.
Os ucranianos têm o Shakhtar Donetsk na Liga dos Campeões e o Dínamo Kiev, Metalist e Karpaty na Liga Europa. A ameaça parece ser menor por parte dos ucranianos, apesar de todas as equipas estarem na luta pela passagem à 2ª fase (no entanto, Karpaty e Metalist têm tarefas complicadas).
Quanto a Portugal, FC Porto e Sporting poderão chegar longe na Liga Europa e, para defender a posição nacional, fazer melhor ou igual que Zenit e CSKA já nesta fase de grupos. O Benfica poderá ganhar alguns pontos na Liga dos Campeões com a possível passagem aos Oitavos-de-Final (pelo menos), enquanto que o Sp. Braga entrará mesmo em confronto com um adversário directo (Shakhtar), o que será positivo, se os minhotos ganharem esse confronto.

Até Maio ainda muitas coisas vão acontecer e esperemos que o 6º lugar se torne uma realidade.

Fábio Coentrão - O Benfica comunicou à CMVM que prolongou o vínculo com o esquerdino por mais uma temporada, ou seja até 30 de junho de 2016, sendo que a cláusula de rescisão continua a ser de 30 milhões. A ascensão de Coentrão muito se deve ao excelente Mundial que efectuou, antes do mesmo era ainda olhado com alguma desconfiança por parte dos amantes do futebol em geral e dos próprios adeptos encarnados, aliás antes da convocatória final para a África do Sul o seu nome não era de todo unânime. Talvez essa mesma projecção que Queiroz lhe proporcionou tenha sido a principal razão para que Vieira sempre tivesse dado o seu apoio ao professor, pois no futebol actual por muito que os jogadores efectuem boas exibições pelos seus clubes, a nível de mercado e cotação do mesmo uma boa prestação na selecção é que faz realmente disparar o valor dos jogadores, veja-se o caso de Meireles e Bruno Alves que depois de uma época miserável no seu clube devido às exibições na selecção acabaram por sair por preços exorbitantes. O jovem esquerdino além de ser um exemplo no mercado de transferências e a maneira como o mesmo funciona, acaba por ser um exemplo para as dezenas de jogadores portugueses que estiveram na sua situação, isto é, depois de um empréstimo ao Nacional, um empréstimo ao Zaragoza (onde foi corrido por motivos disciplinares) e um empréstimo ao Rio Ave poderia ter acontecido a Coentrão o mesmo que a muitos jovens talentosos que são sucessivamente emprestados, ou seja, desistir e perder a confiança que um dia poderão se afirmar, pois muitos são os casos de jovens jogadores que saem dos juniores e só pelo facto de não ficarem no plantel sénior de imediato acabam por se desmotivar e se passado uma época não regressarem à casa-mãe perdem a motivação por completo. Mas por força de Jesus ou Vieira (segundo o CM foi o presidente encarnado que não permitiu que Jesus emprestasse Coentrão mais uma época) a verdade é que Coentrão se conseguiu afirmar no Benfica, na selecção e ganhar uma visibilidade enorme a nível internacional.

Jorge Jesus - Em entrevista ao site da UEFA, o treinador dos "encarnados" abordou vários assuntos, entre os quais admitiu que o Benfica não está tão forte como na época passada e que a equipa ainda sente a falta de Di María e Ramires. Comentando o arranque difícil na Liga, com três derrotas nas quatro primeiras jornadas, Jesus reconhece o peso das saídas de alguns jogadores. «O Di María e o Ramires são grandes jogadores é por isso que o Real Madrid e o Chelsea os contrataram e não é fácil encontrar jogadores desse nível. Ainda sentimos um pouco a falta deles, porque os jogadores que chegaram esta época ainda estão a adaptar-se e não estamos tão fortes como na época passada. Mas vamos estar fortes e conseguir jogar como no ano passado: futebol de grande personalidade e grande qualidade. Na minha opinião, no ano passado houve duas grandes equipas na Europa: o Barcelona e o Benfica.» No que diz respeito à Liga dos Campeões, o técnico dos encarnados voltou a salientar que o Benfica tem grandes aspirações na competição. Por último, abordou a época transacta, onde abordou a derrota contra o Liverpool e a conquista do título. «No ano passado tivemos uma boa participação e podíamos ter ido mais longe, mas havia outros alvos mais importantes: sermos campeões nacionais», explica: «Foi uma emoção muito grande, porque o Benfica não era campeão há cinco anos e em 19 anos tinha ganho apenas outro título, em 1994. Este campeonato gerou uma onde de identidade e paixão entre os nossos adeptos. Foi um factor importante para eles voltarem a ter amor pela equipa. Em Portugal o Benfica não é só um clube, é quase uma religião.» 

Será que Coentrão na posição de extremo esquerdo vai conseguir ganhar a mesma dimensão que ganhou a lateral esquerdo? Pois apesar de ser a sua posição de origem e do bom jogo contra o Sporting e desde o golo que marcou frente ao Marítimo (até aí estava a passar ao lado do jogo), parece não conseguir imprimir a mesma capacidade para provocar desequilíbrios. Conseguirá o Benfica resistir ao assédio de outros clubes nos próximos defesos? E no que diz respeito a Jesus, o facto de ainda continuar a falar de Di Maria e Ramires irá dar confiança a jogadores que se querem afirmar como Salvio e Gaitán, ou poderá ter o efeito contrário?

Os Torneios da Semana:

No início da semana 39 (27 de Setembro a 3 de Outubro) contaremos, na vertente masculina com dois torneios:

- Malaysian Open em Kuala Lumper (Malasia), um torneio ATP 250, que como primeiro cabeça de série tem Robin Soderling, seguido de Nikolay Davydenko. Vai ser jogado em hardcourt e tem um prémio total de 850,000 US$ para dividir entre as variantes de pares e singulares.

O quadro para este Malaysian Open, que foi ganho por Nikolay Davydenko na sua última e primeira edição, pode ser visto abaixo, e conta com variados jogadores fora do top ten, o que poderá contribuir para uma corrida ao titulo mais competitiva.

Para mais informações, poderão consultar o site oficial do torneio.

- PTT Thailand Open em Bangkok (Tailândia), também um torneio ATP 250, que conta com a presença do actual número 1 mundial Rafael Nadal, que vai em busca do seu primeiro titulo neste torneio, e com o retorno do argentino Juan Martin Del Potro, que será o segundo cabeça de série. Gilles Simon, o vencedor da passada edição deste torneio estará ausente.

Para mais informações consultar o site oficial do torneio.


Na vertente feminina, a semana começará no domingo, no Japão com o Toray Pan Pacific Open Tennis Tournament, que conta com um prémio monetário de 2,000,000 US$, e irá receber as jogadoras de topo do circuito feminino como Caroline Wozniacki, Jelena Jankovic, Samatha Stosur, Francesaca Schiavone e Elena Demetieva entre outras.

Podem consultar o quadro principal e para mais informações no site oficial do torneio.

Os nossos herois do mar
:

- Frederico Gil, encabeça a lista de jogadores que participaram no Challenge de Napoli, na Itália, jogado em terra batida. Este torneio foi, aliás, ganho pelo número 1 português na sua última edição.
- Rui Machado e Leonardo Tavares, marcarão presença no Challenge de Montevideo no Uruguai. Também jogado em terra batida, Machado tem o titulo de 6º cabeça de série enquanto que Tavares é o 12º, sendo esta lista encabeçada por Pablo Cuevas, vencedor do torneio no ano passado.

Subidas e descidas nos rankings:

Masculino:
1 Nadal, Rafael (ESP) com 12,025 pontos
2 Djokovic, Novak (SRB) com 7,145 pontos
3 Federer, Roger (SUI) com 6,735 pontos
4 Murray, Andy (GBR) com 5,035 pontos
5 Soderling, Robin (SWE) com 4,910 pontos
6 Davydenko, Nikolay (RUS) com 4,150 pontos
7 Berdych, Tomas (CZE) com 3,760 pontos
8 Verdasco, Fernando (ESP) com 3,330 pontos
9 Youzhny, Mikhail (RUS) com 3,295 pontos
10 Roddick, Andy (USA) com 3,180 pontos

Como podemos ver no site do ATP não há alterações no top 10 até à data tirando a subida de uma posição por parte de Andy Roddick, atirando para 11º lugar o espanhol David Ferrer.
Os portugueses podemos ver algumas mudanças:

84. (84) Frederico Gil (Portugal), 624
124. (124) Rui Machado (Portugal), 442
240. (241) Leonardo Tavares (Portugal), 197
255. (261) João Sousa (Portugal), 184
394. (395) Pedro Sousa (Portugal), 93

Feminino:
No top10 feminino também não há alterações.

1 Williams, Serena (USA) com 6995 pontos
2 Wozniacki, Caroline (DEN) com 5910 pontos
3 Williams, Venus (USA) com 5796 pontos
4 Zvonareva, Vera (RUS) com 5550 pontos
5 Clijsters, Kim (BEL) com 5325 pontos
6 Jankovic, Jelena (SRB) com 5205 pontos
7 Stosur, Samantha (AUS) com 4950 pontos
8 Schiavone, Francesca (ITA) com 4670 pontos
9 Radwanska, Agnieszka (POL) com 3995 pontos
10 Dementieva, Elena (RUS) com 3945 pontos

As portuguesas:

198. (195) Michelle Larcher de Brito (Portugal), 285
420. (407) Magali De Lattre (Portugal), 81
422. (427) Maria João Koehler (Portugal), 80
481. (384) Frederica Piedade (Portugal), 65

Realizou-se hoje o sorteio da terceira eliminatória da Taça de Portugal, com as equipa da 1ª Liga na sua grande maioria a terem razões para sorrir.

Jogos mais importantes:
U. Leiria-U. Madeira
Benfica-Arouca
F.C. Porto-Limianos
Estoril-Sporting
Rio Ave-Estrela Vendas Novas
Nacional-Padroense
P. Ferreira-São João Ver
1º Dezembro-Sp. Braga
Sertanense-Olhanense
V. Guimarães-Malveira
Naval-Marítimo
Portimonense-Cinfães
Gil Vicente-V. Setúbal
Cesarense-Académica
Mirandela-Beira Mar

A registrar apenas um embate entre equipas da I divisão que vai colocar frente-a-frente Naval e Marítimo. No que diz respeito aos principais favoritos à vitória na competição, o  F.C. Porto, detentor da Taça de Portugal, recebe o Limianos, da III Divisão, enquanto que o Braga também joga contra uma equipa da III mas fora de portas, por sua vez o Benfica recebe o Arouca da Liga Orangina, enquanto que o Sporting acaba por ser a equipa com menos sorte no sorteio com a deslocação ao campo do Estoril. Em suma, um sorteio bastante favorável às principais equipas.

Alguma surpresa em perspectiva? 

Liga ZON-Sagres - A Académica subiu ao 2º lugar da classificação, depois de bater o Vit. Guimarães por 3-1, numa partida com grandes golos. Na tarde de hoje, U. Leiria e Portimonense, aproveitaram o facto casa, para derrotar Rio Ave e Beira-Mar por 1-0, respectivamente. (Resultados e classificação)

Liga Orangina - O Penafiel derrotou o Fátima por 2-1 e aproveitou o empate entre Gil Vicente e Leixões (0-0), para igualar os "galos" no 1º lugar da classificação. Belenenses e Feirense venceram pela 1ª vez, enquanto que o Santa Clara continua a marcar passo. Moreirense e Sp. Covilhã continuam 100% eficazes em casa, o que lhes vai garantindo o 3º lugar na geral. (Resultados e classificação)

Premier League - O Chelsea perdeu pela 1ª vez (1-0 frente ao Manchester City), no entanto, Arsenal (derrota caseira frente ao WBA, por 3-2) e o Manchester United (2-2 em Bolton) não aproveitaram da melhor maneira. O Liverpool continua irreconhecivel (16º lugar, com 6 pontos), enquanto que o rival Everton é a única equipa sem qualquer vitória na Liga. (Resultados e classificação)

La Liga - O Real Madrid empatou em Valência frente ao recém-promovido Levante e mostrou mais uma vez grande ineficácia no ataque, como comprova o 0-0 final. O Barcelona foi ao País Basco derrotar o Athletic Bilbao por 3-1, ultrapassando o rival merengue na classificação geral. No 1º lugar segue o Valência, depois de uma tranquila vitória no terreno do Sp. Gijon, por 2-0. (Resultados e classificação)

Serie A - O equilibrio é a nota dominante nestes primeiros 5 jogos da Liga Italiana, com Inter e Lazio na liderança. Os milaneses perderam esta semana pela 1ª vez (1-0 frente à AS Roma), enquanto que a Lazio foi ao terreno do anterior 2º classificado, o Chievo, vencer por 1-0. Entre o 1º classificado e o 19º, estão apenas 5 pontos de diferença. (Resultados e classificação)

Bundesliga - O Mainz vai surpreendendo na Alemanha, com 6 vitórias no mesmo número de jogos. Desta vez, o clube da Renânia deslocou-se ao terreno do campeão Bayern e venceu por 2-1. Na perseguição ao lider, está o B. Dortmund, depois de conquistar a 5ª vitória consecutiva (3-1 frente ao St. Pauli). Hugo Almeida marcou 2 golos na vitória do Bremen frente ao Hamburgo (3-2). (Resultados e classificação)

Ligue 1 - Em França, também temos um lider surpresa, com o St. Étienne a conseguir manter esta posição depois da deslocação ao terreno do grande rival, Ol. Lyon. Precisamente o Ol. Lyon está a fazer um início de campeonato para esquecer, tendo apenas 5 pontos em 7 jogos (19º lugar). Pior, só o estreante Arles-Avignon com 7 derrotas. Rennes, Toulouse e Caen estão na perseguição ao líder, enquanto que o Ol. Marselha (5º lugar) está a subir de forma. (Resultados e classificação)

26 de setembro de 2010

Sporting 1-1 Nacional (Carlos Saleiro 64´; Danielson 79´)

O Sporting somou o 3º jogo seguido sem vencer, empatou pela segunda vez seguida em casa, e está neste momento a 10 pontos do 1º lugar, quando estamos apenas à 6ª jornada.

A 1ª parte foi dominada territorialmente pelo Sporting, mas apesar de algumas oportunidades de parte a parte o jogo praticado nem sempre foi o melhor. Ao intervalo, Paulo Sérgio tirou Yannick e Liedson (que tiveram um desempenho nulo) e a equipa leonina melhorou substancialmente, criou oportunidades e o golo de Saleiro apenas justificou o caudal ofensivo dos leões. Contudo, depois do golo o Sporting adormeceu e entregou o jogo ao Nacional, que na 1ª vez que foi à baliza contrária num lance de bola parada com culpas para Nuno Coelho empatou a partida por intermédio de Danielson. Até final, o Sporting nunca mais conseguiu entrar no jogo e os insulares geriram o tempo. Em suma, um empate injusto considerando o maior domínio do Sporting, mas com os leões a pagarem mais uma vez a factura de alguns erros individuais e colectivos, que foram aproveitados pelo Nacional praticamente na única vez que foi à baliza contrária no 2º período.

Destaques 

Sporting -  Desde a entrada de Bettencourt para a presidência da direcção, que o clube leonino parece não conseguir ultrapassar a inércia do fraquinho. No inicio da semana fizemos um post alusivo às aspirações dos leões, e apesar de este jogo mais uma vez ter dado razão ao Visão de Mercado, a verdade é que os adeptos leoninos parecem idealizar uma realidade diferente e preferiram criticar duramente o dito post. Como tal, falar que Benfica, Porto e até Braga apresentam melhor qualidade de jogo e tem de longe melhores intervenientes, falar que Liedson é um jogador zero, falar que a defesa é bastante fraca principalmente nos lances de bola parada, falar que Evaldo não dá profundidade ofensiva, falar que este Sporting com a gestão de Bettencourt  (com apostas ridículas no mercado e renovações com trintões já esgotados para o futebol) está a caminhar para a Belenização, falar que a própria herança de Bento que preferiu Djaló e o suplente do Guimarães Pereirinha a Varela entre outros maus negócios indirectamente ainda está a prejudicar o clube de Alvalade, é alvo de revolta e insultos ao blog como se estivéssemos a mencionar alguma mentira, assim sendo, vamos optar por não referir estes aspectos.

Vukcevic - De longe o melhor em campo, o que mais criou, o que mais lutou e aquele que mais participou no jogo ofensivo dos leões.

Nuno Coelho - Voltou a cometer erros defensivos algo infantis, que culminaram com o golo do Nacional. Tendo em conta que em Janeiro faz 25 anos, nesta fase e a este nível já não se admite erros como os que o central tem efectuado nas últimas partidas.

Liedson - Com ele em campo, o Sporting parecia estar a jogar contra 12, pois o seu papel foi nulo. Muitas perdas de bola, recepções falhadas, um autêntico 3º central do Nacional. Tendo em conta que é de longe o jogador que mais aufere no plantel leonino, não se percebe a sua atitude em campo, onde além do rendimento zero parece mais preocupado em discutir com os seus companheiros.

Matias Fernandez - Perdeu a titularidade por demérito próprio pois as suas exibições tem sido muito fracas. E hoje nos 10m que esteve em campo, numa boa jogada individual que poderia ter resultado num remate ou assistência, acabou por preferir simular um penalti.

Zapater e Salomão - O espanhol na 1ª parte e o jovem esquerdino até ao golo do Sporting foram duas das boas exibições dos leões. O médio a demonstrar uma boa qualidade de passe e mais alguma agressividade do que o habitual no meio campo dos leões, enquanto que o extremo conseguiu provocar alguns desequilíbrios tendo mesmo uma boa oportunidade para finalizar.

Orlando Sá - Principalmente na 1ª parte, enquanto teve frescura física foi a melhor unidade do Nacional, fazendo várias vezes gato sapato da dupla Carriço-Nuno Coelho, e criando algumas situações de perigo.

PS -  No final do jogo os adeptos leoninos presenciaram a equipa e Paulo Sérgio com lenços brancos e muitos assobios, algo que à 6ª jornada não deixa de ser significativo.

25 de setembro de 2010

FC Porto 2-0 Olhanense (Otamendi 23´e Hulk 45´)

Com a 6ª vitória em 6 jogos no campeonato, os comandados de André Villas-Boas alargaram para 7 pontos a vantagem sobre os 2ºs classificados (Académica, Vit. Guimarães e Sp. Braga).

O jogo foi de sentido único, com os algarvios a mostrarem-se incapazes de assustar Helton durante os 90 minutos. Para além disso e, apesar dos dragões dominarem mais a posse de bola, o Olhanense fez pouquíssimas faltas, mostrando baixos níveis de agressividade na abordagem dos lances. Os dragões mataram logo o jogo na 1ª parte, primeiro com a estreia de Otamendi (de dragão ao peito e na lista dos marcadores), depois de uma defesa incompleta de Moretto a remate de Hulk. Mesmo à beira do intervalo, o internacional brasileiro aproveitou uma falha na defensiva contrária para marcar mais um golo na Liga ZON-Sagres. Na 2ª parte, os dragões limitaram-se a gerir o encontro, mas sempre com olhos postos na baliza de Moretto. O 2-0 não se alteraria, com o FC Porto a estar mais perto do 3º golo em diversas situações.

Destaques:

Fernando - Foi o melhor elemento em campo, mostrando mais uma vez qualidades de jogador de topo. Aparece a pressionar em todo o campo (até ganhou recuperou bolas na área adversária) e este ano consegue desequilibrar em zonas de finalização (podia ter marcado um golo).

Hulk - Mais um excelente jogo do internacional brasileiro, sempre à procura de criar desequilibrios e a conseguir os seus intentos. Marcou um golo e teve participação decisiva no outro.

Otamendi - Estreia positiva do internacional argentino, com um golo e bastante tranquilidade na defensiva azul e branca. Tentou sair várias vezes a jogar, com alguns lances de risco.

Álvaro Pereira - Nos últimos jogos tem funcionado como um autêntico médio esquerdo, tal são as vezes que sobe pelo flanco a apoiar o ataque. Hoje mais uma vez esteve incansável nesses movimentos, apesar da forte concorrência de Jorge Gonçalves.

Moutinho/Belluschi - Mais discretos que o habitual, mas sempre com a eficácia que têm demonstrado neste início de temporada.

Falcao - O colombiano está a fazer um início de temporada algo anormal, pois não tem conseguido desequilibrar como na temporada passada. À falta do faro de golo de Falcao, os dragões respondem com o instinto de Hulk.

Olhanense - Os algarvios, no jogo mais difícil até ao momento, realizaram também a sua pior exibição. Nunca conseguiram assustar a baliza de Helton, pese embora os esforços de Jorge Gonçalves e Paulo Sérgio.

Marítimo 0-1 Benfica (Fábio Coentrão 58´)

Os encarnados venceram pela 1ª vez fora de portas, na sempre difícil deslocação aos Barreiros. Um golo solitário de Fábio Coentrão deu os três pontos ao Benfica, depois de Cardozo ter desperdiçado por duas vezes em boa posição.

O jogo foi dominado pelo Benfica, com mais posse de bola e ocasiões de golo, no entanto, o contra-ataque madeirense e o brasileiro Danilo Dias deram alguma emoção ao encontro e trabalho a Roberto. Os encarnados pecaram na finalização, com muitos lances desperdiçados, onde Gaitan, Cardozo e Saviola foram os reis do desperdício. Marcelo, na baliza insular, também não facilitou a tarefa dos avançados do Benfica, ao realizar uma grande exibição.

No início da segunda parte, os encarnados tiveram uma entrada bastante forte, com Cardozo a falhar dois golos na cara de Marcelo, no entanto, pouco tempo depois, Fábio Coentrão estreou-se a marcar de águia ao peito na Liga ZON-Sagres, após cruzamento de Saviola. Até final, o Benfica adormeceu e permitiu um maior domínio do Marítimo, contudo, a baliza de Roberto nunca esteve em perigo.

Destaques: Fábio Coentrão - Excelente 2ª parte do médio encarnado, com vários cruzamentos perigosos e o golo da vitória, numa grande execução.

Saviola - O pequeno argentino fez a sua melhor exibição até este momento, na temporada 2010-11. Apareceu em quase todo o lado, criando bastantes desequilíbrios na defensiva insular, tendo apenas pecado na finalização. Fez a assistência para o único golo encarnado.

Carlos Martins - Na falta de Aimar, fica encarregue ao português levar a bola para o ataque encarnado, coisa que Martins fez com grande qualidade. Depois da sua saída, o Benfica praticamente não conseguiu criar lances ofensivos.

Roberto - Exibição segura do guarda-redes espanhol, a negar o golo aos insulares por várias vezes.

Gaitan - Esteve muito bem a criar ocasiões de golo e a servir os avançados, no entanto, falhou claramente no capitulo da finalização.

Cardozo - Noite para esquecer, com dois falhanços incríveis na cara de Marcelo. Para além disso, foi presa fácil para a defensiva do Marítimo.

Danilo Dias - O brasileiro foi o grande desequilibrador dos madeirenses, ao surgir com grande rapidez com a bola controlada e a partir para rápidos contra-ataques.

Marcelo - Começou intranquilo nas saídas dos postes, mas rapidamente acertou o passo, realizando uma grande exibição na baliza do Marítimo. Negou por diversas vezes o golo aos encarnados, mas foi impotente no remate de Fábio Coentrão.

24 de setembro de 2010


Sp. de Braga 3 - 1 Naval (Mossoró 27', Orestes a.g. 51', P. César 81'; Fábio Júnior 90')


O Braga venceu esta noite uma Naval praticamente inofensiva, e recupera assim algum ânimo depois de uma série de duas derrotas e um empate, e antes de um jogo muito importante frente ao Shakhtar Donetsk. Foi um jogo tranquilo, em que Felipe pouco teve que fazer, e a vitória bracarense peca por escassa dadas as oportunidades de golo. Mossoró, de regresso aos titulares, coroou os presentes com o primeiro golo, após 2 remates de Luis Aguiar e Alan bem defendidos por Salin. Com o golo o Braga moralizou, e falhou algumas boas oportunidades de ampliar o marcador. Chegava o intervalo, e tal como no jogo frente ao Paços, o Braga marcou na reabertura, num lance em que Salin não consegue segurar a bola na linha de golo, depois de Orestes ter tocado no esférico e com Alan também no lance. O Braga jogava bem, enquanto a Naval ia tentando segurar o meio campo, mas com alguma falta de criatividade pouco perigo conseguia criar no seu ataque. Numa boa jogada do recém entrado Salino, Paulo César, outro elemento saído do banco, matou o jogo na cara do guarda redes visitante. Até ao fim, golo da Naval, mais uma vez numa falha de marcação bracarense, e Fábio Júnior, regressado aos relvados nacionais, fez o gosto ao pé em frente a Felipe.

Destaques

Mossoró - O pequeno grande talento bracarense merece destaque hoje. Pelo golo, sim, mas também porque é de saudar o regresso à titularidade (depois deuma grave lesão) de um dos melhores criativos da época passada, e que tanta falta vinha fazendo ao Braga. Com pouco ritmo, é certo, algum medo ainda a sair-se às bolas, normal, mas desempenhou o seu papel na perfeição!

Matheus - O veloz avançado criou hoje bastantes dificuldades à defesa da Naval, com as suas arrancadas pelas costas dos adversários, ou a descair para a esquerda, dada a ausência de P. César. Foi aliás por este flanco que surgiu isolado em frente à baliza, sem no entanto ter marcado.

Sílvio - Teve um jogo bastante seguro, começou a cortar uma bola bastante perigosa quando o adversário se preparava para marcar, continuou o jogo atacando bem e defendendo ainda melhor, durante os 90 minutos. Está a valorizar-se o activo em quem António Salvador apostou para esta época, e certamente entrará nas contas de Paulo Bento para os próximos jogos.

Naval - A equipa da Figueira da Foz continua apenas com uma vitória nesta liga. E Victor Zvunka tem ainda algum trabalho pela frente, a avaliar por este jogo. Uma visita ao AXA nunca é facil, mas a passividade da equipa ditou a derrota, pouco agressiva, sem grande capacidade ofensiva e um meio campo que nunca se conseguiu impor.

Sp. Braga - Tal como o Visão de Mercado tinha dito em posts anteriores, o Braga precisava de rodar o seu 11 principal, abdicar de alguns elementos algo desgastados, dar-lhes descanso, e colocar alternativas para essas posições que fizessem com que a equipa não quebrasse, como aconteceu na Mata Real. Salino e Paulo César ficaram no banco, e a produtividade da equipa subiu. Luis Aguiar e Vandinho cumpriram no miolo, e Mossoró esteve livre, como tanto gosta, para "vaguear" pelo campo, na zona do 10. Assim o Braga poupa elementos cruciais para o segundo jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões desta semana, e consegue ao mesmo tempo um bom resultado esta noite.

Vítor Baía - O ex-guarda-redes do Porto e da selecção nacional não enjeita a possibilidade de assumir uma candidatura à presidência da Federação Portuguesa de Futebol. Baía está disponível para ajudar. "Estou disponível para ajudar o futebol português, já que precisa de uma nova visão mais abrangente, de um plano de intervenção. Estou aqui para ser uma solução dos problemas do futebol português. Tenho capacidade e experiência para isso. Se houver competência, o futebol só sai a ganhar", afirmou.

Visão de Mercado - Caso se confirme a candidatura de Vitor Baía à FPF, seria o segundo ex-dirigente do Porto num curto espaço de tempo a sair da SAD portista em suposto litígio com a direcção de Pinto da Costa directamente para um dos cargos mais importantes do futebol português, depois de Fernando Gomes ter ocupado a presidência da Liga de Clubes.

Carlos Queiroz - O Tribunal Arbitral de Desporto de Lausanne (Suíça) suspendeu esta sexta-feira a aplicação da suspensão de seis meses a Carlos Queiroz. Desta forma, o ex-selecionador poderá voltar a treinar clubes ou seleções até à decisão final do recurso. A sanção fora decretada pela Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP). A decisão do Tribunal Arbitral de Desporto é válida até à apreciação do recurso interposto pelo ex-seleccionador nacional de futebol.

Visão de Mercado -É o segundo processo que Queiroz ganha no espaço de apenas um dia, depois de ontem o Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ter decidido retirar  a suspensão de um mês (e os mil euros de multa) que lhe tinha sido aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) do mesmo organismo pelo já famoso «caso da Covilhã». Ainda mais curioso é que tudo isto também coincidiu com a apresentação de Bento e a surpreendente declaração de Madaíl que segundo o próprio, não irá se recanditar à presidência da FPF.

Tal como ontem avançamos, Vitor Baia está mesmo na calha para se candidatar, será ele um bom candidato? Que perfil deve ter o próximo presidente da FPF? E Queiroz já conseguiu limpar a sua imagem, ou o TAS ainda poderá dar razão à ADOP em todo este processo?

23 de setembro de 2010

Gilberto Madaíl assegurou, na noite desta quinta-feira, que não entrará na corrida pelas eleições para os órgãos sociais da da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

À entrada para a Gala dos 100 anos da AF Lisboa, no Convento dos Beato, em Lisboa, o ainda líder federativo confessou, aos jornalistas presentes, não ver "motivos" para encabeçar uma recandidatura. "Não vejo motivos para me recandidatar", atirou Madaíl que, questionado sobre a possibilidade de poder integrar um outro cargo numa eventual lista à FPF, apenas referiu que "isso vai depender dos candidatos".

De referir que as eleições para os órgãos sociais da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) serão marcadas em Novembro, após a apresentação das contas referentes ao ano de 2010 em Assembleia-Geral (AG), sendo que o acto eleitoral se realizará em Janeiro de 2011. Fonte: RR

Visão de Mercado - Apesar desta afirmação de Madaíl, tendo em conta este sentimento de posse que parece abarcar todos os dirigentes do futebol português, resta esperar para ver. Pois a obsessão pelo poder é enorme em Portugal. Contudo caso se confirme esta saída de Madaíl da FPF, não deixa de ser caricato que tenha assinado já um contrato com Paulo Bento para os próximos dois anos, deixando desde já o seu sucessor com a obrigatoriedade de manter os serviços do ex-treinador do Sporting ou então rescindir o seu contrato. Como balanço final, a nível positivo, ter elevado Portugal a um patamar de top no futebol Mundial, com presenças constantes em Europeus e Mundiais, e a nível negativo o facto de ter estado demasiado tempo agarrado ao poder, a fuga às responsabilidades em vários casos que envolveram o futebol português na última década, e a nível das selecções jovens termos deixado de ser uma referência a nível internacional com poucas presenças em fases finais.

Quem será o sucessor de Madaíl? Ou qual seria o melhor candidato? Mais algum político, como Fernando Seara, Laurentino Dias e Herminio Loureiro. Ou um ex-futebolista, como Figo ou Vitor Baia.

Dez coisas que podemos esperar ver na Liga dos Campeões 2010-11. Um artigo bem conseguido pelo site Goal.com (em inglês), numa mistura entre a comédia e a realidade. Aqui ficam as 10 previsões de Carlo Garganese:

10 – A Serie A ultrapassa a performance da Bundesliga, com as suas 3 equipas a chegarem às Meias Finais, enquanto que o Bayern será a única equipa alemã a ultrapassar a fase de grupos. Apesar disso, a Alemanha ficará com o 3º lugar no ranking de clubes (4 equipas na Liga dos Campeões), com o Bayer Leverkusen e o Borussia Dortmund a disputarem a final da Liga Europa.

9 – O jogo entre o Sp. Braga e o Shakhtar Donetsk bate o recorde para o maior número de brasileiros num jogo da Liga dos Campeões. Os minhotos têm mais brasileiros no plantel do que o Arsenal, Chelsea, Manchester United e Tottenham têm ingleses (mesmo somando os quatro clubes)!

8 – “A Liga dos Campeões está no nosso ADN”. O vice-presidente do AC Milan, Adriano Galliani repete sempre (dezenas de vezes) esta permissa antes e depois de um jogo europeu. Quando o AC Milan é eliminado da Liga dos Campeões, o presidente Silvio Berlusconi culpa os árbitros: “Mesmo na Europa, eles são todos comunistas!”

7 – Cesc Fabregas tenta roubar as camisolas dos jogadores do Barcelona antes do encontro frente ao seu clube do coração, com Arsene Wenger a referir que “é algo que os miúdos fazem hoje em dia”. O Barcelona elimina o Arsenal com 8-2 no agregado das duas mãos, com Wenger a afirmar que o potencial da sua equipa é enorme.

6 – Irão haver 3 jogos entre equipas inglesas e italianas nos Oitavos-de-Final pela milésima vez de seguida. “É só uma coincidência, nada de preocupante”, refere Michel Platini desde o hospital, depois de sofrer queimaduras graves nas mãos durante o sorteio.

5 – Peter Staunton (jornalista-analista do Goal) refere que Demichelis é um jogador de classe mundial, apesar do argentino ter marcado 4 auto-golos e providenciado mais assistências (todas para o adversário) que nenhum outro jogador na Liga dos Campeões.

4 – O Tottenham bate o Twente, com um golo de Peter Crouch de cabeça, após um pontapé de canto e Harry Redknapp utiliza isso como prova que os treinadores ingleses são os melhores do mundo. Quando lhe perguntaram antes do inicio do jogo, o que é que ele pensa do campeão holandês, Redknapp refere: “ Nunca ouvi falar no Pato! Twenty? Eu prefiro o número 7”.

3 – O novo treinador do Real Madrid, José Mourinho declara que Casillas é o melhor guarda-redes do mundo, Ricardo Carvalho, é o melhor defesa do mundo, Mesut Ozil, é o melhor médio do mundo e Cristiano Ronaldo é o melhor avançado do mundo. O ano passado estes jogadores tinham sido Júlio César, Lúcio, Sneijder e Samuel Eto´o. Em 2006 tinham sido Petr Cech, John Terry, Lampard e Drogba. Em 2004 tinham sido Vitor Baía, Jorge Costa, Deco e McCarthy. Mesmo assim, o Real Madrid será eliminado nos Oitavos-de-Final.

2 – O detentor do troféu, Inter de Milão, completa o 1º de mais 45 anos sem ganhar a Liga dos Campeões. O próximo triunfo sera em 2055, 4 anos depois do Calciocaos XI, quando Juventus, AC Milan e AS Roma são relegados para a Série C pelo accionista e fã de longa data do Inter e juíz ocasional, Guido Rossi Jr.

1 – Rooney será o melhor marcador da temporada. O avançado do Manchester United terá uma noite particularmente profícua durante a visita a Amsterdão, nos Quartos-de-Final, marcando 10 vezes numa noite, apesar de nenhum desses golos tenha sido contra o Ajax. O jogo entre o United e o Rangers é conhecido como a Batalha da Grã Bretanha e tratado como um dos jogos mais interessantes da fase de grupos, mesmo que ninguém fora da Escócia conheça algum jogador dos Rangers. Apesar disso, os fãs do Rangers comemoram o 70º aniversário do Blitz (destruição de cidades inglesas pelos nazis), devastando o centro da cidade de Manchester.

Destaque obviamente para a referência ao Sp. Braga, neste caso pela negativa, pois nem os jornalistas europeus conseguem deixar passar em claro a invasão de brasileiros no plantel minhoto (ainda bem que não olharam para a maioria dos plantéis da Liga ZON-Sagres!). José Mourinho também é visado neste artigo, pelas razões enunciadas no ponto 3. Será que é desta que o Real ultrapassa os Oitavos-de-Final?

22 de setembro de 2010

Rui Costa - O director desportivo dos encarnados descartou responsabilidades na ausência de O. Benquerença pela 2ª semana consecutiva de jogos da Liga: "Não quero dizer nada sobre ausência de Benquerença, o Benfica está a pensar no próximo jogo que tem para fazer, esperando que tudo corra pelo melhor. Não é problema do Benfica." 

Benfica - Hoje o jornal A BOLA apontou Enzo Perez e Funes Mori ao clube encarnado, curiosamente o DN na sua edição referiu que as águias estão no mercado por um médio direito, e Rui Costa ao final da tarde questionado sobre o assunto, não desmentiu o interesse nos jogadores. Quererá isto dizer que não há fumo sem fogo e que a temporada foi mal planeada, ao ponto de já ser procurar novas alternativas?

Bebé - O internacional sub-21 português estreou-se pela equipa principal do Manchester United na goleada no terreno do Scunthorpe United por 5-2. Bebé entrou aos 73 minutos, mas não teve tempo para mostrar qualidades.

Carling Cup - Liverpool em casa frente ao Northampton, equipa do quarto escalão de Inglaterra, Chelsea (3-4 frente ao Newcastle) e Manchester City (1-2 frente ao WBA) foram eliminados da Taça da Liga inglesa.

La Liga - O Barcelona derrotou o Sp. Gijon por apenas 1-0, com golo de Villa aos 50 minutos. Um resultado bem melhor que o alcançado na semana passada, na derrota frente ao Hércules. Sem Messi é mais complicado golear? O Barça fica uma equipa mais acessível? Ou Iniesta, Xavi e Villa dão conta do recado?

Série A - O Inter derrotou o Bari por 4-0, com dois golos de Milito e Eto´o (ambos de penalti), enquanto que o AC Milan empatou 1-1 na visita à capital (Lazio). Ibrahimovic ainda deu vantagem, no entanto, Floccari empatou perto do final. Quem continua em crise é a AS Roma, com mais uma derrota, desta vez por 2-1 em Bréscia.

Bundesliga - O Schalke 04 venceu pela 1ª vez esta temporada, na visita ao terreno do Friburgo (2-1), com Huntelaar a marcar o golo decisivo perto do final do jogo. Em grande esteve o Borussia Dortmund, ao golear o Kaiserslautern por 5-0.

Atletismo - O FC Porto suspendeu oficialmente a secção de Atletismo do clube em protesto contra as alterações dos regulamentos das inscrições de atletas. Os dragões acusam o presidente da FPA, Fernando Mota, de "colagem ao Sporting".

Sociedade - Dois grupos de ciganos (portugueses e romenos) entraram em confrontos à porta de uma escola em Braga, devido a agressões entre alunos de ambas as familias na véspera. 

Capas dos jornais - Quais vão ser os principais destaques da edição de amanhã dos 3 diários desportivos? Os nossos leitores têm a palavra!