30 de junho de 2010

Como já se tinha vindo a reparar, Roger Federer não tem jogado no seu melhor nos últimos tempos. Pode-se observar pouca evolução e basicamente já nem parece aquele jogador que já fora considerado o melhor de todos os tempos. A sua derrota contra Tomas Berdych (12º cabeça de série do torneio londrino) foi contundente, apesar de terem jogado 4 sets. Federer perdeu pelos parciais de 4-6 / 6-3 / 1-6 / 4-6.


Outros encontros importantes do dia foram o de Novak Djokovic e Rafael Nadal que avançam para as meias-finais onde vão defrontar, respectivamente, Tomas Berdych e Andy Murray. Com estes resultados, Novak Djokovic vai subir a nº2 da hierarquia ATP, enquanto que Federer desce para a 3ª posição, algo que não acontece desde 2003!


No sector feminino, Serena Williams avança depois de ter batido a chinesa Na Li por 7-5 / 6-3 e vai encontrar nas meias-finais Petra Kvitova que teve um jogo bem disputado contra Kaia Kanepi. A outra meia-final será discutida por Vera Zvonareva e Tsvetana Pironkova, a búlgara que afastou Venus Williams da potencial final entre irmãs.

Estará Federer na sua fase descendente da carreira? Ou ainda poderá voltar a nº1 Mundial em 2011? Rafael Nadal irá vencer o seu 8º Grand Slam da carreira, o 2º em piso de relva? No quadro feminino, Serena poderá cair perante a nº 21 (Zvonareva), 62 (Kvitova) e 81 (Pironkova) do ranking WTA?

É apenas uma coincidência, mas o que é certo é que todos os jogadores que participaram no espectacular anúncio da Nike antes do Mundial (ver aqui), caso de Rooney, Cannavaro, Ribery, Drogba, e infelizmente de Cristiano Ronaldo, acabaram todos por desiludir no campeonato do Mundo, saindo claramente pela porta pequena da competição.

Aproveitando a referência ao lado negativo do futuro dos jogadores, caso os mesmo fossem uma desilusão. Até que ponto é que, e principalmente no caso de Rooney e Ronaldo que foram os mais visados pela imprensa Mundial, este fraco desempenho poderá condicionar as suas carreiras, tanto nos seus clubes, como ao nível da selecção? Pois uma grande parte da população portuguesa e inglesa já fez das suas referências (Ronaldo e Rooney), o bode expiatório para todo este desaire.

Curiosamente, hoje José Mourinho já reagiu às críticas sobre a prestação de Cristiano Ronaldo no Mundial, assegurando que no colosso espanhol o internacional português não terá «toda a responsabilidade de uma equipa». «Agora tem de aproveitar as férias. Tem que ficar tranquilo. Na próxima temporada não deixarei que ninguém coloque sobre ele toda a responsabilidade de uma equipa», afirmou José Mourinho, em declarações à Onda Cero. Numa clara tentativa de proteger a sua estrela e indirectamente atacar as opções de Queiroz. Terá razão Mourinho ao afirmar que Ronaldo tinha demasiado peso sobre os seus ombros nesta selecção?

Com a sua vaidade que já o caracteriza, o seleccionador nacional voltou hoje a salientar  na conferência de imprensa que promoveu como balanço final do Mundial, que a prestação de Portugal foi digna, integra com ambição e prestigiante. Uma conclusão algo estranha, tendo em conta o péssimo desempenho de Portugal, quer ao nível dos resultados como do futebol apresentado.

O seleccionador abordou ainda o tema Ronaldo. «Se precisar de levar toda a minha vida para fazer perceber e ensinar que as frustrações têm de ser contidas, vou fazê-lo. Essa é a minha obrigação, porque Portugal precisa do Cristiano Ronaldo e Cristiano Ronaldo precisa da selecção. Agora, se o tamanho da camisola for pequeno de mais para algum corpo, não precisa de estar aqui», disse ainda Queiroz.»

Depois da péssima fase de qualificação, e de o próprio seleccionador ter colocado a fasquia bem alta neste Mundial, e apenas termos cumprido os serviços mínimos, seria natural que Queiroz tivesse alguma humildade e apresentasse a sua demissão, contudo quem conhece o passado deste treinador, sabe que esse cenário era algo improvável de acontecer.

O argumento que Portugal acabou por empatar com o 1º e perder contra o 2º do Ranking FIFA, não me parece o suficiente para justificar esta péssima prestação, pois por essa ordem de ideias, o facto de sermos o 3º do Ranking deveria ser suficiente para ganhar à Costa do Marfim, o que não aconteceu. 

Como balanço final, na nossa perspectiva este Mundial para Queiroz fica marcado pelos casos Deco, Nani, Simão, por uma convocatória recheada de jogadores em baixo de forma, como Simão, P.Ferreira, Miguel, Pepe, Liedson e Deco, por opções técnico-tácticas sem qualquer sentido, como a colocação de Ronaldo na frente num 4-5-1, e mesmo pelo minuto 58 do jogo contra a Espanha em que o seleccionador retira um dos melhores elementos em campo (Hugo Almeida) para fazer entrar alguém que supostamente até se encontrava lesionado (Danny), e por último pela péssima imagem que Portugal transmitiu na maior competição internacional, devido ao mau futebol que apresentou.

PS - Infelizmente hoje a imprensa portuguesa, aliás como o fez durante os últimos dois anos, voltou a dar uma palmadinha nas costas de Queiroz e quando estavam reunidas todas as condições para um ataque forte à posição do professor como seleccionador nacional, optou por promover uma suposta guerra em volta de Ronaldo. 

Que balanço faz deste trajecto de Queiroz ao serviço da selecção?

29 de junho de 2010

Portugal 0-1 Espanha (David Villa 63´)

A selecção nacional despediu-se hoje da África do Sul da mesma forma como começou, ou seja, com mais um jogo em branco! Em 4 jogos Portugal apenas marcou à Coreia do Norte e venceu apenas essa partida, cumprindo os mínimos exigidos. O jogo teve cerca de 5 minutos fatídicos, entre os 58´e os 63´, quando Queiroz tirou Hugo Almeida por Danny, Del Bosque colocou Llorente por Torres e Simão falhou a cobertura a David Villa. Resultado, 1-0 para a Espanha!

O jogo pode-se dividir em duas fases, na primeira Portugal defendeu com todos os jogadores atrás da linha da bola, perante as tentativas espanholas de criar jogadas de golo. Quando o meio campo e a defesa falharam, estava lá Eduardo para defender. Esta táctica deu certo até ao golo espanhol, com Pepe (muito bem a cortar lances, mas mal com a bola nos pés), Raul Meireles e o quarteto defensivo a controlarem bem a ofensiva espanhola. Portugal aproveitou para chegar com perigo à baliza de Casillas, com os adeptos a acreditarem numa vitória, no entanto, os remates de Tiago e Cristiano Ronaldo foram defendidos pelo guarda-redes do Real.

Depois do golo de Villa, a Espanha não necessitou de pressionar mais a defensiva nacional e arriscar em demasia, optando pelo seu típico tiki-taka no meio campo. Portugal não conseguiu entrar no jogo, muito menos construir alguma jogada com princípio, meio e fim. No banco de suplentes apenas estava Liedson, faltando mais alguém para dar profundidade à equipa. Até final da partida, a Espanha esteve sempre mais perto do 2-0 e Portugal sai do Mundial da forma habitual, ou seja, com mais um jogador expulso (Euro 2000, Mundial 2002, JO 2004 e Mundial sub-20 em 2007).

Melhor em campo para a FIFA - Xavi

Destaques:

Eduardo - Não fosse a eliminação precoce e o português era um dos favoritos ao título de melhor guarda-redes da prova. Hoje esteve enorme na baliza e saiu entre lágrimas, tal como Eusébio em 1966. Merece uma hipótese no clube europeu de topo.

Cristiano Ronaldo - Hoje não foi o melhor em campo porque Portugal perdeu, mas se houvesse prémio para pior em campo, era um sério candidato. Apesar de ter finalmente acertado nos lances de bola parada, mostrou o pior que há nele: vedetismo, individualismo e pouco sacrifício pelo conjunto.

Simão - Com 30 anos de idade, o jogador do Atlético já terá dado tudo o que tinha ao serviço da selecção. Foi responsável no golo de Villa, participou pouco no ataque e perdeu muitas vezes a bola. Tempo de retirada?

Carlos Queiroz - Colocou em campo um 11 que lhe parecia dar mais hipóteses de ultrapassar a Espanha e até um certo momento, Portugal conseguiu resistir à Furia. Depois fez a borrada do Mundial ao tirar Hugo Almeida (um dos melhores em campo) e colocar Danny (inconsequente). A porta de saída está aberta, até porque, pese embora a qualidade defensiva, a criar jogadas de ataque, neste Mundial, Portugal mostrou zero.

Paraguai 0-0 (5-3 g.p) Japão

O Paraguai bateu o Japão na marcação de grandes penalidades e garantiu o apuramento para os quartos-final, depois de um jogo quase sem história, pois os momentos ofensivos foram quase nulos, com duas equipas mais preocupadas em não perder e sem querer assumir riscos. Apesar de tudo, considero o resultado algo injusto, pois o Japão fez um pouco mais por merecer o apuramento, demonstrando alguma criatividade que o Paraguai nunca proporcionou.

Melhor em campo para a FIFA - Honda

De acordo com vários sites brasileiros (ler aqui), o defesa do São Paulo deverá ser anunciado no Sporting nos próximos dias. Num negócio que custará ao clube leonino, cerca de 2 milhões de euros (ler aqui).

NomeAlexandre Luiz Reame
Nacionalidade    Brasil Brasil
Nascimento1988-02-23 (22 anos)
Posição
Defesa
Altura  193 cm
Peso87 kg


Xandão transferiu-se no último mês de Dezembro do Barueri para o São Paulo, onde teve como missão substituir André Dias (que saiu para a Lazio), e com sucesso, pois rapidamente garantiu a titularidade, sendo mesmo um dos 5 jogadores mais utilizados esta época no clube brasileiro. Apesar de ainda ser relativamente novo, a verdade é que o defesa teve o privilégio de formar dupla com Miranda (o melhor defesa a actuar no Brasil), e muitas vezes formou mesmo um trio no centro da defesa com Alex Silva (irmão de Luisão), o que certamente lhe terá permito acrescentar mais conhecimentos e alguma experiência.

O brasileiro poderá ser o segundo defesa central que o Sporting contrata esta temporada, e com a particularidade de tal como Torsiglieri ter apenas 22 anos e mais de 1,90, o que demonstra uma vontade da equipa técnica leonina em aumentar significativamente a estatura da equipa e poder potenciar activos com margem de progressão. 

A confirma-se a contratação de Xandão, quem formará a dupla de centrais do Sporting na época 2010-2011? Será que Carriço irá ser adaptado a médio defensivo, tal como já aconteceu no Olhanense e no Chipre? Quem será o próximo reforço leonino? Recordo que Paulo Sérgio disse ontem que pretendia mais um extremo, um médio centro, um defesa central, um guarda-redes e um avançado.

28 de junho de 2010

Portugal joga amanhã frente aos nossos vizinhos espanhóis a passagem aos Quartos-de-Final do Campeonato do Mundo. O jogo irá disputar-se na Cidade do Cabo, local onde Portugal derrotou a Coreia do Norte por 7-0 e terá como árbitro Héctor Baldassi da Argentina. Um sinal de partida para o jogo poderá ser o Portugal-Espanha de 2004, quando a selecção nacional precisava de uma vitória para não cair na 1ª fase do Europeu. Nuno Gomes resolveu a partida e arrumou com os arrogantes espanhóis, numa exibição memorável de Figo e companhia. A partida de amanhã não será na fase de grupos, mas sim nos Oitavos-de-Final, abrindo a fase decisiva do Mundial para Portugal. A Espanha, campeã europeia em título, não tem realizado boas exibições neste Mundial e a máquina demolidora de 2008 está pouco oleada, no entanto, a Fúria poderá acordar a qualquer momento. Xavi e Fernando Torres têm estado muito abaixo das expectativas e esperemos que assim continuem, para bem da selecção nacional! Portugal ainda não sofreu qualquer golo na competição fruto de uma segurança defensiva notável. Com Eduardo na baliza Portugal nunca perdeu, sofrendo apenas 3 golos em 18 jogos e será, a ter em conta com esse registo, que Carlos Queiroz irá abordar a partida de amanhã. Duda e Danny estão em dúvida para o jogo, enquanto que Ruben Amorim ainda não está recuperado. Deco poderá entrar de início. A Espanha irá apresentar o mesmo 11 que utilizou frente ao Chile, já que Xabi Alonso recuperou de uma pequena mazela. Del Bosque não poderá contar com Albiol por lesão.

Equipas prováveis:
Portugal - Eduardo; Miguel, Bruno Alves, Ricardo Carvalho e Fábio Coentrão; Pepe, Raul Meireles, Tiago e Deco; Simão e Cristiano Ronaldo.
Espanha - Iker Casillas; Sérgio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevilla; Busquets, Xabi Alonso, Xavi e Iniesta; David Villa e Fernando Torres.

Prognósticos para o resultado e homem do jogo? Força Portugal!

PS - Tendo em conta o que foi assinado em 1494 (Tratado de Tordesilhas), resta-nos esperar que os espanhóis cumpram com o prometido e deixem a África do Sul para Portugal!

Agora é oficial, tal como avançamos na última quinta-feira (ler aqui), o extremo argentino foi vendido ao Real Madrid.

O anúncio surgiu esta tarde, no site do clube espanhol (ler aqui). Sendo que o internacional argentino assinou contrato com os “merengues” válido por seis temporadas.

Apesar de ainda não terem sido oficializados os pormenores do negócio, a imprensa espanhola assegura que a mudança de Angelito para Madrid rendeu 25 milhões de euros aos cofres encarnados. Uma quantia inferior à cláusula de rescisão cifrada em 40 milhões.

A transferência de Di Maria para o Real, passou a ser algo inevitável desde o momento em que Mourinho demonstrou publicamente interesse no extremo, pois tal como já tínhamos referido, o treinador português não tem por hábito dizer as coisas em vão, como tal, esta notícia da ida do extremo para o clube merengue acaba por não surpreender ninguém. O que surpreende é os valores do negócio, pois considerando que tanto Luis Filipe Vieira como Rui Costa por diversas vezes afirmaram que os jogadores apenas saíam pelas cláusulas, isso acabou por não acontecer. Apesar de tudo, nunca um jogador rendeu tanto ao clube da Luz.

A venda de Di Maria por 25 milhões é o preço justo? Irá ter o extremo sucesso em Madrid? Em que posição ficam os dirigentes encarnados depois de terem mentido aos seus adeptos? Quem poderá substituir o argentino? Gaitan? Leto? James Rodríguez? Simão? Ou algum outro jogador?

Brasil 3-0 Chile (Juan 35´, Luis Fabiano 38´e Robinho 59´)

O Escrete já está nos Quartos-de-Final da prova onde vai encontrar o rival holandês, que já deve estar a preparar a vingança dos Mundiais de 1994 e 1998. O Chile praticou o seu futebol habitual, com um pendente ofensivo, no entanto, na defesa, não podia contar com a sua melhor dupla de centrais (Medel e Ponce) e isso terá sido fatal. O Brasil esteve mais na expectativa na tentativa de pôr em marcha o seu contra-ataque letal, com Robinho e Káká em destaque. No entanto, foi a partir de um lance de bola parada que Juan fez o 1-0, beneficiando do handicap chileno (uma das equipas mais baixas da prova). Três minutos depois, Robinho partiu para o contra-ataque, passou para Káká e o jogador do Real Madrid fez uma assistência primorosa para Luis Fabiano. O ainda jogador do Sevilha fintou Bravo e marcou o 2-0. Ao intervalo, Bielsa trocou 2 jogadores, mas a tendência da partida manteve-se com o Chile a tentar chegar ao golo, mas bastante desorganizado nas suas costas. O Brasil aproveitou para fazer mais um golo, numa grande jogada de Ramires e finalização apurada de Robinho. Até final, o Chile poderia ter reduzido, mas Júlio César mostrou estar em grande forma.

Melhor em campo para a FIFA - Robinho

Destaques:

Robinho, Káká e Luis Fabiano - Fazem uma tripla letal na frente de ataque do Brasil. Os dois primeiros tratam a bola por "tu", enquanto que o terceiro tem um "killer instict" fenomenal. Juan e Lúcio também estiveram implacáveis na defesa, enquanto que Ramires fez esquecer Felipe Melo.

Beausejour - Foi o melhor elemento do Chile, aquele que não caiu em individualismos básicos e mostrou clarividência e bons pormenores. Com 26 anos e um excelente pé esquerdo, seria um excelente reforço para os grandes de Portugal (joga no América do México).

Brasil - O Brasil mais europeu de sempre e que joga sempre no erro do adversário. É este o Brasil de Dunga. Com jogadores fabulosos no contra-ataque e uma grande segurança defensiva, o Escrete 2010 habilita-se a vencer o Mundial, mas a não convencer os brasileiros. No entanto, o futebol praticado hoje foi mais espectacular que o da fase de grupos.

Chile - Bielsa montou uma equipa virada para o ataque, que arrisca muito, mas contra selecções como o Brasil, esse futebol não chega. No ataque não houve qualidade para enganar a defensiva brasileira e na defesa (sem os dois centrais habituais), os buracos foram mais que muitos. O Chile sai do Mundial deixando uma imagem de futebol positivo.

Holanda 2-1 Eslováquia (Robben 18´e Sneijder 84´; Vittek 90´+3 g.p.)

A Holanda confirmou o favoritismo e carimbou a passagem para os quartos de final. A primeira parte teve como ponto alto o golo de Robben, que numa jogada que já é a sua imagem de marca, inaugurou o marcador. Na segunda parte houve mais motivos de interesse, com a Eslováquia no espaço de dois minutos a ter duas excelentes oportunidades para empatar, contudo Stekelenburg esteve em grande e não permitiu a igualdade. Já perto do final, e na sequência de um lance inteligente, Sneijder fez o 2-0 e acabou com o encontro, a Eslováquia ainda conseguiu reduzir no último lance do jogo, mas em vão. Em suma uma vitória justa da melhor equipa e que quase nunca teve em causa.

Melhor em campo para a FIFA - Robben

Destaques

Stekelenburg - Apesar do bom golo de Robben e da boa exibição de Kuyt, a verdade é que o guardião holandês foi determinante na vitória holandesa, com as duas grandes intervenções que efectuou no minuto 67´e 68´.

Hamsik - Não consegue ter a mesma importância no jogo da Eslováquia que tem no Nápoles, o facto de jogar muito recuado, acaba por limitar o seu talento e a sua capacidade para decidir no último terço do terreno.

Holanda - Está uma equipa mais pragmática, ainda não apresentou o brilhantismo que a caracteriza, mas jogadores como Robben, Van Persie, Kuyt e Sneijder poderão levar a laranja mecânica até à final. A defesa é claramente o calcanhar de aquiles desta talentosa selecção.

Eslováquia - A equipa é jovem, e jogadores como Hamsik, Weiss e Stoch daqui a 4 anos, estarão certamente mais fortes, como tal, esta selecção tem reunidas todas as condições para cimentar o seu lugar nas grandes competições.

Teremos uma Holanda contra o Chile ou Brasil nos quartos-final? 

O Benfica, versão 2010/11, arranca hoje a preparação para a nova época, com o plantel praticamente definido e sem nenhuma saída até ao momento, com a mesma estrutura técnica e directiva, as ambições dos encarnados são elevadas. Jorge Jesus, já revelou que os objectivos do clube da Luz, passam pela conquista do bicampeonato, ir à final da Liga dos Campeões e conquistar a Taça de Portugal.

No primeiro dia relativo à época 2010-2011, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, revelou esta segunda-feira, em entrevista à BenficaTV, que Di María ainda é jogador do Benfica, mas que há a hipótese do argentino abandonar o clube encarnado rumo ao Real Madrid. "O Di María, hoje, é jogador do Benfica, mas poderá sair. Já houve conversações e, se se confirmar o que já se falou, ele poderá sair", disse. O líder dos encarnados revelou ainda que «é possível haver mais uma ou duas aquisições». «Queremos uma equipa que nos dê garantias a nível nacional e que possa chegar longe na Liga dos Campeões, se possível à final», atirou. E por último Vieira garantiu que "O Benfica tem um endividamento de cerca de 225 milhões de euros e, se quiser liquidar essa dívida, só terá de vender jogadores. Se for preciso, vamos endividar-nos mais para ter um Benfica competitivo".
 
Plano para a pré-época 2010-2011:
Hoje - Regresso aos trabalhos
7 a 14 Julho - Estágio na Suíça
17 e 18 Julho - Torneio de Guimarães; com Groningen e V. Guimarães
24 Julho- Apresentação da equipa aos sócios; Mónaco  (estreia do relvado do Estádio da Luz)
27 Julho - Jogo em Albufeira, frente ao Sunderland
31 Julho e 1 de Agosto - Torneio do Guadiana; com Feyenoord e Aston Villa
3 de Agosto - Eusébio Cup; Totenham (Estádio da Luz)
7 de Agosto - Supertaça; frente ao FC Porto


Reforços: Jara, Gaitan, Roberto e Fábio Faria. Até ao momento, o clube encarnado já gastou 23,4 milhões de euros em reforços para o plantel às ordens de Jorge Jesus.

Conseguirá o Benfica alcançar o bicampeonato? Haverá alguma mexida no plantel até ao final do defeso? Até onde poderão chegar os encarnados na Liga dos Campeões? Quem serão os dois reforços que Vieira prometeu no 1º dia de trabalhos? E que Benfica teremos em 2010-2011?

27 de junho de 2010

Argentina 3-1 México (Carlos Tevez 26´e 52´e Higuain 33´; Javier Hernández 71´)

Depois do jogo Alemanha-Inglaterra, com um golo não validado, veio agora o Argentina-México com um golo mal validado! O resultado estava em 0-0 quando Messi remata para o desvio de Tevez, que estava em posição irregular. Os jogadores do México protestaram (parece que alguém viu a repetição do lance), mas o árbitro não voltou atrás na decisão. A partir daí a Argentina cresceu e dominou o resto da 1ª parte (os primeiros 20 minutos foram mexicanos), marcando mais uma vez, depois de um erro crasso de Ricardo Osorio.

Na 2ª parte os mexicanos tentaram de tudo para chegar ao golo, mas foi Carlos Tevez a aumentar a vantagem para os argentinos num grande golo, uns dos melhores do torneio. Javier Hernández ainda reduziu noutro grande golo e o México esteve muitas vezes perto do 2-3, no entanto, o resultado não se alteraria até final.

Melhor em campo para a FIFA - Tevez

Destaques:


Carlos Tevez
- Claramente o melhor em campo, não só pelos golos que marcou, mas também pelos lances de perigo criados e pela luta que deu aos defesas mexicanos. Não gostou de ser substituído e isso diz muito sobre a sua dedicação e garra.

Javier Hernández e Barrera - O novo craque do Manchester United tentou muitas vezes o golo, mas apenas o conseguiu a 20 minutos do fim, num grande pontapé. Barrera entrou ao intervalo e foi bastante influente na ofensiva mexicana, criando várias oportunidades de perigo.

Argentina - Os sul-americanos não fizeram um grande jogo colectivo e muitos dos seus elementos estiveram bastante individualistas, no entanto, erros do árbitro, do adversário e jogadas de génio marcaram a partida.

México - Os mexicanos fizeram uma boa partida, no entanto, a defensiva foi um grande handicap para o jogo frente à Argentina. O 2º golo oferecido por Osorio deitou tudo a perder, mas o México mostrou ter um colectivo bastante competitivo.

Alemanha-Argentina - Reedição de outros grandes jogos em Mundiais: quem levará a melhor? Messi ainda não marcou nenhum golo: sinal de preocupação? Di Maria, está a valorizar ou a desvalorizar no Mundial?

Alemanha 4-1 Inglaterra (Klose 20´, Podolski 32´e Thomas Muller 67´e 70´; Upson 37´)

A Alemanha derrotou o seu arqui-rival inglês e, finalmente vingou-se à medida do lance da final de 1966! Na verdade, já por diversas ocasiões a Alemanha tinha derrotado a Inglaterra, no entanto, esta partida teve contornos semelhantes com a final de há 44 anos atrás. Quando estava 2-1 para a Alemanha, Frank Lampard rematou, a bola embateu na trave e depois caiu para dentro da baliza, no entanto, o árbitro auxiliar assim não o viu e o jogo continuou como nada se tivesse passado. Um erro crasso que servirá de bode expiatório para mais um falhanço inglês, depois das desculpas com as expulões de Rooney e Beckham em 2006 e 1998 e do frango de Seaman em 2002.

A Alemanha começou a partida em grande estilo, com o seu vistoso futebol de ataque. Ozil, Podolski, Muller e Klose eram setas apontadas à área inglesa e com 32 minutos de jogo os alemães já venciam por 2-0 (com alguns falhanços de Klose à mistura). Apesar do aparente domínio e tranquilidade do resultado, a Inglaterra nunca virou cara à luta e Upson subiu mais alto que a defensiva alemã para dar esperança aos ingleses. No minuto seguinte, o caso do Mundial (provavelmente deverá ser o maior erro de arbitragem desde a mão de Maradona), com Lampard a marcar golo, não validado pelos árbitros e assistentes uruguaios (será desta que os avanços tecnológicos irão para a frente?).

Na 2ª parte, novamente a Inglaterra por cima, a atacar com tudo para chegar ao empate. Rooney mostrou-se várias vezes para servir os seus colegas e Lampard atirou um míssil à trave, mas o poderio atacante dos alemães não estava para aí virado. Em dois contra-ataques rapidíssimos, Thomas Muller marcou os dois golos finais e colocou um ponto final sobre quem seguiria em frente.

Melhor em campo para a FIFA - Thomas Muller

Destaques:

Thomas Muller - Será o candidato número 1 a vencer o prémio da FIFA para o melhor jovem, tendo mesmo hoje realizado uma das melhores exibições da sua curta carreira como profissional. Assistiu Podolski para o 2-0 e fechou a contagem com dois golos no fatal contra-ataque alemão.

Lampard - Hoje foi um dia negro para o jogador do Chelsea. Num primeiro remate marcou um golo não validado pelo árbitro, depois rematou com estrondo à trave e o terceiro remate foi o ponto de partida para o contra-ataque e 3º golo alemão.

Alemanha - Os alemães têm mostrado muita categoria na sua frente de ataque, com um quarteto bastante temível. Ozil, Muller, Podolski e Klose já estão descansados à espera de um duelo emocionante frente, quem sabe, à Argentina. A defesa continua a ser o ponto fraco dos alemães e, apesar de Neuer ter falhado no golo, fez intervenções de grande categoria.

Inglaterra - Está mais do que visto que Inglaterra e Mundial de Futebol não combinam, pois pese embora tenham realizado uma fase de qualificação muito boa, percebeu-se que alguns dos jogadores ingleses não se apresentavam no melhor da sua forma. Glen Johnson, John Terry e Gareth Barry cometeram erros infantis que a Alemanha não desperdiçou e Capello não terá abordado da melhor forma a 1ª parte, deixando a equipa abrir muitos espaços entre a defesa e o meio campo, dando a liberdade necessária para Ozil e Schweinsteiger construírem lances de perigo.

Rooney sai do Mundial sem qualquer golo marcado: falhanço total? Capello terá condições para continuar à frente da Inglaterra? Alemanha poderá reencontrar Maradona: jogo do Mundial?

26 de junho de 2010

Raul Meireles (ler aqui) é hoje apontado por quase todos os sites ingleses que abordam as notícias desportivas, como estando na órbita do Manchester United para a próxima época. Segundo a notícia que tem circulado, o United está disposto a avançar com uma proposta de 12 milhões de libras – perto de 15 milhões de euros – pelo internacional português de 27 anos que tem contrato com o FC Porto até 2013 e uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros (ler aqui). Ainda ontem, depois do jogo com o Brasil o médio confidenciou que tinha propostas e poderia sair neste defeso. Será Meireles o sucessor de Scholes no Man Utd? Tendo em conta as suas exibições no Mundial, teremos o médio no Porto ou noutro campeonato na próxima época?

Porto - Kléber apesar de já ter sido dado como certo nos azuis e brancos na próxima época, seguiu hoje para estágio, mas com o Marítimo, e o presidente madeirense garantiu que o avançado é jogador dos insulares. Por sua vez, Walter que também foi dado como praticamente certo no Porto, ao que tudo indica deverá rumar ao Shakhtar Donetsk (ler aqui).

Adrien - O médio leonino, tal como tínhamos referido esta tarde (ler aqui), vai ser emprestado por uma época, sem opção de compra, ao Maccabi Haifa FC, de Israel. O médio dos «leões» irá partir este domingo para a capital israelita. O site oficial do Sporting já confirmou. Recordo que o Maccabi irá participar na segunda eliminatória de acesso à Liga Europa. Será esta a melhor opção para o médio leonino? Tendo em conta que a época passada Adrien era a alternativa a Pedro Mendes na posição de médio defensivo, quem será agora a alternativa? Veloso ou obrigatoriamente os leões terão de comprar alguém para essa posição?

EUA 1-2 (a.p.) Gana (Donovan 62´g.p. ; Boateng 5´ e A. Gyan 93´ )

O Gana venceu os EUA após prolongamento, e qualificou-se para os quartos de final onde irá defrontar o Uruguai. Foi uma partida em que os ganeses entraram praticamente a ganhar com um golo logo aos 5m, acabando mesmo por dominar a 1ª parte. Os EUA tal como já o tinham demonstrado, nunca baixaram os braços e na 2ª parte acabaram por chegar ao empate através de um penalti, depois do golo as equipas ficaram mais expectantes e até final não houve grandes momentos. No prolongamento, o Gana voltou a entrar de rompante e Gyan marcou, aos 93m, aquele que seria o golo da vitória. Os americanos voltaram à carga, mas não conseguiram evitar o adeus à África do Sul. 

Melhor em campo para a FIFA -  André Ayew

Gana ou Uruguai quem vai carimbar a passagem para as meias-finais?

Uruguai 2-1 Coreia do Sul (Luis Suarez 8´e 80´; Lee Chung-Yong 68´)

O Uruguai regressa aos Quartos-de-Final de um Campeonato do Mundo 40 anos depois, em parte devido à veia goleadora de Luis Suarez, que já provou que pode marcar golos sem ser no desequilibrado campeonato holandês.

A 1ª parte foi dominada pelos sul-americanos, no entanto, coube à Coreia do Sul a primeira oportunidade de golo, com Chu-Young Park a rematar ao poste. Na resposta, excelente cruzamento de Forlan, a defensiva coreana a falhar e Luis Suarez a aproveitar para inaugurar o marcador. Até ao intervalo, houve maior domínio territorial do Uruguai, mas sem grandes ocasiões para aumentar a vantagem.

Na 2ª parte, os sul-coreanos lutaram e pressionaram bastante, criando algumas ocasiões de golo. O Uruguai esteve na expectativa e isso ia saindo caro, pois aos 68´, a Coreia do Sul marcou o golo da igualdade, o 1º sofrido pelos sul-americanos na prova. Depois do golo, o Uruguai voltou a pressionar mais a defensiva asiática e na sequência de um pontapé de canto, Luis Suarez preparou a bola e rematou sem hipóteses para o guarda-redes coreano, num dos melhores golos da prova até ao momento. No últimos minutos, Dong Gook teve nos pés a melhor oportunidade para empatar, mas frente a Muslera, permitiu a intervenção pouco eficaz do guarda-redes uruguaio, tendo Lugano pontapeado a bola para longe.

Melhor em campo para a FIFA - Luis Suarez

Destaques

Luis Suarez - Marcou dois golos, sendo que o último foi de enorme classe, e poderá tornar-se num caso sério deste Mundial.

Chu Yong Park - O avançado do Monaco foi o sul-coreano mais em foco devido à sua facilidade em rematar para a baliza de Muslera. Hoje não teve tanta sorte, mas faltou-lhe o apoio dos colegas durante grande parte da partida.

Uruguai - Os sul-americanos confirmaram as qualidades demonstradas durante a 1ª fase, ou seja, mostraram um ataque temível e uma defesa bastante segura. Poderão sonhar com algo mais que os Quartos-de-Final.

Coreia do Sul - Os asiáticos saíram do Mundial 2010 de cabeça erguida, realizando uma excelente 2ª parte. Ji-Sung Park e companhia mostraram ser uma selecção bastante organizada, faltando apenas maior concentração na fase decisiva.

Aqui fica o Top-10 da 3ª ronda:

1 - chemahatma/Reino - 53 pts
2ºs - Nuno/LisbonLions - 36 pts
Gonçalo Paralta/Pinigolos - 36 pts
4ºs - Miguel Lopes/Cangalheiros - 35 pts
MFF/TERRIBLES - 35 pts
diogobenfas/Irmãos Mentira - 35 pts
7ºs - Sérgio_alj/CP3 for MVP - 34 pts
Pedromsm/Dracus Team - 34 pts
9 - Ulisses Soares/Ulisses Team - 33 pts
10ºs - Galletti/ragazzi della sud 76 - 32 pts
JB/Galactic Stars - 32 pts

Terminada que está a Fase de Grupos, aqui ficam os 10 primeiros da Geral:

1 - chemahatma/Reino - 101 pts
2ºs - MFF/TERRIBLES - 92 pts
diogobenfas/Irmãos Mentira - 92 pts
4 - kmb06.06/MKT2010 - 80 pts
5 - Galletti/ragazzi della sud 76 - 77 pts
6ºs - filipetelmo/Milénio FC - 76 pts
Pedro_SCP/Portugal - 76 pts
8 - Ulisses Soares/Ulisses Team - 75 pts
9 - Miguel/Kapiguru FC - 74 pts
10 - Gonçalo Paralta/Pinigolos - 73 pts

Não se esqueçam de nos enviar as apostas para os Oitavos-de-Final. Os jogos começam hoje! Quem quiser saber a sua posição na tabela geral escreva um comment com o nome de equipa e utilizador.

25 de junho de 2010


Quando Joseph Blatter afirmou que queria um Mundial em África, o futebol mundial estava à beira de fazer história, pois nem tão cedo se pensaria que um país africano tivesse capacidade para organizar tal evento. Depois de escolhida a África do Sul como sede do Mundial 2010, selecções europeias e sul-americanas debatiam-se contra o destino, pois apenas o Brasil conseguiu vencer o troféu mundial fora do seu continente (Suécia 1958 e Coreia/Japão 2002).

Terminada que está a fase de grupos é tempo de fazer um balanço sobre as Confederações. Tal como aconteceu na Coreia e no Japão, o Mundial fora da Europa ou América está a ser bastante atípico. A UEFA foi a principal derrotada nesta 1ª fase, pois apenas 6 selecções conseguiram o apuramento e ironia do destino, essas selecções vão entrar em confronto logo nos Oitavos-de-Final, num mini Europeu. Desde que a FIFA introduziu os Oitavos-de-Final em 1986, apenas em 2002 (9 selecções da UEFA nos Oitavos) a UEFA não colocou 10 equipas entre as 16 melhores. Agora em 2010, apenas a Holanda, Eslováquia, Portugal, Espanha, Inglaterra e Alemanha conseguiram essa proeza. Em relação às equipas da CONMEBOL, este ano fizeram o pleno, já que as 5 equipas conseguiram ultrapassar a 1ª fase (em 1986 e 1990, as 4 equipas também conseguiram o pleno), tendo 4 delas ficado no 1º lugar dos seus grupos (apenas o Chile falhou).

Pela 3ª vez na história dos Campeonatos do Mundo, duas equipas da CONCACAF, México e EUA conseguiram o apuramento em conjunto para os Oitavos-de-Final, repetindo a proeza de 1994 e 2002. A AFC também fez história, pois Japão e Coreia do Sul repetiram o feito de 2002, no entanto, desta vez não contaram com o factor casa. A OFC teve a Nova Zelândia como seu representante e, apesar de ter falhado a qualificação para os Oitavos-de-Final, conseguiu uma prestação honrosa e sem derrotas.

Falta apenas falar das selecções da CAF que, tal como as selecções europeias, foram as grandes desilusões desta fase de grupos. Pela 1ª vez na história o Mundial foi disputado em África, que contou inclusive com o máximo de equipas em prova - 6. Apesar disso, apenas o Gana conseguiu ultrapassar a fase de grupos, com a África do Sul, Nigéria e Camarões a revelarem-se grandes desilusões. A Costa do Marfim teve azar no sorteio e ficou no grupo da morte, enquanto que da Argélia pouco ou nada se esperava. No total, as selecções africanas, nos 18 jogos disputados, conseguiram 3 vitórias (sobre a França, Sérvia e Coreia do Norte), 5 empates e 10 derrotas, o que deixa muito a desejar.

Após este breve resumo da fase de grupos, quem é que está na frente pela corrida ao título? Alguma equipa menos cotada poderá surpreender? Conseguirão as equipas da América do Sul ocupar todas as vagas das Meias Finais?


Grupo H - A Espanha apanhou um grande susto nesta primeira fase, mas acabou por ficar no 1º lugar do grupo e evitar o Brasil nos Oitavos-de-Final. Os chilenos não mereciam ficar de fora do Mundial, já que foram a equipa que apresentou melhor futebol neste grupo, apenas traídos por erros individuais neste último jogo. A Suíça provou que o resultado frente à Espanha foi um acidente, porque nem não consegue vencer as Honduras não merece passar. Os hondurenhos podiam ter saído do Mundial em grande, mas em frente à baliza revelaram-se desastrados.

Chile 1-2 Espanha (Rodrigo Millar 47´; David Villa 24´e Iniesta 37´)

A Espanha assegurou o 1º lugar no grupo H depois de uma vitória pela margem mínima frente a um Chile cedo reduzido a 10 elementos. Até ao momento do golo de Iniesta (e expulsão de Estrada), o Chile tinha sido a melhor equipa em campo, apenas traídos pela fraca pontaria dos seus avançados e pelo erro do guarda-redes Claudio Bravo.

Melhor em campo para a FIFA - Iniesta

Suíça 0-0 Honduras

Resultado justo para as duas piores equipas do grupo. As Honduras não marcaram qualquer golo no Mundial e hoje percebeu-se porquê, já que a displicência na frente foi enorme. Os suíços mostraram que a única coisa que sabem fazer é defender muito bem, porquê o ataque esteve muito desinspirado.

Melhor em campo para a FIFA - Valladares

Team
Pld W D L GF GA GD Pts
Spain 3 2 0 1 4 2 +2 6
Chile 3 2 0 1 3 2 +1 6
Switzerland 3 1 1 1 1 1 0 4
Honduras 3 0 1 2 0 3 −3 1


Oitavos-de-Final:
Brasil - Chile
Espanha - Portugal

Duelo Ibérico e duelo sul-americano em perspectiva, haverá favoritos?

Portugal 0-0 Brasil

Melhor em campo para a FIFA - Cristiano Ronaldo

Portugal assegurou o apuramento para a 2ª fase do Campeonato do Mundo depois de mais um jogo sem golos. A selecção nacional ficou colocada no 2º lugar do Grupo G e Eduardo leva 16 jogos sem sofrer golos em 19 internacionalizações.

Na 1ª parte os brasileiros foram superiores a Portugal e criaram mais perigo, nomeadamente através de Nilmar (bola desviada por Eduardo para o poste) e de Luis Fabiano (cabeceamento bastante perto do poste).
Na 2ª parte, Portugal surgiu com mais objectividade e Cristiano Ronaldo começou a aparecer na partida. As melhores jogadas neste período foram para os portugueses, com Raul Meireles a falhar a melhor ocasião da partida, frente a Júlio César (grande intervenção). Mesmo a terminar a partida, Eduardo ainda teve tempo para brilhar após remate de Ramires desviado por Bruno Alves.

Destaques:

Eduardo - O guarda-redes português mostrou-se mais uma vez bastante seguro e ainda realizou duas defesas de classe Mundial! Em 19 jogos por Portugal sofreu apenas 3 golos e isso diz muito sobre a sua valia.

Fábio Coentrão - O lateral português realizou mais uma excelente exibição. Na 1ª parte apenas subiu duas vezes e foi aí que a selecção criou mais perigo. Maicon e Daniel Alves tiveram grandes dificuldades face ao "caxineiro".

Cristiano Ronaldo - Hoje jogou sozinho na frente e na 1ª parte esteve algo apagado, no entanto, na 2ª parte mostrou excelentes pormenores, faltando apenas acertar na marcação dos livres.

Pepe - Fez o primeiro jogo a titular desde o ano passado e acusou alguma falta de ritmo, no entanto, não comprometeu.

Ricardo Costa - Foi a surpresa de Queiroz no jogo e esteve algo perdido na 1ª parte, onde Nilmar abusou do lateral adaptado. Na 2ª parte esteve em bom nível.

Nilmar - Foi o melhor brasileiro em campo, sobretudo por tudo o que fez na 1ª parte, onde podia ter marcado um golo.

Coreia do Norte 0-3 Costa do Marfim (Yaya Touré 14´, Romaric 20´e Kalou 82´)

Melhor em campo para a FIFA - Didier Drogba

Jogo de sentido único em Nelspruit, com os marfinenses a entrarem com tudo e logo aos 20 minutos já tinham o jogo resolvido. O 2-0 não chegava e dos 28 remates tentados, apenas mais um conseguiu enganar Myong Guk.

NomeRoberto Jiménez Gago
Nacionalidade    Espanha Espanha
Nascimento1986-02-10 (24 anos)
NaturalidadeMadrid - Espanha Espanha
PosiçãoGuarda Redes
Altura193 cm
Peso87 kg

A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que chegou a acordo com o Club Atlético de Madrid para a transferência, a título definitivo, da totalidade dos direitos desportivos e económicos do atleta Roberto Jimenez Gago por um valor de 8.500.000 de euros. Mais se informa que foi celebrado com o referido atleta um contrato válido por cinco épocas desportivas, o qual inclui uma cláusula de rescisão no valor de 20.000.000 de euros.

Apesar de já ser do conhecimento geral que o Benfica tinha contratado o espanhol, aliás ainda ontem o Visão de Mercado tinha elaborado um post dando conta que o guardião iria já treinar na próxima segunda-feira, a verdade é que a quantia despendida pelos encarnados é deveras surpreendente, pois nenhum jornal tinha apontado um valor próximo dos 8,5 milhões de euros. Ainda para mais, considerando que em Dezembro último, o espanhol era a 3ª opção do Atlético de Madrid, é no mínimo estranho que apenas em meio ano tenha valorizado assim tanto.

Nunca em Portugal se pagou tanto por um guarda-redes, aliás o espanhol figura mesmo no top 10 das compras mais caras de sempre realizadas pelos clubes portugueses, contudo a época passada, a contratação de Javi Garcia por 7,5 milhões também tinha sido colocada em causa pela a opinião pública e os resultados desportivos acabaram por silenciar muitos opinion makers. Como tal, só o tempo dirá se o jogador é caro ou barato. 

Por 8,5 milhões de euros seria esta a vossa opção para a baliza encarnada? Conseguirá o espanhol justificar a quantia despendida?


Realizou-se esta madrugada mais um Draft da NBA no Madison Square Garden em New York. Os Washington Wizards venceram o Lottery Draft e não hesitaram em escolher a estrela dos Kentucky Wildcats, John Wall.

Top Picks:
1 - Wizards - John Wall (Point Guard)
2 - Sixers - Evan Turner (Shooting Guard)
3 - Nets - Derrick Favors (Power Forward)
4 - Timberwolves - Wesley Johnson (Small Forward)
5 - Kings - DeMarcus Cousins (Center)

(ver restantes - aqui)

Uma das Universidades mais consagradas dos EUA, a Universidade de Kentucky, conseguiu a proeza de ver 5 dos seus jogadores serem escolhidos na 1ª ronda

Com o Draft finalizado será a altura para as movimentações de bastiadores por parte dos franchises para tentarem melhorar o plantel, de forma a atacar a Época Regular. Para além disso, o Verão de 2010 ficará marcado pela caça aos Free Agents, que poderá revolucionar algumas equipas (lista do top-25 de Free Agents - aqui)

Segundo alguns críticos, Oklahoma City Thunder e Sacramento Kings fizeram as melhores opções no Draft. Qual é a vossa opinião?


Dia 25 de Junho às 15 horas de Lisboa, Portugal e Brasil defrontam-se no Estádio Moses Mabhida em Durban, em mais um jogo português junto à costa sul-africana. Como de seria esperar, depois de Port Elizabeth e Cape Town, a cidade de Durban tem bastantes ligações com a história de Portugal, pois aí aportou Vasco de Gama, que denominou a área como Natal. A cidade de Durban confunde-se com o duelo lusófono na medida em que um dos maiores nomes da cultura e língua portuguesa, Fernando Pessoa, passou algum tempo da sua adolescência nessa cidade.

Portugal defronta amanhã o Brasil, num duelo entre países irmãos, mas com algumas contas a ajustar de parte a parte. No único confronto em Campeonatos do Mundo, Portugal derrotou o Brasil de Pelé e Garrincha em 1966, por 3-1 (Simões e Eusébio por 2x), acabando com o sonho do Escrete de conquistar 3 Mundiais consecutivos. Em 2008, num particular em Gama, o Brasil esmagou Portugal por 6-2, na última derrota de Carlos Queiroz à frente da selecção nacional. Este jogo servirá para definir os dois primeiros lugares no grupo, apesar de Portugal ainda não ter a qualificação assegurada.

Carlos Queiroz não poderá contar com Ruben Amorim, nem com Deco e garantiu que não irá fazer poupanças, pois a qualificação ainda não está assegurada. O treinador português quer derrotar o Brasil, mas revelou que "não desdenharia empatar". Do lado brasileiro, Dunga não poderá contar com Káká e irá poupar Elano, entrando para os seus lugares Júlio Baptista e Daniel Alves. O brasileiro garantiu que quem jogar pelo Brasil irá jogar para ganhar, caso contrário "vai disparar a metralhadora".

Equipas prováveis:
Portugal - Eduardo; Miguel, Bruno Alves, Ricardo Carvalho e Fábio Coentrão; Pedro Mendes, Raúl Meireles, Tiago e Simão; Cristiano Ronaldo e Hugo Almeida.
Brasil - Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Filipe Melo, Daniel Alves e Júlio Baptista; Robinho e Luis Fabiano.

Prognósticos e homem do jogo?

Força Portugal!


PS - Se Portugal terminar em 1º no grupo jogará frente a Chile, Suiça ou Espanha na 2ª feira, enquanto que se terminar na 2ª posição jogará frente a um desses 3 adversários na 3ª feira (sempre às 19h30). Se alcançarmos os Quartos-de-Final como 1º do grupo, Portugal jogará frente à Holanda ou Eslováquia, enquanto que se alcançarmos os Quartos-de-Final como 2º classificado iremos encontrar o Paraguai ou Japão.

24 de junho de 2010

Marco Torsiglieri  -  Assinou hoje contrato até 2014, e custou ao clube leonino cerca de 3,4 milhões de euros por 90% do passe. Na apresentação do defesa, Costinha confirmou que Hugo Viana não será jogador do Sporting. O director desportivo leonino confirmou que apresentou uma proposta pelo médio, mas as partes não se entenderam. "Ele sabe o que quer para a sua vida, o Sporting sabe o que quer para o seu plantel. Apresentámos uma proposta ao jogador mas o Hugo Viana não abdicou do que ganhava em Valência, portanto, não será hipótese".

Vit. GuimarãesO presidente do Vitória de Guimarães, Macedo da Silva garantiu esta quinta-feira, ter acordos com Sporting e Benfica para os empréstimos de Pereirinha e Haliche, respectivamente. Uma notícia que claramente contraria todos os jornais de hoje, que apontavam o médio leonino ao Braga. Noutra perspectiva, o presidente vimaranense, negou ainda qualquer contacto do Sporting pelo guarda-redes Nilson, com quem o V. Guimarães quer renovar por mais dois anos.

Tendo em conta que o Sporting falhou a contratação de Hugo Viana, jogador que curiosamente no último terço do campeonato foi suplente no Braga perdendo a titularidade para Luis Aguiar, quem será a alternativa ao médio no mercado? Por outro lado, considerando que vários jornais garantiam hoje que Alan iria ser contratado pelos leões, e que Pereirinha estaria envolvido no negócio, esta intromissão do Guimarães, o que significará?


Grupo E - A Holanda confirmou o favoritismo neste grupo, vencendo os 3 jogos com maior ou menor dificuldade. Ainda será cedo para auferir se a Laranja Mecânica é candidata ao título, mas os holandeses chegam aos Oitavos-de-Final com a confiança no máximo. O Japão foi com alguma surpresa o 2º classificado do grupo, já que a equipa tinha vindo a mostrar grandes dificuldades nos jogos amigáveis, mas a classe de Honda, juntamente com uma defesa bastante consistente e um meio campo cerebral não deixaram margem para dúvidas sobre este sucesso nipónico. A Dinamarca cai pela 1ª vez na fase de grupos de um Mundial, o que por si só constitui uma surpresa. Terá sido o fim para Tomasson, Martin Jorgensen, Gronkjaer e Sorensen. Os Camarões foram a grande desilusão do grupo, até porque foram aposta do Visão de Mercado para o 2º lugar no grupo. Paul Le Guen não conseguiu motivar a equipa e as opções tácticas frente ao Japão afundaram os Leões Indomáveis.


Dinamarca 1-3 Japão (Tomasson 81´; Honda 17´, Endo 30´e Okazaki 87´)

Melhor em campo para a FIFA - Keisuke Honda

O Japão confirmou as boas exibições que tinha realizado nos jogos anteriores e, juntamente, com a classe de Honda e Endo (dois grandes golos de livre directo), vergou a Dinamarca, que revelou falta de pontaria frente a Kawashima. O último golo nasce de uma jogada genial de Keisuke Honda, craque já muitas vezes referenciado pelo Visão de Mercado (ver aqui e aqui).

Camarões 1-2 Holanda (Samuel Eto´o 65´g.p.; Van Persie 36´e Huntelaar 83´)

Melhor em campo para a FIFA - Robin Van Persie

Os holandeses somaram a 3ª vitória em 3 jogos, num jogo para cumprir calendário e onde os Camarões lutaram até ao fim pela discussão do resultado. Arjen Robben jogou os primeiros minutos no Mundial (quase 20´) e deu logo espectáculo, com um potente remate ao poste, que assistiu Huntelaar para o 2-1 final.

Team
Pld W D L GF GA GD Pts
Netherlands 3 3 0 0 5 1 +4 9
Japan 3 2 0 1 4 2 +2 6
Denmark 3 1 0 2 3 6 −3 3
Cameroon 3 0 0 3 2 5 −3 0

Holanda-Eslováquia e Paraguai-Japão, quem irá seguir em frente?

O Maisfutebol, garante que o avançado que esteve a época passada emprestado pelo Atlético Mineiro ao Marítimo já é jogador do Porto. Segundo o site, Alexandre Kallil, presidente do clube brasileiro confirmou o acordo total entre as partes. «Já está fechado. O Kléber é jogador do F.C. Porto», disse Kallil, na tarde desta quinta-feira.

NomeKléber Laube Pinheiro
Nacionalidade  Brasil Brasil
Nascimento1990-05-02 (20 anos)
Posição          Avançado
Altura          187 cm
Peso          79 kg

O Marítimo é parte interessada neste negócio, já que o avançado tinha mais um ano de contrato de empréstimo. Como tal, os dragões terão de recompensar a formação insular. «Essa parte terá de ser tratada pelo Porto, é o Porto que tem de se entender com o Marítimo», concluiu Alexandre Kallil.

Com apenas 20 anos, este avançado destacou-se na última metade do campeonato, onde foi uma aposta segura de Mitchell Van der Gaag, que lhe deu a titularidade, relegando Babá para o banco, e com sucesso, já que o brasileiro em apenas meia temporada acabou por ser o melhor marcador do Marítimo, apontando 8 golos. Curiosamente Kléber tinha sido um dos nomes sugeridos ao Porto pelo Visão de Mercado, no princípio do defeso (ler aqui).

A confirmar-se a contratação de Kléber, algo que já tem sido avançado nas últimas semanas pela imprensa, o Porto acaba por contratar o seu 4º reforço, apesar de nenhum ainda ter sido formalmente apresentado, pois tanto Souza, Sereno e Kieszek ainda não tiveram esse reconhecimento. Será Kléber o substituto de Orlando Sá no plantel, ou de Farias? É uma boa contratação para os azuis e brancos? Ou deverá continuar mais um ano a evoluir por empréstimo no Marítimo?

Grupo F - A Itália, actual campeã do Mundo, ficou em último lugar no grupo mais fraco do Mundial, um desfecho totalmente inesperado, tendo em conta a pouca qualidade dos adversários. Contudo o Visão de Mercado antes do início do torneio já tinha precavido os leitores dos jogos paupérrimos que os italianos tinham efectuado na fase pré-Mundial, o que se lhe acresce os vários erros de convocatória de Lippi, que deixou talentos que davam outras garantias de fora. O Paraguai ficou merecidamente em 1º lugar, pois apesar de não ter apresentado um grande futebol, é uma das selecções mais pragmáticas deste Mundial. Por sua vez, a Eslováquia surpreendeu tudo e todos com o seu 2º lugar final, e por último a Nova Zelândia sai deste Mundial sem ter perdido nenhum jogo, mas acabou por silenciar muitos críticos que previam que os Kiwis não marcariam qualquer golo e seriam humilhados neste grupo.

Eslováquia 3-2 Itália (Vittek 25’, 73’ e Kopunek 89’; Di Natale 81’ e Quagliarella 90’+2)
Melhor em campo para a FIFA - Vittek

Num jogo impróprio para cardíacos, e com uns 15m finais alucinantes, a Eslováquia acabou por merecidamente vencer este duelo e qualificar-se para a próxima fase. O excelente golo de  Quagliarella já na recta final não foi suficiente para os italianos, que ainda viram Pepe a falhar o empate que garantia o apuramento no minuto 95.

Paraguai 0-0 Nova Zelândia
Melhor em campo para a FIFA - Roque Santa Cruz

Um dos jogos mais pobres deste Mundial, com o Paraguai a jogar claramente com o resultado e com o tempo de jogo, e com uma Nova Zelândia que não demonstrou argumentos para importunar os guaranis.


Equipa
Pld W D L GF GA GD Pts
 Paraguai 3 1 2 0 3 1 +2 5
Eslováquia 3 1 1 1 4 5 −1 4
 Nova Zelândia 3 0 3 0 2 2 0 3
 Itália 3 0 2 1 4 5 -1 2


PS - Os dois finalistas do último Mundial (França e Itália), já foram para casa, inesperado ou apenas a consequência de sucessivos erros dos seus seleccionadores e da própria organização dos seus campeonatos?

O empresário de Roberto revelou hoje à Bola Branca, que o guarda-redes irá estar presente no arranque de temporada dos "encarnados" na próxima segunda-feira. O espanhol que se destacou no Zaragoza no último meio ano, mas que em Dezembro era a terceira opção do Atlético de Madrid, será o susbtituto de Quim na baliza encarnada. A contratação de Roberto é um dado adquirido já há algum tempo, no entanto a verdade é que o Benfica ainda não oficializou o negócio, ficando a dúvida se será devido ao valor da transferência ou mesmo por causa da situação de Luisão, que poderá ser envolvido na transacção.

Por sua vez, o diário AS (ler aqui) revelou hoje que a transferência de Ángel Di María para o Real Madrid está negociada e acordada, faltando apenas a assinatura de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, para ficar consumada. O jornal  indica que Angelito rumará ao Santiago Bernabéu a troco de 25 milhões de euros e assinará um vínculo com duração de cinco temporadas. Assim, o emblema merengue está dependente apenas da assinatura de Vieira e da comunicado oficial à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Roberto é o susbtituto ideal para Quim? E 25 milhões é o preço adequado para Di Maria?

23 de junho de 2010

A RR garante que Pawel Kieszek é o escolhido para ocupar o lugar deixado vago por Nuno Espírito Santo na baliza do FC Porto. O polaco ao que parece tem praticamente acertada a saída do Sp. Braga para assinar pelos "azuis-e-brancos".

NomePawel Kieszek
Nacionalidade   Polónia Polónia
Nascimento1984-04-16 (26 anos)
NaturalidadeVarsovia - Polónia Polónia
PosiçãoGuarda Redes
Altura187 cm
Peso82 kg

Na sua carreira, Kieszek passou pelo Polonia de Varsóvia, Egaleo de Atenas, Sp. Braga e Vit. Setúbal. Ainda segundo esta rádio, Rafael Bracalli, o guarda-redes do Nacional, também chegou a ser equacionado.

Tendo em conta que Kieszek era suplente no Braga e teve uma utilização algo irregular no Vit. Setúbal, qual será o propósito desta contratação? É um bom substituto para Nuno?

PS - Souza o médio ex-Vasco da Gama assinou um contrato por 5 anos com o Porto, a notícia já está no site oficial dos azuis e brancos, contudo até ao momento ainda nada foi comunicado à CMVM. O Visão de Mercado queria fazer um post individual sobre a contratação do médio, mas até ao momento as informações sobre os contornos da transferência ainda não oficiais, e como tal iremos aguardar até que isso aconteça.