30 de abril de 2010

Depois de termos elaborado os 10 mais da Liga Sagres, aqui fica as nossas opções para as grandes desilusões desta temporada. Atenção que não é uma lista de "flops", como Prediguer, Caicedo ou Keirrison, por exemplo. São jogadores de quem se estava à espera algo, no entanto, não conseguiram ser a mais valia que os adeptos pediam. Também tivemos em conta as temporadas que realizaram no passado na Liga Portuguesa, com excepção de Matias Fernandéz.

1 - João Moutinho - O Sporting este ano não rendeu muito e o seu capitão é um dos principais responsáveis pela péssima época. Jogou a maioria dos jogos a 10, como seu desejo, mas não foi o organizador de jogo que o Sporting necessitava. Estávamos habituados a excelentes exibições do médio, no entanto, este ano caiu do 80 para o 8, sendo bastante irregular e pouco desequilibrador.
2 - Cristian Rodriguez - No 2ª ano ao serviço do FC Porto, o uruguaio fez uma temporada para esquecer. Esteve bastante tempo parado por lesão e quando jogou não se apresentou ao nível revelado no ano anterior. O FC Porto pagou 7 milhões de euros por 70% do passe, será que vai comprar os restantes 30%?



3 - Nuno Gomes - O capitão do Benfica jogou menos tempo que o habitual, sendo relegado para a 6ª opção de ataque dos encarnados, atrás de Cardozo, Saviola, Weldon, Éder Luis e Kardec. Esperava-se mais do goleador que já marcou mais de 150 golos pelo Benfica.


4 - Anderson Polga - O central brasileiro começou muito mal a temporada e por isso mesmo foi relegado para o banco de suplentes. Jogou em apenas 14 jogos para a Liga Sagres. Será o último ano em Portugal?

5 - Claudio Pitbull - O brasileiro era a grande esperança do Marítimo para esta temporada, no entanto revelou-se uma grande desilusão. Jogou em apenas 13 jogos da Liga, 8 como titular e marcando 1 golo.

6 - Matias Fernandéz - Dos jogadores da nossa lista, o chileno era o único que ainda não tinha jogado na Liga Portuguesa. No entanto, o facto de ser umas das grandes esperanças do Sporting, e pouco ou nada ter jogado, não correspondendo às expectativas, levou a que integrasse a nossa lista.

7 - Carlão - Começou a temporada em grande estilo e cedo marcou 5 golos no campeonato, no entanto, à medida que a época foi avançando, o brasileiro foi dando mostras de fragilidade e apenas marcou 1 golo em toda a 2ª volta. Foi inclusive abafado pelo seu colega de ataque Cássio.

8 - Amuneke - O nigeriano já tinha passado por Portugal há 3 anos atrás, numa excelente temporada ao serviço do Vit. Setúbal, no entanto, este ano não esteve ao mesmo nível no Nacional. Jogou apenas 14 jogos para a Liga, marcando 2 golos.

9 - Vukcevic - Um dos jogadores mais evoluídos tecnicamente do Sporting, contudo, ainda continua por explicar a sua fraca utilização. No início da temporada teve as suas oportunidades na equipa, no entanto, à medida que a época foi avançando, jogou cada vez menos.

10 - Bruno Alves/Raul Meireles - O central portista fez claramente uma época abaixo das expectativas (Rolando até esteve melhor na defesa), sem aquela força e presença forte que nos habituou, parecendo um capitão sem chama e sem voz. O médio também se apresentou muito abaixo do esperado, sem a influências dos anos anteriores.

Qual o vosso top-10? Quais os jogadores que colocariam e retiravam da nossa lista?

Com 28 jornadas já disputadas, pensamos que chegou a altura de fazermos uma lista com os 10 jogadores mais influentes no campeonato. A lista poderá não agradar a todos (cada um tem a sua opinião), no entanto, esperamos que os comentários sejam construtivos.

1 - Di Maria - O extremo argentino teve uma época excelente e, sem dúvidas, a melhor desde que chegou a Portugal. Foi o elemento individual mais importante na equipa do Benfica e o jogador com mais assistências no campeonato. Terá sido Jorge Jesus a libertar o jogador que há em Di Maria? Maradona já referiu que o jogador do Benfica será titular no Mundial.

2 - Alan - Foi aos 30 anos e na sua 9ª temporada em Portugal, que o brasileiro ganhou o merecido destaque na Liga Sagres. Já tinha realizado boas épocas no Marítimo e no Vit. Guimarães, mas este ano superou todas as anteriores marcas. Já marcou 8 golos e foi a maior individualidade do Braga ao longo do campeonato. Garantiu 5 vitórias e 1 empate com os seus golos.

3 - Falcao - Na 1ª temporada na Europa, o colombiano brilhou ao mais alto nível. Bastante lutador e funcionando como um autêntico rato de área, o sul-americano já marcou 30 golos em todas as competições e foi o elemento em destaque dos azuis e brancos.

4 - Cardozo - O avançado benfiquista já leva 36 golos em todas as competições realizando a época mais produtiva desde que chegou a Portugal. No total são 75 golos de águia ao peito. Esta temporada destacou-se pelos 4 hat-tricks que já marcou e pelos golos decisivos na 2ª volta ao Belenenses, Nacional e Sporting.

5 - Moisés - O brasileiro do Braga foi o maior pilar da defensiva minhota, falhando apenas no jogo do Dragão. Não fosse isso e os minhotos poderiam terminar (ainda podem) como a melhor defesa do campeonato, num feito que seria notável. Muito seguro e difícil de ultrapassar.

6 - Saviola - Muitos disseram que vinha para Portugal gozar a reforma, mas cedo tratou de mostrar qualidade e acima de tudo golos. Foi bastante decisivo em Dezembro e Janeiro, altura onde marcou em 7 jogos consecutivos (5 para o campeonato).

7 - David Luiz - Deu um salto qualitativo de uma temporada para a outra e desta vez jogou sempre a defesa central (menos em Liverpool). Fez com Luisão uma excelente dupla e abriu o apetite aos tubarões europeus.

8 - Eduardo - O guarda-redes do Braga e o mais que provável titular da Selecção Nacional no Mundial, também foi um dos destaques dos minhotos. Bastante seguro entre os postes, ainda apresenta falhas ao nível das saídas em lances de bola parada.

9 - Álvaro Pereira - O lateral do FC Porto foi uma das agradáveis surpresas do campeonato. Foi o substituto ideal de Cissokho, já que, tal como o francês, apresenta grande resistência e velocidade nas subidas pelos flancos.

10 - Pedro Mendes - Numa péssima temporada do Sporting, o português contratado em Janeiro, foi um dos destaques da 2ª volta do campeonato. Não dá muito nas vistas, mas faz o seu trabalho como ninguém. Bastante regular e eficaz.

Qual o vosso top-10? Quais os jogadores que colocariam e retiravam da nossa lista?

GR - Júlio César (INT) - Esteve bastante seguro entre os postes, mesmo sem ter feito muitas defesas. Na 1ª parte, fez uma das defesas do ano a remate de Messi.

DE - Contento (BAY) - O jovem de 19 anos não se intimidou em Lyon e realizou uma exibição bastante acertada. Apesar de não ter apoiado o ataque, conseguiu parar Sidney Govou na defesa.
DC - Piqué (BAR) - O central espanhol não teve muito trabalho na defesa, no entanto, foi a atacar que mais se destacou. Nos últimos minutos foi para ponta-de-lança e criou os maiores lances de perigo do Barcelona. Marcou um grande golo.
DC - Samuel (INT) - O argentino fez um jogo perfeito em Barcelona. Com muito esforço e capacidade de sofrimento, realizou bastantes cortes e anulou Ibrahimovic.
DD - Phillip Lahm (BAY) - O lateral alemão fez mais uma grande exibição, anulando Michel Bastos e ainda participando nas acções ofensivas. Fez a assistência para o 3º golo dos bávaros.

ME - Benayoun (LIV) - O israelita foi o melhor em campo, em Anfield Road, mas não foi suficiente para levar os Reds à final. Começou logo a criar perigo aos 20 segundos, fez a assistência para o golo de Aquilani e ainda marcou o momentâneo 2-0.
MC - Schweinsteiger (BAY) - O alemão foi o organizador de jogo que os bávaros precisavam e comandou as operações a meio campo. Esteve muito bem a destruir o jogo francês e a lançar o contra-ataque.
MC - Gera (FUL) - O húngaro é um grande trabalhador no meio campo do Fulham, nunca vira a cara a luta, prova disso foi a forma como marcou o golo da vitória dos Cottagers.
MD - Altintop (BAY) - O turco entrou no 11 devido ao castigo de Ribery e foi o jogador que mais correu em Lyon. Com um grande pulmão e uma excelente técnica individual, criou o 2º golo do Bayern e ainda podia ter marcado perto do final.

AV - Ivica Olic (BAY) - Fez um hat-trick em Lyon, fruto da sua técnica e velocidade. Uma noite para recordar.
AV - Diego Forlán (ATL) - Não esteve muito em jogo, mas no momento certo apareceu e deu a qualificação ao Atletico de Madrid.

Melhor Equipa da Semana - Fulham - Os Cottagers alcançaram um feito histórico para um clube médio inglês.
Melhor Jogador - Ivica Olic - Um hat-trick nas meias finais da Liga dos Campeões não é para todos.
Momento da Semana - Festejos de José Mourinho (ver aqui)
Golo da Semana - Petric - O livre do ano! (ver aqui)

29 de abril de 2010


Liverpool 2-1 At. Madrid (Aquilani 44´e Benayoun 5´Ex; Forlán 12´Ex)

Em Anfield Road sofreu-se muito, mas no final apurou-se a equipa mais fresca fisicamente e com mais opções de qualidade no banco. Numa 1ª parte dominada pelos ingleses, apenas Aquilani conseguiu desfeitear a baliza colchonera. Na 2ª parte já se viu mais Atlético, no entanto, as equipas pouco arriscaram, preferindo esperar pelo prolongamento.

Durante os 30 minutos finais, houve bastante emoção, com o Liverpool a marcar logo a abrir. Depois, Quique Flores arriscou e colocou Jurado em campo e o espanhol revolucionou a partida. A partir desse momento, o Atlético passou a atacar mais, criando bastante perigo, até que Forlan marcaria o golo decisivo, após passe de Reyes. Até final, os espanhóis poderiam ter resolvido a questão através de rápidos contra-ataques, no entanto, tiveram que sofrer até ao final. O Liverpool revelou ter um plantel bastante limitado, já que Degen, Zhar e Pacheco (os suplentes utilizados), não caberiam nos plantéis de equipas que lutam pela permanência na Premier League. Os madrilenos regressam a uma final europeia 24 anos depois.

Fulham 2-1 Hamburgo (Davies 69´e Gera 76´; Petric 22´)

Os simpáticos Cottagers apenas contam com duas participações nas competições europeias (2002-2003 e 2009-2010), mas mostraram ter muita experiência e qualidade para alcançar a Final da Liga Europa. O clube que, ao mais alto nível, apenas tem uma presença na final da Taça de Inglaterra em 1975 e o melhor que conseguiu em 18 presenças no principal escalão inglês foi o 7º lugar, no ano passado, constitui uma das maiores surpresas de sempre das competições europeias!

Quanto ao jogo, muita luta a meio campo e poucas oportunidades de golo. O Hamburgo chegou à vantagem por intermédio de um golão de Petric, aos 22 minutos. Na 2ª parte, o Fulham arriscou e foi premiado por isso. Aos 69 minutos, Simon Davies, num excelente trabalho individual, fez o 1-1 e aos 76 minutos, o húngaro Gera fez o 2-1 final depois de um pontapé de canto. Os ingleses fizeram do Craven Cottage o seu local de batalha, vencendo 8 dos 9 jogos caseiros na Liga Europa, empatando apenas com a AS Roma.

Antes do começo da partida esperava-se um ambiente tenso e ao longo do jogo o nervosismo foi aumentando, depois, no final da partida uns festejaram e outros, habituados a ganhar revelaram mau perder...

Mal o jogo terminou, os jogadores do Inter foram festejar para um local próximo dos seus adeptos e os responsáveis do Barcelona resolveram ligar o sistema de rega, apenas e só nessa área do terreno!
Pouco tempo depois foi a altura do jogadores do Inter se vingarem e quem pagou foram os balneários do Barcelona. Cadeiras partidas e o jacuzzi empilhado de lixo!

O guarda-redes do Barcelona, Victor Valdés também não suportou ver Mourinho a festejar e foi pedir explicações, tentando obrigá-lo a voltar para trás. Na conferência de imprensa, Guardiola deu os parabéns ao Inter e revelou que o Barcelona sabe ganhar e também sabe perder. Mourinho referiu que está a viver o momento mais importante da sua vida como treinador.

A chegada a Milão foi feita em clima de festa, com cerca de 5000 adeptos do Inter no aeroporto. Todos os jogadores e dirigentes foram saudados, em especial José Mourinho. Balotelli voltou a ser apupado e insultado.
Entretanto, na Argentina, todos receiam o treinador português, que já é um especialista em anular Messi. Nos 8 jogos que o Pulga fez contra equipas do português, nunca conseguiu marcar qualquer golo.
Em Madrid, os jornais rejubilaram com o triunfo de Mourinho e esperam que o português assine pelo clube para a temporada 2010-2011. Os adeptos merengues também festejaram em Madrid.




28 de abril de 2010


Barcelona 1-0 Inter (Piqué 84´)

Uma derrota saborosa para os italianos, que assim garantiram a final da Liga dos Campeões pela 1ª vez desde 1972. Num jogo de sentido único, com uma posse de bola e territorial avassaladora, os catalães só assustaram o Inter nos últimos 10 minutos, altura em que Piqué jogou a ponta-de-lança.
Numa partida marcada mais uma vez por uma péssima arbitragem, Thiago Motta (tinha avisado que os catalães faziam bastantes simulações), foi expulso aos 28 minutos por agressão, num lance mal ajuizado pelo árbitro. A pressão instalada na bancada e a simulação de Busquets levaram o belga Frank De Bleeckere a mostrar o vermelho directo num lance perfeitamente normal e que, por exemplo, Eto´o fez sobre Messi passado pouco tempo. Se o jogo já estava inclinado para a área do Inter, mas ainda ficou, com os italianos reduzidos a 10. O Barcelona fez o seu jogo habitual, no entanto, na 1ª parte apenas Messi pôs à prova Julio César.
Na 2ª parte, Guardiola arriscou tudo, mas o Barcelona só criou verdadeiras ocasiões de golo perto do final, com Bojan Krkic a falhar o golo de forma incrível (cabeceamento ao lado). Logo de seguida Piqué marcaria o 1-0, num excelente trabalho de corpo e a pressão final poderia ter levado o Barcelona para a final, no entanto, Julio César segurou os remates catalães.

Alguns destaques:
- José Mourinho regressa a uma final da Liga dos Campeões depois de ter levado o FC Porto à conquista do troféu em 2004. Sabia que o Inter só passaria a eliminatória se jogasse fechado lá atrás e alcançou esse objectivo. O futebol do Inter não foi bonito, mas era o único antídoto para o futebol do Barcelona. Este ano só o Rubin Kazan havia batido o Barcelona no conjunto dos 2 jogos.
- O Barcelona falhou a final da Liga dos Campeões, mesmo tendo 75% de posse de bola e mais de 15 remates na partida. Faltou magia aos atacantes catalães já que apenas Piqué conseguiu dar a volta ao Inter.
- Será a 3ª final entre equipas italianas e alemãs, com a Alemanha em vantagem (Hamburgo 1-0 Juventus em 82-83 e Borussia Dortmund 3-1 Juventus em 96-97)
- Sneijder e Robben, dois holandeses "dispensados" pelo Real Madrid, foram os principais responsáveis pela chegada das suas equipas à final e vão poder mostrar à massa associativa madrilena as péssimas opções de Florentino Pérez.



Será este o ano de uma selecção Africana?

27 de abril de 2010

GR - Djuricic (LEI) - Anulou quase todas as oportunidades de golo do Sporting, com 9 defesas. O empate final deve-se ao sérvio.

DE - Fábio Coentrão (BEN) - Mais uma excelente exibição do lateral encarnado. Muito seguro na defesa e bastante ofensivo, poderia ter marcado o 1º golo na Liga.
DC - Paulão (BRA) - Chamado ao 11 para render Moisés, o ex-Naval foi importante para a segurança defensiva da equipa e ainda marcou 1 golo à sua anterior equipa.
DC - Berger (ACA) - O austríaco esteve instransponível no duelo frente ao Leixões.
DD - Andrezinho (VGUI) - O brasileiro voltou a ser eficaz na marca de grande penalidade e seguro na defesa.

ME - Di Maria (BEN) - Voltou a espalhar magia na Luz. Depois de ter realizado duas assistências em Coimbra, este fim-de-semana fez mais duas para golos de Cardozo.
MC - Luis Aguiar (BRA) - Grande exibição do uruguaio na Figueira da Foz, coroada com 2 golos (um de livre e outro em chapéu). Maestro do meio campo do Braga, mostrou que consegue jogar com os dois pés com grande qualidade.
MC - Pablo Aimar (BEN) - O argentino foi o melhor em campo na goleada do Benfica, aparecendo muito bem nas transições ofensivas. Marcou 1 golo e assistiu outro.
MD - Guarin (POR) - Não é médio direito de origem, mas realizou no Bonfim mais uma excelente exibição de dragão ao peito. Os seus remates começam a ser bastante temíveis.

AV - Cardozo (BEN) - Fez um hat-trick, mas poderia ter feito mais. Apesar disso passou para a liderança dos marcadores devido ao seu pé esquerdo.
AV - Falcao (POR) - Dois golos plenos de oportunidade, que contribuiram para a vitória em Setúbal.

Melhor Equipa da Semana - SC Braga (goleada da época e excelente resposta aos resultados dos rivais)

Melhor Jogador - Luis Aguiar

Melhor Golo - Luis Aguiar (ver aqui - aos 72 seg.) e Maykon (ver aqui - quase no final)

Momentos da Semana - Descida do Belenenses e falhanços incríveis no V. Guimarães-Belenenses (Jorge Gonçalves, Lima e Yontcha por duas vezes)

GR - Brad Friedel (A.V.) - Completa no próximo mês 39 anos, mas continua a ser um dos melhores na Premier League, e tem sido um dos pilares deste Aston Villa, que ocupa neste momento o 5º lugar.

DD - Westermann (SCH) - Um golo que coloca o Schalke 04 empatado no topo da Bundesliga com o Bayern.
DC - André Dias (LAZ) - Mais um golo a juntar à sua conta pessoal. Sem dúvida nenhuma, que a Lazio acertou em cheio nesta contratação em Janeiro.
DC - Mbia (MARS) -Tem sido um dos pilares da defesa do Marselha, mesmo jogando fora da sua posição habitual.
DE - Zanetti (INT) - Nunca se cansa, e contra a Atalanta, sem Maicon na outra lateral, foi ele a dar a profundidade ao jogo do Inter.

MC - S. Parker (WEST HAM) - Considerado o melhor jogador da semana na Premier League, e autor de um golo muito importante para o West Ham.
MD - Salvio (A.M.) - Bisou e fez o melhor jogo desde que foi adquirido pelo Atlético em Janeiro.
ME - Nani (M.U.) - Um bom golo, e ainda um penálti sofrido. Está em excelente forma.
MC - Gerrard (LIV) - Bisou com dois golos à Gerrard, e guiou o Liverpool a uma vitória que ainda alimenta a esperança do 4º lugar.

AV - Kalou (CHE) - Fez um hat-trick na goleada do Chelsea por 7-0.
AV - Pazzini (SAMP) - Uma tremenda eficácia, e um bis que silenciou Roma.

Melhor Equipa da Semana - Chelsea - Bateu o Stoke por 7-0. E respondeu da melhor maneira à pressão que o Man Utd tem vindo a colocar. Na próxima jornada irá se deslocar a Liverpool, e na minha opinião será esse o derradeiro teste de Ancelotti até final do campeonato.
Melhor Jogador - Pazzini (Sampdoria) - Não terá sido certamente o melhor jogador da semana, mas a importância dos seus dois golos frente à Roma, principalmente para o Inter de Mourinho, colocaram-no como o jogador mais em foco esta semana.
Momento da semana - As discussões entre jogadores da mesma equipa, aconteceu no Mallorca entre Keita e Arduriz -Ver aqui! E em Roma entre Vucinic e Perrota - Ver aqui! Algo que vem acontecendo cada vez com mais frequência, e normalmente por situações de um colega de equipa por e simplesmente não passar a bola.
Golo da Semana - Jeffren (Barcelona) -Ver aqui! Uma finta algo cómica e uma finalização de belo efeito, de mais um jovem da cantera do Barcelona!

26 de abril de 2010

Liga Sagres
Nacional 1-1 Paços de Ferreira - Maykon evitou que o Nacional saltasse para o 5º lugar, com um grande remate aos 89 minutos. À meia hora de jogo, Diego tinha adiantado os insulares.
Leixões 1-3 Académica - Os estudantes garantiram a manutenção ao derrotarem o Leixões. Sougou, Diogo Gomes e Éder marcaram pela Académica, enquanto que Hugo Morais marcou o golo leixonense. (resultados e classificação)

Liga Vitalis
Muita confusão no topo da Liga Vitalis. Beira-Mar, Portimonense e Santa Clara perderam, enquanto que Oliveirense e Feirense ganharam. Os 5 primeiros estão separados por apenas 3 pontos. No fundo, o Carregado desceu de divisão, enquanto que Varzim, Chaves e Covilhã tentam fugir à última vaga. (resultados e classificação)

La Liga
Tudo na mesma na frente, com o Barcelona e o Real Madrid a vencerem os seus adversários. Os catalães derrotaram o Xerez por 3-1 (Jeffren, Henry e Ibrahimovic). O Real foi a Saragoça derrotar a equipa da casa por 2-1 com golos de Raul e Káká. (resultados e classificação)

Premier League
O Chelsea continua na frente da Liga Inglesa depois de "esmagar" o Stoke City por 7-0 (Kalou 3x, Lampard 2x, Sturridge e Malouda). O Manchester United está a apenas 1 ponto, ao vencer o Tottenham por 3-1 (com um grande golo de Nani). Na luta pelo 4º lugar, Tottenham, Aston Villa, Manchester City e Liverpool estão separados por 2 pontos, no entanto, os Spurs e o City têm menos 1 jogo. (resultados e classificação)

Série A
O Inter voltou ao topo da classificação, depois de derrotar a Atalanta por 3-1 e a AS Roma perder em casa 2-1 frente à surpreendente Sampdoria. A equipa de Génova está no 4º lugar, perto de chegar à ùltima vaga da Liga dos Campeões. Aos romanos, que não perdiam desde a 10ª jornada, resta esperar por novo tropeção do Inter. (resultados e classificação)

Ligue 1
O Ol. Marselha venceu novamente pela margem mínima e continua de pedra e cal no topo da classificação francesa. Valbuena marcou o golo solitário frente ao St. Éttienne. O Auxerre também venceu (3-0 em Toulouse) e mantém-se a 5 pontos. (resultados e classificação)

Bundesliga
O Bayern Munique empatou 1-1 (Klose marcou o golo do empate aos 73´) frente ao Borussia Monchengladbach, mas manteve-se no 1º lugar devido ao 1º critério de desempate, a diferença entre golos marcados e sofridos. O Schalke venceu 1-0 em Berlim, frente ao quase condenado Hertha. A luta pela última vaga para a Liga dos Campeões está ao rubro, com Werder Bremen, B. Leverkusen, B. Dortmund e Estugarda separados por 4 pontos. (resultados e classificação)

Escócia - O Rangers venceu o seu 53º campeonato, depois de derrotar o Hibernian por 1-0.

25 de abril de 2010

U. Leiria - Sporting, 1-1 (Cássio 49'; Liedson 15')

O Sporting empatou em Leiria, num jogo onde só se pode queixar de si próprio, pois falhou inúmeras oportunidades claras de golo, e acabou por mais uma vez sofrer um golo no seu ponto fraco nos últimos anos, ou seja, num lance de bola parada.

Resumo:

Uma primeira parte total do Sporting, com o domínio claro do jogo, da posse de bola, com uma grande dinâmica, a criar várias oportunidades de golo e a anular todas as acções do U.Leiria. Ao intervalo o 1-0 era um resultado demasiado escasso, tendo em conta o caudal ofensivo dos leões.

A segunda parte começa praticamente com o golo do U.Leiria, que aproveitou da melhor maneira as fragilidades dos leões nos lances de bola parada e chegou assim ao empate. Os leirienses motivados pelo golo, arrancaram para uma segunda metade melhor, dividiram o jogo, e o Sporting apenas nos últimos 15m com a entrada de Postiga voltou a encontrar-se, acabando o jogo a desperdiçar mais algumas boas oportunidades.

Em suma, uma primeira parte totalmente dominada pelo Sporting, e uma segunda mais dividida, com um resultado final algo injusto, considerando as várias oportunidades de golo desperdiçadas pelos leões.

Destaques:

Djuricic - Defendeu quase tudo, e foi uma das grandes figuras do jogo.

Silas - Um dos melhores em campo. Comandou o jogo dos leirienses, e foi o principal responsável pelo equilíbrio que se verificou na segunda parte.

Izmailov - Excelente passe a desmarcar Liedson, demonstrou excelentes pormenores no primeiro tempo, e foi o melhor em campo nesse período. Na segunda apagou-se um pouco do jogo.

Veloso - A pior exibição esta época. Muito ausente do jogo, e ainda acabou por falhar uma oportunidade clara de golo, a sua substituição não surpreendeu ninguém que viu o jogo.

Pedro Mendes - Não sabe jogar mal, e hoje mais uma vez foi a melhor unidade do Sporting.

Sporting (1) - Mais um golo sofrido num lance de bola parada, algo que nos últimos anos devido à baixa estatura da equipa é frequente. No futebol actual os lances de bola parada tanto ofensivos como defensivos são cada vez mais decisivos, devido ao equilibrio dos jogos, como tal, o Sporting da próxima época caso ambicione outras andanças,  terá de uma vez por todas de corrigir este "pormaior" que acaba por ser o principal ponto fraco deste conjunto.

Sporting (2) - Liedson, Matias, Veloso, Djaló, foram vários as oportunidades de golo desperdiçadas hoje por estes intervinientes.

O Benfica venceu no prolongamento o Interviú (3-2) e sagrou-se campeão da Europa de Futsal.

Num jogo que se disputou no Pavilhão Atlântico, perante 9400 pessoas, os encarnados até começaram a perder, mas deram a volta ao marcador para 2-1, com golos de Joel Queirós e Arnaldo. No segundo tempo os espanhóis empataram e o encontro acabou por chegar ao prolongamento. Na primeira parte deste período, Davi, aproveitou um erro de Luis Amado, e fez o 3-2 final.

Na luta pelo terceiro lugar o Araz do Azerbaijão venceram nos penáltis os italianos do Luparense.

- Davi foi considerado o melhor jogador da final da UEFA Futsal Cup;
- Joel Queirós terminou a edição 2009/2010 da UEFA Futsal Cup como melhor marcador, com 12 golos. 

Naval 0- 4 Sp. Braga (Luis Aguiar 23' e 83', Matheus 38' e Paulão 75')


O Sporting de Braga respondeu bem às goleadas de Benfica e Porto, e venceu incontestavelmente a Naval, num jogo que até podia ter acabado com uma vantagem maior, dadas as oportunidades falhadas pelos visitantes. Assistiu-se à maior assistência na Figueira da Foz. 7.500 adeptos do Minho estiveram presentes. Fica assim adiada a festa do título do Benfica, pelo menos por mais uma jornada.


A primeira parte foi dominada pelo Braga, com excepção do período entre os 10 e 20 minutos, em que a Naval conseguiu alguns remates, um deles perigoso, protagonizado por Fábio Júnior, na área. De resto o Braga entrou forte e Renteria falhou o golo aos 50 segundos na cara de Peiser. Depois do guarda-redes defender mais dois bons remates, eis que surge o golo, aos 23’, de Luis Aguiar, na marcação de um livre à entrada da área. Após mais duas brilhantes defesas de Peiser, Matheus, na sequência de um canto da direita, marcou o segundo golo, aos 38’. Na segunda parte a Naval passou a jogar com 4 defesas, e lançou Bolívia e Houw, apostando em controlar o meio campo. Mas o Braga limitou-se a gerir a vantagem, controlando bem a bola e sempre que possível tentava chegar ao ataque. Em duas vezes que o conseguiu, marcou, aos 75’ por Paulão, de cabeça, e por Luis Aguiar, aos 83' num belo chapéu frente a Peiser. Até ao fim Diogo Valente ainda desperdiçou duas oportunidades claras de golo.


Destaques


Sp. Braga - a jogar num 4-4-2 apostou na velocidade de Matheus e Renteria na frente, enquanto Alan e Paulo César tentavam criar perigo pelas alas, e Luís Aguiar a sincronizar o ritmo de jogo na faixa central. Nos processos defensivos, Madrid irrepreensível a fechar o meio campo, e Paulão no centro da defesa, que não deixou que se notasse a ausência de Moisés.


 Naval - jogou num 5-3-2, com Diego Ângelo a comandar os três centrais, Camora e Carlitos como alas atacantes, o capitão Lazaroni no centro do terreno ajudado por Godemeche e Giuliano e na frente os irrequietos Fábio Júnior e Simplício, que foram os principais focos de perigo (embora insuficientes) para a baliza de Eduardo. Os 5 defesas acabaram por relevar pouca eficácia, já que Renteria e Matheus apareceram várias vezes na área com perigo.


Luis Aguiar - 2 grandes golos numa bela exibição. Foi o patrão do meio campo, e quando as preocupações defensivas da sua equipa não são tantas, surge o melhor Aguiar que se viu este ano.


Madrid - um dos melhores elementos em campo, ao lado de Luis Aguiar.


Filipe Oliveira - começa a merecer destaque, pois vem apresentando uma qualidade de jogo muito maior nestas últimas jornadas. Muito ao estilo de João Pereira, este lateral criou jogadas perigosas por várias vezes na linha, combinando sempre bem com Alan, que mais uma vez fez um bom jogo.


Peiser - Acabou por ser o melhor elemento da Naval, pelas 4 boas defesas que fez ainda na primeira parte, impedindo um resultado mais dilatado. Não parece ter culpa em qualquer um dos golos.


Bolívia - Entrou bem, mexeu com o meio campo da Naval, mas foi de pouca dura, o Braga adaptou-se à nova disposição táctica dos da casa, e Bolívia desapareceu. Um ou dois pormenores de grande qualidade técnica a destacar.




Rui Alves


O News Of The World noticia que os ingleses apresentaram uma proposta de 11,5 milhões de Euros pelo russo do Sporting, no entanto, ficou abaixo do esperado pelos dirigentes leoninos. O Sporting pede 23 milhões de Euros pelo passe do russo. Paulo Barbosa, o representante do jogador, foi entrevistado pelo jornal inglês e confirmou a veracidade da proposta e da rejeição da mesma, no entanto, acredita que o negócio poderá concretizar-se. (ler aqui)

Será que o City vai chegar aos 23 milhões de euros?

NBA

Charlotte Bobcats 86-90 Orlando Magic (Magic na frente 3-0)

Os Magic ficaram a uma vitória do apuramento, mercê de uma exibição fantástica de Jameer Nelson. O base da equipa marcou 32 pontos e foi a principal arma ofensiva da equipa, perante a ineficácia de Rashard Lewis e Vince Carter. Dwight Howard voltou a fazer um jogo fraco a nível ofensivo e foi excluído por faltas perto do fim, no entanto, compensou na defesa com 8 ressaltos e 7 blocos. O jogo foi equilibrado de princípio a fim, no entanto, a maior experiência dos Magic levou a nova vitória e, talvez, ao final da série. Gerald Wallace voltou a desiludir no ataque, ficando apenas Stephen Jackson e Larry Hughes acima dos 14 pontos.

Portland Trail Blazers 96-87 Phoenix Suns (eliminatória empatada 2-2)

Os Blazers recuperaram dos dois desaires pesados e igualaram a eliminatória frente aos Suns. No regresso de Brandon Roy à competição, foi LaMarcus Aldridge a brilhar a grande nível, com 31 pontos e 11 ressaltos. O duelo com Amare Stoudemire foi novamente intenso, bastante físico, com o jogador dos Suns a marcar 26 pontos no desafio. Amare foi o único jogador dos Suns com uma exbição positiva, já que os outros estiveram muito abaixo na finalização e Steve Nash perdeu a bola por 6 vezes. A partida foi equilibrada até final, mas depois apareceu Brandon Roy para marcar os cestos decisivos para os Blazers.

Milwaukee Bucks 107-89 Atlanta Hawks (Hawks na frente 2-1)

Numa partida mais fácil do que o previsto, os Bucks levaram a melhor sobre os Hawks e prometem não ficar por aqui. Os Bucks começaram em alto rendimento, com Brandon Jennings e John Salmons bastante eficazes no ataque, ao contrário dos seus adversários. Cedo a vantagem subiu para a casa das dezenas, tendo no 3º e 4º períodos aumentado para mais de 20 pontos. Nos últimos minutos até deu para as estrelas descansarem, dando a vez aos suplentes. Joe Johnson foi o único jogador dos Hawks em destaque, com 25 pontos, apesar de ter estado muito mal no capítulo do lançamento (9-22 em lançamentos de campo).

Oklahoma City Thunder 110-89 LA Lakers (eliminatória empatada 2-2)

Subitamente os campeões em título estão em dificuldades para levar de vencido a equipa mais jovem da NBA! Com dois excelentes jogos em Oklahoma, os Thunder mostraram que poderão ter uma palavra a dizer nesta série. Com uma exibição de alto nível em todos os capítulos, os Lakers foram autenticamente vulgarizados por Westbrook, Durant, Green, Harden e companhia. Com uma grande agressividade na defesa e, principalmente nas transições ofensivas, os Thunder conseguiram ir para a linha de lance livre por 48 vezes e fizeram Kobe e Gasol descansar nos últimos 12 minutos de jogo, devido à diferença no marcador. Serge Ibaka esteve muito bem na defesa e em Espanha já lhe chamam de anti-Gasol.

Hoje:
Miami Heat - Boston Celtics (18 horas)
Chicago Bulls - Cleveland Cavaliers (20h30)
San Antonio Spurs - Dallas Mavericks (meia noite)
Utah Jazz - Denver Nuggets (02h30)


24 de abril de 2010


Benfica 5-0 Olhanense (Cardozo 3´g.p., 53´e 56´; Di Maria 18´e Aimar 79´)

Com a ingenuidade de Delson à mistura, o Benfica pressionou a defensiva algarvia e marcou por 5 vezes. Cardozo ultrapassou Falcao na lista dos marcadores, ainda falhando o golo por diversas vezes. Benfica espera agora por uma escorregadela do Braga na Figueira da Foz, para celebrar já amanhã.

O jogo começou com o Olhanense por cima do Benfica, no entanto, Weldon aproveitou o 1º contra ataque dos encarnados e cruzou para um desvio de Delson com o braço. Penalti convertido por Cardozo. Pouco tempo depois, o mesmo Delson tem uma entrada às pernas de Di Maria e viu o 2º amarelo e consequente expulsão. O jogo ficou mais difícil para os algarvios, que mesmo assim deixavam 3 unidades na frente de ataque. Com bastante espaço na defesa, Di Maria aos 18 minutos aproveitou um lançamento comprido de Aimar e fez o 2-0, decidindo praticamente a partida.

Na 2ª parte, o Benfica pressionou bastante o Olhanense e Cardozo marcou 2 golos em apenas 3 minutos, com duas assistências de Di Maria (a primeira foi de letra). As oportunidades de golo continuavam a surgir, mas Cardozo esteve bastante perdulário. O 5-0 surgiu numa oferta de Castro, que ficou a pedir mão de Aimar, deixando o argentino rematar à vontade.

Destaques:

Pablo Aimar - Excelente exibição do argentino. Serviu Di Maria no 2º golo e marcou o 5º. Mostrou habilidade para ultrapassar a defensiva olhanense e foi o maestro do ataque encarnado.

Di Maria - Tal como Aimar, o outro argentino realizou uma exibição de encher o olho. Não precisou de se agarrar em demasia à bola e jogou simples. Marcou um golo e assistiu Cardozo por diversas vezes, com o paraguaio a marcar apenas por duas vezes.

Cardozo - Marcou 3 golos e muitos outros poderiam ter surgido. Esteve sempre no sítio certo, mas faltou maior eficácia.

Fábio Coentrão - Mais uma boa exibição do lateral adaptado. Raramente foi ultrapassado e actuou praticamente como extremo, beneficiando das facilidades oferecidas pelos algarvios.

Delson - Muito mal! Primeiro fez uma grande penalidade e viu cartão amarelo. Depois teve uma entrada muito dura sobre Di Maria, o que não é admissível para um jogador já amarelado.

V. Setúbal - FC Porto, 2-5 (Henrique 51' e 90'+1; Falcão 14' e 90'+4, Maicon 41', Guarín 57', Belluschi 71')

Um jogo com bastantes golos no Bonfim, com o Porto a vencer de maneira algo expressiva o Setúbal. 

Depois de uma primeira parte, onde os sadinos até entraram melhor na partida, tentando jogar aberto e disputar o jogo, a maior qualidade do Porto veio ao de cima, e com dois golos na sequência de pontapés de canto os azuis e brancos chegaram ao intervalo a vencer por 2-0. 

Na segunda parte o Setúbal voltou a entrar com bastante velocidade, e acabou por chegar ao 2-1, contudo o Porto teve sempre o jogo controlado e rapidamente chegou ao 3-1, até final os azuis e brancos apenas se limitaram a gerir o jogo e jogar para Falcao, conseguindo fazer mais dois golos, um pelo próprio Falcao e outro por Guarin.

O jogo acaba por ficar marcado pelo minuto 80, onde Falcao viu um cartão amarelo que o impede de jogar o próximo jogo frente ao Benfica. A indignação dos portistas foi tal, que os protestos interromperam o jogo por alguns minutos, e tiveram como consequência a expulsão de Jesualdo Ferreira. 

Destaques:

Falcao - Bisou na partida, foi o mais combativo, o mais inconformado, provocou desequilíbrios e foi claramente o melhor elemento em campo. Hoje ficou igualmente evidente que o Porto faz desta luta pelo título de melhor marcador um autêntico campeonato pessoal, o que só vem beneficiar ainda mais o espectáculo neste final de temporada.

Guarin - Voltou a marcar, e novamente com um remate fora da área, demonstrando estar claramente com confiança, e a atravessar o melhor momento desde que chegou ao Porto.

Beto - Fez algumas intervenções de boa qualidade.

Neca - Um autêntico "maestro", com vários passes de grande nível e ainda alguns remates perigosos. Claramente um jogador acima da média neste Setúbal.

Henrique - Bisou na partida com dois golos à ponta-de-lança, onde aproveitou na perfeição as oportunidades que dispôs.

Porto - No último mês os azuis e brancos tem efectuado as melhores exibições da temporada, e isso poderá dever-se a alguns factores, tais como:
- A equipa joga sem pressão, devido à diferença pontual para os seus adversários;
- O sistema 4-4-2 é o que beneficia e melhor aproveita as potencialidades dos jogadores do Porto;
- Existe uma motivação extra na tentativa de que Falcao vença o seu campeonato pessoal, e isso acaba por tornar o jogo do Porto mais ofensivo;
- A equipa está com Jesualdo e tenta segurar o treinador para o próximo ano, realizando boas exibições;

Será que é alguns destes factores que tem permitido ao Porto jogar melhor? Ou inclusive é mesmo a soma de todos estes factores que o tem permito? Ou apenas se deve a uma fase melhor na época?

Segundo o site Footballpress, o Bayern Munique pretende contratar Falcao no próximo Verão (ler aqui). O site noticia ainda que a transferência se iria situar entre os 8 e 10 milhões de euros.

Depois do já falado interesse de Valencia e Sevilla no colombiano (ler aqui), surge agora mais um nome a juntar-se à lista de clubes que pretendem contratar o avançado para a próxima época.

Considerando o potencial financeiro dos alemães, a confirmar-se o interesse, a parte económica não será certamente um problema na concretização do negócio. Mas tendo em conta que os bávaros tem nas suas fileiras avançados como Klose, Olic, Gomez, Muller e Toni (este emprestado à Roma), quem sairá para entrar Falcao? E caso se confirme o negócio, terá o colombiano capacidade para se impor no gigante alemão?



Manchester United 3-1 Tottenham Hotspur (Giggs 58´g.p. e 86´g.p. e Nani 81´; Ledley King 70´)

NBA

Miami Heat 98-100 Boston Celtics (Celtics na frente 3-0)

Paul Pierce marcou sobre o final do jogo o lançamento vitorioso e fez, mais uma vez, jus ao seu nick, "The Truth". A partida foi bastante equilibrada, no entanto, no final do 3º período Paul Pierce marcou 9 pontos seguidos para os Celtics que entraram no 4º perído com o resultado em 80-72. No último período, Dwayne Wade marcou apenas 6 pontos, no entanto, Michael Beasley, Wright e Haslem estiveram muito bem e levaram o jogo para o que seria o prolongameno. Mas, Paul Pierce, em mais um momento da verdade, não falhou e marcou em cima do buzzer. Paul Pierce marcou 32 pontos, enquanto que Wade marcou 34 pontos.

San Antonio Spurs 94-90 Dallas Mavericks (Spurs na frente 2-1)

Numa primeira parte equilibrada, os Mavs entraram no 3º período com uma excelente atitude e ganharam uma boa vantagem (68-59, a 3 minutos do final do período), no entanto os Spurs reagiram e reduziram a desvantagem para apenas 4 pontos na entrada dos últimos 12 minutos. No início do 4º perído apareceu Manu Ginobili que, mesmo jogando com o nariz partido, se mostrou bastante agressivo nas entradas para o cesto e deu a volta ao resultado. Nos últimos minutos, Tony Parker assumiu o jogo dos Spurs e marcou os cestos decisivos. Dirk Nowitizki esteve em bom plano nos Mavs, marcando 35 pontos, mas foi muito mal secundado por Jason Kidd e Caron Butler. Tim Duncan mostrou porque é o "Big Fundamental" e marcou 25 pontos, com grande eficácia.

Utah Jazz 105-93 Denver Nuggets (Jazz na frente 2-1)

Os Jazz deram a volta à série e mostraram que são uma equipa a ter em conta. Mesmo com a ausência do Poste inicial, Mehmet Okur, os Jazz têm bastantes soluções e ontem, foi uma das alternativas a resolver. Paul Millsap marcou 22 pontos (11-14 em lançamentos) e conquistou 19 ressaltos, sendo o MVP da partida. Os Jazz ganharam a partida nos 2º e 3º períodos, com os parciais de 31-21 e 32-20. Os Nuggets fizeram muitos turn-overs e apenas Billups e Carmelo ultrapassaram os 10 pontos (marcaram 25 pontos cada). Nos Jazz, Deron Williams mostrou a eficácia habitual na organização do ataque e Boozer foi um excelente apoio a Millsap.

Hoje:
Charlotte Bobcats-Orlando Magic (19 horas, Sporttv 3)
Portland Trail Blazers-Phoenix Suns (21h30)
Milwaukee Bucks-Atlanta Hawks (meia noite)
Oklahoma City Thunder-LA Lakers (02h30)



23 de abril de 2010


Justificar completamenteBenfica 8-4 Luparense

Tal como aconteceu na temporada 2003-04, o Benfica volta à final da UEFA Futsal Cup para defrontar o mesmo rival de há 6 anos. Os encarnados derrotaram os italianos do Luparense por 8-4, com uma 2ª parte de grande nível.
Nos primeiros 20 minutos o jogo foi equilibrado, com o Benfica a primar pela eficácia, enquanto que os italianos tiveram mais posse de bola. Aos 5 minutos já o jogo estavam em 2-1 para o Benfica, com golos de Joel e Ricardinho, mais um golo de Honorio. Os italianos foram à procura do empate, no entanto, Joel Queiróz voltou a marcar aos 14 minutos. Na resposta, Vampeta reduziu para 2-3.
Na 2ª parte, o Benfica entrou bastante pressionante e marcou 2 golos em apenas 3 minutos, com Arnaldo a desviar um remate de Joel e Davi a marcar depois de uma jogada genial de Ricardinho. Com 5-2, o Benfica passou a circular mais a bola, com os italianos a tentarem pressionar os encarnados. A 11 minutos do fim, o treinador italiano fez avançar o guarda-redes adiantado e os italianos encostaram o Benfica à sua área, valendo os postes da baliza (3 vezes) e Bebé, com muitas intervenções de qualidade. Para os últimos 5 minutos ficaram guardados os restantes golos, com o Luparense a reduzir para 3-5 (Baptistella), mas o Benfica não tremeu e marcou no minuto seguinte por Ricardinho. Arnaldo e César Paulo (num grande golo) fizeram o 7º e 8º golos do Benfica e Zé Maria marcou um auto-golo no último minuto.

Interviú Movistar 5-2 Araz Naxçivan

Os campeoníssimos espanhóis tiveram bastantes dificuldades para derrotar os azeris (alguns brasileiros naturalizados de grande qualidade), valendo-se da sua maior experiência e de um guarda-redes de classe mundial, Luis Amado. Os azeris defenderam bastante bem, não dando muito espaço para as trocas de bola dos espanhóis. O Interviú marcou primeiros, por Torras, na cobrança de um livre, no entanto, nos últimos 10 minutos do 1º tempo, os azeris criaram muitas situações de golo, apenas concretizando uma por Biro Jade. Ao intervalo, o 1-1 justificava-se. Nos primeiros minutos da 2ª parte o jogo foi bastante emotivo, com os espanhóis a passarem novamente para a frente, com um golo de Gabriel. A resposta do Araz veio logo a seguir, com Serjão a restabelecer a igualdade passados 50 segundos. Nos minutos seguintes, os azeris poderiam ter passado para a frente, mas Luis Amado esteve "enorme" na baliza. Aos 33 minutos, Betão marcaria o 3-2 para o Interviú, aos 37 minutos o próprio Luis Amado marcaria o 4-2 (de baliza a baliza) e a um minuto do fim Daniel fez o 5-2 final.

Liga Sagres - Rio Ave 0-0 Marítimo - Mais um jogo pobre na liga portuguesa, com poucas oportunidades de golo e com um resultado mais do que justo. O Rio Ave garantiu a permanência, enquanto que o Marítimo poderá ver a Europa mais longe.

Bundesliga - Bochum 0-2 Estugarda - Com golos de Cacau (14´) e Marica (18´), o Estugarda aproximou-se do 3º lugar, que dá acesso à Liga dos Campeões. O Bochum poderá cair para penúltimo.

GR - Mark Schwarzer (FUL) - O guarda-redes australiano esteve mais uma vez bastante seguro e foi o principal responsável pelo 0-0 final em Hamburgo.

DE - Zanetti (INT) - Com 36 anos ainda mostra muita categoria e anulou quem se atrevesse a atacar pela sua lateral. Um poço de força e resistência.
DC - Ujfalusi (ATL) - O central checo jogou a lateral, no entanto, cumpriu na perfeição as suas tarefas e não teve problemas em atacar, criando algumas jogadas de golo.
DC - Perea (ATL) - O colombiano fez uma das exibições do ano e não teve dificuldades em anular o francês Ngog. Muito seguro.
DD - Maicon (INT) - Teve algumas responsabilidades no golo do Barcelona, mas depois mostrou toda a sua qualidade. Foi muitas vezes ao ataque e marcou o 2º golo do Inter.

ME - Robben (BAY) - O holandês voltou a estar em destaque ao marcar o golo da vitória frente ao Lyon. Criou inúmeras situações de perigo e foi o dinamizador dos bávaros.
MC - Sneijder (INT) - Mais um holandês em destaque. O médio centro do Inter marcou o 1º golo e ofereceu o 3º a Milito. Esteve muito bem a servir Eto´o e Milito.
MC - Etuhu (FUL) - O médio defensivo nigeriano foi importante nas manobras defensivas do Fulham e esteve em destaque no 0-0 de Hamburgo.
MD - Pitroipa (HAM) - O burkinense fez uma excelente exibição, tendo sido o jogador em destaque do lado do Hamburgo. Tentou servir várias vezes os seus avançados e criou muitas jogadas de perigo pelos flancos.

AV - Milito (INT) - O argentino foi o homem do jogo em Milão ao marcar um golo e a assistir os outros dois. Criou bastante perigo junto de Valdés e poderia ter marcado mais golos.
AV - Forlán (ATL) - Sem a companhia de Aguero, o uruguaio teve a oportunidade de brilhar sozinho. Marcou o único golo da partida e deu bastante trabalho à defensiva inglesa. Deu uma lição a Ngog, de como jogar bem, sozinho na frente.

Melhor Equipa da Semana - Inter de Milão - Anular o Barcelona não é fácil, vencer por 2 golos é raro.
Melhor Jogador - Arjen Robben
Momento da Semana - A entrada dura de Ribery. Apesar de não parecer propositada, poderia ter lesionado gravemente Lisandro Lopez. (ver aqui)
Golo da Semana - Maicon (Inter - ver aqui) - Uma lição de como contra atacar!

UEFA Futsal Cup

Começa hoje a Final Four da UEFA Futsal Cup, prova máxima de clubes a nível europeu. A edição deste joga-se em Lisboa, no Pavilhão Atlântico e contará com a presença do Benfica.
Meias Finais - Hoje:
Araz Naxçivan (AZE) - Interviú Madrid (ESP) (18 horas)
Benfica (POR) - Luparense (ITA) (20h30)
Final e 3/4 lugares - Domingo


O Benfica vai disputar em casa o único troféu que lhe falta, no entanto, a concorrência é de peso! O Interviú já foi campeão europeu 3 vezes, sendo que na última edição foi à Rússia derrotar a equipa da casa. Os italianos e azeris nunca chegaram tão longe na prova, no entanto, o futsal está em grande força nos dois países, nomeadamente devido à naturalização de jogadores brasileiros. Na 1ª edição da prova (2001-2002), o Sporting participou na Final Four (também no Pavilhão Atlântico), mas não conseguiu alcançar a final (perdeu nas meias finais por 4-0, frente ao Playas Castellón), enquanto que o Benfica, em 2003-2004, chegou à Final, mas perdeu frente ao Interviú (derrota em Espanha por 4-1 e vitória em Lisboa por 4-3). André Lima referiu que o apoio do público será fundamental para a conquista do troféu.

Andebol

Semana decisiva para o Sporting, com a duplo confronto com os eslovenos do Slovan (com o jogo frente ao Belenenses pelo meio), a contar para as meias finais da Challenge Cup. Trata-se de uma oportunidade única para os leões chegaram pela 1ª vez a uma final europeia, numa prova onde as equipas portugueses têm tido boas prestações (em 2005 e 2006, ABC e Sp. Horta chegaram à final e em 2008, o Benfica alcançou as meias finais). O adversário não será o ideal, apesar da pouca experiência europeia (1ª participação nos últimos 10 anos), o andebol esloveno é claramente superior ao português, no entanto, para vencer a prova tem que se ser superior a todas as equipas. A 1ª mão disputa-se este Sábado, pelas 19 horas, no Pavilhão do Casal Vistoso e Paulo Faria apelou ao apoio do público.

Hóquei em Patins - O FC Porto está a apenas 1 ponto de vencer o 9º campeonato consecutivo, defrontando este Sábado a Oliveirense (18 horas).

Voleibol - O jogo 3 da final do campeonato de Voleibol joga-se este Domingo em Espinho (15 horas) e o Benfica poderá sagrar-se campeão caso vença a partida.

NBA

Jogos de Quarta-Feira:
Orlando Magic 92-77 Charlotte Bobcats (ver aqui)
Dallas Mavericks 88-102 San Antonio Spurs (ver aqui)

Jogos de Ontem:
Chicago Bulls 108-106 Cleveland Cavaliers (ver aqui) (Cavs na frente 2-1)
Oklahoma City Thunder 101-96 LA Lakers (ver aqui) (Lakers na frente 2-1)
Portland Trail Blazers 89-108 Phoenix Suns (ver aqui) (Suns na frente 2-1)

Hoje:
Miami Heat - Boston Celtics (meia noite, Sporttv 1)
San Antonio Spurs - Dallas Mavericks (02h30)
Utah Jazz - Denver Nuggets (03h30)



22 de abril de 2010


Atlético Madrid 1-0 Liverpool (Forlan 9´)

Os colchoneros ganharam vantagem frente ao Liverpool, num jogo em que foram claramente superiores. O Liverpool esteve bastante preso de movimentos e sentiu a falta do seu melhor jogador, Fernando Torres.
O Atlético começou mais forte que o rival e dominou completamente a 1ª parte. Logo a abrir Forlan marcou o único golo da partida, num lance bastante confuso. Os madrilenos tiveram em Reyes o seu jogador mais interventivo, tentando várias vezes o drible e os cruzamentos. Gerard foi o melhor elemento inglês e teve nos pés o golo do empate a meio da 1ª parte, mas atirou às malhas laterais.
Na 2ª parte, a partida foi mais tranquila, como muito jogo a meio campo e apenas uma grande oportunidade de golo. Simão, dentro da área, rematou para uma grande defesa de Reina. O jogo chegava ao final com um resultado um pouco curto para o que passou em campo. O Liverpool praticamente não existiu e Ujfalusi e Perea realizaram exibições como nunca os adeptos do Atlético tinham visto.

Hamburgo 0-0 Fulham

Num mau jogo de futebol, ambas as equipas mostraram bastante medo de sofrer golos e o resultado final só podia ser de 0-0. O Fulham fez o seu papel e foi à Alemanha para defender e tentar o contra-ataque, no entanto, só conseguiram o 1º objectivo, com um grande contributo do guarda-redes Schwarzer que se mostrou bastante seguro como é seu hábito. O Hamburgo empurrado pela multidão do Nordbank Arena bem tentou chegar ao golo, mas a barreira do Fulham revelou-se superior. Nos últimos minutos, os alemães preferiram não arriscar e guardaram o 0-0. Em Inglaterra, o Fulham certamente tentará o golo, já que não tem nada a perder, ao contrário do Hamburgo, que caso não chegue à final, os adeptos não irão perdoar o falhanço (a final é no Estádio do Hamburgo).
Quem chegará à final?

Não perceberam? Então vamos pensar um pouco. Em quase todas (ou mesmo em todas) as pré-temporadas (este ano até começa mais cedo), a comunicação social sugere contentores de jogadores para o Benfica, até porque os encarnados nos últimos 4 anos ficaram mal colocados na classificação e tinham bastante dinheiro para investir no mercado. No entanto, esta temporada acontece o contrário. José Eduardo Bettencourt em Dezembro/Janeiro deu o mote e disse que o Sporting iria investir forte no mercado, para reforçar o plantel. Foi o click que faltou para a comunicação social mudar o alvo para o outro lado da 2ª circular. Apesar do Benfica continuar a "receber" sugestões dos órgãos de comunicação social, até este momento o Sporting aparece claramente em vantagem. As alterações que o plantel precisa são muitos e parece que este ano há muito dinheiro para investir.

Pegando num comentário de um nosso leitor, neste mês de Abril já foram contabilizados 22 jogadores estando na órbitra do Sporting! Zé Castro, Lazzaretti, Andrezinho, Desmarets, Quaresma, Tiago, Duda, HIlário, Evaldo, Sílvio, Vitor Gomes, Ansaldi, Benaglio, Diego Souza, Fábio Silva, entre outros...

Algumas questões:
1) JEB fez bem em referir que o Sporting iria investir forte no mercado?
2) Porque é que a comunicação social lança este tipo de não-notícias?
3) Quem sairá mais prejudicado desta situação?
4) Quais destes jogadores acredita que poderão integrar o plantel leonino na próxima temporada?

21 de abril de 2010


Bayern Munique 1-0 Ol. Lyon (Robben 69´)

Os bávaros superiorizaram-se aos franceses, num duelo marcado por duas expulsões. O Bayern foi mais forte e podia ter saído para a 2ª mão com uma vantagem superior. Cedo se percebeu que seria o Bayern a tomar a iniciativa, sempre com a preocupação de servir nas faixas laterais Robben e Ribery. Os alemães criaram várias ocasiões de golo, mas Schweinsteiger, Ribery, Olic e Muller estiveram de pontaria desafinada. Na única ocasião do lado francês, Ederson rematou com selo de golo, mas a bola desviou da defensiva bávara. Aos 37 minutos Ribery foi expulso por entrada dura sobre Lisandro. O francês pisou o argentino, num lance em que Lisandro poderia ter ficado gravemente lesionado. Ainda antes do intervalo, Kallstrom obrigou Butt a fazer a defesa da noite.

O Ol. Lyon poderia ter aproveitado a superioridade numérica, no entanto, Toulalan foi bastante ingénuo e fez duas faltas duras em apenas 5 minutos (51´e aos 55´). O Bayern voltou a encostar o Lyon e criou mais ocasiões para marcar, apenas aproveitada por um remate de Robben, que ainda tocou em Muller e enganou Lloris. O Bayern procurou o 2º golo, mas o guarda-redes francês superiorizou-se aos intentos bávaros e pouco antes do apito final Sidney Govou podia ter empatado, mas rematou para fora.

Ribery quase acaba com a carreira de Lisandro Lopez. Terá sido o nervosismo por causa da história que o envolve a prostituição de menores???


O poste dos Orlando Magic foi novamente eleito o Melhor Defensor da NBA, vencendo o troféu pela 2ª vez consecutiva. A votação no jogador foi unânime, com 110 dos 122 júris a elegerem DH12 no 1º posto. O poste dos Magic ficou com um total de 576 pontos, à frente de Josh Smith (136 pontos) e Gerald Wallace (113 pontos). (ver aqui)


Atlanta Hawks 96-86 Milwaukee Bucks


Os Hawks venceram o 2º jogo da série, fruto de uma excelente exibição defensiva. Com 9 roubos de bola e 8 blocos, mais um Joe Johnson em marcação cerrada a Brandon Jennings (o rookie apenas concretizou 3 lançamentos em 15 tentativas!). Para além de inspirado na defesa, Joe Johnson ainda marcou 27 pontos (12-23 em lançamentos), exemplarmente acompanhado por Josh Smith (21 pontos, 14 ressaltos e 9 assistências) e Al Horford (20 pontos e 10 ressaltos). Os Bucks estiveram muito mal no ataque, valendo-se apenas de John Salmons (21 pontos), Jerry Stackhouse (15 pontos) e Ilyasova (13 pontos e 15 ressaltos).

Boston Celtics 106-77 Miami Heat

Sem poder contar com Kevin Garnett, os Celtics voltaram a derrotar os Heat, numa partida onde chegaram a estar a vencer por mais de 30 pontos. Do lado dos Heat, apenas Dwyane Wade tentou remar contra a maré, marcando 29 pontos (11-18 em lançamentos). Os Celtics valeram-se da sua principal mais valia, ou seja, da competência defensiva e apenar deixaram os Heat marcar 10 pontos no 2º período. No ataque, Glen Davis (23 pontos e 8 ressaltos) substituiu Garnett na perfeição e Ray Allen mostrou porque é um dos melhores atiradores de sempre da NBA (25 pontos, com 9-13 em lançamentos, incluindo 7 triplos).

Phoenix Suns 119-90 Portland Trail Blazers

Agora sim, os Suns mostraram o seu poderio! Uma exibição ofensiva de alto nível permitiu aos Suns igualarem a série, frente a uns Blazers desastrados no ataque. Com uma eficácia de lançamento notável para um jogo de playoffs (52%), os Suns valeram-se da inspiração dos seus principais jogadores, como Jason Richardson (29 pontos, 11-16 em lançamentos), Grant Hill (20 pontos, 10-11 em lançamentos) e Steve Nash na organização e distribuição do jogo, com 13 pontos e 16 assistências. Os Blazers foram intimidados pela defesa do Arizona e, dos jogadores que jogaram mais de 20 minutos, nenhum conseguiu ficar acima dos 50% de eficácia nos lançamentos. Martell Webster foi o melhor marcador com 16 pontos.

LA Lakers 95-92 Oklahoma City Thunder

No jogo mais equilibrado da noite, os Lakers somaram a 2ª vitória na série, no entanto, os Thunder mostraram que não estão a fazer figura de corpo presente e obrigaram o seu adversário a dar o máximo. Basicamente, o que se pode dizer do ataque dos Lakers resume-se em dois nomes, Kobe e Gasol. O 1º marcou 39 pontos (12-28 em lançamentos e 13-15 em lances livres) e o 2º marcou 25 pontos (8-14 em lançamentos e 9-13 em lances livres), com os restantes jogadores dos Lakers a marcarem abaixo dos 6 pontos! Do lado dos Thunder, Kevin Durant mostrou-se melhor no ataque, com 32 pontos (12-26 em lançamentos), mas foi a defesa de Oklahoma a equilibrar a partida, com um total de 17 blocos (Ibaka fez 7!). No final, os Thunder poderiam ter levado o jogo a prolongamento, mas Jeff Green (bastante desinspirado) falhou o lançamento de 3 pontos.

Hoje:
Orlando Magic-Charlotte Bobcats (meia noite)

Dallas Mavericks-San Antonio Spurs (02h30, Sporttv 1)




20 de abril de 2010


Inter Milão 3-1 Barcelona (Sneijder 30´, Maicon 48´e Milito 61´; Pedro Rodriguez 19´)

O Inter de Milão ganhou vantagem para a partida da 2ª mão, com uma vitória categórica frente a um grande Barcelona, que hoje não existiu. Foi talvez a melhor exibição de uma equipa de Mourinho nos últimos tempos, em especial na 2ª parte, onde o Inter criou ocasiões para dilatar a vantagem. Apesar do Barcelona ter começado melhor a partida, com o golo de Pedro e a típica circulação de bola a meio campo, o Inter de Milão não se deixou ir abaixo e começou a criar oportunidades de golo, sempre com Milito a falhar. O golo do empate chegaria à meia hora, com Eto´o a cruzar, Milito a trabalhar na área e Sneijder a concretizar.

Na 2ª parte, o Inter realizou a exibição perfeita, anulando qualquer iniciativa do Barcelona e contou com Julio César muito seguro entre os postes. O Inter atacava preferencialmente através de lançamentos longos para Milito e Eto´o e foi assim que chegaram ao 2º e 3º golos. Apesar do Barcelona terminar com mais posse de bola, os catalães estiveram sempre muito presos nas linhas defensivas italianas, onde Cambiasso esteve em destaque, fazendo muitas recuperações de bola. Nos minutos finais o Barcelona pressionou mais e poderia ter marcado, mas Samuel e Lúcio fizeram cortes providenciais.

Messi e Ibrahimovic, as estrelas do Barcelona, passaram ao lado do jogo, com o mérito a ir para a defensiva do Inter. Olegário Benquerença não fez uma arbitragem positiva, apitando demasiadas vezes e perdoando uma grande penalidade ao Inter de Milão. O 3º golo do Inter é em fora-de-jogo.

Ibrahimovic-Eto´o - Quem ficou a ganhar? Messi irá a tempo de levar o Barcelona à final?

Antevisão - Bayern-Ol. Lyon

Os alemães temem o poderio do Ol. Lyon, mas acreditam que tudo será possível. Van Gaal tem o plantel todo à disposição, menos o castigado Van Bommel. Do lado francês, Claude Puel poderá ter muitos problemas na 2ª mão, já que 7 jogadores da sua equipa estão em risco de falhar o jogo de Lyon, se verem um cartão amarelo.

Prognósticos?


Inter de Milão - Barcelona (Hoje 19h45, RTP1)

Com a arbitragem do português Olegário Benquerença, joga-se hoje em Milão uma final antecipada da prova, com dois históricos da competição e dois dos melhores treinadores do momento. O Inter anda à procura da glória europeia à muito afastada das suas portas, enquanto que o Barcelona quer vencer a Liga dos Campeões pela 2ª vez consecutiva, feito apenas alcançado pelo AC Milão (1988-89 e 1989-90), nos últimos 30 anos.

José Mourinho afirmou que a sua equipa está muito mais forte do que nos jogos contra os catalães na fase de grupos. O português referiu que toda a gente destaca o Messi, no entanto, o futebol não é um desporto individual. Mourinho acha que tem 50% de probabilidades de chegar à final, embora os analistas dêem favoritismo ao Barcelona.

Guardiola até foi bastante irónico na antevisão e disse que "ainda bem que o Inter eliminou o CSKA, se não tinhamos de ir a Moscovo de autocarro!" Sobre o adversário, Pep referiu que o Inter poderá jogar de várias formas e tem jogadores bastante versáteis.

Nota: Nos últimos 4 jogos entre as duas equipas, o Inter de Milão não marcou qualquer golo!

Prognósticos?

Será o Inter capaz de parar o futebol do Barcelona? E o Barça será capaz de dar a volta à defesa italiana, depois de ter sido anulado pelo Espanyol?

Quem decidirá o jogo? Sneijder, Messi, Eto´o, Ibra, etc...

GR - Julio Sergio (ROMA) -  Roubou o lugar a Doni, e tem estado a bom nível. Defendeu um penalti frente à Lazio e acabou desta forma por ajudar a Roma a manter o 1º lugar.

DD - Maicon (INT) - Um golo espectacular, que acabou por ser decisivo na vitória do Inter sobre a Juventus.
DC - Dawson (TOT) - Anulou na perfeição Drogba.
DC - Vidic (M.U.) - Uma exibição imperial perante Tevez e Adebayor.
DE - Marcelo (REAL) - Criou o 2º golo do Real, e ajudou a equipa de Madrid a recuperar terreno face ao Barcelona.

MC - Scholes (M.U.) -  Golo decisivo. Apesar dos seus 35 anos, voltou a demonstrar toda a sua importância.
MD - Mathieu Valbuena (O.M.) -  Um golo importantíssimo, e uma boa exibição do médio do Marselha.
ME - Bale (TOT) - Tem actuado como médio esquerdo nos últimos meses, e com sucesso. Foi determinante frente ao Arsenal e Chelsea.
MC - Modric (TOT) - Excelente ao nível do passe e nas movimentações frente ao Arsenal e Chelsea. Uma peça vital no Tottenham.

AV - Lavezzi (NAP) - O avançado do Napoles bisou frente ao Bari, e manteve a equipa do sul de Itália na luta por um lugar na Liga dos Campeões. Não fosse a sua irregularidade e seria certamente um jogador mais falado no Mundo do futebol.
AV - Vucinic (ROMA) -  Dois golos que deram a vitória no derby de Roma, e que mantém a AS  Roma no 1º lugar. É muito possivelmente o jogador em melhor forma no Calcio.

Melhor Equipa da Semana - Bayern - Bateu o Hannover por 7-0. Com Robben e Ribery nas alas é sem dúvida nenhuma, uma equipa temível!
Melhor Jogador - Gareth Bale (Tottenham) - Está em grande forma, e foi decisivo nas vitórias sobre o Arsenal e Chelsea, num espaço de 5 dias.
Momento da semana - A vitória do United sobre o City no derby de Manchester com um golo no último minuto de Paul Scholes. Uma vitória vital nas aspirações do Man Utd, que foi celebrada de maneira especial  -Ver aqui!
Golo da Semana - Maicon (Inter) -Ver aqui! Um golo de belo efeito, só ao nível dos melhores!

GR – Bracalli (Nacional) – O brasileiro foi novamente fundamental para a vitória dos insulares, ao defender tudo o que havia para defender, incluindo uma grande penalidade. Em grande forma.

DE – Álvaro Pereira (FC Porto) – O uruguaio fez uma excelente exibição frente ao Vitória de Guimarães. Muito bem a apoiar o ataque, podendo mesmo ter feito o gosto ao pé.
DC – Felipe Lopes (Nacional) – Rubricou uma boa exibição frente à União de Leiria, não dando hipóteses a Carlão e companhia.
DC – Moisés (Braga) – Um grande esteio na defesa bracarense! Para além de defender muito bem, o brasileiro ainda tem a capacidade de criar perigo no ataque. Marcou um golo e podia ter marcado outro.
DD – Paulo Jorge (Marítimo) – O defesa lateral adaptado esteve em grande destaque no Algarve, ao fazer duas assistências para os golos do Marítimo e ainda a atirar ao poste na cobrança de um livre directo.

ME – Di Maria (Benfica) – Teve rasgos de génio e fez as assistências para o 2º golo de Weldon e o de Ruben Amorim. Fez gato-sapato de Pedrinho.
MC – Pedro Mendes (Sporting) – Mais uma excelente exibição do médio leonino. Muito bem a cortar as tentativas sadinas e melhor a circular a bola para os seus colegas. Será titular no Mundial?
MC – Bruno Lazaroni (Naval) – O médio brasileiro dominou no meio campo figueirense, na deslocação à Mata Real. Autêntico rei das bolas paradas, teve participação directa nos dois primeiros golos.
MD – Alan (Braga) – O extremo arsenalista está a rubricar uma excelente temporada e no Sábado marcou 2 golos ao Leixões. Um numa excelente desmarcação e chapéu ao GR e outro num cabeceamento cheio de oportunidade.

AV – Weldon (Benfica) – O avançado brasileiro foi novamente o joker de Jorge Jesus e marcou mais 2 golos no campeonato nos primeiros 45 minutos em Coimbra. Sempre no sítio certo.
AV – Falcao (FC Porto) – O colombiano marcou mais um golo e voltou a igualar Cardozo no topo dos marcadores. Para além disso, fez mais uma excelente exibição.

Melhor equipa da semana – FC Porto – Vitória categórica frente a uma adversário difícil.

Melhor jogador – Paulo Jorge (Marítimo)

Melhor golo – Oldoni (Nacional - ver aqui - aos 20 segundos do vídeo)

Momentos da semana – Hélder Postiga regressa aos golos, Braga persegue Benfica e não deixa Porto aproximar-se e Coimbra vestiu-se de vermelho.

19 de abril de 2010

Paulo Sérgio será o treinador do Sporting na próxima época. O actual treinador do Vit. Guimarães já chegou a acordo com os leões, e ao que tudo indica nas próximas horas o clube de Alvalade irá formalizar o desfecho das negociações à CMVM. Por sua vez o Vitória será ressarcido em 500 mil euros, valor da cláusula de rescisão (ler aqui).

Com 42 anos e natural de Estremoz, depois de ter já alguns feitos na sua carreira, como ter subido à II Liga no seu 1º ano como treinador, e ter conseguido chegar à final da Taça com o Paços de Ferreira na época transacta, consegue a maior proeza da sua carreira até ao momento ao chegar a um dos "grandes" do nosso futebol.

Será que Paulo Sérgio estará capacitado para este desafio? É esta uma boa aposta dos leões?

Sporting-V. Setúbal, 2-1 (João Moutinho 60' g.p., Hélder Postiga 70'; Collin 11')

Resumo:

O jogo começou praticamente com um golo do Setúbal, num lance de bola parada em que mais uma vez ficaram evidentes as fragilidades nesse capítulo do Sporting. Os leôes apesar de estarem a perder, pouco ou nada fizeram no primeiro tempo para tentar mudar o rumo dos acontecimentos, e acabaram por realizar uma primeira parte muito fraca.

Na segunda parte, Carvalhal alterou a equipa com a entrada de Matias Fernandez para o lugar de Djaló, e a alteração acabou por resultar, pois o Sporting entrou com mais vontade, esteve melhor nas movimentações e incutiu mais velocidade nas transições, o que acabou por desmoronar o sistema defensivo do Setúbal, resultando em várias oportunidades dos leões, onde por duas vezes, conseguiu chegar ao golo.
Vitória de uma equipa que esteve adormecida, mas que deu justiça ao marcador, devido às inúmeras oportunidades da equipa de Alvalade, depois de uma primeira parte muito fraca, ao nível do que o Sporting tem protagonizado esta época.

Destaques:
Veloso e P.Mendes - As duas unidades mais aceitáveis do Sporting, e as que demonstraram mais vontade.

Liedson - Dispôs de várias oportunidades de golo, mas esteve bastante perdulário.

Moutinho e Djaló - Duas actuações muito fracas, Moutinho ao nível do que tem realizado esta temporada, e Djaló a passar completamente ao lado do jogo.

Izmailov e Matias Fernandez - Apesar de não terem realizado um bom jogo, saíram dos seus pés os melhores pormenores e jogadas no encontro.

Postiga - Aproveitou um remate falhado de Liedson, e de maneira algo fortuita conseguiu voltar aos golos,  quase um ano depois. Não marcava desde 25 de Abril de 2009

Vit. Setúbal -  Anulou bem o Sporting na primeira parte, contudo na segunda não conseguiu responder à maior velocidade que os leôes impuseram no jogo. 

Neca e Helder Barbosa - O primeiro esteve muito bem ao nível do passe, e o segundo criou alguns desequilíbrios com a sua velocidade, mas estiveram demasiado sozinhos na partida.

Nuno Santos - Protagonizou algumas boas defesas, mas também teve momentos de alguma intranquilidade.

Collin - Marcou um golo, mas acabou por permitir que o Sporting entrasse de novo no jogo, ao cometer um penalti.