24 de Julho de 2014

Suárez pode jogar o 'El Clásico', encontro marcado para dia 26 de Outubro (castigo do uruguaio termina no dia 25); Lampard junta-se a David Villa no New York FC

Mais uma figura na MLS - Está confirmado o ingresso de Frank Lampard no New York City FC. O ex-médio do Chelsea vai ser apresentado esta tarde e junta-se assim a David Villa nos reforços do clube que é uma espécie de "equipa B" do Man City. Ainda há a curiosidade de perceber a que conjunto será emprestado, já que o NY FC só irá competir a partir de Março de 2015. VM - Mais um nome importante a juntar-se à liga norte-americana, e é muito provável que até Março de 2015 outros se juntem à MLS, o que só irá contribuir para evolução do "soccer". Xavi por exemplo, caso não aumente o rendimento, tem fortes probabilidades de deixar o Barça em Janeiro e assinar pelo New York FC.  

Excelente coincidência - Já é conhecido o calendário da La Liga 2014-15. O Atlético Madrid inicia a defesa do título frente ao Rayo Vallecano, em Vallecas. O Real defronta o recém-promovido Córdoba, na I jornada, enquanto que o Barcelona recebe o Elche. No que diz respeito ao "El Clásico", está agendado para dia 26 de Outubro, no Santiago Bernabéu, curiosamente um dia depois de terminar o castigo a Luis Suárez (o uruguaio está suspenso pela FIFA até dia 25 de Outubro). Nota ainda para o duelo entre Barça e Atlético estar marcado para a penúltima jornada. 

Tottenham "desvia" Vorm e Ben Davies" do Liverpool (Sigurdsson regressa ao Swansea); La Liga adopta o spray

O Tottenham garantiu oficialmente a contratação do lateral-esquerdo galês Ben Davies e do guarda-redes holandês Michael Vorm, ambos do Swansea. Em sentido inverso segue o médio islandês Sigurdsson, que regressa assim ao clube onde brilhou em 2012. VM - Dois jogadores que também eram cobiçados pelo Liverpool (os Reds continuam a "perder" laterais esquerdos), mas se no caso de Ben Davies é uma excelente contratação para os Spurs, faltava uma alternativa para Rose no lado esquerdo da defesa, já a aquisição de Vorm na teoria não faz sentido (ainda por cima foi avaliado em 3 milhões de euros). Lloris é indiscutível e renovou há pouco tempo (ainda por cima é 3 anos mais novo que o holandês, ou seja nem é uma questão de aposta de futuro), e para suplente o veterano Friedel por enquanto era suficiente. Quanto a Sigurdsson, num clube como o Swansea até pode ser uma das estrelas da equipa (deve ocupar o espaço de Michu), por outro lado a sua saída do Tottenham poderá permitir que Lamela tenha mais oportunidades. 

E em Portugal? - O spray utilizado pelos árbitros durante o Mundial'2014, para assinalar o local exacto das faltas e o local das barreiras, será utilizado na La Liga já a partir da época 2014/15. Também em Itália adoptaram este sistema; na Premier League está a ser discutido.

23 de Julho de 2014

Rodrigo no Valencia por empréstimo do Benfica; Eliseu manifesta-se triste por sair do Málaga e diz que a boa proposta das águias convenceu o clube espanhol

Djuricic e Markovic eram os substitutos naturais do espanhol mas também já deixaram o clube da Luz. Sendo certo que ainda há Jara, Derley, Lima, Cardozo e Nélson Oliveira, parece claro que quantidade não é sinónimo de qualidade, e falta uma mais-valia indiscutível para o ataque.

Como era esperado, Rodrigo foi oficialmente emprestado pelo Benfica ao Valencia. Um "esquema" semelhante ao que aconteceu com André Gomes, já que o avançado irá assinar em definitivo pelo clube "Che" assim que Peter Lim assumir o controlo da equipa orientada por Nuno Espírito Santo. VM - Assunto já esmiuçado, apesar do avançado se ter apresentado na Luz esta época sempre foi evidente que não ia continuar nas águias (já tinha sido estranho ter ficado na 2ª metade da última temporada quando foi adquirido por Peter Lim), e além desta situação caricata fica a ideia que o Benfica ainda não acautelou esta saída (Derley é um elemento para colmatar a possível venda de Cardozo). Noutro âmbito, se Rodrigo saiu, Eliseu está perto de ser oficialmente apresentado. E também ele envolvido num processo peculiar, já que o esquerdino, que há um mês era um jogador livre (estava em final de contrato), manifestou hoje publicamente a sua tristeza por deixar o Málaga. «Estou muito triste. Na verdade não queria sair, mas surgiram as coisas assim. Eles pagaram um bom valor, falei com o clube e com treinador, que contava comigo isso foi claro. Foi tudo à última hora, antes da viagem para a Austrália. Estava mais ou menos decidido que ficava, mas surgiu a oferta e vou assinar pelo Benfica por 3 anos [uma transferência que ronda o 1,5 milhões de euros]», afirmou o internacional português, em declarações à Cadena Ser.

Hattrick de Tanaka na goleada do Sporting (Paulo Oliveira, Geraldes e Slavchev ainda fora da nova realidade; Jefferson está "acomodado"); Benfica desta vez foi dominado pelo Marselha (Sidnei e Cancelo foram titulares, Nélson Oliveira voltou a ter minutos)

Marselha 2-1 Benfica (Gignac 21 e Batshuayi 56'; Gaitán 12') - Mais um mau jogo do conjunto de Jesus nesta pré-época. Os encarnados, à semelhança da partida frente ao Sporting, foram muito inferiores ao Marselha e não vão guardar grandes recordações deste amigável em França. Futebol pouco fluído, praticamente nenhuma oportunidade de golo, vários erros defensivos (César falhou nos 2 golos e cometeu alguns erros básicos) e nem o facto de Gaitán ter inaugurado o marcador, fruto de um erro da defesa do Marselha, permitiu às águias apresentarem a consistência que caracterizava a equipa na época passada (e a expulsão de Jara no 2º tempo não escamoteia o que se passou). Em suma, poucos destaques positivos (Artur foi talvez o menos mau) e as principais notas vão mesmo para a titularidade de Cancelo e Sidnei (há muito afastado das opções de Jesus) e para Nélson Oliveira (outro preterido) ter feito a 2ª parte (Víctor Andrade também teve direito a alguns minutos). Nota final para a qualidade apresentada pelo Marselha, aliás já habitual nas equipas de Bielsa. Não será fácil aos marselheses rivalizar com os ricos Mónaco e PSG, mas Bielsa vai potenciar ao máximo o talento de Thauvin, Batshuayi, Gignac e Payet.

Achilles 29 2-5 Sporting (Boean 38', Steen 77'; Tobias Figueiredo 3', Tanaka 18', 61, 73', Héldon 56' )- Um Sporting "versão suplente" bateu os amadores do Achilles 29 no primeiro amigável do estágio na Holanda. Num duelo que serviu principalmente para Marco Silva testar os mais jovens e aqueles que estão à procura de ganhar um lugar no plantel (à excepção de Jefferson nenhum dos habituais titulares foi utilizado), Tanaka foi a figura do encontro, marcando 3 golos (Heldon e Tobias Figueiredo fizeram os restantes). A nível colectivo a equipa verde e branca fez um jogo pobre. O meio campo esteve pouco dinâmico (o técnico leonino apostou num duplo pivot, mas não deu resultado) e a solução foi o jogo exterior, com os extremos a estarem pouco inspirados. Dos reforços, Paulo Oliveira (comprometeu na saida de bola), André Geraldes (muitos erros defensivos e culpas num golo) e Slavchev (algo apagado, embora tenha subido de rendimento na segunda parte) mostraram que ainda não se adaptaram à realidade de um clube grande. Por outro lado, Gauld entrou bem e exibiu alguns pormenores de qualidade, conseguindo uma "semi-assistência" (Heldon atirou ao poste e Tanaka encostou). Entre os mais jovens importa destacar a serenidade de Tobias Figueiredo, que também mostrou força no jogo aéreo ofensivo, e a qualidade de passe de Wallyson. Esgaio, Iuri e Chaby também foram utilizados, mas não se destacaram por aí além. Nota ainda para a desinspiração de Jefferson, que falhou várias recepções (apesar de alguns passes a queimar) e mostrou uma apatia estranha. Falta claramente um concorrente para o brasileiro. 

PSG (apesar de estar proibido de contratar) contorna o fair-play financeiro e garante Serge Aurier; Fabian Johnson apresentado pelo Borussia Mönchengladbach; Löw orienta a Alemanha até 2016; Majka bisa no Tour

O PSG garantiu a aquisição do promissor Serge Aurier. Apesar de estar proibido de contratar, o campeão francês, para contornar o fair-play financeiro, acordou um empréstimo com o Toulouse pelo lateral direito de 21 anos, ficando com uma opção de compra entre os 10 e 12 milhões de euros. VM - Faltava uma boa opção para o lado direito da defesa - Jallet foi vendido ao Lyon e Van der Wiel é irregular -, e os parisienses garantiram logo um dos sub-21 mais promissores da actualidade (e logo numa posição onde a qualidade não abunda). Vamos ver se o PSG ainda junta mais um médio ofensivo (só será possível com esquemas ou se o campeão francês vender jogadores) a David Luiz e ao melhor lateral direito da Ligue 1 (e um dos melhores no Mundial) em 2013-14.

Junta-se a Sommer, André Hahn, Ibrahima Traoré e Thorgan Hazard nos reforços confirmados - Já se sabia desde Fevereiro, mas agora é oficial. Fabian Johnson foi apresentado pelo Borussia Mönchengladbach. O lateral direito ex-Hoffenheim, que esteve em destaque no Mundial ao serviço dos EUA, assinou até 2018.

Era interessante ver o que podia acrescentar num clube - Joachim Löw, selecionador que conduziu a Alemanha ao título no Mundial 2014 de futebol, confirmou que vai orientar a 'Mannschaft' até ao Euro 2016.

Grande resposta da Tinkoff-Saxo à ausência de Contador - Rafal Majka voltou a dar espectáculo e venceu isolado no alto de Saint-Lary Pla d'Adet. Segunda vitória do polaco neste Tour (também ficou perto de garantir a camisola da montanha) e terceira da sua equipa. Na geral, Nibali, que fez 3º na etapa, já tem mais de 5 minutos de vantagem em relação aos rivais. Numa etapa, que apesar da dureza, não teve grandes alterações na geral à excepção da aproximação do veterano Peraud ao Top 3. 

Eliseu vai ser o 11º reforço do Benfica para 2014-15

O esquerdino, que há muito era pretendido por Jesus, completa 31 anos em Outubro. Uma contratação que foge à linha das mais-valias que o Benfica necessita, apesar de ser literalmente de peso já que o lateral/extremo chegou ao estágio do Málaga com excesso de Kg. No entanto, não surpreende esta aposta. Há muito era evidente que as águias iam contratar mais um lateral esquerdo, apesar de já terem adquirido 2 e ainda haver nos quadros André Almeida e possivelmente Sílvio. 

Parece que é desta que Eliseu se junta a Jorge Jesus no Benfica. O lateral/extremo já confirmou que estão a decorrer negociações e em Espanha garantem que há acordo entre as águias e o Málaga, numa transferência que deve rondar o 1,5 milhões de euros. VM - Caso se confirme (já foi tantas vezes dado como certo na Luz) passa a ser o 11º reforço dos encarnados para 2014-15 depois de Benito, Candeias, Djavan, César, Derley, Luís Felipe, Talisca, Friesenbichler, Víctor Andrade e Dawidowicz. E é uma aquisição claramente com o "dedo de Jesus", já que na teoria as águias depois de terem investido em 2 laterais esquerdos não iam contratar mais um elemento, ainda para mais quando foge totalmente à política de mercado (praticamente 31 anos e há um mês era um jogador "livre"). Mas não se pode dizer que é uma surpresa. Sempre ficou a ideia que JJ não ia acabar a sua Era na Luz sem trabalhar com Eliseu, jogador que potenciou no Belenenses, e o facto de ser mais um lateral esquerdo (aos 31 anos já não deve ser opção a ala) apenas demonstra que Benito e Djavan foram contratações da direcção e não do treinador. Por outro lado, o jogador do Málaga oferece algo que os 2 laterais contratados não dão. Tem muito mais qualidade que Djavan e em relação a Benito permite esticar mais o jogo (o suíço é muito forte fisicamente mas não é jogador de dar profundidade com bola e de ser a ele a criar o desequilíbrio no momento ofensivo; é apenas alguém que quando solicitado tenta se envolver).  

OFICIAL: Fokobo no Sporting até 2019 (Stojkovic também renovou); Djuricic confirmado no Mainz

O Sporting comunicou oficialmente que renovou com Fabrice Fokobo, até Junho de 2019, e que assinou contrato profissional com Vladimir Stojkovic, válido até Junho de 2017. VM - Dois jogadores com qualidade para fazerem parte do futuro dos leões, e o caso de Fokobo acaba por ser uma vitória da direcção do Sporting. Depois de um processo negocial, que meteu rumores sobre o FC Porto pelo meio, o clube leonino conseguiu segurar um activo que apesar de ter estado praticamente parado na época passada tinha algum mercado fruto do que fez em 2012-13 (com 18 anos teve algumas oportunidades na equipa principal). Vamos ver é se ultrapassado este "caso", o camaronês tem finalmente espaço para evoluir. 

Mantemos a ideia que Jesus desistiu demasiado cedo de Djuricic (e os encarnados não tem assim tanto talento a nível ofensivo para abdicarem já do sérvio) - Filip Djuricic vai jogar na próxima época no Mainz por empréstimo do Benfica, anunciou oficialmente o emblema da Bundesliga. Os valores do negócio não foram divulgados, mas o clube alemão pagou cerca de 400 mil euros pelo empréstimo e ficou com uma cláusula de opção na ordem dos 10 milhões de euros.

OFICIAL: Barcelona garante Jérémy Mathieu por 20 milhões de euros

Central com qualidade, que também pode jogar a lateral (até é a sua posição de origem), mas oferecer 20 milhões de euros por um elemento que completa 31 anos em Outubro demonstra bem que dinheiro não é problema para os catalães.

Agora é oficial! O Barcelona chegou a acordo com o Valencia para a aquisição de Jérémy Mathieu por 20 milhões de euros. O defesa francês assinou até 2018 e junta-se a Bravo, ter Stegen, Rakitic, Halilovic e Suárez nos reforços do Barça para 2014-15. VM - Já tínhamos prevenido que os catalães, por estarem impedidos de contratar nas próximas janelas de mercado, iam investir a triplicar neste defeso. Mas 20 milhões por Mathieu é um exagero. O francês tem qualidade, encaixa bem no que falta ao Barcelona (Luís Enrique ganha um central alto e esquerdino), mas não, ainda para mais com a sua idade, justifica este tipo de investimento. Duas notas: 1ª - Curiosidade para ver qual será o papel de Mascherano neste "novo Barça", no meio campo está tapado por Busquets, e na defesa, onde tem jogado, certamente os catalães não investiram 20 milhões num central que só foi duas vezes à selecção para ele "aquecer" o banco (sendo certo que se Piqué continuar no nível das últimas épocas também pode sair do Onze); - O Valencia, que supostamente ia ser a equipa que mais ia agitar este defeso, continua a perder os melhores elementos. Algo que contraria a teoria, mas é quase certo que o clube Che ainda vai reforçar bastante a equipa, e Portugal muito provavelmente vai continuar a ser o mercado preferencial.

Roberto Pereyra reforça a Juventus; Sporting pretende Gaël Kakuta

A eterna promessa Gaël Kakuta é o último extremo apontado ao Sporting. A notícia é do "L'Equipe", que coloca o francês de 23 anos do Chelsea, que nos últimos anos esteve cedido a clubes como o Fulham, Bolton, Dijon, Vitesse ou Lazio mas que não se afirmou em nenhum, na rota do clube leonino. VM - Kostic, Cabral, Lazovic, agora Kakuta, é evidente que os leões ainda vão reforçar as alas com mais um ou dois jogadores (a saída de Capel podia facilitar o reforço deste sector). Dos 4, Kostic é, na teoria, o jogador com mais qualidade, mas também é o mais caro. Quanto a Kakuta, só tem contrato até 2015, não faz parte dos planos do Chelsea e na teoria é acessível. O problema é que parece que atingiu o auge da sua carreira aos 19 anos, quando foi eleito o melhor jogador do Europeu sub-19, desde então, apesar de ser um jogador com potencial, nunca se conseguiu impor nos clubes por onde passou.

Junta-se a Evra, Coman e Morata nos reforços para 2014-15 - A Juventus garantiu a contratação de Roberto Pereyra. O médio argentino de 23 anos chega a Turim por empréstimo da Udinese, com a Vechia Signora a ficar com uma uma cláusula de opção na ordem dos 11 milhões de euros.

OFICIAL: FC Porto garante Yacine Brahimi por 6,5 milhões de euros

Excelente reforço. A dúvida é perceber como Lopetegui irá compatibilizar Quintero, Tello, Adrián, Brahimi, Ghilas, Evandro, Óliver, Jackson, Quaresma, Sami, Varela, Herrera e Ricardo. Um "bom problema" que traduz bem a qualidade/quantidade às ordens do espanhol.

Agora é oficial! O FC Porto comunicou à CMVM que chegou a acordo com o Granada para a aquisição dos direitos desportivos, e a totalidade dos direitos económicos, de Yacine Brahimi por 6,5 milhões de euros. O médio ofensivo de 24 anos que já representou os escalões jovens de França e esteve no Mundial 2014 ao serviço da Argélia assinou até 2019 (fica com uma cláusula de 50 milhões de euros) e é o 10º reforço do FC Porto para 2014-15, depois de Casemiro (Real Madrid), Ricardo (Académica), Bruno Martins Indi (Feyenoord), Opare (Standard Liége), Evandro (Estoril), Óliver Torres (Atlético de Madrid), Tello (Barcelona) e Sami (Marítimo) e Adrián López (Atlético de Madrid). VM - Negócio já esmiuçado (ler aqui). É indiscutível que os dragões conseguem uma mais-valia clara, um elemento potente, rápido que desequilibra com muita facilidade. E resta saber se Lopetegui observa o argelino como um médio ofensivo ou extremo (curiosamente a maior parte dos jogadores ofensivos do FC Porto rendem mais quando actuam do lado esquerdo). Destaque ainda para os valores da aquisição. Bastante em conta, considerando o actual mercado de transferências e a qualidade do extremo/médio ofensivo. E para a certeza que se os azuis e brancos conseguirem segurar Jackson, nesta fase estão num nível superior à concorrência (sendo certo que Benfica e Sporting ainda vão adquirir as verdadeiras mais-valias até ao final do mercado, o que poderá equilibrar a balança).

22 de Julho de 2014

Andrés Fernández é o escolhido de Lopetegui; Ospina dado como certo no Arsenal; Zezinho pode deixar o Sporting por apenas um milhão de euros; Bojan reforça o Stoke

A imprensa de Navarra garante que há um acordo entre o Osasuna e o FC Porto para o ingresso do guarda-redes Andrés Fernández nos azuis e brancos por 2,5 milhões de euros. O espanhol de 27 anos e 1m84 preferia ir para o Getafe mas o Osasuna optou por o transferir para os dragões. VM - Há a possibilidade de Helton deixar o FC Porto ainda neste defeso (até se tem especulado que pode terminar a carreira), e desde cedo foi evidente (até houve uma proposta concreta por Navas) que Lopetegui não confiava em Fabiano. Como tal, não surpreende esta aposta, muito menos que o elemento escolhido seja da La Liga, um mercado que os azuis e brancos tem privilegiado neste defeso. E Andrés Fernández já demonstrou que tem qualidade. Há 3 anos que é titular na La Liga e em Espanha está muito cotado. Aqui o problema é perceber como é que um guardião de equipa pequena, que está sempre muito em jogo e também por isso os golos que sofre são facilmente perdoados, consegue adaptar-se à realidade de um "grande" (Fabiano passou pelo mesmo, não é por acaso que as lacunas do brasileiro são mais evidentes nos jogos de menor dificuldade).

Há muito era evidente que a direcção do Sporting não contava com o médio - Os leões, como o VM já tinha noticiado, comunicaram o empréstimo de Zezinho ao AEL Limassol. A novidade foi o facto do clube cipriota ficar com uma cláusula de opção de apenas 1 milhão de euros (um claro sinal de como o clube leonino encara o futuro do jovem médio).

No dia em que o seu cunhado, James Rodríguez, foi o jogador mais falado no Mundo - David Ospina pode também proporcionar uma transferência importante. O guardião colombiano do Nice, de acordo com a imprensa inglesa, deve juntar-se ao Arsenal por 4 milhões de euros. VM - Uma concorrência interessante para Szczęsny. Não tendo o "nome" de outros, demonstrou recentemente no Mundial que é um bom guarda-redes e caso se confirme o negócio tem tudo para ganhar a titularidade.

Uma das principais desilusões no futebol mundial nos últimos anos - Bojan assinou pelo Stoke City até 2018. O avançado, que com apenas 17 anos foi chamado à selecção principal de Espanha, depois de ter sido emprestado ao Milan, Roma e Ajax, deixou o Barcelona em definitivo.

Portugal dá festival frente à Hungria e já está nas meias-finais do Europeu de sub-19; Selecção Nacional também garantiu apuramento para o Mundial sub-20; Póquer de André Silva; Gelson Martins também esteve em destaque

Hungria 1-6 Portugal (Mervó 73'; Ivo Rodrigues 32' g.p. e André Silva 45', 66' e 87' e 90', Gelson Martins 75')

Portugal goleou a Hungria e conseguiu o 2 em 1 que se perspectivava: passado 2 jogos já está nas meias-finais do Europeu de sub-19 e com bilhete para o Mundial sub-20, que se realiza no próximo ano na Nova Zelândia. Cenário natural, considerando a valia deste grupo às ordens de Hélio e as fragilidades dos adversários (sem a oposição de conjuntos como a Holanda, França ou Espanha, as possibilidades da selecção nacional ter sucesso neste Europeu 2014 aumentaram substancialmente).

Encontro, apesar das condições do relvado (muito afectado pela chuva), até mais acessível que a partida inaugural frente a Israel. Portugal dominou a equipa da casa quase por completo e mesmo sem forçar goleou com relativa facilidade. Logo cedo Rafa atirou à barra, Gelson Martins num remate cruzado também esteve perto do 1-0, e quando Ivo Rodrigues inaugurou o marcador fruto de uma penalidade que o próprio criou o jogo ficou bem encaminhado. A Hungria que, à excepção de um livre directo, já não demonstrava ser um opositor perigoso deixou de criar qualquer lance para a baliza defendida por André Moreira. E em cima do intervalo, André Silva depois de uma jogada de Ivo fez o 2-0 e praticamente "matou" o encontro. Na 2ª parte a selecção nacional voltou a entrar melhor, fruto das iniciativas de Gelson e Rony foi criando algum perigo, de André Silva (que na jogada anterior isolado por Gelson tinha atirado ao poste) respondeu bem a um cruzamento de Chico Ramos e fez o 3-1 de cabeça. Hélio optou por tirar Rony e Ramos, a equipa adormeceu durante alguns minutos, e a Hungria aproveitou para marcar: Mas praticamente no lance seguinte, Gelson numa grande jogada individual fez o 4-1 e restabeleceu a ordem natural das coisas. Já perto do minuto 90, André Silva consumou a goleada com mais 2 golos à ponta-de-lança. Em suma, uma partida tranquila, que além de carimbar o acesso para as meias-finais permite a Portugal só precisar de um empate frente à Áustria para garantir o 1º lugar no grupo (apesar de não ser muito claro se é melhor defrontar a Alemanha ou a Sérvia).

André Silva/Gelson Martins - As principais unidades da selecção nacional frente à Hungria. O avançado do FC Porto pelo que marcou, muito instinto nas suas acções (veremos se Lopetegui estava atento à RTP 2); e o extremo do Sporting pelo que jogou, as principais jogadas do conjunto das quinas passaram pelos seus pés (muita velocidade, técnica e capacidade em desequilibrar), e juntou a um golo espectacular uma intensidade muito interessante no capítulo defensivo. 

Portugal - Ivo Rodrigues desequilibrou o encontro aos estar nos 2 primeiros golos, Rafa voltou a demonstrar que é um lateral fortíssimo no momento ofensivo, Podstawski à frente da defesa parece um veterano pela qualidade nas suas acções e leitura de jogo que apresenta; E apesar de hoje Rony ter estado menos em foco (não por falta de vontade, até porque se fartou de fazer faltas), no geral todos os elementos tiveram nota positiva. Chico Ramos, que sentou Guzzo, também foi importante no meio campo. Mas até aqui era "fácil". Sem expectativas exageradas era evidente que a selecção nacional não ia ter problemas em levar a melhor no Grupo A. Esperemos é que esta goleada não crie uma ilusão exagerada, já que, apesar de esta ser uma oportunidade única para voltarmos a conquistar um título internacional (temos uma geração de grande nível e a oposição está ao nosso alcance), por norma temos tendência a vacilar nestes contextos, e selecções como Israel e Hungria estão muito longe do nível da  Alemanha ou Sérvia .

Real Madrid domina o Top 10 das transferências mais caras da história; Nova vitória da Tinkoff-Saxo no Tour; QPR investe 10 milhões em Steven Caulker

A contratação de James Rodríguez por parte do Real Madrid permitiu ao clube merengue colocar mais um jogador no top dos mais caros de sempre. Sem surpresas, o emblema espanhol, que desde que é liderado por Florentino Perez não perde uma oportunidade de impulsionar o marketing, tem 6 jogadores no top-10, prevalecendo Figo e Zidane ao lado de craques mais recentes, como Ronaldo, Bale e Kaká. O Barça, passou a ter três elementos entre os mais caros, juntando Luis Suárez a Neymar e Ibrahimovic. Os únicos "intrusos" do top são Cavani, contratado pelo PSG ao Nápoles, e Fernando Torres, que trocou Anfield por Stamford Bridge. Dois negócios que surgiram graças à enorme influência que os magnatas têm no futebol moderno.

Pinot, Peraud e Valverde ganharam tempo a Van Garderen e Bardet - Na primeira etapa dos Pirenéus, em que Rogers foi o primeiro a cortar a meta (primeira vitória do australiano no Tour e segunda da Saxo-Tinkoff), Pinot Nibali, Valverde e Peraud (veremos se não serão os três últimos a terminar no pódio final) chegaram juntos num grupo e ganharam tempo que pode ser decisivo na luta pelo pódio.

Era um dos centrais mais pretendidos na Premier League (promete fazer uma boa dupla com Rio Ferdinand) - Foi associado a várias equipas da I Liga inglesa, mas foi o QPR a ganhar a corrida por Steven Caulker. Pelo internacional inglês, de 22 anos e 1m91, os londrinos desembolsaram 10,1 milhões de euros ao Cardiff.

Rúben Neves desafia o próprio plano portista para esta época

"Rendimento, desenvolvimento e recrutamento". As forças motrizes do projecto 'Visão 611' ganhavam fôlego naquelas três palavras de ordem. Com início no ano seis do século XXI (2006), com término programado para 2011 (daí o 611), a ideia, que se antecipava inovadora e frutífera no registo nacional, não passou de isso mesmo. O FC Porto recrutava selectivamente. O FC porto desenvolvia com um rigor quase militar, imune ao erro, num projecto que emanava uma aura semelhante às histórias dos EUA e a ficcionada capacidade em produzir super-atletas durante a guerra-fria, como o Capitão América. Mas os jogadores formados no FC Porto nesse período não renderam. No momento de avaliar resultados, não fica para memória futura um singular exemplo sequer de um 'super-atleta' saído de uma máquina com nome capaz de orgulhar qualquer escritor de ficção científica.

No entanto, o FC Porto continuou a ganhar. Com menor ou maior dificuldade, vencia, mas os lamúrios sobre a falta de um ícone saído da formação aumentavam de tom. O saudosos recordavam a aposta num Baía ainda sem duas dezenas de aniversários cumpridos, recordavam a audácia no lançar às feras do miúdo que se tornaria 'Bibota' e, para aqueles com mémória bem conservada, a loucura que foi aquele final dos anos setenta em que, de uma assentada, chegaram à equipa principal nomes como Seninho ou o endiabrado António Oliveira. Sérgio Oliveira, em 2009 e então com 17 anos, prometia acalmar os ânimos e recuperar a mística perdida, mas tem penado num Paços de Ferreira onde só brilhou sob a orientação de um ex-FC Porto. Coincidência, ou talvez não.

Este ano, após o esforço (semi-bem sucedido) dos últimos cinco anos do SL Benfica em quebrar a hegemonia azul e branca, o FC Porto investiu sem paralelo. Seria o ano em que qualquer portista se resignaria que, e sem rodeios, os meninos da formação teriam que esperar. Azar que o talento não espera ou anda de BI no bolso, e até a lesão de Mikel Agu, ainda na pré-época, parece indiciar que coisas como o destino não são invencão exclusiva dos filmes. Eis que surge Rúben Neves, totalmente em contra-ciclo com a anunciada aposta em pesos-pesados, ainda para mais com a urgência que a saída de Fernando exigiria. Joga, mas acima de tudo faz jogar, em alguém que já percebeu antes do prazo o que a posição mais requer.

O entusiasmo à volta desta versão do FC Porto é enorme, apesar da contradição em que assenta. Foi contratado um técnico com histórico interessante no futebol de base e, quando se pensava que o FC Porto aproveitaria a chegada do espanhol para potenciar os seus jovens, chega um contentor de (bons) jogadores feitos. Que por sua vez, alguns, são suplantados por um trinco que ainda anda com a casca de ovo na cabeça. Talvez Lopetegui ainda não saiba onde está. Talvez não consiga fugir aos seus compreensíveis instintos de pai profissional. A decisão está nas suas mãos, mas será bom que não se esqueça que, como qualquer Peter Parker basco, com um grande poder vem acoplada uma enorme responsabilidade.

Visão do Leitor (perceba melhor como pode colaborar no VM aqui!): A.Borges

Wilson Eduardo rendeu 500 mil euros ao Sporting; Rinaudo vendido por menos de 2,5 milhões; Real empresta José Rodríguez ao Depor

O Sporting comunicou que o empréstimo de Wilson Eduardo ao Dínamo de Zagreb vai render 500 mil euros, com o clube croata a suportar os salários do jogador. A opção de compra estabelecida é de 3 milhões de euros (valor que demonstra que os leões não confiam muito no talento do extremo), ficando o clube leonino com 20% de uma futura mais-valia. Já no que diz respeito a Rinaudo, o negócio com o Catania consistiu na venda de 50% dos direitos económicos do jogador por um montante que pode ascender a 2,5 milhões de euros, caso o argentino cumpra alguns objectivos.

Mercado - Dois talentos espanhóis à procura de afirmação sénior. José Rodríguez, médio de 19 anos e um dos nomes mais interessantes da formação do Real Madrid, vai actuar por empréstimo no Depor; Jose Campaña, também ele médio e figura nas selecções jovens espanholas, deixou o Crystal Palace para assinar pela Sampdoria a troco de 1,8 milhões de euros.

Griezmann e Shaqiri na lista do Mónaco; Leicester investe 9 milhões em avançado argentino; Rui Costa abandona o Tour

Rui Costa abandonou hoje o Tour em consequência da bronquite que o acompanhava há cerca de uma semana ter evoluído para uma broncopneumonia. É impressionante como o português ainda lutava pelo top 10 sujeito a esta condição. É verdade que Costa estava a perder tempo consistentemente para os primeiros mas ainda não o tínhamos visto "a pé". De facto, e na medida em que se mantinha minimamente na discussão da classificação, esta última semana vista agora em perspectiva pode ser considerada um dos melhores exemplos do seu querer e capacidade de sofrimento. Quanto ao futuro, Rui Costa deu a entender que mantém objectivos para esta época, estando-se provavelmente a referir à defesa do seu título de campeão do mundo e às importantes clássicas que gravitam à volta desta corrida, muitas delas em Itália como o monumento "Giro da Lombardia" nas quais a Lampre não pode contar com Ulissi. Parece-nos muito improvável a presença de Costa na Vuelta que rapidamente se aproxima.

O 1+1 natural - Com a transferência de James para o Real Madrid é nornal que o Mónaco procure canalizar os 80 milhões de euros que recebeu para investir forte no reforço da equipa. Neste sentido, em França adiantam que os monegascos vão tentar substituir "El Bandido" com a contratação de 2 jogadores, Antoine Griezmann, da Real Sociedad, e  Xherdan Shaqiri, do Bayern. VM -  Caso se confirme, a ideia que fica é que o conjunto de Leonardo Jardim até ficava mais forte e ainda teria margem para contratar mais um reforço sonante (50 milhões deviam ser suficientes para garantir Griezmann e Shaqiri). Como é que Leonardo Jardim vai potenciar os 80 milhões de euros que o Mónaco encaixou com a venda de James (se quiserem rivalizar com o PSG e fazer figura na LC tem de melhorar bastante a equipa, e na teoria ainda tinham, além dos 80 milhões, mais 70 para gastar)?

Numa altura em que se fala do interesse das "raposas" em Slimani - O Leicester garantiu oficialmente a contratação de Leo Ulloa, ponta-de-lança argentino de 28 anos e 1m90 que estava no Brighton & Hove Albion, por 9 milhões de euros.

OFICIAL: James Rodríguez assina pelo Real Madrid até 2020

Efeito Mundial (antes do Brasil 2014 nem era considerado pelos merengues), marketing e resposta à contratação de Súarez. Fica a dúvida de como Ancelotti vai compatibilizar Modric, Alonso, Kroos, Khedira, Di Maria, James, Ronaldo, Isco, Bale e Benzema. Sendo certo que deixar sair Angelito era um disparate. 

James Rodríguez vai ser apresentado nas próximas horas como novo reforço do Real Madrid, numa transferência avaliada em 80 milhões de euros. O médio ofensivo colombiano, que esteve no FC Porto durante três temporadas e que foi vendido para o Mónaco por 45 milhões, já fez os habituais exames médicos e assinou pelos merengues até 2020 (vai auferir 7 milhões por época). VM - Uma transferência há muito anunciada, e que na perspectiva do Real já foi esmiuçada. James é um craque, mas parece claro que neste momento não vale 80 milhões de euros (muito inflacionado pelo que aconteceu no Mundial), ainda para mais quando actua numa posição onde os merengues estavam bem servidos (Di Maria é mais importante para Ancelotti do que o "El Bandido"). Mas o Real já nos habituou a este tipo de investimentos (todos os anos querem impulsionar o marketing e James ganhou muita popularidade) e o ingresso de Suárez no Barça só acelerou esta contratação. Vamos ver é se Ancelotti não vai ser obrigado a colocar Ronaldo como avançado centro na próxima época, é que não será de todo fácil juntar no mesmo 11 elementos como Modric, Alonso, Kroos, James, Bale e Benzema. Mas aqui importante é perceber como é que o Mónaco vai canalizar este dinheiro. Esta transferência tem tudo para agitar o mercado, já que um clube como o de Leonardo Jardim com a vontade que tem em destacar-se em França e na LC terá obrigatoriamente de melhorar o plantel. E não será de todo descabido que utilizem o campeonato português para alcançarem esse objectivo. 

21 de Julho de 2014

O que têm em comum Peter Lim, Benfica e o FC Porto?

Jorge Mendes é o braço direito de Peter Lim, milionário de Singapura, na sua tentativa, ainda não consumada, de aquisição do Valencia. Da mesma forma, o super empresário negoceia ano após ano com os grandes portugueses, proporcionando aos clubes excelentes encaixes financeiros. É de tal forma frequente vermos os principais clubes nacionais no top das transferências mundiais época sim, época sim, que um olhar mais desatento ou alguém que observe este fenómeno de fora das fronteiras portuguesas, poderá pensar que os principais emblemas da nossa primeira Liga vivem tempos de fartura e de pujança financeira, completamente em contra ciclo com a actividade económica do país e até da Europa. Mas…

O cenário real é assustadoramente diferente! As contas dos três grandes portugueses mostram precisamente o contrário, e reflectidas numa outra qualquer actividade empresarial, faria destes clubes os próximos principais candidatos à apresentação de insolvência. Lógico que as justificações que emanam dos clubes para os seus sócios, é que a situação está completamente sobre controlo, porque os activos da sua pertença são mais que suficientes para fazer face aos gigantescos passivos. Em teoria isto até é verdade, mas na prática a sua execução seria quase como o liquidar absoluto dos clubes. Vencer a todo o custo, parece ser a máxima a seguir, e o endividamento (em tudo semelhante às políticas ruinosas que levaram o país à falência técnica e consequente intervenção da troika) a arma utilizada. Os clubes gastam sem excepção, muito acima das receitas fixas que conseguem arrecadar, as políticas salariais são totalmente desajustadas da realidade portuguesa, a aposta na formação é praticamente nula, mas tudo isso é validado desde que no fim da época chegue o tão almejado título nacional, ou uma presença nas finais europeias. Este sucesso desportivo dos nossos clubes (e que colocam Portugal numa posição no ranking da Uefa, bem mais acima do que países com Ligas financeiramente pujantes) é alicerçado por uma política financeira desastrosa e que mais cedo ou mais tarde levará o futebol português a tomar medidas drásticas. Desde as negociatas com empresários, muitos deles com idoneidade altamente duvidosa, passando pela hiper dependência da Banca (curioso como os três grandes portugueses são patrocinados pelo mesmo banco), até aos negócios da moda com os fundos de jogadores, que mais não são que sociedades off-shore da própria banca (vide BES nos casos do Benfica e Sporting e o BMG no caso do Porto) e grupos de empresários que se estão literalmente nas tintas para o futuro dos clubes, mas sim preocupados com os seus rendimentos que advêm das transferências. Michel Platini já mostrou a sua preocupação com estes negócios e a Uefa prepara-se para proibir os fundos no futebol.

Curiosamente, o Sporting aquando da entrada de Bruno de Carvalho começou a limpar a casa, no Benfica assiste-se a um desinvestimento na equipa de futebol e a direcção benfiquista irá liquidar o seu fundo de jogadores em Setembro deste ano, e até o Porto que está a ser o grande animador do mercado, inverteu a sua política de transferências e começou a apostar nos jogadores emprestados ou na compra directa. Coincidências?

Saliente-se que a Liga Inglesa onde é expressamente proibida a contratação de jogadores via fundos, é aquela onde se assiste a um maior número de aquisições por parte dos “sugar daddys”. Será que os adeptos do futebol português estarão preparados para o tempo das vacas magras que se avizinha? Será que estão preparados para uma cada vez maior aposta no produto oriundo da formação? Será que estão preparados para a perda de competitividade na Europa? Estas perguntas serão respondidas a pouco e pouco, e é aqui que aparece Peter Lim. Ficando secas as fontes de financiamento, e quando o mercado louco das transferências for regulado, deixando de estar à mercê de fundos/pessoas/investidores sem rosto, estarão os adeptos do futebol português preparados para terem à frente dos seus destinos um qualquer Sheik árabe, ou um bilionário russo? 

Visão do Leitor (perceba melhor como pode colaborar no VM aqui!): Flávio Trindade

Stojkovic, Wallyson, Chaby, Iuri, Esgaio e Tobias nos 30 convocados do Sporting para o estágio na Holanda; Miguel Lopes, Víola, Semedo, Mica, Vítor e Cissé ficaram de fora

Metade dos convocados passaram pela formação do Sporting.

Ainda vão entrar Rojo e mais 3/4 reforços, ou seja, é natural que desta lista de 30, por serem relegados à B, cedidos ou vendidos, ainda venham a sair 8/9 elementos.

O Sporting divulgou a convocatória de Marco Silva para o estágio dos leões na Holanda onde o clube leonino irá realizar três jogos de preparação até dia 29 de Julho. Guarda-redes: Patrício, Luís Ribeiro, Marcelo Boeck, Stojkovic; Defesas: Maurício, Jefferson, Eric Dier, Paulo Oliveira, Cédric, Geraldes e Tobias Figueiredo; Médios: Shikabala, André Martins, William, João Mário, Rosell, Adrien, Gauld, Slavchev, Wallyson, Esgaio e Chaby; Avançados: Mané, Tanaka, Slimani, Montero, Iuri Medeiros, Capel, Carrillo e Heldon. VM - Ausências esperadas de Vítor e Cissé. Víola e Miguel Lopes parecem não fazer parte do projecto leonino por razões "extra-qualidade", até porque podiam ser boas soluções; Já a exclusão de Semedo (se for considerado como "trinco", já que não fazia sentido levar 5 centrais) e Mica (por não haver uma alternativa a Jefferson) percebe-se menos, mas também somos apologistas que os clubes devem trabalhar com o menor número de jogadores possível. Aliás, é nesta redução (ou filtragem) que passa a principal curiosidade sobre o futuro deste Sporting. Os leões precisam urgentemente de realizar encaixes, por outro lado alguns elementos que estão nesta convocatória não são soluções para uma equipa que quer lutar pelo título (e nem estamos a considerar aqueles que facilmente vão ser relegados para a equipa B).
 
Site Meter