27 de março de 2015

Em Julho tinha assinado até 2019, o que demonstra a confiança que os leões tem na sua capacidade. Resta saber quando é que irá ter espaço na equipa principal. Pelo que apresentou - claramente o jogador mais capacitado da equipa B leonina - parece ter todas as condições para a médio prazo se juntar a João Mário e William no meio campo. 

O Sporting comunicou oficialmente que Wallyson Mallmann continuará a ser jogador do clube até 2021. O brasileiro, de 21 anos, continua blindado com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros. Recordamos que o médio, que foi utilizado por Marco Silva em 4 jogos para a Taça da Liga, tem sido apontado ao Barcelona e Mónaco.

Concorda? Foi o "cérebro" da melhor equipa de sempre, o Barça de Pep, e da selecção que venceu 2 europeus e um mundial. Claramente um dos melhores médios do século (se juntarmos ao rendimento os títulos, é mesmo o n.º 1). E a La Roja apesar do domínio nos últimos anos nunca teve uma grande figura individual. Mas jogadores como Iniesta, Gento, Luis Suarez ou Raul também merecem entrar nesta "discussão".

O médio Sérgio Busquets, do Barcelona, afirmou, hoje, que Xavi Hernandez é o melhor jogador espanhol de todos os tempos. Busquets diz que o veterano do Barça é um exemplo para ele e que não é fácil a Espanha abordar esta nova fase sem o contributo de Xavi, apesar de realçar que esta geração está preparada para voltar a colocar a La Roja no top. "Sim, tenho de admitir que é estranho ver a Espanha sem o Xavi, porque desde sempre ele esteve presente. E sempre nos entendemos às mil maravilhas. Para mim é um exemplo de companheirismo e por tudo o que conquistou e o nível futebolístico que atingiu, para mim é o melhor jogador espanhol de todos os tempos", disse Busquets à imprensa espanhola.

É o 9.º jogador com mais internacionalizações pelo México - Andrés Guardado, emprestado pelo Valência ao PSV, vai continuar em definitivo no emblema de Eindhoven. Os clubes já oficializaram o acordo e em Espanha dão conta que o médio, que não teve problemas em se afirmar no líder da Eredivisie, vai permitir um encaixe de 3 milhões de euros ao clube Che.

Hélio alinhou com: Tiago Sá (Guilherme Oliveira, 79´); Rafael Ramos, Nelson Monte (Domingos Duarte, 58´), Dinis Almeida, Ruben Ribeiro (Riquicho,58´), João Palhinha (Estrela 58´), Janio Bikel (Raphael Guzzo, 70´) Francisco Geraldes (Francisco Ramos, 70´), Ivo Rodrigues (Cap.) (Nuno Santos, 70'), Gonçalo Guedes (Gelson Martins, 58´') e João Vigário (André Silva, 70´) - Portugal venceu por 2-0 o Usbequistão em jogo de preparação para o Campeonato do Mundo da Nova Zelândia. Ivo Rodrigues, de penalti (falta sobre Gelson Martins), e André Silva, numa recarga a remate de Gelson Martins, apontaram os golos, num jogo em que Gonçalo Guedes saiu lesionado.

Justo? Portugal precisa de encontrar a curto prazo uma alternativa para o centro da defesa, os 4 jogadores (Pepe, Alves, Fonte e Carvalho) chamados para a selecção A já estão nos trinta, e Oliveira tem feito por merecer uma oportunidade (apesar de Ilori ser um central com mais potencial); Bernardo e Ivan, pela utilização que tem tido, um numa equipa de Champions e outro num emblema que está numa Liga de Top, são opções óbvias.

Ivan Cavaleiro, Paulo Oliveira e Bernardo Silva vão integrar a Seleção A no jogo de preparação diante Cabo Verde, na próxima terça-feira, anunciou a FPF. Os jogadores de Corunha, Sporting e Mónaco agora convocados por Fernando Santos concentram-se no domingo e, juntamente com os 11 futebolistas do campeonato português convocados para o jogo com Cabo Verde, assistem ao Portugal-Sérvia no Estádio da Luz, a partir das 19h45.

Por onde passa o futuro do madeirense (ou é desta que dá continuidade ao projecto)? Uma experiência em Itália era o ideal para si, ainda por cima nos rossoneri tinha a margem do "ser complicado fazer pior que os antecessores".

A grande temporada que Leonardo Jardim está a realizar no Mónaco não passa ao lado dos principais clubes da Europa. De acordo com a Marca, o ex-Sporting é um dos nomes mais falados entre as equipas que estão a pensar mudar de treinador em 2015-16. O português, que apesar das saídas de Abidal, James e Falcao, conseguiu colocar os monegascos nos quartos-de-final da Champions e na luta pela Ligue 1, está a ganhar muita cotação em Itália e na Premier League e o AC Milan já demonstrou interesse na sua contratação. Inzaghi parece condenado e o perfil do madeirense encaixa no que os dirigentes rossoneri pretendem, alguém que dê garantias de voltar a colocar o colosso italiano entre os melhores da Europa. 

Esta época quase não foi opção e Rodgers, que falhou nos reforços para o ataque, sofreu com isso - Daniel Sturridge vai voltar a parar. O avançado do Liverpool contraiu uma lesão na anca e deve ficar afastado dos relvados até final de Abril. Recordamos que o 2.º melhor marcador da Premier League 2013-14 esteve parado entre Agosto e Fevereiro. 

Prova espectacular - Nova etapa, novo líder. A Sky aproveitou o vento para abanar o pelotão a 40 km da meta e deixou Bart De Clercq, que liderava, e Daniel Martin fora da luta. Aproveitou Valverde, que se destacou nos km finais do grupo em que vinham os favoritos, para chegar isolado à meta e vencer assim a 2.ª etapa na Volta a Catalunha. Na geral, Porte é agora o novo líder com uma vantagem de 5 segundos em relação a Pozzovivo e 7 sobre Contador.

Van Avermaet caiu, Sagan voltou a desiludir (incrível como bloqueou... nem fez top 25, quando parecia que tinha tudo para ganhar), Sky em grande (Ben Swift também venceu na Coppi y Bartali) - Geraint Thomas, que já vinha a ameaçar (o ano passado teve algum azar com as quedas), e tem estado em grande em 2015, venceu o E3 Harelbeke, uma das provas mais complicadas da Primavera e que serve de ensaio para o Tour de Flandres e Paris-Roubaix. O inglês da Sky (equipa mais forte esta época), com Stybar, isolou-se a 30/40 km da meta, Sagan apanhou-os pouco depois, e rapidamente ganhou 30 segundos. Uma margem que aumentou com a queda de Van Avermaet, que vinha no grupo dos outros favoritos. A 4km da meta, quando se pensava que ia ser um duelo entre Sagan e Stybar, Thomas atacou, Sagan e Stybar hesitaram e já não conseguiram apanhar o inglês. Stybar (ficou em 2.º) ainda tentou recuperar mas Sagan, como aconteceu na Strabe Bianche, ficou de tal maneira a pé que ainda foi ultrapassado pelo grupo onde vinham Trentin (3.º), Kristoff (4.º) e Vanmarcke (que agitou mesmo a corrida do que é costume, aliás notou-se a ausência de Cancellara, que caiu aos 30km, e com a lesão nas vértebras e pulso vai falhar os 2 Monumentos do princípio de Abril).

Já só sobra Vidal (e Roberto Pereyra, que está a realizar uma boa época).

Depois de Pirlo e Pogba agora foi Marchisio a lesionar-se. O médio sofreu uma lesão no estágio da selecção de Itália e, de acordo com a imprensa italiana, deve desfalcar a Juventus até final da época (alguns sites avançam que vai ficar parado 7 meses devido a uma rotura nos ligamentos). Caso se confirme, Allegri, que já não podia contar com Pogba até maio e Pirlo até meio de Abril, vai ter de reinventar o seu meio campo (Sturaro deve ter mais minutos, mas a Vecchia Signora fica sem o jogador, depois de Pirlo, mais cerebral, o que apresenta maior qualidade no passe e visão de jogo).

O Tour de Flandres e o Paris-Roubaix ficam sem 2 dos maiores especialistas da história neste tipo de provas - Fabian Cancellara caiu ainda numa fase inicial do E3 Harelbeke, uma das provas que servem de "aquecimento" para os 2 Monumentos do princípio do mês de Abril, e vai falhar as super-clássicas do Pavé, anunciou a Trek. Recordamos que Boonen também vai estar fora no mês de Abril, o que aumenta as possibilidades de Sagan e Vanmarcke juntarem finalmente um monumento ao currículo. Apesar de Terpstra nesta fase ter algum favoritismo.

Portugal perde assim a hipótese de fazer o pleno (já está no Mundial sub-20 e Europeu sub-21, falta a qualificação para o Europeu sub-19) - A seleção portuguesa de sub-17 falhou a qualificação para a fase final do Campeonato da Europa da categoria. Portugal, que perdeu no domingo por 1-0 com a Croácia, no terceiro e último jogo no grupo 2, foi afastado da fase final por ter sido o pior segundo classificado da ronda de elite, na qual se apuravam os vencedores dos agrupamentos e os sete melhores segundo posicionados. A seleção lusa foi penalizada no critério de desempate, que considerava apenas os resultados com o vencedor do grupo, a Croácia, e o terceiro colocado, a Sérvia, com a qual Portugal empatou 0-0, excluindo o confronto com o último classificado, o Azerbaijão, do qual saiu vencedor por 3-0.

Imagem: FPF
Ainda vão a tempo de garantir o bilhete para o Euro'2015? Há algumas incógnitas no elenco dos sub-21 de Portugal, Rony pode ir para os sub-20, o que abre uma vaga, Rúben Pinto também não está garantido. Mas a extremo/médio ofensivo até é provável que alguém já com algum "peso" fique de fora.

Rui Jorge dispensou os portistas Gonçalo Paciência, Ricardo Pereira e o gverreiro Rafa Silva, tendo chamado para os seus lugares, Bruno Fernandes (Udinese), Iuri Medeiros (Arouca) e João Teixeira (Benfica).

Boa solução (Mou já nos habituou a contratações com este perfil)? - Robert Green, guarda-redes de 35 anos, do QPR, que está entre os convocados da Inglaterra, é o alvo do Chelsea para ocupar a vaga de Petr Čech na próxima época. A saída do checo já é um dado adquirido para os Blues e de acordo com a imprensa inglesa, Green enquadra-se  naquilo que o Mourinho pretende para a baliza.

Resta saber se o modelo é para manter, ou se será mais um canal de clube e menos da cidade/região - Pinto da Costa anunciou a compra do Porto Canal por parte do FC Porto. "Está tudo acordado para que isso aconteça e será mais um passo naquilo que pretendemos para o FC Porto", referiu o líder portista numa entrevista à revista Dragões.

Tello, Casemiro e Óliver acrescentaram qualidade, mas faz sentido continuar com esta política de receber por empréstimo? Apesar deste ano ter sido uma excepção, devido à necessidade de melhorar repentinamente a equipa, um clube como o FC Porto devia potenciar os seus elementos, não os dos outros. Hoje em dia, tanto o Casemiro como o Óliver são muito mais jogadores que há um ano, subiram igualmente bastante a cotação (Atlético e Real agradecem), mas financeiramente (se excluirmos o que ajudaram na Champions) os azuis e brancos não vão ganhar nada com isso. Quanto a Lucas, se Casemiro sair, é obrigatório a contratação de um médio defensivo.

François Gallardo, empresário FIFA e conhecidíssimo em Espanha, revelou que Lucas Silva vai ser emprestado pelo Real Madrid ao FC Porto na próxima época. O médio brasileiro, que chegou em Janeiro ao campeão europeu proveniente do Cruzeiro a troco de 15 milhões não deslumbrou quando foi utilizado - chegou a ser titular na Champions - e com o regresso de Modric deve ter pouco espaço na equipa de Ancelotti. "Lucas Silva vai ser cedido ao FC Porto", disse o colaborador do programa "El Chiringuito". Tendo Manu Sainz acrescentado que o Real pretende recuperar Casemiro, que evoluiu muito este ano no Dragão, e a ideia é que Lucas repita o mesmo processo do seu compatriota.

26 de março de 2015

Se pretende partilhar a sua visão sobre qualquer tema da actualidade desportiva (só vamos aceitar textos bem estruturados, isentos e pessoais), envie-nos as respectivas crónicas para visaodemercado.blog@gmail.com. A colaboração dos leitores é fundamental para a manutenção deste projecto.

Parece haver indicações por parte dos clubes para que Ronaldo e Messi sejam servidos. Não só porque os prémios individuais são importantes para eles, como os mesmos acabam por valorizar as instituições. 

"É uma ideia louca". Foi assim que Suárez classificou a afirmação da Kicker de que há um acordo no Barça para que os jogadores sirvam Messi o maior número de vezes possível. Isto até seria natural, tendo em conta a qualidade do argentino, não fosse este "acordo" feito para levar o craque ao Pichichi da liga espanhola. «Isso é uma coisa estranha para dizer. Messi até me diz depois dos jogos: “Pensei que tu ias marcar aquele golo e por isso é que não estava preparado para o teu passe”», revelou o ex-Liverpool. La Pulga está envolvida com Ronaldo na corrida pelo título de melhor marcador do campeonato, tendo 32 golos contra os 31 do português. Quer se queira quer não, este final de liga espanhola promete não só um duelo entre Real e Barça mas também o duelo paralelo do costume. 

Tinha sido fortemente associado ao Man United, por exemplo - O PSG segura uma das suas pérolas do assédio de outros emblemas de topo europeu. Marquinhos renovou pelos parisienses até junho de 2019. O jovem de apenas 20 anos é um dos centrais mais promissores do mundo. 

Brahimi e Slimani derrotados; Quintero teve melhor sorte; Cristante marca pela Itália; Oliver titular nos sub-21 - Depois do fracasso na CAN, a Argélia foi ao Qatar perder com a selecção da casa por 1-0; com Quintero a titular, a Colômbia goleou o Bahrein por 6-0 (Falcão bisou., Ramos e Bacca também marcaram): Cristante não foi titular mas incluiu o seu nome nos marcadores, fazendo o segundo golo da selecção italiana de sub-20, que venceu a Suíça por 2-0; num encontro de sentido único, a Espanha de sub-21 bateu a Noruega por 2-0, com Óliver a fazer parte do inicial (Castillejo, Denis, Deulofeu e Munir também foram titulares).

Dunga apostou num quarteto ofensivo com Willian, Óscar, Firmino e Neymar, sem um avançado centro fixo; Fekir mostrou-se nos poucos minutos que esteve em campo - O Brasil voltou ao Stade de France, em Paris, onde perdeu a final do Mundial 98, mas desta vez saiu a sorrir ao derrotar a França, por 3-1. Varane ainda colocou os gauleses em vantagem, na sequência de um canto, mas Óscar, numa jogada em que combinou com Firmino, fez o 1-1 ainda antes do intervalo. Na 2.ª parte Neymar, belo golo, e Luiz Gustavo, num canto, consumaram a reviravolta. Deschamps alinhou com: Mandanda; Sagna, Varane, Sakho e Evra; Schneiderlin, Sissoko e Matuidi; Valbuena, Griezmann e Benzema; Dunga apostou em: Jefferson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Luiz Gustavo e Elias; Willian, Óscar e Neymar; Roberto Firmino. Nos anfitriões foram mais os destaques negativos que positivos, Sagna esteve ligado pela negativa ao 1.º e 2.º golo do Brasil, Benzema esteve apagado na frente (foi bem anulado por Miranda e Thiago) e voltou a faltar um médio que acrescente alguma criatividade/qualidade com bola, talvez Fekir, que entrou bem, com algumas iniciativas interessantes, possa fazer essa ligação com o ataque; No Brasil, Elias, ex-Sporting, encheu o campo. Sempre a dar uma linha de passe, a equilibrar a equipa; Jefferson fez duas defesas incríveis; Willian esteve muito forte no transporte de bola e Neymar voltou a demonstrar que está num grande momento. Além do golaço teve vários lances de grande nível.

Uma das principais referências do desporto nacional.

Naide Gomes, antiga campeã mundial ‘indoor’ de pentatlo e salto em comprimento, pôs hoje um ponto final na sua carreira, aos 35 anos, devido a lesão prolongada. A atleta do Sporting tem no currículo 1 titulo mundial no pentatlo e 1 um mundial em salto em comprimento, mais dois europeus, todos em pista coberta, mais uma medalha de prata num Mundial e 5 em europeus. A tudo isto junta vários recordes nacionais.

Melhor central da Premier League esta época e por larga margem (Cahill, Kompany, Koscielny tem tido um ano irregular) - John Terry, que se estreou pela equipa principal do Chelsea em 1998, renovou por mais uma temporada, prolongando a ligação ao clube londrino até ao final da época 2015/2016. O defesa, de 34 anos, reconheceu, hoje, que foi Mourinho que lhe deu força para regressar ao nível que parecia já ter perdido "Ele [Mou] sabe em que botões tem de carregar e sabe o que me me faz vibrar. Desta vez, antes dele chegar, recebi um telefonema a dizer, 'preciso que comeces já a correr. As pessoas dizem que estás arrumado", disse o internacional inglês em declarações ao jornal britânico "The Sun”.

Talvez o estrangeiro mais cotado na história da liga sueca - O uruguaio Diego Lugano, 3.º mais internacional na história do seu país (só batido por Maxi e Forlán), vai jogar até ao Verão no  BK Häcken. O central, de 34 anos estava no desemprego desde que o seu contrato com o WBA, da Premier League, terminou no final de 2013-14.

Nulo diante da Dinamarca no penúltimo teste dos sub-21 de Portugal antes do Europeu da categoria. Um amigável com pouco para contar, apesar de ter colocado frente-a-frente duas equipas que vão estar na República Checa. Os comandados de Rui Jorge dominaram a partida, tiveram mais posse, 15 remates contra 2, mas as oportunidades de golo foram quase nulas. Os jovens lusos estiveram algo apáticos, pouco intensos, não fizeram uso da criatividade, qualidade e velocidade que os caracteriza e acabaram por ser presa fácil para a defensiva dinamarquesa. Na 1.ª parte, Sérgio Oliveira desperdiçou a melhor oportunidade da seleção ao permitir a defesa ao guarda-redes dinamarquês na sequência de um penalti; Enquanto que no 2.º tempo, à excepção de um lance Gonçalo Paciência, que já tinha provocado o penalti, em que o jovem do FC Porto dentro da área conseguiu arranjar espaço para visar a baliza de Jakob Jensen, a incapacidade no momento ofensivo ainda foi mais evidente. A Dinamarca, que praticamente só se limitou a defender, até teve uma excelente oportunidade na 1.ª parte (José Sá respondeu à altura), mas fora isso também contribuiu para o mau espectáculo.

Destaques:

Portugal - Rui Jorge apostou num 4-3-3 com José Sá; Ricardo Pereira, Paulo Oliveira, Tiago Ilori e Rafa Soares; Rúben Neves, Sérgio Oliveira (Cap.) e Bernardo Silva; Rony Lopes, Ivan Cavaleiro e Gonçalo Paciência - Mas não resultou. Rony a extremo direito tomou quase sempre a pior decisão (perdeu quase todos os lances), o meio campo também contribuiu para a pouca fluidez de jogo com muitos passes errados e perdas de bola, e, apesar do domínio, Bernardo (que esteve longe do que pode e sabe... até pareceu algo fatigado) nesta fase com o seu transporte de bola ainda levou a equipa para a frente, os lances ofensivos foram quase nulos. No 2.º tempo o nível de jogo ainda caiu mais. Bruma e Horta também não acrescentaram a velocidade que parecia estar a faltar ao jogo de Portugal, o meio campo acrescentou ainda menos criatividade (Bernardo Silva quase não se viu neste período), e sem ser a coesão da dupla de centrais, Ilori e Oliveira, a segurança de José Sá, quando foi chamado a intervir, e os bons pormenores de Gonçalo Paciência, no pouco espaço que teve, os destaques foram quase nulos. Mesmo numa perspectiva futura não é fácil tirar ilações com base neste jogo. Fica a ideia que Ricardo (um dos melhores hoje), que na qualificação jogou à frente no 4-4-2, passa a contar como lateral direito; Cancelo fez a 2.ª parte a lateral esquerdo (Rafa Soares foi o titular e esteve melhor), o que evidencia a falta de Guerreiro (não tem substituto à altura); No meio campo, Oliveira e Neves precisam de alternativas, hoje estiveram aquém do que podem acrescentar, mas as alternativas eram quase nulas (falta William?); E na frente, entre Rony, Mané, Bruma, Rafa, Horta ou Ivan, ninguém ganhou pontos nesta luta.

Dinamarca - Os nórdicos, apesar de terem tido dois bons remates, nos quais José Sá esteve atento, pouco ou nada produziram ofensivamente e acabaram por se tornar presa fácil para a defesa portuguesa. Cornelius, a estrela do ataque, foi anulado por Ilori (ganhou-lhe sempre nos duelos em velocidade), Falk, médio ofensivo com semelhanças a Danny, também pouco apareceu e com isso a equipa viveu dos extremos, Poulsen e Toutouh, que de vez em quando tentavam levar perigo através da ala, embora não tivessem sido bem sucedidos na maioria das vezes. Defensivamente a equipa não se desposicionou, e o duplo pivot composto por Norgaard e Thomsen foi importante ao não permitir que o meio campo português fosse influente na partida, no entanto faltou mais organização no ataque, algo que teria sido atenuado pela entrada de Lucas Andersen que só acabou por sair do banco já na segunda parte. O melhor da equipa acabaria mesmo por surgir do setor defensivo. Apesar das exibições menos conseguidas dos laterais (deram espaço aos extremos) e de Sorensen, autor da grande penalidade, Vestegaard - à semelhança do que já tem feito no Werder Bremen - dominou o seu espaço, tanto pelos ares, como pelo chão. Já na baliza, Jensen foi o melhor em campo: defendeu uma grande penalidade, tirou um golo a Paciência e mostrou segurança em todos os remates dos jovens lusos.

É desta que se junta ao Arsenal?

Morgan Schneiderlin, um dos melhores médios defensivos da Premier League, voltou a reiterar o desejo de deixar o Southampton, caso o clube não se qualifique para a Champions. O internacional francês no último Verão esteve perto de assinar pelo Arsenal e Tottenham, mas os Saints bloquearam a sua saída. No entanto, desta vez esse cenário parece ser inevitável. Apesar da boa época do conjunto de Koeman a hipótese de terminar no Top 4 é cada vez mais remota. "Em Agosto pedi para sair, mas o clube perdeu muitos jogadores e não aceitaram transferir-me", disse Schneiderlin ao L'Equipe. Acrescentando: "Desde aí tenho conversado com os dirigentes e eles sabem que quero jogar na Champions. E se o clube conseguir o apuramento não tenho problemas em ficar. Mas aos 25 anos é importante estar na Liga dos Campeões e não quero continuar à frente da TV às terças e quartas-feiras".

Este ano jogou 30 minutos na Champions - Nathan Aké vai jogar no Reading, do Championship, por um mês, cedido pelo Chelsea. O promissor holandês, que pode jogar a lateral, central ou médio defensivo, está tapado no conjunto de Mourinho.

Contador atacou mas foi ultrapassado por Porte, que está em grande em 2015, depois de um 2014 para esquecer; Falou-se tanto em Rolland que se esqueceram do belga De Clercq - Tejay Van Garderen venceu a etapa da rainha da Volta a Catalunha. O norte-americano, já bastante atrasado na geral, atacou na última subida e chegou isolado à meta, com menos 3 segundos que Porte, que respondeu a um ataque de Contador e ainda ganhou margem ao espanhol. Daniel Martin, Kelderman, Atapuma, Pozzovivo, Valverde, Kiryienka e Valls completaram o top 10. Na geral, Bart de Clercq, um dos três elementos que ganhou muito tempo no 1.º dia, é o novo líder (Rolland, que na teoria era a principal ameaça perdeu mais de 5 minutos). O belga tem uma vantagem de 21 segundos em relação a Porte, 26 sobre Pozzovivo, 27 para Daniel Martin e 28 para Contador.

Imagem: Daily Mail
Concorda (ou, mesmo com os critérios, é sempre uma análise subjectiva)?

Para tentar responder à velha questão de "qual é que é o maior clube?", o Daily Mail elaborou um Top com as 50 melhores equipas de Inglaterra. O Man Utd ficou em 1.º e "ganhou" assim o estatuto de principal emblema do Reino Unido, à frente do Arsenal, Liverpool, Chelsea e Man City. Para chegar a esta hierarquia, o jornal inglês definiu 6 critérios: espectadores, mais seguidores a nível mundial, troféus, média da posição final da Premier League desde 1888-89, qualidade dos jogadores e receitas. Uma posição polémica, é o 2.º lugar do Arsenal à frente do Liverpool, mas o Daily Mail justifica: "Nos troféus o Liverpool está no Top, mas nas outras áreas, como espectadores ou receitas, o Arsenal, que nos últimos anos tem superado sempre os Reds na Premier League, e é a 2.ª equipa com melhor prestação a nível de classificação final no campeonato inglês, leva vantagem".

Tem contrato com as águias até 2016  - Yannick Djaló continua com a ambição de se afirmar no futebol mundial, num entrevista a um jornal russo, o extremo/avançado do Benfica, manifestou esse desejo e garantiu que não foi por dinheiro que deixou Portugal. «Se pensasse no dinheiro, teria ficado no Benfica. Mas não posso ficar no banco, ia ficar louco. Quero desfrutar do futebol, quero provar ao Mordovia e ao Mundo que ainda valho alguma coisa. Creio que, nesta boa atmosfera, tudo correrá bem. Quero recuperar a minha reputação e mostrar que há um Yannick Djaló que sabe jogar futebol», afirmou ao SportExpress. O jogador formado do Sporting falou ainda sobre Hulk. «Fico muito feliz pelo sucesso dele, porque não é apenas um jogador, mas também uma boa pessoa, que merece tudo o que tem». E destacou que o principal problema até agora, nesta sua experiência na Rússia, é a comida. «O meu maior problema, aquele que mais rapidamente tenho de resolver, é a questão da comida. É ainda mais complicado do que a adaptação ao relvado, porque é muito diferente da portuguesa, provavelmente devido aos molhos e o meu corpo ainda se está a adaptar. É algo muito importante para um profissional ter uma boa fonte de energia.»

Corria o verão de 2013 quando Moreto Cassamá desertou de Alvalade para assinar pelo FC Porto, suscitando uma enorme desilusão nas hostes leoninas. Não era para menos, já que estamos na presença de um pequeno génio. Um médio que rompe por completo com o típico jogador africano que surge nas camadas jovens em Portugal. Engane-se quem pense que ele se destaca pelo superior porte físico, nomeadamente a velocidade, que tanta diferença faz entre o vulgar jogador africano (Romário Baldé, Aladje, etc) e o jogador português. "El Mago" é mais do que isso. Faz jus à alcunha. Dono de um primeiro toque invejável e de uma capacidade de decisão em espaços curtos ao alcance dos melhores. Assumiu-se como patrão dos sub-17 dos Dragões, feito que o catapultou precocemente (nasceu apenas em 1998 e como tal devia estar nos Juvenis) para os sub-19 comandados por Folha que eliminaram recentemente o Real Madrid em pleno Alfredo Di Stéfano (o mini estádio da cidade desportiva dos Merengues)

É certo que em Portugal existe um certo estigma quando ouvimos falar de um craque de descendência africana nas camadas jovens. E com razão já que são mais significativos os casos de insucesso do que o contrário. Julgamos, contudo, estar perante um caso diferente. Um jogador cerebral que se assemelha a uma escola de médios tradicional de que Portugal é capaz de produzir. Com capacidade para ser 2.º médio, jogar mesmo num duplo pivot à frente da defesa, ou como o típico médio organizador. Bastará dizer que o jogador favorito de Cassamá é Moutinho, o que é bastante elucidativo da forma como o 10 do Porto pensa o jogo.


Com um passado nas selecções nacionais, onde assume predominantemente o papel de líder,"El Mago" conta já com 27 internacionalizações até aos sub-17.

Posto isto, consideramos que um dos passos decisivos na carreira do jovem de ascendência Guineense será a transição para o futebol profissional, onde se espera que a equipa B assuma um papel preponderante nessa adaptação. Tudo indica que a próxima época será de afirmação nesse espaço competitivo que obrigará Moreto a um salto de intensidade enorme. As diferenças físicas vão se agravar e caberá ao jovem impor a sua maior inteligência e rapidez - de pensamento - no seu jogo.

Scouting: João Magalhães e Rui Valente

25 de março de 2015

Tal como a Espanha no pós-2010, a Mannschaft está a ter muitas dificuldades em descer à terra após a conquista no Brasil, tendo sofrido 4 golos da Argentina, empatado com a Irlanda e com a Austrália, sempre em casa. Hoje Löw testou uma defesa de 3 e uma dupla Götze-Reus na frente, tentando resolver a falta de laterais (ainda para mais agora que Lahm se retirou) e de Pontas-de-Lança de top.

A Campeã do Mundo Alemanha empatou, em Kaiserslautern, frente ao Austrália por 2-2, numa partida em que Löw apostou em nomes como Zieler na baliza ou Bellarabi e Hector, estes últimos com a tarefa de fazer todo o corredor frente aos Cangurus, recente Campeão Asiático, que voltou a deixar uma bela imagem. O primeiro golo foi apontado por Reus, após uma bela arrancada "à Panzer" de Khedira (que passou de não convocado no Real a capitão da seleção vencedora do Mundial), tendo a Austrália dado a volta com golos de Troisi e Jedinak, este último de livre directo (Leckie também esteve em destaque), tendo Podolski, que parece talhado para jogar na Mannschaft, evitando a derrota da sua equipa com o seu golo número 48 pela Seleção. 

Sete triunfos em sete jogos - O Benfica, que já tinha feito história ao conseguir o apuramento para as meias-finais da Taça Challenge, colocou-se em vantagem na eliminatória ao vencer na 1.ª mão, no Pavilhão da Luz, o CMC Ravenna, de Itália, por 3-0. No próximo domingo, a equipa comandada por José Jardim defronta em Itália o CMC Ravenna e em caso de vitória qualifica-se para a final da Taça Challenge.

"No dia a seguir ao anúncio da convocatória dos sub-19 da Escócia, onde Jack não estava incluído, a Espanha entrou em contacto telefónico para saber informações acerca  das suas intenções e condição internacional", relevou o pai do jogador - Jack Harper, jovem promessa do Real Madrid, que apesar de ainda ter idade de júnior já actua pela equipa B dos merengues, ao lado de por exemplo Martin Odegaard, ficou fora das escolhas da Escócia, por não ter a capacidade física que o treinador pretende. Algo que está a proporcionar uma polémica. De acordo com o pai do jogador, a Espanha já está "no terreno" para perceber a disponibilidade do jovem, que é internacional escocês nos escalões de formação mas nasceu na Costa del Sol, em representar a La Roja.

Amigáveis - Bendtner, que nos últimos dias disse que devia jogar no lugar de Bas Dost, fez um hattrick na vitória da Dinamarca, por 3-2, frente aos EUA. Aboubakar também garantiu o triunfo dos Camarões (1-0) diante da Indonésia.

Aumenta ainda mais o favoritismo dos catalães, apesar da história recente nem favorecer as equipas que jogam em casa. O Real, de Mourinho, há 2 anos foi derrotado no Bernabéu pelo Atlético.

Florentino não queria que o Barça festejasse um título em sua casa e sendo assim a final da Taça do Rei desta época, entre Barcelona e Atlético de Bilbau, terá lugar em Camp Nou. As equipas pretendiam que o jogo se disputasse no Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid, mas com a recusa dos merengues esta foi a solução encontrada pela Real Federação Espanhola de Futebol, depois de uma votação que teve 26 votos a favor do reduto catalão e apenas 18 para o recinto basco. Ou seja, estão reunidas as condições para a polémica. Uma final Barça-Atlhetic (os dois clubes com maior tendência separatista...além de serem os que mais Taças venceram), no Camp Nou, com o hino Espanhol a tocar (e provavelmente a ser bastante assobiado) tem tudo para ser histórico.

Baixa de peso e que pode hipotecar de vez as esperanças do conjunto de Koeman em conseguir o apuramento para a Champions - Fraser Forster, do Southampton, irá falhar o resto da época devido a uma lesão no tendão patelar do joelho esquerdo, anunciou o 6.º classificado da Premier League. Forster, que para muitos, principalmente antes da exibição de Hart frente ao Barcelona até devia ser o titular de Inglaterra, era actualmente o guarda-redes menos batido do campeonato inglês, com "apenas" 21 golos sofridos. 

Não assumiu o protagonismo que se esperava na Premier League e mesmo no Arsenal tem tido um rendimento inferior ao de Cazorla. O alemão neste momento, mais que o prémio FIFA, tem de se preocupar é em manter o pouco estatuto que ainda possuiu. Tem sido muito criticado na imprensa inglesa e os adeptos dos Gunners também não estão satisfeitos com as suas prestações, ainda por cima no dia em que falhou o jogo com o Newcastle, devido a uma gripe, foi apanhado numa festa em Berlim.

Mesut Özil acredita que ainda tem tempo para ser considerado o melhor jogador do mundo. "Se continuar a melhorar e se me mantiver saudável…gostaria, nos próximos anos, de ter nas minhas mãos a Bola de Ouro. Estou convencido de que irá acontecer. Estou a andar na direção certa", defendeu o médio em declarações ao Bild. "Sou campeão mundial e jogo num clube de topo na Premier League. Aqui o jogo é muito mais físico do que em Espanha ou na Bundesliga. Estou sempre a ficar com nódoas negras, mas isso só me torna mais forte. Fisicamente, sinto-me melhor do que nunca", concluiu. Noutro âmbito o médio do Arsenal confessou que não gosta particularmente do rótulo de germano-turco e da imagem que tal possa representar para o público alemão: "Não fico chateado, mas apenas surpreendido, pois sou o único a ser designado dessa forma. Em relação a Samir Khedira ninguém diz germano-tunisino ou germano-polaco para Lukas Podolski e Miroslav Klose. Mas sinto orgulho por ter beneficiado de duas culturas, permitindo-me aliar a disciplina tática alemã com a técnica turca".

Concorda? - O diretor-geral do Sporting de Braga considerou hoje que o clube tem sido “o mais prejudicado pelas arbitragens” na I Liga de futebol e entende que Sérgio Conceição voltou a ser injustiçado com a expulsão em Coimbra. “(Frente à Académica) Foi o oitavo penalti não assinalado a favor do Braga e o quarto nos últimos minutos do jogo. O Braga tem apenas dois penaltis a favor. Não queremos que os assinalem mal, mas são oito que a crítica reconhece. A verdade é que o Braga é a equipa mais prejudicada pela arbitragem”, afirmou Pedro Pereira. Em declarações à agência Lusa, o dirigente comentava a expulsão do treinador após o fim do jogo de Coimbra com a Académica (0-0), considerando que a polémica em torno da mesma “desviou as atenções do essencial, que foi o Braga ter perdido dois pontos”. “Estão a atirar para o lado o que mais penalizou o Braga, o Sérgio Conceição e todos os nossos grandes profissionais, que foi a arbitragem e os dois pontos perdidos”, reforçou, aludindo ao trabalho de Bruno Paixão, “que, a cinco metros do lance, não viu um penalti sobre o José Luís”. Pedro Pereira estranha ainda que o conteúdo dos relatórios tenha sido revelado pelos media e confessa a “revolta” do grupo de trabalho `arsenalista´, lamentando que haja “quem queira continuar a brilhar depois do jogo”. O responsável bracarense revelou que o clube fez uma exposição ao Conselho de Arbitragem sobre o jogo e recordou que os 20 dias de suspensão preventiva aplicados ao treinador “são fruto dos regulamentos e não uma pena da Comissão de Disciplina, que abriu um processo disciplinar, tal como ao presidente da Académica”. “Chegou a altura de dizer basta. Chega. Não achamos justa esta situação e da mesma forma que a Académica está estupefacta com o que está a acontecer, nós também estamos”, lastimou. Pedro Pereira recorda, ainda assim, que o Sporting de Braga está a fazer uma época “dentro dos objetivos”, apesar das referidas oito supostas grandes penalidades que ficaram por marcar. “Há alguma revolta pelo que tem acontecido, mas, ao mesmo tempo, se nos querem derrubar, só estão a dar-nos mais força para encarar de forma mais determinada os momentos decisivos que aí vêm”, concluiu. Fonte: Agência Lusa

Imagem: Daily Mail
Na Premier League não perdoam.

Martin Skrtel, do Liverpool, foi suspenso por três jogos pela Federação inglesa devido a uma "pisadela" a David de Gea, O defesa de 30 anos foi penalizado por conduta violenta com base no vídeo do jogo, apesar de o árbitro Martin Atkinson não ter visto o incidente ocorrido no final da vitória do Man Utd em Liverpool, por 2-1.

Um dos melhores médios da Bundesliga, chegou a ser falado como possível substituto de Steven Gerrard - O Borussia de M’gladbach, actual 3.º classificado do campeonato alemão, garantiu oficialmente a aquisição de Lars Stindl, do Hannover. O médio, de 26 anos, que esta época já apontou 6 golos, só termina contrato em 2016 mas tem uma cláusula que lhe permite sair no próximo Verão por "apenas" 3 milhões de euros. Leverkusen, Dortmund e Schalke 04 também manifestaram interesse no N.º10. 

Grande etapa, Froome desiludiu, Valverde voltou a ter azar; Já deu para ver quem vai animar o Giro - Pozzovivo venceu a 3.ª etapa da Volta a Catalunha. O italiano, juntamente com Contador, Aru, Porte e Uran, ganhou margem na última subida do dia e perto do final da etapa, na parte plana, atacou e sem a resposta dos adversários, chegou isolado à meta. Uran e Daniel Martin, que entretanto se juntou aos 5 elementos que prometem lutar pela rosa na Volta a Itália, completaram o pódio. Na geral Rolland, como se previa (e ainda com mais de 2 minutos de vantagem), assumiu a liderança, num dia em que Froome demonstrou pouca força (não conseguiu acompanhar os melhores na principal subida do dia) e em que Valverde voltou a ter azar, na parte decisiva da etapa caiu e depois já não foi possível chegar aos da frente.

Os Blues necessitam de mais um médio? A dupla Cesc-Matic não tem tido alternativas válidas e Mou muitas vezes utiliza o espanhol como terceiro médio. Por outro lado, Mikel pode sair e Ramires este ano não apresentou o rendimento de outras épocas. 

José Mourinho tem acompanhado as boas exibições de André Gomes no emblema "che" e estará a ponderar avançar para a contratação. De acordo com o PlazaDeportiva, o ex-Benfica encaixa no perfil que Mou quer para o Chelsea. Um jogador alto, com capacidade física, forte no transporte de bola e que pode acrescentar tanto no momento ofensivo como defensivo. Recordamos que o médio está blindado por uma cláusula de 50 milhões de euros, e que também tem sido associado a outros emblemas importantes como o Barcelona e Man Utd. Aliás esta boa temporada da equipa de Nuno tem valorizado muitos elementos, como Mustafi, Otamendi, Gayá ou Alcácer, resta saber é se o Valencia está para vender ou mais para continuar a comprar.

Reforço importante para uma equipa que tem a ambição de lutar por uma vaga na Champions, ainda por cima o promissor Alessio Romagnoli deve regressar à Roma no próximo ano - Niklas Moisander, um dos melhores defesas da Eredivisie, assinou oficialmente pela Sampdoria até 2018. O central finlandês, de 29 anos, que também pode jogar a lateral-esquerdo, termina contrato com o Ajax em Junho, chegando assim a custo zero à Série A.

Contratação estará associada à entrada de um grupo investidor no clube, de acordo com o «El Desmarque» - José Dominguez, ex-Sporting B que em 2014 trabalhou no Real Cartagena, da Colômbia, vai treinar o Recreativo de Huelva, que milita na segunda divisão espanhola. O objectivo do antigo extremo é tirar a equipa dos lugares de despromoção e mantê-la no segundo escalão. Nesta altura, o Recreativo de Huelva é 20.º classificado com 29 pontos, estando a 2 pontos dos lugares de salvação.